Capital confirma 3 mortes por variante de covid-19

São Paulo já registrou casos das variantes de Manaus e Reino Unido
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Leitos foram reservados aos pacientes da nova variante no Hospital Municipal de Pirituba (GoogleStreetView)

A Prefeitura de São Paulo confirmou, na noite desta segunda-feira (15), a morte de três pacientes contaminados pela variante de Manaus, no Amazonas, da covid-19. Um quarto paciente está internado em estado grave na UTI do Hospital Municipal Dr. José Soares Hungria, em Pirituba, destinado aos pacientes com esta variante.

A unidade tem reservados dez leitos, totalmente isolados, para o atendimento desses pacientes. Caso seja necessário, a Unidade pode ampliar o espaço, segundo nota do município.

No mesmo comunicado, o município confirmou casos na Capital das variantes do coronavírus identificadas em Manaus e no Reino Unido, na Europa. Essas variantes são mais contagiosas, segundo especialistas. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, desde o início de janeiro até o momento, a cidade foi notificada de 13 casos de novas variantes, sendo nove de Manaus.

Ainda segundo a Prefeitura, oito pacientes são moradores da Capital e o nono doente é de Manaus, mas está fazendo tratamento no município. A investigação dos casos revelou que apenas um dos pacientes que vivem em São Paulo não teve contato com pessoas vindas do Amazonas, o que reforça suspeita sobre transmissão local da nova variante.

Outros quatro casos são da variante do Reino Unido. Dois destes casos já haviam sido detectados no início do ano e os outros dois foram comunicados ao município na tarde desta segunda-feira (15).

Estes dois últimos casos, segundo dados da Secretaria, indicam também transmissão local. “A SMS, inclusive, vai aprofundar o rastreamento dos contatos destas duas pessoas”, informa o comunicado.

Exames

Ainda segundo a nota da Prefeitura, outros seis casos aguardam resultado de exames enviados ao Instituto Adolf Lutz.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas