Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Incêndio deixa 16 famílias desabrigadas na ZL

Fogo consumiu barracos na zona leste da capital, segundo moradores, após curto na fiação elétrica; entidades arrecadam doações

Moradores apontam que ao menos 150 pessoas foram afetadas na Favela Souza Ramos | Foto: FLM/CMP

A dona de casa Maria Aparecida Santos Sousa, 42, estava preparando o almoço da família, quando ouviu uma gritaria e todo mundo estava correndo. “Não deu tempo de salvar nada. O pessoal da comunidade entrou no rio que corta a favela para pegar água e tentar apagar o fogo”, lembra. O incêndio aconteceu na tarde deste sábado (16/5), na Favela Souza Ramos, em Guaianases, zona leste da capital paulista.

Segundo Maria, o início do fogo começou no barraco de um morador, com um curto circuito na fiação elétrica. “Aí espalhou tudo para os outros barracos. Graças a Deus ninguém se feriu”, conta.

Os moradores apontam que ao menos 150 pessoas foram afetadas e que 16 barracos foram atingidos pela chamas. Maria, que tem um esposo e duas crianças pequenas, diz que agora depende da ajuda de amigos e vizinhos. “Se na pandemia já era difícil, agora ficou pior”, diz. “A água que a gente tinha era um ‘gato’ [instalação irregular] para ter acesso à água do rio. À noite, pingava um pouco na torneira e a gente usava para tomar banho, se higienizar”, explica.

Pelo menos 16 famílias ficaram sem casa após incêndio | Foto: FLM/CMP

Maria disse que funcionários da Prefeitura de São Paulo foram ao local e entregaram cestas básicas e colchões.

Membros de movimentos de moradia estão fazendo arrecadações de alimentos, itens de higiene e cobertores. “Nós conseguimos entregar hoje cerca de 400 marmitas, leite, bolacha. Agora estamos precisando de cobertores”, afirma Rosania Máxima da Silva, 49 anos, coordenadora da Ocupação Guaianases e membro da FLM (Frente de Luta por Moradia) e CMP (Central de Movimentos Populares).

Segundo testemunhas, fogo teria iniciado após curto circuito na fiação elétrica da casa de um morador | Foto: FLM/CMP

O que diz a Prefeitura

À Ponte, a assessoria do Corpo de Bombeiros disse que foi chamada por volta das 13h26 e que o fogo foi controlado às 14h10, atingindo ao menos 10 barracos, sem vítimas, e que agora a apuração da causa do incêndio fica a cargo da perícia. 

Procurada pela reportagem, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social da Prefeitura informou em nota que “ofertou acolhimento e insumos, sendo 35 colchões, 35 cobertores, 16 cestas básicas e 16 kits de higiene. As famílias recusaram a oferta de acolhimento e preferiram ir para casa de amigos e parentes”. 

Também procuramos a Secretaria da Segurança Pública para saber se a causa do incêndio já havia sido apurada. Em nota, a InPress, assessoria de imprensa terceirizada da pasta, informou que a ocorrência foi encerrada às 18h07, sem registro de feridos, e que o caso foi registrado no 49 DP (São Mateus). 

Como ajudar

Endereço da favela: Rua Souza Ramos, 136, Guaianases.

Os pontos de arrecadação informados são: Rua Apa, nº 236, bairro de Santa Cecília, no centro da capital; e Rua Moreira Neto, nº 783, Jardim Divino, Guaianases na zona leste.  

Contato: (11) 94838-6685 ou (11) 96649-9189, falar com Jaine ou Rosania.

Por Jeniffer Mendonça – Repórter da Ponte

Última atualização em

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *