Iluminação pública é modernizada em 186 mil pontos

Pontos mais violentos da cidade estão sendo priorizados
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Minhocão, na região da Santa Cecília, em São Paulo (Pref. de São Paulo)

A Prefeitura de São Paulo modernizou mais de 186 mil pontos de luz pela cidade e instalou 8,6 mil desde a retomada do contrato definitivo da Parceria Público-Privada (PPP) em fevereiro deste ano. Antes, segundo o município, a parceria havia sido retomada em formato provisório em agosto de 2019. O contrato prevê a modernização, ampliação e manutenção da rede de iluminação pública da capital.

A modernização consiste na troca de luminárias antigas por novas de LED, com maior capacidade de iluminar as vias, consome menos energia e dura mais. “Um dos objetivos é aumentar a segurança em áreas públicas à noite”, disse o secretário das Subprefeituras, Alexandre Modonezi, em comunicado distribuído à imprensa.

Nesse sentido, os locais foram inicialmente selecionados com base nos índices de criminalidade divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP/SP). 

O DGIP e o consórcio responsável pelo contrato, Ilumina SP, estão mapeando a cidade para realização dos serviços. O prazo previsto para a conclusão dos trabalhos de modernização e ampliação é de cinco anos. O contrato com o consórcio tem duração de 20 anos.

Ao todo, 186.387 pontos foram modernizados e houve a ampliação de 8.613 pontos. Confira abaixo os serviços realizados por região, segundo a Prefeitura, de agosto de 2019 a novembro de 2020:

Zona Sul:

  • 53.532 remodelados
  • 2.512 ampliados

Zona Leste:

  • 66.898 remodelados
  • 2.866 ampliados

Zona Norte:

  • 35.995 remodelados
  • 1.373 ampliados

Zona Oeste:

  • 24.485 remodelados
  • 1.592 ampliados

Centro:

  • 5.477 remodelados
  • 270 ampliados

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas