Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Vacinação contra a raiva animal termina neste domingo

São 215 locais para vacinar em São Paulo.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Divulgação)

Donos de cães e gatos devem ficar atentos e aproveitar este fim de semana para proteger seus animais de estimação contra a raiva. A vacina estará disponível, ao todo, em 215 pontos da cidade durante este fim de semana. A campanha de vacinação em São Paulo teve início em 20 de agosto e termina neste domingo (2/9). A ação contou com a atuação de 1.900 postos espalhados pela cidade.

Até quinta-feira (30/8), foram aplicadas 662.181 doses, sendo 466.045 em cães e 196.136 em gatos. A meta é imunizar 977.095 animais. No ano de 2017, a campanha vacinou 930.564 animais, sendo 666.693 cães e 263.871 gatos.

Animais com idade superior a três meses devem ser imunizados, com exceção dos doentes – diarreia, secreção ocular ou nasal, falta de apetite, convalescentes de cirurgias ou outras enfermidades. Em relação a cadelas e gatas prenhes, apesar de não haver contraindicação, a orientação é de que o responsável procure pela vacina fora da campanha, devido ao risco com o transporte e manejo. Fêmeas no cio também podem causar transtornos nos postos volantes – é indicado que se procure por um dos postos fixos de vacinação.

A vacinação por parte da Divisão de Vigilância de Zoonoses (DVZ), da Coordenação de Vigilância em Saúde (Covisa), órgão da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de São Paulo, é gratuita e obrigatória para cães e gatos, conforme a lei municipal nº13.131/01. O proprietário do animal deve ter atenção quanto ao transporte correto: no caso, cães na coleira e guia, e gatos em caixas de transporte apropriadas (ou similar), para evitar fugas e/ou acidentes.

A relação completa dos postos, com local e data da vacinação, pode ser obtida no site ou pelo telefone 156.

Sobre a doença
A raiva é transmissível e caracterizada pelo contágio direto: mordida, arranhões ou lambedura de cães, gatos ou outros mamíferos, como, por exemplo, morcegos infectados.

O proprietário deverá identificar, no comprovante de vacinação, os dados do animal como o nome e nº do Registro Geral Animal (RGA). É importante destacar que somente adultos com condições de conter os animais devem conduzi-los ao local de vacinação, para evitar possíveis transtornos.

*com informações da Prefeitura de São Paulo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país

Outras - notícias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest