São Paulo completa 467 anos; Veja fotos da metrópole

USP, Parque Ibirapuera e Catedral da Sé foram presentes para a cidade
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Em 2021 a cidade de São Paulo completa 467 anos. Quem passeia pelas movimentadas ruas da capital paulista dificilmente imagina o quanto a paisagem urbana mudou ao longo desses quase cinco séculos.

No meio da Mata Atlântica, povoada de índios, jesuítas subiram a Serra do Mar e encontraram nas várzeas entre os rios Piratininga (atual Tamanduateí) e Anhangabaú o local ideal para a construção de uma capela de pau-a-pique, que serviria como habitação, escola e igreja. Com a presença de jesuítas e índios da região foi rezada a primeira missa, no dia 25 de janeiro de 1554. Havia apenas a cabana de pau a pique e uma cruz.

Na data, era comemorado o dia da conversão do apóstolo São Paulo. Então, o colégio ganhou o nome de Colégio de São Paulo de Piratininga. 

O local era estratégico. Por ser no alto de uma colina, conseguia-se enxergar possíveis tentativas de invasão. Os rios permitiam a pesca, o plantio e a navegação. Mas a região ficava distante – física e politicamente – da metrópole.  

No início do século XIX, a cidade era apenas pouso das tropas que levavam produtos do interior para Santos. O desenvolvimento da economia cafeeira, o fim da escravatura e a presença do imigrante europeu foram o início da transformação da acanhada cidade na metrópole de hoje. 

Uma das primeiras grandes transformações na paisagem urbana foi a chegada do trem. Em 1867, a primeira ferrovia paulista foi inaugurada, para transportar o café do estado até o porto de Santos. Nessa mesma época chegou a iluminação ” ainda a gás. Na cidade, circulavam bondes puxados a burro. Grande símbolo paulistano, a avenida Paulista foi inaugurada no fim do século XIX, em 1891. A iluminação elétrica, que permitiu bondes de tração elétrica, chegou a São Paulo em 1900. 

USP, Parque do Ibirapuera e Catedral da Sé – presentes para a cidade

Campos da USP em São Paulo. (Marcos Santos/USP Imagens)

O dia 25 de janeiro foi a data escolhida para a fundação da Universidade de São Paulo, em 1934. São Paulo ganhou de presente também o Parque do Ibirapuera, o Monumento às Bandeiras e a Catedral da Sé, nas comemorações do IV Centenário da cidade, em 1954. Interessante observar que as comemorações do IV Centenário não ocorreram no dia 25 de janeiro, e sim entre os dias 9 e 11 de julho, como homenagem ao Dia da Revolução Constitucionalista. 

Já em 1968, outro presente que a cidade ganhou em seu aniversário foi a inauguração da sede atual da Alesp, o Palácio 9 de Julho. 

Bolo do Bexiga

Bolo em comemoração aos 466 anos da fundação da cidade de São Paulo e 87 anos da inauguração do Mercado Municipal (Arquivo/Ravena Rosa/Agência Brasil)

Todos os anos, moradores do bairro da Bela Vista – apelidado de Bexiga – organizam e preparam um grande bolo para comemorar o aniversário de São Paulo. A cada ano, o bolo ganha um metro a mais, totalizando o número de anos da capital paulista. Este ano, porém, a festa vai ser diferente. Para evitar a aglomeração típica da festa, o evento será virtual. Em vez de 467 metros de bolo, 467 vídeos de pessoas parabenizando a cidade com um bolo e uma vela acesa estão sendo editados e serão publicados na internet no dia 25 de janeiro.

Por Maurícia Figueira, da Alesp

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas