Brasil registra 2.815 mortes e 90,5 mil novos casos em 24 horas

Número de recuperados é de 10.383.460 - 87,5% do total
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Paciente é transferido em Santarém, no Pará (Marcelo Seabra/Agência Pará/via Fotos Públicas)

O número de mortes por covid-19 no Brasil subiu para 290.314. Em 24 horas, foram registradas 2.815 mortes. Segundo os números publicados pelo Ministério da Saúde, hoje (19), foi o 2º dia em que mais se registraram óbitos desde o início da pandemia.

Ainda há 3.204 mortes em investigação por equipes de saúde. Isso porque há casos em que o diagnóstico sobre a causa só sai após o óbito do paciente.

O país registrou, nesta sexta-feira, 90.570 novos casos do novo coronavírus. A atualização é elaborada a partir das informações levantadas pelas autoridades estaduais e locais de saúde sobre casos e mortes provocados pela covid-19.

Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil. (19.03.2021)


O número de pessoas recuperadas chegou a 10.383.460. Já a quantidade de pacientes com casos ativos, em acompanhamento por equipes de saúde, ficou em 1.197.616.

Estados

ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo (66.798), Rio de Janeiro (34.830), Minas Gerais (21.540), Rio Grande do Sul (16.507) e Paraná (14.658). Já as Unidades da Federação com menos óbitos são Acre (1.168), Amapá (1.216), Roraima (1.274), Tocantins (1.775) e Sergipe (3.234).

De acordo com Ministério da Saúde, a covid-19 está presente em 100% dos municípios brasileiros. Contudo, mais da metade das cidades (4.177) possuem entre 2 e 100 casos. Em relação aos óbitos, 2.329  municípios tiveram novos registros, sendo que 1.086 deles apresentaram apenas um óbito confirmado.

Por Heloisa Cristaldo – Repórter da Agência Brasil 

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas