Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Ludmilla, Pablo Vittar, Lucas Lucco: Virada terá mais de mil atrações

Evento ocorre nos dias 18 e 19 de maio e é de graça.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Por Flávia Albuquerque 

A Prefeitura de São Paulo anunciou hoje (8) a programação da 15° Virada Cultural em São Paulo, que acontece entre os dias 18 e 19 de maio. Neste ano, o evento terá 1.200 atividades em 250 pontos da cidade, ocupando as 32 subprefeituras da capital. A expectativa de público é 5 milhões de pessoas. Neste ano um dos objetivos é oficializar a entrada do evento no livro dos recordes, o Guines Book.

Pela primeira vez haverá um palco totalmente dedicado à música sertaneja. O palco de música cristã será levado para o Centro e a programação de gastronomia será a maior de todas as edições. Outra novidade é que as atrações renomadas não farão apenas uma participação em palcos centrais. Elas serão levadas para palcos dos principais pontos descentralizados. 

Mais uma ação inédita será o corredor da Avenida Paulista, que ficará aberto ao público e fechado para veículos por 24 horas. Neste período, a região contará com atrações em instituições como Instituto Moreira Salles (IMS), Japan House, Sesc Paulista, Itaú Cultural e vão do Masp. As quadras das escolas de Samba Mancha Verde, Rosas de Ouro, Dragões da Real, Unidos de Vila Maria e Acadêmicos do Tatuapé serão incorporadas ao roteiro do evento.

Haverá uma transmissão inédita e ao vivo do evento para todo o Brasil pela Spcine Play, pelo site www.spcineplay.com.br .

O programa Cultura Inclusiva, uma parceria entre a SMC e a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED), também fará parte do evento, levando tradução em Libras a 23 palcos e 71 espetáculos da Virada Cultural.

“A Virada Cultural é um óbvio projeto de ocupação cultural maciço importante e impactante que leva a cultura, a arte para a cidade. É um projeto de difusão cultural em todas as linguagens artísticas existentes, é um projeto de memória porque já faz parte da memória afetiva da cidade, mas também é uma maneira de mapear o patrimônio histórico com cultura. É também o reconhecimento da cidade, das pessoas com a cidade e como símbolo de uma capital da cultura”, disse o o secretário municipal de Cultura, Alexandre Youssef.

Segundo o secretário, neste ano a Prefeitura focou em um projeto robusto e de multidão para reconstruir a Virada e reposicioná-la coo um dos maiores eventos da cidade, fazendo com que o evento seja um encontro das diferenças, da tolerância e da diversidade. “A Virada é claramente uma possibilidade de constituirmos um calendário fixo cultural público, porque está posicionada entre o carnaval e o São João. Além disso, gera oportunidades de renda, emprego, aquece a economia criativa, tem enorme potencial de captação futura de parcerias”.

Palcos

Ao todo são 35 palcos, sendo 27 no Centro e oito descentralizados. O maior palco estará no  Anhangabaú (Plural) e representa a pluralidade e encontro de diferenças desta edição do eventoNo Centro estarão os palcos: Cásper Líbero – Pop, República da Diversidade, Coreto das Drags, Arouche – Brega, Rio Branco – Rock, Copan – Itamar 70, Dom José Gaspar – Cultura Popular, São João – MPB/ Samba, Paissandu – Piolin, Paissandu – Picolino, Boulevard dos Palhaços, Paissandú – Circo, Anhangabaú – Plural, Barão de Limeira – Discos, Bráulio Gomes – Choro, Itapetininga – Brasil 360, Patriarca – Experimenta, São Bento – Rap, São Bento – Berço Hip Hop, Pateo do Collegio – Instrumental, Luz – Sertanejo, Sé – Música Cristã, Roosevelt – Arte na Praça, Olido 70+, Theatro Municipal Multicultural, Camara Municipal – Cultural e Mercado Municipal – Samba, além de Cortejos Carnavalescos, Festas e Gastronomia.
Quatro palcos terão telões: Anhangabaú, Cidade Tiradentes, Copan (Itamar 70) e Patriarca (Experimenta).

Infraestrutura e segurança

A 15ª edição da Virada Cultural contará com 116 banheiros químicos (incluindo banheiros PNE), espalhados e localizados em 61 bolsões de serviços sanitários (57 no Centro). Esses bolsões sanitários ficarão em grandes espaços abertos para que sejam facilmente localizados pelo público. O metrô, trens da CPTM e ônibus também funcionarão 24h.

De acordo com a Prefeitura 1.500 seguranças particulares, além do efetivo da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal (GCM) serão responsáveis pela segurança do evento. Trabalharão 630 bombeiros. Para eventuais ocorrências médicas e de urgência, nove postos de ambulatório fixos ficarão localizados em pontos estratégicos, com um total de 50 pessoas, entre médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem, e, nas unidades móveis, de 150 pessoas.

“Cidade segura é cidade ocupada pelas pessoas. É óbvio que temos problemas, mas fizemos um grande plano em conjunto com a PM resolvemos encarar os desafios e as questões que existem. Então ao invés de tirarmos vias, nós colocamos coisas nas vias, as festas entre os palcos, as intervenções artísticas entre os palcos. Quanto mais cultura e ocupação da cidade, mais segurança. Estamos apostando nisso”, disse Youssef.

Programação musical

Entre os destaques estão o show de Seun Kuti & Egypt 80 com participação de IZA e Ofertório, com Caetano, Moreno, Zeca e Tom Veloso. A programação também conta com Anitta, Pabllo Vittar, Aline Barros, Naiara Azevedo, Lucas Lucco, Anavitoria, Rincon Sapiência + ÀTTØØXXÁ, Ludmilla, Maria Rita, Criolo, Vitor Kley, Emicida, Karol Conká, Grande Encontro (Elba Ramalho, Zé Ramalho e Geraldo Azevedo), Preta Gil, Nação Zumbi, É O Tchan, Jojô Todynho, Céu+ Tropkillaz, Angela Ro Rô, Baco Exu do Blues, Demônios da Garoa, Sepultura e Moraes Moreira.

O roteiro de atrações musicais passa pela estreia do programa de música nas sacadas, que trará opções de música brasileira, rock, ópera e serestas. Haverá palcos para celebrar os 70 anos de Itamar Assunção, apresentações da Orquestra Sinfônica Municipal, da Jazz Sinfônica e de Hamilton de Holanda, além de atrações surpresa, que ainda serão anunciadas.

Teatro e dança

A atriz Andréa Beltrão interpreta Antígona, no Theatro Municipal, e a mostra de teatros independentes oferece espetáculos como Roda Viva, no Teatro Oficina; Jardim das Cerejeiras, do Grupo Tapa, e A Alma Imoral, monólogo com a atriz Clarice Miskier. Na dança a bailarina Morena Nascimento apresenta-se com o músico Benjamin Taubkin (Patteo do Collegio); as comissões de frente acompanhadas das baterias de escola de samba desfilam na Avenida Cásper Líbero.

Viradinha

A Virada Cultural 2019 terá 180 atrações para o público infantil, com destaque para os shows de Palavra Cantada, Grupo Tri e a banda Cidadão Instigado fazendo a trilha ao vivo do filme Mágico de Óz. O evento apresenta ainda a mostra de cinema com os desenhos clássicos da Disney, na Camara Municipal; além de música clássica para crianças com a Orquestra Sinfônica Infantojuvenil com intervenções de palhaços.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país

Outras - notícias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest