Escâner vai registrar situação das árvores na capital

Equipamento é transportado em cima de uma caminhonete (Rovena Rosa/Agência Brasil)


A prefeitura de São Paulo iniciou hoje (29) um projeto piloto para catalogar,com auxílio de scanner as árvores das ruas da cidade. Um carro com câmera que registra em 360 graus vai rodar a Rua Ribeiro Lacerda, no Ipiranga, zona sul paulistana, coletando informações das árvores que estão ao longo da via.

scanner é um aparelho de leitura ótica que permite converter imagens, fotos, ilustrações e textos em papel em um formato digital que pode ser manipulado em computador. O equipamento registra informações como altura, diâmetro, inclinação e espaçamento dos troncos.

A ideia é que as informações sejam usadas para tomar decisões sobre poda e remoção de árvores. Segundo o secretário adjunto de Verde e Meio Ambiente, Ricardo Viegas, caso o projeto piloto tenha sucesso, poderá ser usado na elaboração do plano municipal de arborização urbana. Viegas disse que o estudo incluirá as espécies plantadas na cidade, a quantidade delas e as estratégias para gestão dessa cobertura vegetal.

Ele explicou que o inventário municipal mostra que a capital paulista tem hoje 651 mil árvores, mas que esse levantamento precisa ser atualizado constantemente. “Isso foi feito, há um bom tempo, por engenheiros e biólogos da prefeitura com uma metologia bastante ultrapassada, e o rendimento desse levantamento é muito baixo, lento”, disse Viegas sobre os procedimentos feitos com medição manual e fotografias.

Com o scanner, o secretário acredita que o procedimento terá um ganho de velocidade incomparável. A avaliação dos resultados deve ser feita nos próximos três meses. A partir daí, será possível ter uma ideia das vantagens e também dos custos para implantação do projeto em toda a cidade.

O sistema foi doado por uma empresa privada, a Metro Cúbico Engenharia. A intenção, segundo a companhia, é “apresentar uma alternativa tecnológica de última geração para o cadastramento de árvores, que consiste em obter todas as suas medidas”.

Por  Daniel Mello – Repórter da Agência Brasil

Veja qual a região da Capital com mais desempregados

Vista aerea da cidade de São Paulo (Governo do Estado de São Paulo)


O desemprego atinge de forma desigual a população da cidade de São Paulo. Pesquisa divulgada hoje (23), pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), mostra que a zona sul do município tem um índice de 15,5% de pessoas sem emprego. No centro ampliado, o percentual de desempregados é de 10,1% e em toda cidade de 12,8%.

A zona norte também tem um percentual acima do observado no município de pessoas sem trabalho, 13,9%, enquanto na zona leste o índice é 12,1%. A força de trabalho da capital paulista é de 6,45 milhões de pessoas, sendo que 825 mil desses residentes em idade economicamente ativa estão desocupados.

A zona sul também concentra o maior percentual de população com o ensino fundamental incompleto, 41,4%. O índice de pessoas com ensino superior nessa parte da cidade é 10%. Na média, a cidade tem 34,1% de pessoas com ensino fundamental incompleto e 15,3% com ensino superior. No centro ampliado, 28,3% cursaram a universidade e 32,5% não chegaram a concluir o período escolar.

Aposentadorias e rendimentos

Em toda a cidade, 14% dos domicílios são sustentados exclusivamente por aposentadorias. O maior percentual é na zona norte, com 18,8%, e o menor na zona sul, com 9,8%. No centro ampliado, o índice fica em 13,5%.

O rendimento médio per capita também apresenta diferenças consideráveis entre as diferentes partes da cidade. No município a renda média é de R$ 1.452, chegando a R$ 2.366 no centro ampliado. Na zona sul, a renda média por pessoa é de R$ 1.095 e na parte da zona leste mais distante do centro, R$ 992.

A zona sul de São Paulo concentra 2,72 milhões de pessoas; o centro ampliado, 2,67 milhões; a zona norte, 2,3 milhões; a parte leste mais próxima do centro, 1,63 milhão e a zona leste mais periférica, 2,49 milhões. No total, vivem na cidade 11,81 milhões de pessoas.

Para elaboração do estudo, o Seade visitou 2,1 mil domicílios.

Por  Daniel Mello – Repórter da Agência Brasil

Atendente, vendedor, manobrista: SP tem 3,4 mil vagas de emprego

(Leon Rodrigues/Prefeitura de SP/Reprodução)


Quem está em busca de recolocação profissional encontra nesta semana 3.473 vagas de emprego no Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo da Prefeitura de São Paulo. Os setores do comércio e de serviços estão com diversas oportunidades com destaque para o cargo de atendente com 308 vagas, liderando o ranking semanal da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho.

As vagas para atendente oferecem salários entre R$ 575 (trabalho em dias alternados) a R$ 1.450. As atividades são desempenhadas em lojas, lanchonetes, supermercados entre outros. Será exigido dos candidatos no mínimo o ensino fundamental completo para algumas das oportunidades, assim como comprovação da experiência.

Na segunda colocação, com 161 postos, está as atividades ligadas a vendas – salários de até R$ 2.000. Para participar dos processos seletivos será necessário escolaridade entre o fundamental e o médio completos.

Seguida por 155 oportunidades e com salários entre R$ 998 e R$ 1.989, os cargos na área de telemarketing exigem conhecimento na atividade e para algumas vagas o ensino superior. Auxiliar administrativo aparece na quarta posição com 112 vagas – salários entre R$ 665 e 1.960. A maioria destas oportunidades, exige o ensino médio em andamento ou concluído e idade entre 18 e 21 anos.

Os postos para manobrista fecham o ranking dos cinco cargos com mais oportunidades nos Cates, com 68 vagas. Os candidatos precisam ter o ensino fundamental incompleto ou médio em andamento e a comprovação de no mínimo seis meses de experiência.

Na distribuição por região, a Zona Central apresenta o maior número de oportunidades, com 419 vagas, seguida pela região Sul com 222. A região Norte apresenta 195 ofertas de emprego e a região Leste dispõe de 182. Já a Zona Oeste da cidade conta com 106 possibilidades de contratação. Todas as oportunidades de emprego podem ser consultadas de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, em qualquer uma das 24 unidades do Cate. É necessário apresentar RG, CPF, número do PIS e carteira de trabalho.

Cate

O Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho é uma rede de atendimento gratuito, que conta com 24 unidades distribuídas por todas as regiões da cidade de São Paulo. Visando orientar trabalhadores e empreendedores, o Cate oferece serviços como encaminhamento para vagas de emprego, oficinas de qualificação profissional e emissão de carteira de trabalho. Agora o Cate conta com um portal que permite a visualização das vagas de emprego, ficando mais prático para o usuário do serviço ir a uma unidade física sabendo quais vagas estão disponíveis. Basta copiar o código da vaga (ID) e apresentar aos atendentes. A plataforma disponibiliza também serviços na área do empreendedorismo e oferta de cursos profissionalizantes de curta duração, com direito a certificado.

A relação de endereços das unidades do Cate também podem ser conferidas neste endereço www.cate.prefeitura.sp.gov.br

*com informações da prefeitura de SP

Chuva derruba 30 árvores e enchente mobiliza bombeiros

Marginal Tietê, altura da ponte da Casa Verde


A chuva que atingiu São Paulo na tarde deste sábado (14) fez com que o Corpo de Bombeiros recebessem 13 chamados para enchentes. Ao menos 30 árvores caíram. Os alertas de alagamentos do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) começaram pela Zona Norte e pela Marginal Tietê, às 14h32.

Foram áreas de instabilidade que se formaram na região de Campinas, no interior do Estado, que trouxeram a chuva. Pancadas de forte intensidade foram detectadas.

Às 15h14, o aviso de risco de alagamento foi extendido para a Marginal Pinheiros e as zonas Central, Leste e Oeste da Capital.

“A baixa velocidade de deslocamento do sistema eleva o potencial para formação de alagamentos”, informou o CGE.

Depois das 16h, os Córregos Tremembé, na altura da Rua Garabed Gananian, e Paciência, na altura da Avenida Edu Chaves, chegaram a eminência de transbordar.


Leia Também

https://spagora.com.br/deslizamentos-de-terra-matam-avo-e-3-criancas/cidades/interior-de-sao-paulo/

*Atualizado às 20h02


Temporal derruba árvores e provoca enchente em 15 locais

Por Bruno Bocchini

Pistas no Elevado João Goulart ficaram alagadas (Jorge Araújo/Fotos Públicas)


A forte chuva que atinge a capital paulista nesta terça-feira (10) causou o transbordamento de córregos e rios, alagamentos, queda de árvores e aumento dos congestionamentos no trânsito.

Em Itaquera, na zona leste de São Paulo, o Rio Verde transbordou em decorrência das precipitações que atingiram o bairro. Em Perus, na região norte, houve o extravasamento do Córrego Perus, assim como em Tremembé, na mesma região, onde houve o transbordamento do Córrego Paciência. O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da prefeitura decretou estado de alerta nas três localidades. As demais áreas da cidade estão em estado de atenção.

O Corpo de Bombeiros informou que foram registradas 15 ocorrências de alagamento na cidade e 13 chamados em razão da queda de árvores. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o congestionamento, às 19h, era de 13,8% das vias monitoradas, acima da média para o horário (10%).

https://twitter.com/BombeirosPMESP/status/1204508528448286720

Às 19h, imagens do radar meteorológico do CGE mostravam chuva moderada em toda a capital paulista. Segundo previsão do CGE, as próximas horas continuarão com chuvas, gradativamente perdendo intensidade e abrangência. 

Exames mostram redução dos tumores de Bruno Covas

Por Ludmilla Souza

Bruno Covas, prefeito de São Paulo (Arquivo/Leon Rodrigues/Prefeitura de SP)


O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, começa, nesta terça-feira (10), um novo ciclo de quimioterapia, no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista. Covas faz tratamento contra um câncer diagnosticado na região do estômago.

A equipe médica do hospital informou que o prefeito está bem fisicamente e emocionalmente, disposto e que teve uma resposta expressiva às três primeiras sessões. “Ele está com a saúde ótima, realizando quimioterapia praticamente sem nenhum efeito colateral. Os exames de imagem mostraram um regressão expressiva das lesões”, disse o oncologista Tulio Pfiffer.

Segundo a equipe médica, Bruno Covas tem se alimentado bem, vem fazendo exercícios e a única restrição ao prefeito é que ele evite aglomeração. “A orientação da equipe continua a mesma, o limite dele é ele que impõe, e evitando as grandes aglomerações”, disse o médico David Uip.

O oncologista informou ainda que no tumor da transição esofogástrica, a endoscopia mostrou que está cicatrizando, os linfonodos estão diminuindo de tamanho e que a única lesão que ele tem no fígado está tendo resposta expressiva.

“Dessa forma, em time que está ganhando não se mexe. A gente vai continuar com o mesmo protocolo de quimioterapia até completar o total de quatro meses no início de fevereiro”, disse Tulio Pfiffer.

Assim como as três primeiras sessões, esta quarta sessão de quimioterapia terá a duração de 30 horas. A previsão de alta dependerá da avaliação médica após o tratamento.

Tratamento

Bruno Covas foi internado no dia 23 de outubro no Hospital Sírio-Libanês para tratamento de uma erisipela. Dois dias depois, os médicos diagnosticaram uma trombose venosa das veias fibulares e exames subsequentes apontaram tromboembolismo pulmonar e câncer. O prefeito foi diagnosticado com adenocarcinoma, um tipo de câncer na região de transição do esôfago para o estômago, além de uma metástase no fígado e uma lesão nos linfonodos.

Segundo o cardiologista Roberto Kalil, a parte cardiológica está bem. “O estado geral do prefeito é ótimo, a parte cardíaca que tinha aqueles coágulos foi resolvida, o ecocardigrama está normal, as notícias são extremamente otimistas”.

O prefeito continuou no cargo durante o tratamento, despachando e fazendo reuniões de trabalho no próprio hospital. No dia 18 de novembro, ele voltou a despachar da sede da prefeitura.

Minhocão terá interdições nos próximos 6 meses

(Rovena Rosa/Agência Brasil)


O elevado João Goulart (Minhocão) será interditado, de forma parcial, a partir deste sábado (7) pelo período de seis meses, para obras de implementação dos gradis metálicos. O objetivo é dar mais segurança aos pedestres e usuários que circulam pela via durante as noites de segunda a sexta-feira, os dias dos fins de semana e eventos.

Inicialmente, a interdição será feita na pista da direita do sentido centro-bairro, em trechos de 200m de extensão, a partir do Largo Padre Péricles e se deslocando sentido Rua da Consolação, na medida em que os serviços forem concluídos em cada segmento.

Posteriormente, as obras serão executadas na pista sentido bairro-centro.

Trânsito

A Engenharia de Campo da CET vai monitorar a interdição e orientar o tráfego na região, visando manter as condições de trânsito e preservar a segurança de pedestres e motoristas.

Interdições

De 07 a 25/12

  • Faixa da direita, pista sentido centro ou bairro, de acordo com o cronograma das obras, das 10h00 às 16h00 e das 20h00 às 06h00 de segunda a sexta-feira do dia seguinte, e aos sábados, domingos e feriados por período integral.

A partir de 26/12

  • Faixa da direita, pista sentido centro ou bairro, de acordo com o cronograma das obras, durante as 24 horas do dia.

Alternativas

  • O fluxo de trânsito será canalizado para a faixa da esquerda;

Recomendações 

  • Atenção à sinalização e eventuais movimentações das máquinas e equipamentos relativos à obra;
  • Se necessitar pedir informações, proceda de forma a não comprometer a fluidez do trânsito;
  • Ao avistar a canalização de orientação na pista, reduza a velocidade dos veículos para maior segurança.

Confira atrações da Virada Esportiva do fim de semana

Homem caminha em um cabo de aço no Centro, entre o Teatro Municipal e o Viaduto do Chá (Gabriela Yamada/Fotos Públicas)


Com mais de duas mil atrações gratuitas espalhadas pela cidade, a Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEME), realiza neste fim de semana (dias 23 e 24) a 13ª edição da Virada Esportiva. A Virada faz parte do calendário oficial da cidade e tem como objetivo promover a prática de atividades físicas, esporte e lazer, além de combater o sedentarismo e estimular a ocupação dos espaços públicos pela população.

O maior evento esportivo em número de participantes do mundo cresceu e nesse ano terá mais atividades descentralizadas para oferecer esportes, lazer e recreação por toda a cidade. Com investimento de R$ 3 milhões e mais de 2 mil atividades e mil locais diferentes.

Segundo o prefeito Bruno Covas, trata-se de mais uma ação integrada da administração municipal. “A Virada é organizada pela Secretaria de Esportes, mas pela dimensão que o evento tem só é possível de ser feito graças ao envolvimento de inúmeras secretarias que estão engajadas desde o início do projeto colaborando seja cedendo espaço, profissionais ou com orientações”, destacou.

Serão mais de 120 modalidades diferentes para atender os mais variados públicos durante todo o final de semana, desde atividades para crianças, jovens, adultos e pessoa idosa, assim como ações voltadas para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, em parceria com SMPED e Comitê Paraolímpico Brasileiro com todas as atividades acessíveis.

“Queremos sensibilizar pessoas que não praticam atividades físicas a terem o primeiro contato com algum tipo de modalidade”, explicou o secretário de Esportes e Lazer, Carlos Bezerra Junior.

Até carrinho de rolimã terá espaço no evento. Acontecerá uma corrida deste esporte que fez parte da infância de muitos paulistanos na Vila Mariana. Além disso, diferentes atividades espalhadas por São Paulo como: basquete 3×3, esgrima, futebol americano, rugby, artes marciais, modalidades esportivas ligadas a cultura de diversos países em parceria com Consulados de diferentes países, e também esportes digitais, ou E-Sports, que terão atividades programadas em Cidade Tiradentes.

A Virada Esportiva promete surpreender quem sair de casa para aproveitar as atrações. Alguns locais receberão uma grande variedade de atividades como:

Pacaembu – A Praça Charles Miller e o Estádio do Pacaembu receberão atividades diversas como parede de escalada, futebol feminino, e a Arena UFC que realizará oficinas de lutas para todas as idades e contará com a participação do campeão do UFC, Minotauro – que promoverá uma aula especial no tatame. Além disso, haverá a demonstração da força no Espaço StrongMan.

Dentro do estádio, no sábado a noite os paulistanos poderão ver de perto o voo de três atletas de wingsuit – macacão com asas usado por paraquedistas para voos de alta performance. Três atletas vão saltar de um helicóptero e pousar dentro do estádio. A novidade é que as asas do macacão estarão iluminadas.

Ainda no estádio, acontecerá um treinamento de goleiros no domingo de manhã vai contar com a participação de Zetti. E o campeonato de CrossFit, Kvera Games, que vai contar com a participação de mil atletas e um espaço de treinamento para o público. A região ainda recebe o atleta Felipe Franco na estação Fitness e bodybuilding, que vai disponibilizar um circuito de para exercitar o corpo.

Parque do Carmo – O endereço radical da Virada Esportiva é o pólo que mais atrai visitantes desde a primeira edição do evento. O Parque do Carmo reunirá atividades como parede de escalada, tirolesa, arvorismo, rapel, parkour, slackline, brinquedos infláveis.

Largo da Batata – Durante a Virada Esportiva, o Largo da Batata se transformará em uma praia. O espaço receberá esportes de praia e também o skate – que recentemente se consagrou como esporte olímpico. Para quem curte praticar atividades na areia poderá escolher entre futevôlei, beach tênis, vôlei de praia, peteca, hand beach, beach rugby, frisbee e frescobol.

Já os skatistas terão um final de semana especial no Festival Skate Weekend Experience, que reunirá atividades entre clínicas, disputas, exposição de skates, jump sessions, cinema ao ar livre. A arena do evento irá contar com um imenso paredão de madeira de 6 metros de altura, que servirá de palco de competição no Desafio Wall Ride, no domingo, para skatistas convidados. Com duas rampas de acesso, o Wall Ride é um evento que mistura o street e o vertical e é considerada uma prova de elevado grau de dificuldade.

Durante o evento, será apresentado em primeira mão o documentário “The Tony Alva Story”, produzido pela Vans, que conta a história de Tony Alva, de 62 anos de idade, o skatista profissional mais velho do mundo e considerado como o padrinho do skate moderno.

Centro – O prédio da Prefeitura de São Paulo receberá o “Slackline na madrugada”. O esporte de equilíbrio sobre uma fita elástica esticada entre dois pontos fixos, será atração na madrugada de sábado no centro de São Paulo, com atletas fazendo a travessia entre do prédio da Prefeitura até o prédio da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Ainda na região, as ruas do centro serão tomadas por Skatistas e Patinadores durante um passeio noturno de oito quilômetros que sairá da Praça do Patriarca e da Praça da Luz.

Praça Roosevelt – A região cercada por bares e baladas, receberá a Balada Esportiva. Uma pista de patinação retrô embalada por músicas dos anos 80 será montada para crianças a partir de 5 anos. Os praticantes de hoverboard também terão uma pista exclusiva, para crianças acima de 7 anos. Uma pista street receberá os praticantes de patins e skate.

Parque do Ibirapuera – O local promete reunir os fãs do bodybuilding na Arena Arnold, que receberá a visita de celebridades fitness e atletas de diversas modalidades prestigiando a Virada Esportiva e encontrando os aficionados pelo esporte. O espaço de 1.800 m² dentro do Parque Ibirapuera receberá 5 modalidades para que o público possa experimentar e vivenciar o esporte de força como: Luta de Braço, além do Pole Dance, Espaço Inclusão e Espaço Kids.

CEUs – O evento Juventude Radical no Seu Bairro terá atividades esportivas como surf, skate, dança, hidroginástica e recreação em 06 CEUs e 2 Centros Esportivos. No sábado (23) no CEU Uirapuru, C.E. Vila Guarani, CEU Guarapiranga e CEU Anhanguera. No domingo (24) no CEU Heliópolis, CEU Sapopemba, Centro Esportivo Mooca e CEU Pera Marmelo. Todos os  Centro Educacionais Unificados vão contar com programação para as crianças e famílias com atividades esportivas direcionadas.

Centros Esportivos – A Virada Esportiva também vai ocorrer nos Centros Esportivos da Prefeitura de São Paulo, administrados pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer. Além da programação habitual, os equipamentos terão, em sua maioria, atividades especiais para a Virada. Os Centros Esportivos são uma ótima opção para quem quer começar a praticar esportes. São várias as modalidades oferecidas para todas as idades nos mais de 40 equipamentos públicos.

Paradesporto – O Parque do Ibirapuera, na Arena Arnold, contará com um espaço especial onde o público poderá vivenciar esportes como o futebol de cego, sendo guiados apenas  pelo som da bola, Basquete em cadeira de rodas, Vôlei sentado, onde a única regra é não deixar a bola cair no chão, um verdadeiro trabalho em equipe, além da bocha em cadeira de rodas, mini tênis em cadeira de rodas, badminton e uma grande corrida de cadeira de rodas.

Já Parque das Bicicletas será palco de um grande evento inclusivo para crianças com deficiência e mobilidade reduzida. Com equipamentos adaptados, elas vão poder se divertir, interagir, se movimentar e tudo mais que o lazer e o esporte podem proporcionar. Serão usados skates, triciclos, carrinhos de rolimã e outros brinquedos. Já  no Centro de Treinamento Paralímpico serão disputados campeonatos de goalball, futebol para cegos, judô para cegos e xadrez para cegos. No CEU Alvarenga haverá vôlei adaptado e no CEU Campo Limpo bocha paralímpica.

Corujão LGBTQ+ Angels Voley – Pelo segundo ano, a Virada Esportiva terá uma atividade LGBTQ+ com jogos de vôlei das 22h às 5h no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP), ao lado do metrô AACD-Servidor. No Centro Esportivo Pelezão (Lapa), jogos de futsal de Trans e lésbicas serão incorporados à programação.

Corridas de Rua – Corridas de rua que já são tradicionais aos finais de semana na capital terão incremento com três grandes provas, sendo duas meia-maratonas (Parque da Independência e Parque do Povo – Shopping JK), além de uma prova em parceria com a personagem “Mulher Maravilha” onde 10 mil mulheres correrão no entorno do Jockey Club.

Represa de Guarapiranga – Os esportes náuticos com e sem motor farão da represa de Guarapiranga (Capela do Socorro e M’Boi Mirim) uma atração à parte.

Outras atrações – Um grande evento de Kickboxing e MMA acontecerá durante a noite no Centro Esportivo Mané Garrincha, ao lado da estação AACD-Servidor da Linha 5 – Lilás da Via Mobilidade.  Já na Estação da Luz, será o espaço para quem curte esportes a motor (duas e quatro rodas). O local receberá apresentações de drift e outras atividades. Na praça Heróis da FEB na manhã do domingo uma grande pedalada acontecerá pela zona norte.

Organização da Virada Esportiva 2019

Além de toda estrutura da Prefeitura e da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, a Virada Esportiva tem a participação das Secretarias de Governo, Educação, Saúde, Cultura, Turismo, Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Relações Internacionais, Assistência e Desenvolvimento Social,  Mobilidade e Transporte, Verde e Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Trabalho, SPTrans, CET, Sindi Clube, Sistema S e Governo do Estado de São Paulo.

A programação completa do evento está disponível no site www.prefeitura.sp.gov.br/viradaesportiva

Chuva deixa parte da Capital em risco de alagamentos

(Nivaldo Lima/SP Agora)


A chuva forte que atingiu São Paulo no meio da tarde de hoje (21) levou o Centro de Gerenciamento de Emergências a colocar a Zona Leste em estado de Atenção para Alagamentos. Às 14h40, o CGE emitiu o alerta para enchentes “principalmente nos bairros de Ermelino Matarazzo Ponte Rasa, Vila Jacuí e Itaquera”.

A Marginal Tietê também apresentava risco de alagamentos. Às 15h45, o Estado de Atenção foi retirado e, em várias regiões da cidade, o sol voltou a aparecer.

Previsão do tempo

“Na sexta-feira (22) o sol aparece entre nuvens e favorece a elevação das temperaturas no decorrer do dia. As mínimas oscilam em torno dos 18°C, enquanto as máximas podem superar os 30°C. No decorrer da tarde a propagação de áreas de instabilidade provoca pancadas de chuva com intensidade variando de moderada a forte, o que eleva o potencial para a formação de alagamentos. 

O sábado (23) ainda começa com sol entre nuvens e temperaturas em elevação no decorrer do dia. Os termômetros variam entre mínimas de 19ºC e máximas que podem superar os 30ºC. A aproximação de um sistema frontal pelo oceano ajuda a organizar as áreas de instabilidade sobre o Estado de São Paulo, o que provoca chuvas na forma de pancadas mais generalizadas com raios, rajadas de vento e potencial para formação de alagamentos, principalmente entre a tarde e a noite”, informa o órgão.

Casa da Mulher Brasileira vai atender vítimas de violência

(Governo do Estado de São Paulo)


Foi inaugurada hoje (11) uma unidade da Casa da Mulher Brasileira na região central da capital paulista. O programa do governo federal busca reunir em uma mesma estrutura diversos serviços de atendimento às mulheres vítimas de violência.

O governo estadual transferiu para o prédio uma Delegacia de Defesa da Mulher e a prefeitura vai ofertar serviços de assistência social e psicológica às pessoas que procurarem atendimento. O Tribunal de Justiça de São Paulo também instalou um anexo judiciário no local para dar mais agilidade nos pedidos de medidas protetivas prevista na Lei Maria da Penha.

O projeto inicial da Casa é de 2013. No entanto, segundo a secretária Municipal de Desenvolvimento Social, Berenice Giannella, devido a problemas no contrato com a empreiteira responsável pela obra, os trabalhos foram paralisados, só sendo retomados no ano passado.

“Nesse meio tempo, a parte interna se deteriorou e foi necessário fazer uma reforma”, explicou sobre a retomada do projeto que contou com o apoio de empresas privadas.

O Instituto Avon fez doações de equipamentos para o projeto e capacitou as atendentes. A empresa de cosméticos se comprometeu ainda, de acordo com o governador de São Paulo, João Doria, a ajudar na manutenção do espaço.

De acordo com a secretária Berenice, o governo federal disponibilizou R$ 12 milhões para a manutenção das atividades e da infraestrutura durante dois anos. Depois desse período, os custos deverão ser pagos pela prefeitura.

Espaço dedicado às crianças (Governo do Estado de São Paulo)

*Com informações da Agência Brasil