Rodízio volta a valer segunda-feira na Marginal Pinheiros

Rodízio foi suspenso após viaduto ceder.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Em virtude da liberação do viaduto da Marginal Pinheiros, no dia 16 de março, a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes informa que, a partir de segunda-feira (25), voltam a valer as regras antigas em relação ao Rodízio Municipal Veicular e à circulação de táxis em corredores de ônibus. Veja como ficarão as ações que haviam sido adotadas durante o período de interdição:

Rodízio

O Rodízio Municipal Veicular, que havia sido suspenso apenas em alguns trechos da Marginal Pinheiros, volta a vigorar a partir da próxima segunda-feira (25). A retomada do rodízio valerá tanto para veículos leves como pesados. A partir dessa data, quem desrespeitar a restrição estará sujeito à autuação.

Circulação de táxis em corredores de ônibus

A circulação de táxis, que estava totalmente liberada nos corredores de ônibus Campo Limpo/Rebouças/Centro, Santo Amaro/Nove de Julho/Centro e Berrini, volta a ser restrita também a partir do dia 25 de março. A partir de 25/3, os táxis só poderão circular nos corredores nas seguintes condições:

  • com passageiro, em qualquer horário e dia da semana;
  • com ou sem passageiro de segunda a sexta, das 20h às 06h, e aos sábados, domingos e feriados, por período integral.

Bolsões de táxis

Seguem ativos os bolsões de táxis que foram criados nas proximidades da Marginal Pinheiros como parte das ações para melhorar o trânsito durante a interdição. Com a liberação do viaduto, novos estudos serão feitos para verificar a necessidade da permanência ou suspensão desses bolsões.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas