Brasil registra mais 480 mortes por covid-19 em 24 horas

Mais de 25 mil novos casos foram contabilizados em um dia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Elton Viana/Pref. de Manaus/Reprodução)

O Brasil registrou nesta segunda-feira (11/01) oficialmente 25.822 novos casos confirmados de covid-19 e 480 mortes ligadas à doença, segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass).

Com isso, o total de infecções identificadas no país subiu para 8.131.612, enquanto os óbitos chegam a 203.580. A marca de 200 mil vítimas foi superada na última quinta-feira.

Ao todo, 7.207.483 pacientes se recuperaram da doença, segundo dados do Ministério da Saúde. O Conass não divulga número de recuperados.

No entanto, diversas autoridades e instituições de saúde alertam que os números reais devem ser ainda maiores, em razão da falta de testagem em larga escala e da subnotificação.

A taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes está em 96,9 no Brasil. Os Estados com mais casos de coronavírus são: São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Bahia e Rio Grande do Sul. O Amazonas enfrenta situação particularmente alarmante, com uma explosão nas infecções e o sistema de saúde vivendo um novo colapso.

De acordo com o Ministério da Saúde, a doença está presente em 100% dos municípios brasileiros e 90% das cidades já registraram pelo menos um óbito devido à doença.  

Em números absolutos, o Brasil é o terceiro país do mundo com mais infecções, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam mais de 22,5 milhões de casos, e da Índia, com mais de 10,4 milhões. Mas é o segundo em número de mortos, atrás apenas dos Estados Unidos, que contabilizam mais de 375 mil mortes.

Neste domingo, o mundo superou a marca de 90 milhões de casos de coronavírus desde o início da pandemia, enquanto o total global de mortos está em torno de 1,94 milhão.

Por Deutsche Welle

LE/ots

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas