Mostra gratuita homenageia centenário do artista Athos Bulcão

(Fundação Athos Bulcão/Divulgação)

A potência dos traços de Athos Bulcão na azulejaria, nos desenhos, na pintura, nas fotomontagens, nos cenários e figurinos e na estreita relação que o artista estabeleceu entre arquitetura e arte pode ser conferida e vivenciada a partir de 1o de agosto no CCBB São Paulo. O universo riquíssimo do artista, que no Memorial da América Latina em São Paulo, tem um de seus mais notáveis painéis de azulejos, será exibido na mostra “100 Anos de Athos Bulcão”, que comemora o centenário de nascimento do artista e propõe um profundo mapeamento e imersão na diversidade de seus trabalhos e técnicas.

(Fundação Athos Bulcão/Divulgação)

A exposição, com curadoria de Marília Panitz e André Severo, oferece ao espectador a possibilidade de conhecer o seu especial processo de produção, com a exibição de mais de 300 trabalhos, alguns dos quais inéditos, realizados entre os anos 1940 e 2005. Obras de artistas mais jovens que direta ou indiretamente foram influenciados por Athos também serão apresentadas. Com o patrocínio do Banco do Brasil e apoio da BBDTVM, realizada pela Fundação Athos Bulcão e produzida pela 4 Art, a exposição, que já esteve em Brasília e Belo Horizonte, após sua permanência em São Paulo, fará sua última escala no CCBB Rio de Janeiro, em outubro.

Dividida em núcleos, “100 anos de Athos Bulcão” vai além da arte da azulejaria: destaca também a pintura figurativa do artista realizada nos anos 1940 e 1950, antes de Brasília. – A série dos carnavais e sua relação com a pintura sacra é extraordinária – afirma Marília Panitz, ao destacar que Athos Bulcão utilizou uma mesma estrutura composicional para trabalhos sacros e profanos, citando como exemplo A Vida de Nossa Senhora, que está na Catedral do Distrito Federal.

A mostra contém ainda os croquis que Athos Bulcão fez para o grupo de teatro O Tablado, do Rio de Janeiro, os figurinos das óperas Amahl e Os Visitantes da Noite de Menotti, paramentos litúrgicos modernistas, grande acervo de seu trabalho gráfico e até os lenços que desenhou quando estava em Paris. No Estado de São Paulo, outro trabalho público se destaca: o relevo em madeira pintada no foyer do Teatro de Araras, em 1991.

Outro aspecto relevante da exposição é a interatividade, desenvolvida a partir do caráter urbano e democrático da obra pública de Athos Bulcão inserida nas cidades. Através de um aplicativo criado especialmente para a mostra, o público será convidado a interagir e apropriar-se de projetos do artista.

Além disso, no dia 1º de agosto, às 19h, no CCBB, um bate-papo completa a programação. Os curadores, a secretária executiva da Fundação Athos Bulcão, Valéria Cabral, dos artistas Pedro Ivo Verçosa, Julio Lapagese e Virgílio Neto, que tem obras patentes na exposição, e o fotógrafo Tuca Reinés, responsável por muitos clicks das obras de Athos, irão dialogar com os visitantes sobre a vida e obra de Athos Bulcão.

Fingindo de macabro, de Athos Bulcão (acervo Onice Oliveira/Foto: Vicente de Mello)

Serviço:

“100 anos de Athos Bulcão”

De 1o de agosto até 15 de outubro

Entrada franca e Livre para todas as idades

Horário de funcionamento: de quarta a segunda, das 9h às 21h

Rua Álvares Penteado, 112 – Centro. São Paulo – SP

(Assessoria de imprensa)

Anatel libera uso de frequência para o 4G

(Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil)

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) autorizou, a partir de hoje (24), o uso da frequência de 700 MHz para a exploração do 4G na região metropolitana de São Paulo (SP). Além de São Paulo, os municípios de Santo André, São Bernardo e São Caetano do Sul também terão a frequência liberada.

A faixa era utilizada para a transmissão do sinal analógico de TV que está sendo desligado em todo país. A liberação permitirá que as operadoras melhorem o sinal de 4G, uma vez que a faixa possibilita a transmissão da banda larga móvel com maior velocidade, multiplicando a transmissão de dados em três vezes, chegando a 45 megabits.

A decisão sobre a liberação foi tomada no final de maio. Na ocasião também foi definido o início do processo de uso da faixa de frequência de 700 MHz para transmissão do serviço móvel em:Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), e Porto Alegre (RS).

A cidade de São Paulo está sendo liberada depois de realizar campanha de mitigação preventiva, na qual a população foi informada sobre como agir em caso de interferência do sinal da banda larga móvel na TV aberta digital. O período de mitigação dura em média 30 dias.

O diretor presidente da Anatel, Juarez Quadros, lembrou que o sinal analógico será desligado no dia 14 de agosto nas regiões Norte e Centro-Oeste, mas que a faixa já está liberada nessas localidades. “Cerca de 3.803 municípios já estão liberados, o que beneficia mais de 60% da população brasileira”, disse.

(Luciano Nascimento/Agência Brasil)

Vídeo: Policial reage e mata assaltante

Um policial militar reagiu ao ser abordado por assaltantes, em São Paulo. Um dos suspeitos foi atingido e morreu.

O outro criminoso conseguiu fugir com o carro do policial. O veículo foi encontrado horas depois.

Câmeras de segurança registraram a ação.

https://www.facebook.com/spagora/videos/1810373899010546/

SuperShopping Osasco tem seis dias de ‘arraiá’

(Divulgação)

Osasco tem uma programação especial para quem gosta de festa caipira: o Arraiá do SuperShopping Osasco. O shopping center montou um espaço com mais de 210 m² decorado com as bandeirolas e barracas características desta época do ano, onde acontecem oficinas e jogos com muitos prêmios para toda a família, além das comidinhas típicas desta época do ano.

“Trouxemos um pedacinho do Nordeste para cá. Serão dois finais de semana de muita música e diversão para todas as idades”, convida Carolina Bonafé, gerente de Marketing do SuperShopping Osasco.

As barracas de tomba lata, canaleta, pescaria e boca do caipira são ótimas para testar a pontaria. As brincadeiras são livres e gratuitas, mas é necessário fazer um cadastro antes e quem participar de todas as atividades ainda pode levar uma prenda para casa. Guloseimas, docinhos e pratos típicos nordestinos tornam o passeio ainda mais saboroso, com opções que agradam diferentes paladares.

(Divulgação)

Quem estiver pelo shopping center também pode tirar fotos com um casal caipira com suas roupas tradicionais e chapéus de palha. Aos sábados e domingos, o Trio Amizade embala o evento com as famosas quadrilhas ao som de forró no estilo pé de serra, com sanfona, triângulo e zabumba. Para completar, as crianças podem aprender a se caracterizar para a festa nas oficinas de maquiagem durante todos os dias do evento.

Datas: 20, 21, 22, 27, 28 e 29 de julho

Veja mais aqui.

Domingo tem espetáculo ‘João e Maria’ de graça

(Arte & Manhas/Shopping Metrô Tucuruvi/Divulgação)

O Shopping Metrô Tucuruvi apresenta, neste domingo (22), a peça ‘João e Maria’, voltada para o público infantil, mas que promete encantar toda a família. O cenário colorido ganha um toque ainda mais especial com a participação de bonecos e fantoches, proporcionando um show lúdico, interativo e com muita fantasia.

“Nosso objetivo é tornar os finais de semana das crianças e adultos mais especial. As atrações são histórias que todos já conhecemos, mas contadas de forma especial, com toda a interatividade proporcionada pelo teatro”, destaca Fabrício Cunha, gerente de Marketing Regional São Paulo e Shopping Metrô Tucuruvi.

O famoso conto João e Maria narra a história de dois irmãos que ao descobrirem que a madrasta deseja abandona-los na floresta, decidem fugir de casa. Perdidos na floresta, eles encontram uma linda casa toda feita com doces e, encantados pelo lugar, decidem entrar e se deparam com uma senhora. O que João e Maria não imaginam são todos os problemas e aventuras que enfrentarão neste lugar.

O espetáculo do Domingo é Dia de Teatrinho é realizado em parceria com a Cia Arte & Manhas e dura cerca de 40 minutos. Os lugares são por ordem de chegada, sem necessidade de reserva prévia e a programação é atualizada mês a mês no site.

Fiscalização constata irregularidades em farmácias

Uma fiscalização do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) encontrou medicamentos vencidos, falta de farmacêutico técnico e até falta de higiene em farmácias do estado. O objetivo da operação foi verificar as condições de armazenamento, controle, manuseio e distribuição de medicamentos em unidades públicas de saúde.

A operação, realizada no dia 28 de junho, envolveu 187 agentes de fiscalização do TCE e foi realizada em 187 almoxarifados da saúde – mais conhecidos como farmácias – de 162 municípios de todo o estado.

A fiscalização constatou que duas a cada dez farmácias analisadas tinham medicamentos com prazo de validade vencido. E em mais da metade delas (55%), os medicamentos estavam com prazo de validade próximo ao vencimento.

Dentre as farmácias fiscalizadas, 22,5% não tinham um farmacêutico técnico. E em 62,6% não havia um substituto desse farmacêutico técnico para situações em que ele não estivesse no local. O Tribunal observou ainda que em 87,7% desses locais não existe luz de emergência e, em mais da metade deles (55,6%), não há extintores de incêndio.

Os agentes constataram ainda remédios de uso controlado guardados sem medidas de segurança e em contato direto com o solo, paredes com mofo e umidade (o que foi constatado em 22,5% das farmácias fiscalizadas), refrigeradores sendo utilizados com finalidade diferente ao armazenamento exclusivo de medicamentos e divergências na contagem física dos remédios em comparação aos registros de controle.

A fiscalização notou também que alguns dos prédios funcionavam sem o auto de vistoria do Corpo de Bombeiros – 87,7% do total fiscalizado não tinha o auto de vistoria – e não tinham alvará da Vigilância Sanitária (39,6%).

Os detalhes da fiscalização foram reunidos em um relatório que será encaminhado aos conselheiros relatores de processos ligados aos órgãos que foram fiscalizados.

(Elaine Patricia Cruz/Agência Brasil)

Carro funerário ‘perde’ caixão na zona leste de SP; Veja os vídeos

Uma cena inusitada parou o trânsito do movimentado viaduto Aricanduva, na penha, zona leste de São Paulo, nesta terça-feira (17). Um carro funerário deixou cair um caixão que estava sendo transportado.

A cena inusitada chamou a atenção de motoboys que passavam pelo o local(Foto: Reprodução)

Motoqueiros que passavam pelo local estacionaram na pista enquanto esperavam o retorno do carro funerário. Quando a agente chegou, disse que não havia corpo dentro do caixão.

O veículo, da prefeitura de São Paulo, seguia em direção ao Instituto Médico Legal onde retiraria um corpo. Veja as imagens gravadas pelos motoboys.

[KGVID]http://spagora.com.br/wp-content/uploads/2018/07/WhatsApp-Video-2018-07-17-at-16.16.57.mp4[/KGVID]

[KGVID width=”600″ height=”336″]http://spagora.com.br/wp-content/uploads/2018/07/VID-20180717-WA0053.mp4[/KGVID]