Vacinação de grávidas, deficientes e pessoas com comorbidades começa na próxima semana em São Paulo

As grávidas deverão apresentar comprovante de acompanhamento e/ou pré-natal ou laudo médico.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Vacinação de grávidas, deficientes e pessoas com comorbidades começa na próxima semana em São Paulo
Calendário para grupos com comorbidade começa na semana que vem(Foto: Agamenon Gomes/SP AGORA)

A vacinação de gestantes, pessoas com deficiência e com comorbidades a partir da próxima semana foi anunciada pelo governador João Doria. O anúncio foi feito hoje (5) pelo governador João Doria em coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Vacinação

A vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades, acima dos 18 anos, terá início a partir do dia 11 de maio. O governo paulista estima que 100 mil mulheres componham esse grupo.

As gestantes com comorbidades poderão ser vacinadas em qualquer idade gestacional. Já as puérperas serão vacinadas com o prazo de até 45 dias após o parto.

Para que sejam vacinadas, as grávidas e puérperas vão precisar comprovar o estado gestacional, apresentando a carteira de acompanhamento, o pré-natal ou laudo médico, além do atestado de nascimento da criança, no caso das puérperas. Também vai ser preciso comprovar a condição de risco por meio de exames, receitas, relatórios médicos ou prescrição médica.

No mesmo dia, 11 de maio, começam a ser vacinadas as pessoas com deficiência permanente e que tenham entre 55 e 59 anos de idade e recebam o benefício de prestação continuada de assistência social (BPC). Desse grupo, fazem parte cerca de 30 mil pessoas e elas precisarão comprovar o recebimento do benefício.

No dia 12 de maio terá início a vacinação de pessoas entre 55 e 59 anos que possuem uma ou mais comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde (cuja lista se encontra abaixo). Para serem vacinadas, estas pessoas precisam comprovar a condição de risco por meio de exames, relatório médico ou prescrição médica. Os cadastros já existentes nas Unidades Básicas de Saúde poderão ser utilizados para a comprovação. O governo de São Paulo espera vacinar 900 mil pessoas dessa faixa etária.

Já amanhã (6) começa em todo o estado a vacinação dos idosos com 60, 61 e 62 anos. Na segunda-feira (10), serão imunizadas pessoas com síndrome de Down, pacientes em tratamento de hemodiálise (Terapia Renal Substitutiva) e transplantados que utilizam imunossupressores.

Confira a relação de comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde:

• Doenças Cardiovasculares
• Insuficiência cardíaca (IC)
• Cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e Hipertensão pulmonar
• Cardiopatia hipertensiva
• Síndromes coronarianas
• Valvopatias
• Miocardiopatias e Pericardiopatias
• Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
• Arritmias cardíacas
• Cardiopatias congênitas no adulto
• Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
• Diabetes mellitus
• Pneumopatias crônicas graves
• Hipertensão arterial resistente (HAR)
• Hipertensão arterial – estágio 3
• Hipertensão arterial – estágios 1 e 2 com lesão e órgão-alvo e/ou comorbidade
• Doença Cerebrovascular
• Doença renal crônica
• Imunossuprimidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pessoas com câncer).
• Anemia falciforme e talassemia maior (hemoglobinopatias graves)
• Obesidade mórbida
• Cirrose hepática

*Com informações da Agência Brasil

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas