Categorias São Paulo

Zoológico e Jardim Botânico serão privatizados

Local recebe 270 mil visitantes por ano.

Publicado por

Por Daniel Mello

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou hoje (6) que concederá à iniciativa privada o zoológico e o Jardim Botânico de São Paulo. O projeto ainda está em fase de elaboração, com consultas às empresas que atuam no setor para formatação da proposta. No entanto, a estimativa do governo é que as licitações tragam ao menos R$ 60 milhões de investimentos aos equipamentos públicos.

Além da melhoria dos serviços, Doria afirmou que a licitação fará com que o governo deixe de gastar com a manutenção do Jardim Botânico. O espaço, que fica na região do Jabaquara, zona sul paulistana, necessita de cerca de R$ 4 milhões ao ano para conservação da estrutura que existe desde 1928. O local recebe cerca de 270 mil visitantes por ano e ocupa 20%, ou seja 100 hectares dos 500 hectares do Parque Estadual Fontes do Ipiranga.

O Jardim Zoológico, informou o governo do estado, tem receitas que superam os custos e recebe cerca de 1,3 milhão pessoas por ano. Aberto em 1958, o local abriga 2,1 mil animais em 40 mil metros quadrados. “A ideia é que a gente tenha equipamentos que deixem de consumir recursos públicos e em paralelo, uma melhora da infraestrutura com atratividade de um maior número de usuários”, ressaltou o vice-governador, Rodrigo Garcia.

Postagem relacionada ao conteúdo

Ainda não está definido qual será o modelo da concorrência. No entanto, segundo Garcia provavelmente será usado o sistema de outorga, quando a licitação é ganha pelo grupo que oferecer maior valor para adquirir o direito à concessão. “Lembrando que o objetivo do estado não é fazer arrecadação financeira com o zoológico, é ter maior infraestrutura, melhor atendimento à população com menor tarifa possível”, ponderou.

O cronograma apresentado hoje prevê que o edital seja publicado em fevereiro de 2020, após passar por consulta pública em novembro deste ano. A concessão deverá valer por 35 anos.

Ginásio do Ibirapuera

Na semana passada, o governo de São Paulo já havia anunciado a concessão do Complexo Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, onde fica o Ginásio do Ibirapuera, para a iniciativa privada também por 35 anos e com investimento mínimo de R$ 220 milhões. Segundo Doria, são gastos anualmente R$ 15 milhões de recursos públicos para manter o local.

O complexo desportivo tem área total de 105 mil metros quadrados e é composto pelo Ginásio do Ibirapuera, pelo Estádio Ícaro de Castro Mello, pelo Conjunto Aquático Caio Pompeu de Toledo, pelo Palácio do Judô e por quadras de tênis e prédios de administração.

Esta postagem foi modificada pela última vez em 6 de abril de 2019 17:33

Deixe um comentário
Compartilhar
Publicado por

Postagens recentes

CBF exige vacinação de jogadores em campeonatos

Jogador sem passaporte da vacina não poderá jogar Leia mais

21 de janeiro de 2022

Bolsonaro participa do velório da mãe, em Eldorado

Nas redes sociais, Bolsonaro publicou último encontro com a mãe Leia mais

21 de janeiro de 2022

Chuva provoca 159 emergências em 24 horas

Houve queda de árvores, deslizamentos e alagamentos Leia mais

21 de janeiro de 2022