Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Sarampo: Funcionários de Viracopos são vacinados

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

A Secretaria Municipal de Saúde de Campinas inicia amanhã (12) a vacinação de funcionários do Aeroporto Internacional de Viracopos contra o sarampo. Na semana que vem, a pasta deve imunizar funcionários da rodoviária da cidade contra a doença. A campanha oficial de vacinação contra o sarampo, aberta à população, será mantida na data estipulada pelo Ministério da Saúde, de 6 a 31 de agosto.

A Prefeitura de Campinas informou, entretanto, que todos os 64 postos de saúde do município já contam com doses da vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, a caxumba e a rubéola. A orientação é que qualquer adulto ou criança que não esteja com o calendário de vacinação em dia procure uma das unidades para ser imunizado. A cobertura vacinal para o sarampo na cidade é de 77,7% e a meta é chegar a 95%.

O Calendário Nacional de Vacinação prevê a primeira dose da vacina tríplice viral aos 12 meses e a segunda, da vacina tetra viral (também protege contra a catapora), aos 15 meses. Pessoas com idade entre 15 meses e 29 anos não vacinadas devem tomar duas doses da tríplice viral, com intervalo de um mês entre elas. Já adultos de 30 a 58 anos não vacinados devem tomar uma dose única da tríplice viral.

A doença

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmissível e extremamente contagiosa. Complicações infecciosas contribuem para a gravidade do quadro, particularmente em crianças desnutridas e menores de um 1 ano de idade.

Os sintomas incluem febre alta acima de 38,5°C; erupções na pele; tosse; coriza; conjuntivite; e manchas brancas que aparecem na mucosa bucal, conhecidas como sinais de Koplik e que antecedem de um a dois dias antes do aparecimento da erupção cutânea.

A transmissão do sarampo acontece de quatro a seis dias antes e até quatro dias após o aparecimento do exantema (erupção cutânea). O período de maior transmissibilidade ocorre dois dias antes e dois dias após o início da erupção cutânea.

(Paula Laboissière/Agência Brasil)

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país

Outras - notícias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest