Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Não haverá greve no Metrô nesta terça, decidem metroviários

TRT chegou a conceder liminar para garantir serviço.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Os metroviários, reunidos em assembléia no começo da noite desta segunda-feira (4), decidiram suspender a greve prevista para esta terça feria (5).

Assembléia realizada pelos metroviários (Paulo Iannone/Sindicato dos Metroviários)

A categoria aprovou a continuidade do “Plano de Lutas”. No site do Sindicato dos Metroviários, a Privatização é citada como ataque a categoria, além de outras reivindicações:

“O grave acidente ocorrido no dia 29/1, com o choque de dois trens na Linha 15-Prata do Monotrilho, expõe as condições de risco que os trabalhadores e a população sofrem nessa linha. Estações foram entregues às pressas e com vários problemas de segurança, sem acabamento e iluminação”, aponta.

Segundo a categoria “outra medida do Metrô que revoltou os trabalhadores ocorreu com a demissão injusta do Operador de Trem Joaquim José. Funcionário há 33 anos e diversas vezes elogiado pelos serviços prestados, foi demitido por justa causa sem qualquer apuração após agir em um incidente na Linha 1-Azul”.null

Liminar

Durante a tarde desta segunda-feira (4), a Justiça do Trabalho de São Paulo (TRT-2) chegou a conceder, parcialmente, liminar à Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô), estabelecendo regras para a possível paralisação dos Metroviários. A decisão foi tomada ao final da reunião entre representantes do sindicato da categoria e do Metrô, com mediação do desembargador-relator Fernando Álvaro Pinheiro.

Como não houve consenso entre as partes, o desembargador determinou que os Metroviários mantivessem em funcionamento 80% dos serviços no horário de pico (das 6h às 9h e das 16h às 19h), e de 60% nos demais horários enquanto durasse a greve, com multa de R$ 350 mil se houvesse descumprimento.

“O motivo da liminar é buscar o equilíbrio sem negar o exercício do direito de greve. E ao mesmo tempo não permitir que o conflito entre empresa e sindicato penalize ainda mais a população, tão dependente desse importante meio de transporte público”, afirmou o desembargador Fernando Álvaro Pinheiro.

https://spagora.com.br/metroviarios-se-reunem-para-decidir-sobre-greve-nesta-terca/

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país

Outras - notícias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest