Capital tem mais dois casos suspeitos de Covid-19

Ao todo, quatro pacientes são monitorados por suspeita de Covid-19.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Arquivo/Agência Brasil)

A Capital Paulista registrou hoje (18) mais dois casos suspeitos de Covid-19, o novo Coronavírus. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, são dois homens que apresentaram sintomas e estiveram recentemente na China.

Com isso, São Paulo permanece como o Estado com maior número de casos em investigação: quatro pacientes.

“Entraram mais dois casos de São Paulo, então permanecem os dois de ontem e dois novos em São Paulo e o do Rio Grande do Sul permanece desde a semana passada”, disse em coletiva à imprensa o secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabardo.

Segundo o balanço divulgado durante a tarde, além dos três casos suspeitos na Capital, o Estado investiga ainda o caso de um homem em Campinas, no interior. No Brasil, o Ministério da Saúde mantém cinco pacientes sob monitoramento, incluindo os quatro de São Paulo e um do Rio Grande do Sul.

Segundo o secretário, o paciente do Rio Grande do Sul foi testado para os vírus mais comuns, como H1N1, e os testes deram negativo. Agora, uma amostra está sendo enviada para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) para análise específica quanto ao novo coronavírus. Três dos pacientes ainda serão testados para vírus gripais.

Gabardo enfatizou que a mobilização para prevenir e conter o vírus continua pelo menos até o começo do inverno. “Nós não vamos reduzir todas essas ações feitas, toda mobilizações feita antes da chegada do inverno, independentemente de até lá nós termos casos confirmados no Brasil”.

Repatriados

A pasta deve divulgar amanhã (19) o resultado dos exames dos brasileiros resgatados da China e dos tripulantes da Força Aérea Brasileira que estiveram envolvidos na ação. No total, 58 pessoas estão em quarentena na Base Aérea de Anápolis (GO) para descartar o risco de contaminação pela doença no Brasil.

*Com informações da Agência Brasil e da Secretaria Estadual de Saúde de SP

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas