Estado cria fase emergencial para conter ‘momento mais difícil’ da pandemia

Hospitais estão funcionando no limite, disse Doria
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Após exibir imagens de hospitais lotados no Estado de São Paulo, o governador de São Paulo, João Doria, anunciou que as unidades estão atuando “no limite” e o Estado anunciou uma fase emergencial para conter o avanço da covid-19. Entre 15 e 30 de março, as medidas restritivas serão ampliadas. A medida vai impactar na redução de circulação de 4 milhões de pessoas na cidade de São Paulo.

Pelas novas medidas, cultos religiosos e atividades esportivas coletivas, como futebol, ficam proibidas. O Estado também decretou toque de recolher entre 20h e 5h. Na educação, o Estado vai antecipar os recessos escolares a partir do dia 15.

Hoje, segundo o Estado, 1.065, aguardam transferência por meio da central de regulação. Quando são incluídas as regionais, o número salta para 2.046. Em 53 cidades as UTIs estão com 100% de ocupação.

O secretário estadual da saúde, Jean Gorinchteyn, disse que este é o “momento mais difícil da pandemia”, com 87,6% das UTIs estão ocupadas no Estado, 86,7% na região metropolitana. O secretário destacou que metade dos internados em UTIs tem menos de 50 anos, “jovens de 26, 219, 30 anos que ali estão em estado, muitas vezes, grave”.

*Em atualização

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas