Acesso a Ilhabela e Cananéia está restrito

Dersa – Desenvolvimento Rodoviário S/A aderiu aos decretos editados pelas prefeituras litorâneas de Ilhabela, no litoral norte, e de Cananéia, no litoral sul. Em Ilhabela, por exemplo, está limitado o acesso às balsas para os veículos de emergência, como ambulâncias, viaturas e transportes de pacientes; veículos oficiais; veículos destinados aos serviços essenciais; e veículos com placas de Ilhabela e São Sebastião, desde que sejam moradores ou trabalhadores.

Na travessia Cananéia/Continente e Ilha Comprida, o acesso às balsas está restrito aos veículos de emergência, como ambulâncias, viaturas e transportes de pacientes; veículos destinados aos serviços essenciais; e pedestres. Já em Cananéia/Ariri, o serviço foi reduzido para duas vezes por semana e limitada à capacidade de pessoas sentadas.

*Com informações do Governo do Estado de São Paulo

Balsa entre Cananeia e Ilha Comprida passa a operar 24h

(Marcelo Soubhia/Governo do Estado de SP)

A travessia Cananeia/Ilha Comprida, no litoral sul, passou a funcionar 24 horas por dia. A operação ininterrupta era um pedido antigo dos usuários e foi atendido pela nova gestão da Dersa após análise técnica. Antes, o horário de operação do serviço era feito das 6h à meia-noite. O novo horário entrou em funcionamento este mês.

Além dos moradores da região, a mudança também beneficia milhares de turistas que utilizam o sistema aos fins de semana e feriados e precisam se deslocar entre as duas margens de madrugada. Na Baixada Santista, a Dersa aumentou para sete o número de balsas que fazem a travessia Santos/Guarujá, ampliando também a capacidade do serviço na região.

Atualmente, a travessia Cananeia/Ilha Comprida conta com duas balsas, uma FB-16, com capacidade para 15 veículos, e a FB-12, com capacidade para 28 veículos. A FB-12 foi entregue em março deste ano, completamente reformada, resultado de investimento de mais de R$ 1 milhão do Governo do Estado. Juntas, as duas embarcações têm capacidade operacional para transportar até 129 veículos por hora, em cada sentido.

A distância da travessia Cananeia/Ilha Comprida é de 940 metros e por dia são transportados em média 559 pedestres, 110 ciclistas, 176 automóveis, 5 caminhões e 21 motocicletas. Informações pelo telefone 0800 7733 711 e também pelo aplicativo Travessias.

CANANÉIA/ILHA COMPRIDAILHA COMPRIDA/CANANÉIA
Todos os diasTodos os dias
1h1h30
2h303h
4h4h30
5h5h30
Das 6h às 8h30 – saídas a cada 30 minutosDas 6h15 às 8h45 – saídas a cada 30 minutos
9h09h30
10h10h30
11hDas 11h15 às 13h45 – saídas a cada 30 minutos
Das 11h30 às 13h30 – saídas a cada 30 minutos14h30
14h15h30
15h16h30
16hDas 17h15 às 19h45 – saídas a cada 30 minutos
17h20h30
Das 17h30 às 19h30 – saídas a cada 30 minutos21h30
20h22h30
21hmeia-noite
22h 
23h30 

*Com informações do Governo do Estado de SP

Lancha fará travessia entre São Sebastião e Ilha Bela

Com catamarãs da Dersa, pedestres terão serviço exclusivo e deixarão de usar balsa; investimento do governo do Estado é de R$ 3,6 milhões (Secretaria de Logística e Transportes/Reprodução)

Os usuários da Travessia São Sebastião/Ilhabela terão uma nova opção para fazer o trajeto a pé a partir do próximo sábado (19). Trata-se do novo serviço de pedestres que será oferecido pela Dersa com uso de catamarãs, com tarifa zero por um período de quatro meses.

O primeiro teste operacional foi realizado nesta quarta-feira (16) com a lancha LS-02, que passou por completo processo de reforma e modernização e recebeu investimentos de R$ 3,6 milhões do governo do Estado, por meio da secretaria de Logística e Transportes de São Paulo.

Participaram do teste o secretário João Octaviano Machado Neto, o presidente da Dersa, Milton Persoli, e o diretor de Operações, João Luiz Lopes.



A embarcação, do tipo catamarã, é feita em fibra de vidro e tem capacidade para transportar até 370 passageiros, incluindo 33 ciclistas. A lancha foi totalmente remodelada, recebeu novo sistema hidráulico e elétrico, nova pintura, novos equipamentos de salvatagem, novo sistema de ar-condicionado, novo sistema de monitoramento interno com câmeras, novos assentos e teve as janelas ampliadas.

A chegada da LS-02 permitirá separar pedestres e veículos, que hoje utilizam simultaneamente os ferryboats, gerando ganho de até 30% na capacidade de veículos das balsas. A utilização das lanchas também trará mais conforto, segurança e agilidade aos pedestres.

Segunda lancha

O outro catamarã que irá compor a nova travessia de pedestres é o LS-04, também com capacidade para 370 passageiros. A lancha teve 50% da reforma concluída, porém a empresa que realizava os trabalhos não cumpriu com as obrigações legais e teve o seu contrato rescindido. A DERSA está tomando as medidas legais para dar andamento ao novo processo licitatório da reforma.

Oitava balsa

Várias ações já estão em curso para trazer melhorias ao sistema da Travessia São Sebastião/Ilhabela, que receberá o reforço da oitava embarcação. Porém, a empresa que executava a reforma da balsa FB-20, com capacidade para 40 veículos, também descumpriu as obrigações legais, obrigando a DERSA a convocar a segunda empresa classificada no processo licitatório para dar seguimento à remodelação.

Investimentos

A atual gestão da Secretaria de Logística e Transportes já iniciou estudos para modernizar a operação com o objetivo de reduzir o tempo de espera dos usuários na Travessia São Sebastião/Ilhabela. Além disso, a SLT também está em tratativas para buscar soluções no curto e médio prazo para ampliar a oferta e melhorar a qualidade do serviço prestado à população.