Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Frequência de mortes cai, mas Estado ainda tem 73 óbitos em 24 horas

Grande São Paulo tem 70,8% das UTIs ocupadas.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Com 73 óbitos registrados nas últimas 24 horas, o estado de São Paulo soma 10.767 mortes provocadas pelo novo coronavírus.

Até o momento, o estado tem 181.460 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus e 33.105 pessoas curadas após receber alta médica.Há 5.309 pacientes internados em unidades de terapia intensiva (UTIs) para tratamento da covid-19, doença provocada pelo vírus, e 8.019 em enfermarias. A taxa de ocupação de leitos de UTI está em 70,8% no estado e em 77,8% na Grande São Paulo.

Perspectivas

O Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo estima que o estado terá, até o fim deste de junho, entre 15 mil e 18 mil óbitos provocados pela covid-19. O total de casos é calculado entre 235 mil e 290 mil.

O centro diz, porém, que o ritmo de crescimento dos óbitos vem diminuindo em todo o estado. Na 13ª semana epidemiológica (entre 22 e 28 de março), o crescimento do número de mortes era de 460% e, na semana passada, a 24ª semana epidemiológica, de 16,81%. O estado também registra queda na taxa de letalidade, que passou de 7,95% no dia 14 de maio para 6% no dia 14 de junho.

“O crescimento, que era muito alto nas primeiras semanas [epidemiológicas], foi-se reduzindo e, na 24ª semana, está com índices bem mais baixos”, disse o secretário executivo do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, João Gabbardo. Segundo Gabbardo, nas três últimas semas, o ritmo de crescimento ficou em 24%, 20% e 16%, o que mostra redução na velocidade da ocorrência de óbitos pela covid-19 em São Paulo.

O secretário destacou que a semana passada foi a primeira em que ocorreram menos óbitos do que na semana anterior. Foram 1.523 óbitos ante os 1.526 registrados na semana anterior.

Crescimento no interior

O ritmo de crescimento de novos casos e de óbitos provocados pelo novo coronavírus vem, segundo o governo paulista, diminuindo na região metropolitana, mas crescendo de forma acelerada no interior. “Os índices apontam para a evolução da epidemia no interior do estado. Se olharmos, no dia 14 de abril, o interior representava, no todo do estado, 10,75% dos casos. Isso veio para 18,96% no dia 14 de maio e para 27,02% no dia 14 de junho”, disse o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

Ele acrescentou que isso também ocorre com o número de óbitos, que passou de 11,22% (de participação no total do estado) no dia 14 de abril, para 18,72% no dia 14 de junho. “Isso representa a evolução da pandemia no interior”, disse Vinhal.

Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas notícias

Podcast
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest