Ônibus: Após greve, todas as linhas voltam a operar

Movimento no Terminal Barra Funda, por volta de 19h, era tranquilo (SP Agora)

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de São Paulo anunciou, durante a tarde, o fim da greve que afetou, nesta sexta-feira (6), o transporte de ônibus da capital. O presidente do sindicato informou, em um palanque, que os pedidos da categoria foram atendidos.

“Quarta-feira, dia 11, o PLR (Participação nos Lucros e Resultados) de vocês estará na conta”, festejou Valdevan Noventa.

Motorista e cobradores em frente a Prefeitura de São Paulo
(Denis Glauber/Sind. Motoristas e Cobradores)

Segundo a SPTrans, todas as linhas e terminais operavam normalmente no começo da noite.

Rodízio e Área Azul ficaram suspensos hoje. As restrições de circulação nas faixas exclusivas e corredores de ônibus vigoram normalmente, conforme orientação da sinalização local.

*Atualizado às 19h50

https://www.facebook.com/SindmotoristasSP/videos/502665900499117/?__xts__[0]=68.ARCO9Utju6RbStIacLgWtJcdqUGEoXWLHenSkxXl_eEBXKBek37gu0YoHDZ0hu1k2IKf1eN3ik2a-SVXvfkVFZ8GbWe_p_lY7D02HQwfyncR8Et2gof91ALRwm6Mn03zgH_3dbqi–MzBjtYYTukvSFUER8Tcf9JUNefLu1SJd_d-EdaYZiGTYSADrkaQTin1TYrXoyRKi6S97SViAsTcGCMnhaZmBG8ECJSebQWeGRbwgevDfaOsc8tmma_nUmmXJvJh1ottk1RYOjnIxXWK8um_m0B7hn4GoJDbPkSdPuQ1XrPwfoxQB8Eqjdb5BklGHn9Nh6saeldLm7HSGhQb-1ZK8RQ8riIl-Bmlw&__tn__=-R

Parte da rede de ônibus da capital ainda está parada

Terminal Parque Dom Pedro praticamente vazio em pleno horário de pico, na manhã de hoje (Nivaldo Lima/SP Agora)

A maior parte dos ônibus da Capital voltou a operar na manhã de hoje (6), segundo a SPTrans, que calcula cerca de 70% da rede em operação por volta de 8h30. Foi o segundo dia de greve dos motoristas e cobradores de São Paulo.

Ao longo da tarde de ontem (5), pelo menos 18 terminais de ônibus ficaram fechados, em protesto contra a redução da frota que atende a cidade. Eles também reivindicam o pagamento de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e garantia de postos de trabalho.

De acordo com José Carlos Negrão, da secretaria da igualdade racial do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de ônibus da cidade de São Paulo, desde maio, pelo 450 ônibus foram retirados de circulação na cidade.

“Serão 7 mil trabalhadores demitidos, então os empregados estão assustados e além disso, tem também o salário. Combinaram que iam assinar o acordo coletivo da categoria, não assinaram, não pagaram a Participação nos Lucros e Resultados e ameaçam o salário do mês”, apontou em entrevista a Agência Brasil.

Parado

No viaduto do Chá, dezenas de ônibus estão parados durante protesto na manhã de hoje (Nivaldo Lima/SP Agora)

Segundo boletim da SPTrans, por volta de 8h20 sindicalistas bloquearam a entrada do Terminal Dom Pedro, na área central. Às 8h30, 18 linhas da empresa Sambaíba não estavam funcionando.

Ainda no centro, manifestação em frente a Prefeitura interdita uma linha de trólebus e impede passagem de ônibus de algumas linhas, obrigando desvios. São elas:

  • 2100/10 Term. Vl. Carrão – Pça. da Sé
    3160/10 Term. Vl. Prudente – Term. Pq. D. Pedro ll
    Desvio: normal até Rua da Figueira, Rangel Pestana, Rua Piratininga, Av. Alcântara Machado.
  • 2290/10 Term. São Mateus – Term. Pq. D. Pedro ll
    Desvio: normal até Rua do Gasômetro, Rua Jairo Góes, Av. Rangel Pestana.
  • 2002/10 Term. Pq. D. Pedro ll – Term. Bandeira
    Paralisada.
  • Sindicalistas bloquearam a entrada e saída do Terminal Parque D. Pedro, às 8h20.

Prefeito

O prefeito Bruno Covas (PSDB) falou sobre a paralisação durante a manhã, na Prefeitura.

*atualizado às 13h15

Greve de ônibus preocupa volta para casa do paulistano

Ônibus estacionados perto da Prefeitura, no Centro da capital
(Sindicato dos Motoristas e Cobradores/Reprodução)

Uma paralisação dos motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo na tarde desta quinta-feira (5), complica a volta para casa dos paulistanos. Segundo a SPTtans, o protesto afeta os terminais A. E. Carvalho, Água Espraiada, Bandeira, Campo Limpo, Capelinha, Jardim Ângela, Lapa, Mercado, Parque Dom Pedro II, Pinheiros, Princesa Isabel, Sacomã, Santo Amaro, São Miguel, Sapopemba, Varginha e Vila Carrão.

No Facebook, representantes do Sindicato da categoria informam que uma assembléia às 16h decidiria sobre os destinos da paralisação. Motoristas e cobradores protestam contra a possibilidade de redução da frota que atende a cidade.

Durante a tarde, além dos terminais, ônibus fecharam corredores na área central e funcionários fizeram uma caminhada até a porta da Prefeitura.

https://www.facebook.com/SindmotoristasSP/videos/925890237763809/?__xts__[0]=68.ARDJKcLSKGxLZG7OHYGk97uUSh7Po0h200xotE-aGKZlF_qF0T90OXnIsBRg3M5kt5trxA5i3foiCJO1fFBp1a76e8LWaMYr7zHBDiRogVWlqnJXAWT9fq5Iv075vEUZ21HKabij8-r8kJc4NuBPRDSxCWZSZIbXtk4ABkpQKRaUysFE-pXvo8Ck7NEofrWzJsZrHOcBzLL8CH8C0ixA5O1jzMD6NxfCw5IdMPcv5nlYApeYbtryDxH-lhKR5FI4O604rUMrAL0lJovf3T-_oC7mqUGiUhLX2P7MpSQh707PC6XBGxTcrDFPjfEn9pjRi70ByIM5cG8hCsU3jIfe1aW5kQMdXmh4y5FVlw&__tn__=-R
https://spagora.com.br/trem-da-cptm-produzido-na-china-chega-a-santos/