Protestos fecham avenidas em diferentes pontos da Capital

Povo Sem Medo, Entregadores Antifascistas e motoristas de aplicativos organizam ato
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Reprodução)

Protestos na manhã de hoje (23), em São Paulo, fecharam avenidas, incluindo a Marginal Tietê, altura da Ponte do Limão, e a Avenida João Dias, na zona sul. Segundo a Revista Fórum, a manifestação é organizada pela frente Povo Sem Medo, Entregadores Antifascistas e motoristas de aplicativos. O trânsito nesses locais já foi liberado.

O objetivo é cobrar auxílio emergencial de R$ 600, denunciar aumentos abusivos de combustíveis e defender melhores condições aos trabalhadores de aplicativos. A manifestação também é uma preparação para o Dia Nacional de Mobilização, previsto para ocorrer amanhã (24).

“Além do agravamento da pandemia e cerca de três mil mortes diárias, brasileiros e brasileiras sofrem com a alta no preço dos alimentos e do gás de cozinha, com o aumento do preço dos combustíveis – já são seis reajustes, apenas em 2021 —, a crise econômica, o desemprego e o consequente empobrecimento da população, que lida com a volta da fome e da miséria no país. Frente a esse cenário calamitoso e com três meses de atraso, o governo federal e sua base propõem o pagamento de um auxílio emergencial irrisório, que não cobre 1/3 do valor da cesta básica”, diz a nota à Fórum dos movimentos Povo Sem Medo e Brasil Popular.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas