Ônibus do sub-15 do Bahia bate em carreta e mata 2 pessoas

Por Luciano Nascimento

As vítimas fatais são os dois motoristas (Corpo de Bombeiros de MG/Reprodução)

Um acidente envolvendo uma carreta e o ônibus que levava o time sub-15 do Esporte Clube Bahia deixou dois mortos e feridos na manhã de hoje (4).

A colisão ocorreu na BR 251, na altura do quilômetro 236, perto de Cachoeira do Pajeu, em Minas Gerais.



Os mortos são os motoristas do ônibus e da carreta. No ônibus, estavam 16 atletas e seis integrantes da comissão técnica do time sub-15 tricolor.

De acordo com o clube, os 22 passageiros passam bem, mas o motorista Carlos Oliveira Pacheco não resistiu à colisão frontal com uma carreta na região de Salinas, em Minas Gerais, e morreu no local.

“O Esporte Clube Bahia vem a público lamentar um acidente ocorrido nesta manhã envolvendo o ônibus que transportava o time sub-15 tricolor para a Copa Nike, em São Paulo”, disse o clube por meio de uma rede social.

O Bahia disse que dos 22 passageiros, nove foram encaminhados para atendimento médico. Todos já receberam alta, menos o treinador de goleiros Duda Varjão. O clube disse que o treinador passa bem e que o estado de saúde dele não preocupa.

O clube disse ainda que o restante da delegação está a caminho de Montes Claros (MG), de onde seguirá para Salvador (BA), de avião.

Internado em SP, Pelé passa por procedimento e retira cálculo renal

Por Camila Boehm

Nesta manhã (13), o ex-jogador Pelé, de 78 anos, passou por procedimento para retirada de cálculo renal, segundo boletim médico divulgado pelo Hospital Albert Einstein, na capital paulista, onde está internado desde terça-feira (9) após chegar de Paris. O procedimento foi bem sucedido e ele já está no quarto, em bom estado geral sob o ponto de vista clínico, segundo os médicos.

O ex-jogador havia sido hospitalizado na capital francesa na terça-feira da semana passada (3), quando foi levado ao Hospital Americano de Paris com febre alta. Já no Brasil, no mesmo dia em que Pelé deu entrada no Albert Einstein, o hospital divulgou boletim informando que ele teve uma infecção urinária causada por cálculos no ureter. 

Copa do Brasil de Futebol de Amputados reúne 13 equipes

[masterslider id=”36″]

A cidade de Sumaré, no interior de São Paulo, recebe no próximo dia 18 de abril a XI Copa do Brasil de Futebol de Amputados. O campeonato seguirá até o dia 21 de abril e contará com a participação de 13 equipes de todo o país. Os jogos vão ser realizados entre 9h, 10h, 11h, 15h, 16, 17h.

As equipes participantes da XI edição serão: Corinthians (tetra campeã), Adfego (Goiás), Aparecidense (Goiás), Ponte Preta (Campinas), São Paulo F.C., Campo Grande (Mato Grosso do Sul), Bola pra Frente (SP), Instituto Só Vida (Mogi das Cruzes), AMDA (Minas Gerais), ASSAMA (Maringá), Bahia, Faro Rio das Ostras (RJ) e Adesul (Fortaleza).

O Futebol de Amputados é disputado em um campo (sintético ou grama natural) sendo a medida máxima 60m x 38m. Os atletas são distribuídos em duas equipes de 7 jogadores onde o goleiro obrigatoriamente é amputado de uma parte do braço  e os jogadores de linha tem algum tipo de amputação na perna.

As disputas são divididas em dois tempos de 25 minutos e cada técnico tem direito a um tempo técnico. O Goleiro não pode sair da área pré definida e as muletas dos jogadores não podem tocar de maneira intencional na bola.

Lateral é cobrado sempre com os pés e a saída do goleiro obrigatoriamente deve tocar no chão antes do meio de campo.

“Forma prática de incluir o atleta/cidadão novamente na sociedade através do esporte”, comentou Pedro Rocha, organizador do campeonato em Sumaré.

“É uma vitrine pra seleção brasileira. Uma oportunidade que temos de buscar uma vaga. Queremos mostrar a região que temos um time atuante”, comentou o jogador Maurício Mendes, 32 anos, conhecido como Juninho, da Ponte Preta.

