Com 34 mil casos em 24 horas, Brasil tem maior número de contaminados desde julho

Números altos, mesmo com sistema falhando, indicam que volume pode ser maior

O Brasil registrou 110 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 620.091 vítimas desde o início da pandemia. Os dados são do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

O país completou um mês com problemas no sistema de informações do Ministério da Saúde. Mesmo o DataSUS emitindo o passaporte da vacina, muitos estados seguem com problemas para enviar informações sobre a pandemia.

Com os números de hoje, a média móvel de mortes dos últimos sete dias é de 126. São quatro dias seguidos que a média voltou a ficar acima de 100.

(Gov. do Estado de SP/Reprodução)

Mesmo não sendo um aumento tão grande, já passa a preocupar as autoridades.

Mas, neste momento, a maior preocupação do governo é com o número de contaminados. O país registrou 34.788 casos nas últimas 24 horas. Houve um aumento de 193,57% no número de casos em comparação a última segunda-feira, dia 3.

O Conass contabilizou 22.558.695 testes positivos de Covid-19 desde o início da pandemia. A procura por testes ainda é grande nas farmácias e os pronto-socorros voltaram a ficar cheias de pacientes com sintomas da doença.

Com os dados contabilizados hoje, a média móvel de casos dos últimos sete dias é de 36.231, a maior desde 22 de julho. As regiões sul e sudeste são as que apresentam os maiores números e mais sofrem com a ômicron no país atualmente.

Por TV Cultura

Você usa o Telegram?

Entre em nosso canal no Telegram e receba nossas atualizações de notícias direto no seu celular. Basta clicar aqui

Compartilhe notícia

Artigos Relacionados

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.