Belém: Sabores da capital criativa da gastronomia em São Paulo

(Divulgação)

A culinária paraense é uma das mais ricas e diversificadas do Brasil. Seus pratos exóticos e diferenciados fazem uso de ingredientes típicos da Amazônia, com isso conquistou fama mundial. 

Recentemente, Belém recebeu a renovação do título internacional de cidade criativa da gastronomia, concedido pela UNESCO. O primeiro título veio em 2015 e, desde então, a cada nova avaliação a capital paraense se mantém no posto. 

Mesclando influências indígenas, africanas e dos colonos portugueses, os paraenses criaram iguarias de sabores únicos, como os famosos Pato no Tucupi, Tacacá, Maniçoba e o vatapá paraense.  

O Pará também dispõem de uma impressionante variedade de frutas e frutos que só existem naquela região, e outras que só se encontram no estado: O famoso açaí (o ouro negro da Amazônia), taperebá, bacuri, cupuaçu, pupunha, tucumã e a castanha do Pará, fruto da castanheira do Pará.  

Na cidade de São Paulo, é fácil encontrar os principais pratos da culinária paraense. Na Vila Mariana o restaurante Amazônia Soul, comandado pelo chef Pedro Amaral, serve o tacacá, que no frio faz a alegria dos paulistanos curiosos por descobrir novos sabores, e dos nortistas que aqui vivem.  

Pedro conta que desde pequeno sonhava em poder levar a cultura de sua cidade para outros estados.  

“Eu viajava à São Paulo, e nos momentos de lazer gostava de provar as mais diferentes culinárias que se têm por aqui, mas eu sentia falta de um espaço que representasse toda a riqueza da culinária nortista, com ênfase na culinária paraense, que é a minha paixão”.

O Restaurante

O restaurante Amazônia Soul está localizado na rua Áurea, 361, Vila Mariana. Com cardápio fixo, faz entregas para até 7 km ou retirada no local. Entre as sugestões estão; Isca de Dourada (R$ 9,90), Costela de Tambaqui (R$ 54,90), Pirarucu de casaca (R$59,90), Tacacá em versão grande (R$ 27,90) e Mini (R$19,90) e açaí paraense orgânico e 100% puro (R$ 25,90 – 500ml). Pedidos pelo tel. (11) 5083-4046  Instagram: @amazoniasoulsp.  Atendimento ao público: Sex, 16h às 22h. Sáb, 12h às 20h, Dom, 12h às 18h. Delivery e Take Away: Qua e Qui  de 12h às 18h e Sex.: de 12h às 22h. Sábado, 12h às 20h, Dom, 12h às 18h. 

*Com informações da AI

Presos aproveitam visitas para escapar do CDP

A Polícia Militar de São Paulo confirmou, hoje (6), que 13 presos do Centro de Detenção Provisória Belém fugiram da unidade, a cerca de sete quilômetros do centro da capital paulista, no final da tarde de ontem (5). Segundo a assessoria de imprensa da corporação, um agente acionou o Centro de Operações da PM (Copom) por volta das 18h, após detectar a movimentação do grupo, que escapou durante o horário de visitas, pelo alambrado que cerca o local. Os registros indicam que ninguém ficou ferido.

Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) o CDP Belém apresenta, atualmente, superpopulação carcerária. De acordo com números da pasta, atualizados há três dias, a unidade soma 2.746 detentos. A capacidade dos dois pavilhões, porém, é de 1.697 detentos. O número de presos abrigados no local extrapola em 1,6 vezes o total de vagas disponíveis.

A unidade dispõe de duas alas destinadas a detentos em progressão de pena, que totalizam 220 vagas. Nessas áreas, a população prisional é três vezes maior do que o espaço comporta.

Estudo

Um estudo produzido a pedido do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) demonstrou que, no Brasil, uma pessoa presa provisoriamente fica encarcerada, em média, por um ano e três dias, antes de ser levada a julgamento.

Uma pesquisa organizada pelo Instituto Sou da Paz e da rede Nossas Cidades, em parceria com a Defensoria Pública de São Paulo, revela que somente o estado de São Paulo gasta R$ 76 milhões por mês para manter pessoas presas provisoriamente. Intitulada Vale a Pena? Custos e Alternativas à Prisão Provisória no Estado de São Paulo, a análise destaca ainda que as verbas alocadas na administração penitenciária cresceram 27,5% entre 2010 e 2017, enquanto projetos destinados à população jovem tiveram investimentos reduzidos.

A PM não soube informar se algum detento já foi capturado.

Em nota, a SAP afirmou que pretende aumentar o número de funcionários que fazem o policiamento da área e também vai elevar a altura da grade. O órgão disse que, quando recapturados, os presos evadidos regredirão para o regime fechado. Nenhum detento foi capturado até o momento.

Procurada, a Secretaria da Segurança Pública ainda não deu retorno.

Militares reforçam combate ao fogo em 5 cidades no Pará

Por Igor Luz, via Agência Pará

Militares estão atuando em Marabá, Itaituba, Altamira, Redenção e Parauapebas
(Corpo de Bombeiros/via Agência Pará)

Desde a última terça-feira (27), o Corpo de Bombeiros Militar do Pará está combatendo incêndios e capacitando militares do Exército Brasileiro em todo o Estado, através da Operação Fênix. Na quinta-feira (29), com uma possível evolução das chamas ocasionada pelos ventos fortes, mais uma equipe de Belém foi deslocada para Redenção e Parauapebas, sendo 10 militares para cada município.

O reforço do efetivo se dá pela existência de áreas no Estado com focos de queimadas. Todas as 40 unidades dos bombeiros estão participando da ação, com orientações e atribuições integradas. Eles são de Belém, Ananindeua, Castanhal, Parauapebas, Mosqueiro, Salinas, Santarém, Marabá, Barcarena, entre outras. Cerca de 50 militares estão compondo as Guarnições em Combate a Incêndio Florestal (GCIF´s), sendo cada equipe formada por especialistas do Corpo de Bombeiros e apoio do Exército Brasileiro.

(Corpo de Bombeiros/via Agência Pará)

O trabalho foi iniciado na última terça-feira (27), quando o Grupo de Combate à Incêndios Florestais na Amazônia (GCIFA), do 10° Grupamento Bombeiro Militar/Redenção, começou a atuar em áreas de proteção permanente em torno da fazenda Sonho Meu, no município de São Félix do Xingu. A tropa atuou também, fazendo o levantamento do local e combatendo queimadas no município.

Na quarta-feira (28), com o apoio de 15 homens da região que utilizavam equipamentos específicos, o Corpo de Bombeiros fez concentrações em frente aos focos de incêndio, construindo uma proteção (aceiro) para conter o fogo, com o objetivo das chamas não chegarem ao capim.

https://spagora.com.br/veja-os-filmes-brasileiros-finalistas-no-lente-de-cristal/

Quatro presos são mortos durante transferência

Por Karine Melo

(Adriano Baracho/TV Liberal/Reprodução)

Mais quatro presos participantes da briga entre facções no presídio em Altamira (PA) foram mortos ontem (30) durante o traslado de Novo Repartimento a Marabá. Ao chegarem ao destino, os agentes encontraram os detentos mortos por sufocamento em duas celas. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (31) pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) do Pará. A ação ocorreu entre 19h de ontem (30) e 1h da madrugada de hoje (31), e as razões das novas mortes estão sendo investigadas. Todos os 26 presos remanescentes serão colocados em isolamento.

Os detentos eram da mesma facção e viviam juntos nas mesmas celas e foram comparsas no confronto entre facções, no presídio em Altamira, que deixou 58 mortos na última segunda-feira (29). Durante o transporte, eles estavam algemados, divididos em quatro celas que, juntas, tinham capacidade para até 40 presos e 30 eram transportados. O estado não tem caminhão com celas individuais.

Força-tarefa

Na tarde desta quarta-feira (31), chegam a Belém 10 homens da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária. A ida do grupo foi autorizada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, a pedido do governador do Pará, Helder Barbalho. A força-tarefa atuará em atividades de guarda, vigilância e custódia de presos, com apoio dos sistemas Penitenciário e de Segurança Pública do estado.

Identificação

Até a noite de ontem (30), 15 corpos de vítimas do confronto ocorrido na última segunda-feira (29) entre o Comando Classe A (CCA) e o Comando Vermelho (CV), no presídio de Altamira, no oeste paraense, haviam sido identificados. Para agilizar o trabalho, que está sendo feito por meio de exames de DNA, desde ontem (30) reforçam a equipe em Altamira peritos odontologistas forenses, além de peritos criminais do Laboratório de Genética Forense do Instituto de Criminalística de Belém. Nesta quarta-feira (31) os trabalhos foram retomados às 7h.

Transferências

Até ontem (30), 16 líderes do confronto já haviam sido identificados e transferidos de forma imediata para a capital paraense, dez deles irão, posteriormente, para o regime federal e os demais serão redistribuídos nas penitenciárias estaduais.

Presídios

Como parte de ações estratégicas para evitar novos confrontos entre facções criminosas em presídios estaduais, a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) anunciou ontem (30), que, até o fim do ano, mais cinco unidades prisionais serão entregues nos municípios de Altamira, Parauapebas, Redenção, Abaetetuba e Vitória do Xingu. “Serão mais de 2 mil vagas abertas. E neste sábado, quase 500 agentes concursados tomam posse, algo que não existia. Com essas medidas, conseguimos melhorar o quadro e o sistema”, disse o titular da pasta, Ualame Machado.

8 parques para levar seu pet para passear na capital

Parque Villa-Lobos (Arquivo/Governo do Estado de SP)

Quem quer fazer um programa diferente no final de semana pode levar seu pet para para passear no parque. A Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente conta com diversos parques urbanos no município de São Paulo que aceita cachorros.

Os que permitem a entrada do seu animal de estimação são: Villa-Lobos, Jequitibá, Juventude, Belém, Pomar Urbano, Alberto Löfgren, Cândido Portinari e Guarapiranga.

De qualquer forma é importante ter atenção. É permitida a entrada de cães, desde que estejam com guia e coleira. No caso das raças mastim napolitano, pit bull, rotweiller e american staffordshire terrier precisa atender também à legislação municipal. É necessário também, além da guia e coleira, o uso de focinheira e enforcador.

Vale lembrar que as regras devem ser seguidas para evitar brigas entre os próprios animais e trazer mais segurança para os demais usuários.

A aposentada Denise Romualdo afirma que adora levar seu cachorro no parque todo domingo. “Eu sempre venho caminhar. Então no fim de semana eu aproveito e levo meu cachorro. Assim ele tem um passeio diferenciado também”, conta.

Para deixar o ambiente limpo para os próximos usuários, as instituições solicitam que as fezes do animal sejam coletadas. Após a coleta, também solicita aos visitantes o descarte adequado.

O professor Diego Soares diz que nunca esquece seus saquinhos de coleta. “É importante trazer com a gente os sacos coletores. Assim, respeitamos todos que estão no parque e não sujamos o lugar. Todos devem trazer e fazer sua parte”, afirma.

Nos Parques Villa-Lobos, Cândido Portinari e Juventude, há o Espaço Canino. Nestes locais os animais podem ficar soltos e brincar com equipamentos disponíveis.

As orientações para os proprietários de cães encontram-se em placas distribuídos na área dos parques e na entrada dos Espaços Caninos. Saiba mais sobre os parques estaduais e reservas aqui.

Fim de semana tem teste gratuito de hepatite no Metrô

Quem passar pelas estações Tucuruvi, da Linha 1-Azul, Bresser-Mooca, Belém, Corinthians-Itaquera e Palmeiras-Barra Funda, da Linha 3-Vermelha neste final de semana, entre os dias 27 e 28 de julho, poderá realizar testes gratuitos de hepatite C. Para a realização do teste, o interessado deve apresentar apenas um documento com foto.

A Semana Hepatite Zero faz parte da campanha “Julho Amarelo”, que promove ações de combate às hepatites virais. O objetivo é auxiliar no diagnóstico precoce da doença, considerada assintomática até as fases mais avançadas.

A ação é uma parceria entre Associação Brasileira dos Portadores de Hepatite (ABPH) e o Rotarian Action Group (Rag) e conta com o apoio do Metrô.

Confira abaixo os locais e horários da ação:

Estação Tucuruvisábado (27) – das 9h às 15h
Estação Bresser-Moocasábado (27) e domingo (28) – das 10h às 17h
Estação Belémsábado (27) – das 9h às 18h
Estação Itaquerasábado (27) – das 10h às 17h
Estação Barra Fundadomingo (28) – das 10h às 16h
https://spagora.com.br/numero-de-pacientes-com-hepatite-cai-7-em-10-anos/

Queda de avião mata co-piloto e fere duas pessoas

Lucas Ernesto Santos tinha de 25 anos (Facebook/Reprodução)

Um avião monomotor caiu hoje (13) na área de uma empresa desativada no bairro do Benguí, em Belém. No acidente, ocorrido na manhã desta quarta-feira, o co-piloto morreu. O piloto e um vigilante da área onde caiu a aeronvave ficaram feridos.

O Corpo de Bombeiros atuou na retirada de dois dos ocupantes da aeronave que ficaram presos nas ferragens.

O co-piloto Lucas Ernesto Santos, de 25 anos, não resistiu ao impacto da queda e morreu. O piloto Bruno Alencar, de 22 anos, sofreu traumatismo craniano e foi levado em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital Metropolitano. O estado de saúde dele é grave. Um vigilante da área onde a aeronave caiu, que não teve o nome divulgado, sofreu apenas escoriações.

A Força Aérea Brasileira (FAB) informou que o acidente será investigado pelo Primeiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa I).

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que a aeronave, um Cessna Aircraft 210L, prefixo PT-JIC, estava em condição regular, com o Certificado de Aeronavegabilidade e a Inspeção Anual de Manutenção válidos.

Bombeiros socorreram vítimas (TV Liberal – Afiliada à Rede Globo/Reprodução)