Sobre os desafios, Juninho é enfático. “É uma vivência difícil, desafiadora. As pessoas tem que aprender a viver novamente. Nós acabamos sendo exemplos para essas pessoas”.

O jogos vão ser realizados em três espaços

  • Clube ADC Villares Metals, Estrada Municipal Dirce Pinto Dalben, 439 – Jardim Viel, Sumaré. 
  • Associação dos Servidores de Sumaré – Rua José Carlos Fernandes, 377 – Parque Franceschini, Sumaré
  • Centro Esportivo Vereador José Pereira – Rua Sebastião Raposeiro Júnior, s/n°, Vila Yolanda Costa e Silva.

Serviço

  • XI Copa do Brasil de Futebol de Amputados
  • Dia 18, 19, 20, 21
  • Horários dos jogos: 9h, 10h, 11h, 15h, 16, 17h

Pelé passa mal em Paris e é medicado

Por Alex Rodrigues

(Arquivo/Agência Brasil)

O ex-jogador de futebol Pelé passou mal na noite desta terça-feira, em Paris, e teve que ser levado a um hospital francês. O eterno camisa 10 da seleção brasileira teve uma febre alta e precisou ser medicado.

Aos 78 anos, Pelé havia participado de um evento publicitário ao lado do atacante do Paris Saint-Germain Kylian Mbappé. O brasileiro postou uma foto com Mbappé em perfil no twitter. “Falamos sobre gols, Copas do Mundo e relógios. Grande encontro!”, escreveu o tri-campeão mundial.

Desde pelo menos o fim de 2012 que o estado de saúde de Pelé tem preocupado parentes, amigos e fãs. Em 2012, ele colocou uma prótese no quadril por causa de uma fibrose. Em novembro de 2014, ele foi internado  no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, devido a problemas no sistema urinário decorrentes de cálculos renais, ureterais e vesicais que causaram obstrução do fluxo urinário. Dias após receber alta médica, o ex-jogador voltou  a passar mal e precisou ser internado novamente, sendo submetido a hemodiálise.

Em 2015, Pelé teve que voltar ao Albert Einstein duas vezes para se submeter a novos procedimentos cirúrgicos. Em maio, ele passou por uma cirurgia na próstata. Em julho, o ex-atleta foi operado para aliviar dores na coluna.

Os problemas de saúde forçaram Pelé a deixar de comparecer a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de 2016. Ele estava cotado para acender a Tocha Olímpica, mas afirmou que, naquele momento, não tinha “condições físicas de participar da abertura da Olimpíada”. No ano seguinte, o ex-jogador participou do sorteio dos jogos da Copa do Mundo de 2018, em Moscou, sentado em uma cadeira de rodas.

Ex-treinador da seleção brasileira de ginástica é banido do esporte

Por Pedro Peduzzi 


Fernando de Carvalho Lopes, ex-técnico da seleção Brasileira de Ginástica (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O ex-treinador da seleção brasileira masculina de ginástica artística Fernando de Carvalho Lopes foi banido definitivamente do esporte, acusado de abuso sexual e assédio moral a atletas, quando era técnico do Mesc, em São Bernardo do Campo.

A decisão foi tomada pelo Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), em julgamento ocorrido no domingo (31) na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, em Aracaju (SE).

O STJD é a segunda instância desportiva da ginástica. O tribunal informou que a pena de banimento foi decidida por unanimidade, tendo por base o Código de Conduta e Estatutos da Federação Internacional de Ginástica.

De acordo com o presidente do STJD, Fernando Silva Júnior, o Código Brasileiro de Justiça Desportiva estabelece que “decisões de pleno como esta são irrecorríveis”. No entanto, acrescenta ele, “a nível de jurisdição nacional cabe embargos de declaração ou mesmo cortes internacionais”, disse à Agência Brasil.

“O embargo de declaração tem aspecto limitado, para investigar contradição ou omissão da decisão do pleno”, acrescentou o presidente do STJD. Por meio de nota, a CBG informou que o tribunal a ela vinculado foi o primeiro a tomar uma decisão deste nível – envolvendo assédios e abusos sexuais – na esfera esportiva do Brasil.

Além de ser punido com banimento do esporte, o ex-treinador da seleção brasileira masculina de ginástica artística poderá responder por crimes tanto na vara cível como criminal. “Cada espectro de atuação tem um objeto a ser tratado”, disse o presidente do tribunal ao explicar que o referido julgamento está limitado às questões desportiva e disciplinar.

“Os atos praticados refletem também na vida civil do cidadão e dos atletas vítimas. Então ele vai responder do ponto de vista cível, caso os atletas acionem a Justiça. Do ponto de vista criminal, depende de denúncia do Ministério Público”.

Será enterrado hoje o corpo do jornalista que sobreviveu ao acidente da Chapecoense

Rafael Henzel, jornalista (Facebook/Reprodução)

O corpo do jornalista Rafael Henzel será sepultado hoje (27), às 16 horas, em Chapecó. 

Sobrevivente da queda do avião da Chapecoense na Colômbia, em 2016, que deixou 71 mortos, o jornalista, de 45 anos, morreu ontem (26) à noite de infarto. A informação foi confirmada pela Associação Chapecoense de Futebol na sua conta no Twitter. Em uma mensagem emocionante, o clube lembra com carinho o profissional que acompanhou a trajetória do time.

“Durante a sua brilhante carreira, Rafael narrou, de forma excepcional, a história da Chapecoense. Tornou-se um símbolo da reconstrução do clube e, nas páginas verde e brancas desta instituição, sempre haverá a lembrança do seu exemplo de superação e de tudo o que fez, com amor, pelo time, pela cidade de Chapecó e por todos os apaixonados por futebol.”

Henzel trabalhava na Rádio Oeste Capital, de Chapecó.

Em 29 de novembro de 2016, o voo 2933 levava 77 pessoas a bordo, entre passageiros atletas, equipe técnica e diretoria da Chapecoense, jornalistas e convidados, que iriam a Medellin onde estava prevista a disputa da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional. Apenas seis pessoas sobreviveram.

*com informações da Agência Brasil

Times de futebol de São Paulo não têm alojamentos regularizados

Por Bruno Bocchini

No Rio de Janeiro, um incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu, matou dez jovens (Tomaz Silva/Agência Brasil)

Nenhum dos quatro chamados times grandes de São Paulo – Palmeiras, Santos, São Paulo e Corinthians – está com seus centros de treinamentos (CTs) e alojamentos para atletas totalmente regularizados no que se refere à questão da segurança. 

Na semana passada, a prefeitura da capital paulista estipulou um prazo de 90 dias para realizar um processo de inspeção, avaliação e, se for o caso, interditar os locais inadequados. Na última quinta-feira (14), parte do centro de treinamento da Associação Portuguesa Desportos foi interditada em razão da falta de segurança nas instalações. 

Foram interditados o bloco onde funcionam a lavanderia e os vestiários do Centro de Treinamento (CT), localizado na Rodovia Ayrton Senna, no quilômetro 16. Os alojamentos do local estão desativados.

Fiscalização

Na tarde da última terça-feira (12), os clubes foram notificados sobre a obrigatoriedade de manter todos os alojamentos dentro das condições adequadas. A prefeitura da capital deflagrou uma ação para intensificar as fiscalizações nos alojamentos de cada time.

“Todos os clubes que não estão com as suas atividades em sintonia com a legislação foram orientados a suspender o funcionamento desses alojamentos imediatamente para que seja feita uma avaliação”, disse o secretário municipal de Esportes e Lazer, Carlos Bezerra Jr.

Palmeiras

Até a última semana, a Sociedade Esportiva Palmeiras utilizava casas nas proximidades do Allianz Parque, em Perdizes, na zona oeste da capital, para alojar atletas de suas categorias de base. Após a notificação da prefeitura, retirou os garotos do local e os transferiu para hotéis.

“O Palmeiras decidiu hospedar os atletas das categorias de base em um hotel da capital paulista. O Departamento de Futebol Profissional também seguirá as instruções dos órgãos pertinentes, com as respectivas orientações técnicas de adequações que vierem a ser solicitadas”, destacou o clube em nota.

Corinthians

O Sport Club Corinthians Paulista mantém os atletas com idade entre 14 e 17 anos alojados em uma casa na região do Parque São Jorge, no Tatuapé, zona leste da capital. O local ainda não foi totalmente adequado.

“A moradia, limitada a 35 adolescentes, passa por algumas adaptações – como a instalação de aspersores de água “sprinklers’ – de forma a adequá-la, em 10 dias, à categoria da licença obtida para uso do local”, disse o clube em nota emitida na semana passada.  

São Paulo

O São Paulo Futebol Clube está em dia com a documentação de segurança do seu Centro de Treinamento em Cotia, na Grande São Paulo, onde ficam alojados os atletas da base do clube. No entanto, a agremiação ainda está regularizando a situação de seu CT na Barra Funda, zona oeste da capital, usado predominantemente pela equipe profissional. 

Na noite da última terça-feira (12), por causa da notificação da prefeitura, a equipe profissional chegou a ser transferida do CT da Barra Funda para o CT de Cotia, onde passaram a noite e fizeram os últimos preparativos antes da partida contra o Talleres, da Argentina, pela Copa Libertadores, que ocorreu no dia seguinte.

“A Diretoria de Infraestrutura do São Paulo Futebol Clube informa que tem em curso o processo de renovação da documentação pertinente ao CT da Barra Funda e que tem vigentes os documentos que se referem ao CFA [Centro de Formação de Atletas] de Cotia”, disse em nota.

Santos

O Santos Futebol Clube aloja parte dos atletas de suas categorias de base no Estádio Urbano Caldeira (categorias Sub-15 e Sub-17), na Vila Belmiro, em Santos (SP), e na Casa Meninos da Vila (Sub-20), imóvel localizado nas proximidades. Não há alojamento no CT Meninos da Vila, usado pelas categorias de base do clube.

O alojamento da Vila Belmiro está com a documentação de segurança em dia. Já a Casa Meninos da Vila se encontra em processo de regularização para a emissão do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB).

“Todas as instalações foram rigorosamente vistoriadas por engenheiro civil e de segurança do trabalho. Em função da trágica ocorrência no Ninho do Urubu, as inspeções foram intensificadas, visando a garantir total segurança de nossas promessas”, informou o clube, conhecido por revelar jogadores no futebol brasileiro.

Aberta inscrição para a meia maratona de São Bernardo

(Divulgação)

Estão abertas as inscrições para 16ª Meia Maratona de São Bernardo. A prova contará com três tipos de percurso: 5km (para corrida e caminhada), 10km (corrida) e 21km (corrida). A largada será no dia 16 de setembro, às 7h30, na avenida Kennedy, 1.155, em frente ao Ginásio Poliesportivo. A idade mínima para participação é de 16 anos para a prova de 5 km e 18 anos para a Meia Maratona e para a prova de 10 Km.

A premiação será da seguinte forma: troféus nas categorias masculino e feminino para os cinco primeiros colocados da Meia Maratona, dos 10 Km e dos 5 Km. Haverá premiação em dinheiro para os cinco primeiros colocados no masculino e feminino somente na Meia Maratona. Todos os corredores receberão medalha e camiseta pela participação.

Os participantes acima de 60 anos e com deficiência têm 50% de desconto. As inscrições para a Meia Maratona serão feitas em dois lotes:

1º Lote: inscrições até 15 de agosto.

R$ 75,00 para o público em geral.

R$ 60,00 para moradores de São Bernardo.

 

2º Lote: inscrições a partir de 16 de agosto até 10 de setembro.

R$ 90,00 para o público em geral.

R$ 75,00 para moradores de São Bernardo.

 

Para grupos, academias e assessoria esportiva a cada 10 atletas inscritos a 11º inscrição será cortesia. As inscrições em grupo serão feitas pelo telefone (11) 95816-2060 ou e-mail: grupos.corrida@gmail.com com a Heidy. As demais inscrições serão feitas no site www.ticketagora.com.br.

O local para retirada dos kits da prova serão divulgados futuramente. No ato da inscrição, consulte o regulamento. Mais informações pelos telefones: (11) 2630-7424, 7473 e 7428.

 

*com informações da prefeitura da São Bernardo do Campo