Ônibus: Comissão quer evitar demissão de cobradores

Avanço da tecnologia pode comprometer empregos.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Heloísa Ballarini/Prefeitura de SP/Reprodução)

A Prefeitura de São Paulo publicou nesta terça-feira (25) no Diário Oficial da Cidade a constituição de uma comissão para desenvolver um projeto de requalificação dos cobradores de ônibus e garantir que não haja demissões desses trabalhadores.

O grupo será composto por representantes da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT), São Paulo Transportes S.A. (SPTrans), Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo (SindMotoristas) e Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (SPUrbanuss).

Com o avanço da tecnologia e cobrança automática das tarifas no transporte coletivo, apenas 5% dos passageiros fazem o pagamento em dinheiro. O cronograma de renovação da frota prevê a aquisição, por parte das empresas, de mais ônibus sem o posto de cobrador. Atualmente, mais de 40% dos veículos do sistema já circulam com essa configuração.

A partir dessa comissão, serão criados mecanismos e será fortalecida a transição dos cobradores para outras atividades como fiscalização, manutenção e administração. Não haverá demissão desses profissionais.

A portaria SMT.GAB 087/19 prevê a apresentação de um projeto por parte da comissão em 90 dias.

*Conteúdo da Prefeitura de SP

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas