Saiba como adotar um animal durante a pandemia

É possível conhecer os animais de forma online, sem se expor ao Coronavírus.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

O cão Pudim foi resgatado pela Coordenadoria da Saúde e Proteção do Animal Doméstico(Cosap), recebeu todos os cuidados e foi ressocializado para que pudesse ser adotado. 

“Ele chegou aqui porque estava muito machucado nas ruas. Foi atropelado e passou bastante tempo com a patinha machucada. Tanto é que, quando ele chegou aqui, tivemos que amputar a patinha dele. Depois de tanto sofrer, é óbvio que ele era receoso. Então, trouxemos ele para perto, ele trabalhava do nosso ladinho, até que conseguimos começar a fazer carinho na cabeça dele”, disse a veterinária da Cosap, Nathália Frias.

Aos poucos, Pudim (que era conhecido como Xila), foi aprendendo a confiar novamente nas pessoas. Até que em abril deste ano, o casal Silvia e Thomas o conheceram e foi amor a primeira vista. Foi assim que Pudim teve uma história diferente de a maioria dos cães abrigados no Centro Municipal de Adoção de Cães e Gatos, ganhando um novo lar cheio de amor.

“Vimos que o isolamento social é a oportunidade de termos tempo ao processo de adaptação que exige uma adoção. O Pudim nos trouxe muita alegria e diversão”, disse o tutor Thomas. 

A Juju ainda não teve esta sorte, mas ainda não perdeu a esperança. Ela chegou ao Centro Municipal de Adoção com aproximadamente quatro anos, em 2013 (é uma das mais antigas do equipamento) e desde então espera por uma família. Hoje se tornou uma senhorinha de porte grande, tranquila, calma e boazinha.

Você pode ajudar a mudar a história da Juju, da Leka, do Apolo, do Dudu e dos outros 200 bichinhos que aguardam por um lar na Cosap. Apesar de a maioria das famílias que procuram o Centro Municipal de Adoção terem preferência pelos filhotes, a coordenadora Analy Xavier afirma que são muitas as vantagens de adotar um animal adulto.

“A gente já sabe o tamanho que ele vai ficar. É diferente de se adotar um bebezinho fofo, pela empolgação, e ele cresce muito. Não tem como controlar isso. Além disso, você já conhece o temperamento, sabe exatamente como ele é. Isso para a adoção é muito importante, para que seja compatível o perfil do adotante com o perfil do animal”, explica Analy.

Além disso, os animais adultos fazem menos bagunça, destroem menos objetos, e são mais resistentes às doenças. “Fora a vantagem de você dar uma nova oportunidade para um animal que é negado e rejeitado, por já ser adulto. A forma como eles nos dá amor é tão gratificante, que eu diria que os adultos, e especialmente os mais velhos, são mais resilientes. É perceptível a retribuição e a gratidão que eles demonstram quando têm uma oportunidade com uma nova família”, disse Analy.

Vantagens de adotar um animal adulto

  • Já cresceu e sabemos o tamanho que ele vai ficar
  • Já se conhece o temperamento
  • Menos bagunça/destruição de objetos
  • São mais resistentes às doenças

“São animais extremamente carinhosos, gratos e sensíveis. Adote você também”, disse a tutora do Pudim, Silvia.

Guarda Responsável

Quando uma pessoa opta pela adoção de um cão ou gato, consciente de que será o responsável pelo animal em todas as etapas de sua vida, promovendo a guarda responsável, que é o conjunto de regras básicas que deve ser seguido pela família que decide ter um animal de estimação a fim de garantir a saúde física e mental, a segurança e o bem estar do novo membro da família. Isso inclui alimentação adequada, água, higiene, vacinação, evitar fugas, cuidados médico-veterinários, atenção e muito carinho.

Como iniciar o processo de adoção

O processo para adoção de animais continua na cidade. Por causa da Pandemia por covid-19 (doença provocada pelo novo coronavírus), a visitação dos animais do Centro Municipal de Adoção de Cães e Gatos foi suspensa. No entanto, a COSAP se adaptou para o período de isolamento social.

Mais de 200 animais (entre cães, gatos, cavalos e porcos) ainda esperam por uma família, muitos deles há mais de dez anos. O processo de adoção é simples:

O primeiro passo é buscar o serviço “Adotar cães e gatos” no menu do Portal SP156 (https://sp156.prefeitura.sp.gov.br/portal/servicos/informacao?servico=3676).

Ali mesmo você encontra o link que dará acesso a galeria de imagens e informações de alguns animais disponíveis para adoção:

Em seguida, basta preencher um formulário online descrevendo, entre outras informações, o nome ou perfil do animal que deseja adotar. A equipe da COSAP irá avaliar as informações, com o objetivo de reduzir as chances de devolução dos animais. Se não for detectada nenhuma incompatibilidade, o processo de adoção prossegue, com o agendamento da visita para que o futuro tutor conheça o seu novo amigo.

No dia agendado para interação e possível conclusão do processo, o tutor deverá providenciar uma coleira, no caso de cães, ou uma caixa de transporte, para gatos, além do pagamento de taxa administrativa de R$ 25,50 por animal adotado.

Adoção

A adoção é um dos pilares de atuação da COSAP e, sem dúvida, uma atividade que requer esforço e amplo envolvimento do poder público com a sociedade civil. Isso porque o alojamento municipal não é um lar definitivo, ao contrário, a estadia deve ser de curta permanência. Esses animais precisam de amor, de companhia, de famílias amorosas e responsáveis.

Ao adotar é dada uma chance de recomeço ao animal escolhido. É trazer luz a uma vida que se apaga a cada dia. Além disto, há filas de espera na DVZ para remoção de animais em vias públicas ou remoção por determinação judicial (casos de acumuladores, maus tratos, etc.); e novas entradas só são possíveis à medida que os animais alojados sejam adotados.

Todos os animais são castrados, vacinados, vermifugados, identificados por microchip e possuem Registro Geral do Animal (RGA), conforme Lei Municipal nº 13.131/01.

*com informações da Prefeitura de SP

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas