Tutorial sobre Covid-19 orienta profissionais de saúde

Produção vem de parcerias do Conselho Regional de Medicina do RJ.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Com o objetivo de capacitar e orientar profissionais de saúde na linha de frente do combate ao novo coronavirus, o Cremerj (Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro), o Instituto Carlos Chagas e a Universidade Estácio de Sá (UNESA) produziram um tutorial oficial de condutas para o enfrentamento da doença. O tutorial gratuito é o primeiro chancelado por um Conselho Regional de Medicina e está disponível para consulta de profissionais de saúde de todo o Brasil aqui.

Inicialmente, foram produzidas 10 aulas com temas relacionados à doença, consolidando as melhores evidências encontradas e publicadas em estudos internacionais até aqui e adequando os protocolos e práticas médicas à realidade. Professores e profissionais especializados gravaram aulas teóricas e práticas, sobre o diagnóstico, desenvolvimento da doença e casos mais graves de internação e intubação. Os procedimentos práticos foram gravados com robôs e simuladores no Centro de Simulação Realística do curso de Medicina da Estácio. 

“Este é um trabalho que tem nível internacional com uma abrangência completa na Medicina”, comenta Sylvio Provenzano, presidente do Cremerj.  

Silvio Pessanha Neto, diretor nacional de Medicina da Estácio, explica a importância das demonstrações práticas nas aulas do tutorial.

“Nesse momento de pandemia, há um volume muito grande de informações sobre condutas médicas para a COVID-19. Reunimos as melhores evidências até aqui e adaptamos às práticas já existentes, para que o profissional esteja plenamente capacitado e protegido”, completa Silvio Pessanha Neto, diretor nacional de medicina da Estácio.

*com informações da Assessoria de Imprensa   

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas