Sobe para 8 o número de mortes por afogamento no litoral

Helicóptero Águia deu suporte às equipes de salvamento
(Corpo de Bombeiros/via G1/Reprodução)

O litoral de São Paulo registrou 11 mortes por afogamento neste fim de semana ensolarado de feriado prolongado de 7 de Setembro. Foram três mortes em Guarujá; uma em Bertioga; três em Mongaguá; uma em Ubatuba e mais quatro na área metropolitana da cidade de São Paulo.

As ocorrências têm relação com o alto índice de turistas que se deslocaram para as praias do litoral, mesmo com a orientação do governo de São Paulo para que a população evitasse aglomerações no período, para não aumentar o contágio do novo coronavírus.

A Polícia Militar intensificou o patrulhamento ostensivo na orla, nos quiosques, bares e restaurantes. São cerca de 20 mil policiais, com o uso diário de 7,2 mil viaturas, 880 motocicletas, 35 cavalos, 11 helicópteros Águia, além de oito drones que monitoram pontos estratégicos nas rodovias e áreas urbanas.

Os policiais usaram ainda megafones para divulgar mensagens de conscientização e prevenção às aglomerações.

A operação tem também 200 profissionais da Vigilância Sanitária trabalhando na fiscalização e orientação dentro de estabelecimentos.

Com informações de Fernanda Cruz – Repórter da Agência Brasil

Litoral registra cinco mortes por afogamento

Guarujá, domingo, 6 de Setembro (Redes Sociais/Reprodução)

O litoral sul de São Paulo registrou no fim de semana cinco mortes por afogamento. Os casos, segundo o G1, ocorreram em Mongaguá e Guarujá.

Por causa do fim de semana prolongado, com sol forte e calor, milhares de pessoas da Capital Paulista desceram para a Baixada Santista. Até o sábado de manhã, mais de cem mil veículos haviam descido a serra, apontam dados da concessionária que administra o Sistema Anchieta/Imigrantes.

O Estado chegou a mobilizar 20 mil policiais militares para dar suporte às prefeituras durante o feriado prolongado. Além dos afogamentos confirmados, outras vítimas eram consideradas desaparecidas.

Manhã de hoje (7), em Praia Grande (Reprodução)

Chuva provoca queda de árvore, desabamento e morte

Por Camila Boehm



Um homem morreu no bairro de Santana, na zona norte da capital paulista, na tarde de hoje (23) devido a uma inundação no subsolo de um prédio. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a água subiu até o teto e seis equipes, incluindo bombeiro mergulhador, atenderam a ocorrência no final da tarde.

A capital paulista ficou em estado de atenção na tarde desta segunda-feira, até as 19h17, devido às chuvas que atingiram a cidade, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da prefeitura. Balanço divulgado pelos Bombeiros, às 17h53, contabilizou 106 chamados para enchentes e inundações, 19 quedas de árvores e 4 desabamentos. O CGE identificou um total de 27 pontos de alagamento na cidade.

A previsão do órgão é que, na terça-feira (24), a madrugada deve ter chuviscos isolados devido a ventos marítimos, mas as condições meteorológicas devem melhor no decorrer do dia, que deve ter sol entre nuvens. Segundo o CGE, o tempo ficará mais estável e não há previsão de chuvas. No entanto, mesmo com a presença do sol, as temperaturas não devem subir, com mínima de 17°C na madrugada e máxima em torno dos 25°C. Os índices de umidade do ar devem ficar acima dos 50%.

No dia 25, a previsão é que o tempo seja bom e estável. De acordo com o CGE, o ar seco vai garantir um dia ensolarado com temperatura máxima chegando aos 28°C. Na madrugada, a temperatura mínima deve cair um pouco, com valores médios em torno dos 16°C. Ao longo do dia, o céu deve ficar nublado com poucas nuvens. Não há previsão de chuvas para a capital e nem para a Grande São Paulo.

Buscas a criança que caiu em rio serão retomadas hoje

Bombeiros suspenderam as buscas por causa do anoitecer (Corpo de Bombeiros)


O Corpo de Bombeiros vão retomar, ao amanhecer, as buscas pela criança que caiu em um rio na região de São Matheus, na zona leste de São Paulo. Segundo a corporação, o menino Miguel, de 7 anos, desapareceu no fim da tarde desta terça-feira (29).

Foram mobilizadas cinco equipes para a ocorrência, mas, por causa da escuridão da noite, os bombeiros suspenderam as buscas por volta de 19h20. A criança brincava perto do leito do córrego, por volta de 16h, quando correu para pegar a bola e caiu na água.

Vizinhos chamaram os bombeiros, mas o menino desapareceu.

Litoral: Encontrado corpo de jovem de 23 anos que morreu afogado

Corpo foi encontrado por banhistas, que avisaram a polícia (Praia Grande Mil Grau/Reprodução)

Foi encontrado na manhã deste sábado (20) o corpo de um jovem de 23 anos que se afogou enquanto nadava no mar de Praia Grande, no litoral sul de São Paulo. As informações são do portal G1.

O Corpo de Bombeiros informou que a vítima desapareceu no fim da manhã de sexta-feira (19), na região de Cidade Ocian, e que buscas haviam sido feitas, inclusive com o helicóptero Águia. O corpo só foi localizado no começo da manhã por banhistas, que avisaram a polícia.

O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

Feriadão

O tempo firme fez com que muitos turistas escolhessem o litoral de São Paulo neste fim de semana prolongado. Segundo o boletim da concessionária Ecovias, divulgado no fim da tarde desta sexta-feira (19), “desde as 0h de quinta-feira (18), quando se iniciou a contagem, mais de 173 mil veículos desceram a Serra em direção à Baixada Santista”.