Globo deixará de transmitir Fórmula 1

A TV Globo não vai mais exibir a Fórmula 1 a partir de 2021. A emissora carioca desistiu da compra dos direitos de transmissão da maior categoria do esporte a motor. A informação é do site Meio & Mensagem e confirmada pelo GRANDE PRÊMIO. A negociação estava sendo feita junto ao Liberty Media, o grupo detentor dos direitos comerciais do Mundial, mas não houve acordo devido aos valores pedidos pelos americanos para a renovação do contrato. Dessa forma, o campeonato perde um dos únicos canais abertos a mostrar a F1 no mundo.

O GRANDE PRÊMIO soube também que a decisão de não renovar com o Mundial já havia sido tomada pela cúpula da emissora — a família Marinho — antes mesmo do atrasado início da temporada 2020, em julho, e que a situação só viria a mudar se o Liberty Media fizesse uma nova proposta financeira que satisfizesse as novas condições do grupo, que já cortou contratos com a Fifa e a Conmebol, no futebol, e está agindo da mesma forma com acordos altamente dispendiosos em todas as áreas, inclusive as artísticas.

Também de acordo com o Meio & Mensagem, a Globo já informou aos seus patrocinadores da atual temporada de que não vai seguir com a exibição do campeonato no ano que vem. Em 2020, a emissora do Rio de Janeiro vendeu apenas cinco de suas seis cotas de patrocínio. Ainda assim, segundo o preço de tabela, viu uma receita de R$ 494,75, o que seria suficiente para cobrir o preço do direito de transmissão da Fórmula 1 oferecido pelo Liberty Media.

Mas internamente, a Globo tem de dividir este bolo com as 118 afiliadas para transmitir a corrida em todo o território nacional. Segundo a direção, a conta acaba não fechando.

Temporada afetada pela pandemia

A temporada 2020 da Fórmula 1 foi sem precedentes. Por conta da pandemia de coronavírus, o calendário passou por diversas transformações até ser finalizado no início da semana com as adições de Turquia, Bahrein e Abu Dhabi. Originalmente previsto para começar em março, na Austrália, o campeonato só teve início em 5 de julho, com dois finais de semanas consecutivos no Red Bull Ring.

Assim, em maio a uma pandemia mundial, a F1 reduziu de para 17 as etapas em 2020, mas nada que impedisse a maior maratona que a categoria já teve em termos de corridas consecutivas: com o GP da Bélgica, o da Itália e o da Toscana, já terão sido três rodadas triplas em um espaço de apenas 11 semanas.

Com a programação apertada e a pandemia ainda longe de ter sido controlada especialmente no Brasil, nos EUA e no México, a F1 optou por uma temporada inteiramente europeia e asiática, abrindo mão das etapas americanas, inclusive do GP do Canadá e, claro, da etapa que seria disputada em Interlagos.

A história das transmissões

A história da Fórmula 1 na Globo se confunde com as transmissões da categoria para o Brasil. Apesar da TV Record transmitir a primeira corrida para o país, o GP da Inglaterra de 1970 que marcou a estreia de Emerson Fittipaldi na categoria, a Globo passaria a contar com os direitos em parceria com a Tupi a partir de 1972. Durante aquela década, a Globo televisionou corridas junto a outras emissoras e deixou de passar tantas outras provas em detrimento da programação habitual.

A grande virada viria com a entrada nos anos 1980. A Bandeirantes adquiriu os direitos em 1980 e transmitiu todas as corridas de forma exclusiva naquele ano. A Globo voltou a carga em 1981 e assumiu as rédeas de vez para se tornar a emissora responsável nos últimos 40 anos. Aliás, o retorno da F1 foi um dos fatores para a contratação de Galvão Bueno naquele começo de década.

Daí em diante, a Globo transmitiu a esmagadora maioria das corridas e acompanhou os três títulos mundiais de Nelson Piquet e Ayrton Senna, os sete de Michael Schumacher e os seis de Lewis Hamilton, além de vitórias de Rubens Barrichello e Felipe Massa.

São Paulo vence Athletico-PR e assume terceira posição

Em partida antecipada da 11ª rodada do Campeonato Brasileiro disputada, nesta quarta (26), no estádio do Morumbi, o São Paulo derrotou o Athletico-PR por 1 a 0 e assumiu a terceira posição do Campeonato Brasileiro.

O resultado foi muito importante para o técnico Fernando Diniz, que vem sendo muito pressionado pela torcida.

O gol da vitória foi marcado pelo atacante Luciano aos 19 do segundo tempo. Daniel Alves cobrou escanteio, Vinicius Mingotti desviou e Luciano, quase em cima da linha do gol, só teve o trabalho de escorar.

O São Paulo volta a jogar no próximo domingo (30), no clássico contra o Corinthians às 11h (horário de Brasília), já o Athletico só volta a entrar em campo na próxima quarta (2), contra o Bragantino.

Com gol de Marcelo, Real Madrid vence e ainda luta pelo título

O Real Madrid segue na busca pelo título espanhol. Apesar de não ter mostrado um grande futebol, a equipe merengue fez o suficiente para derrotar o Eibar por 3 a 1, neste domingo, no Estádio Alfredo Di Stéfano. Com o resultado, o Real Madrid chegou a 59 pontos, dois a menos que o líder Barcelona.

O confronto com o Eibar marcava a partida de número 200 de Zinedine Zidane como técnico madridista. O francês prometeu um time jogando 11 finais nas últimas 11 rodadas para conquistar o título. Pelo menos nos 45 minutos iniciais, a promessa foi cumprida.

Aos 3 minutos, Tony Kroos abriu o placar com um golaço depois de boa jogada de Benzema pela esquerda. O Eibar tentou sair para o empate e deu muito espaço para os donos da casa. Aos 29 minutos, o zagueiro Sergio Ramos puxou contra-ataque e, sozinho, marcou o segundo após passe de Hazard. Os visitantes se desesperaram e o Real Madrid fez o terceiro, aos 36 minutos em um belo chute do brasileiro Marcelo. Na comemoração, o lateral-esquerdo se ajoelhou e ergueu o punho fechado, em manifestação contra o racismo.

Era o primeiro jogo da La Liga no Alfredo Di Stéfano, que vai receber todas as partidas do Real Madrid nesta temporada enquanto o Santiago Bernabéu está sendo reformado. Tudo indicava que o acanhado estádio com capacidade para apenas 6 mil torcedores, mas que estava vazio devido à pandemia do novo coronavírus, seria palco de uma grande goleada.

Entretanto, no segundo tempo, o Real Madrid tirou o pé. Zidane mudou a equipe, poupou alguns jogadores e o ritmo caiu. Com isso, o Eibar cresceu na partida. Aos 12 minutos, Enrich acertou o travessão do goleiro belga Courtois. Dois minutos depois, veio o gol dos visitantes. De Blasis chutou de fora da área, a bola desviou no brasileiro Rodrygo e ainda acertou as costas de Bigas antes de entrar.

Apesar do ímpeto do Eibar, o Real Madrid conseguiu segurar o resultado. Destaque para as participações dos brasileiros Marcelo, Casemiro e Rodrygo, que começaram como titulares e foram bem, principalmente o lateral-esquerdo. Éder Militão e Vinícius Júnior entraram na segunda etapa e mostraram pouco.

Na próxima rodada, o Real Madrid enfrenta o Valencia, quinta-feira (18), no Alfredo Di Stéfano. Já o Eibar recebe o Atlético de Madrid, na quarta-feira (17). Faltando dez rodadas para o fim do Campeonato Espanhol, o Barcelona caminha para o terceiro título consecutivo, com 61 pontos. O Real Madrid segue na segunda posição, com 59.

Santos explica redução salarial a atletas mesmo sem acordo, veja nota

Após a polêmica decisão de reduzir em 70% os salários de parte dos seus colaboradores, sem o consentimento dos atletas, o Santos divulgou uma nota em seu site oficial esclarecendo a decisão.

O clube admitiu que não chegou a um desfecho na negociação com os jogadores e, enquanto a situação não é definida, efetuou o pagamento referente aos vencimentos do mês de abril, de acordo com a medida tomada aos funcionários da parte administrativo que recebem valor mensal superior a R$ 6 mil.


A nota também afirma que 60% do quadro de funcionários receberam seus salários integralmente. A informação difere do que foi dito pelo presidente José Carlos Peres à “Gazeta Esportiva” e ao “Blog do PVC”, onde informou que 80% dos colaboradores não seriam atingidos.

Segundo especialistas em legislação trabalhista e direito desportivo, a atitude do Santos pode acarretar em sanções frente a Justiça do Trabalho, inclusive com rescisão unilateral por parte de alteras que optarem por acionar a instituição. Confira a nota na íntegra

“O Santos Futebol Clube vem a público esclarecer que ainda não houve desfecho nas negociações de redução salarial com os atletas, e que, independentemente deste fato, optou por tomar a decisão de efetuar o pagamento parcial de seus respectivos salários referentes ao mês de abril, sob a mesma política adotada para todos os demais funcionários do Clube. As negociações com os atletas seguirão em andamento, com o intuito de encontrar um denominador comum entre as partes.

Diante desta pandemia do novo Coronavírus e todas as complicações por ela geradas, o Santos FC tem feito o possível para atender todo o quadro de funcionários, terceiros e fornecedores. Mesmo em estado de calamidade pública e com importantes receitas suspensas, aproximadamente 60% dos funcionários receberam seus salários integralmente”.

Dirigente da CBF fala de retorno de treinos no futebol brasileiro

Segundo Feldman, no momento só haverá um retorno aos treinos (Wilson Dias/Agência Brasil)

O secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Walter Feldman, falou nesta quinta (30) que já se começa a trabalhar na possibilidade de retorno dos treinos das equipes brasileiras de futebol, mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

“Decidimos iniciar nessa semana o processo de retorno ao futebol baseados exatamente em uma pergunta ao Ministério da Saúde. Se era possível voltarmos com segurança. Já havíamos elaborado um protocolo de segurança para o retorno do futebol baseado em passos consistentes e subsequentes, que foi aprovado pelo secretário de saúde”, declarou o dirigente em uma entrevista realizada pela internet.

Segundo Feldman, no momento só haverá um retorno aos treinos, mas com várias restrições, para garantir a segurança de atletas e membros de comissões técnicas: “Haverá restrições de alojamento e refeitórios, para que possa haver uma configuração de Centro de Treinamento parecido com o que acontece em casa, com aspectos até mais rigorosos, pois teremos a presença de médicos regularmente”.

No entanto, o dirigente garantiu que, mesmo com o retorno dos treinos, ainda é cedo para se falar na volta de jogos de futebol: “Não há possibilidade alguma de falar em retomada das competições, seria insensato. Esse período de treinos pode demorar cerca de 15, 20 dias. Isso dependerá do sucesso desse processo controlado e do combate à pandemia. Porém, já sabemos que, se retornarmos ao futebol, será com portões fechados”.

Popó será homenageado em série

Um dos grandes boxeadores que o Brasil já viu, será homenageado em uma série que será lançada ano que vem. ‘Os Irmãos Freitas’ contará toda trajetória traçada por Luís Cláudio, irmão mais velho de Acelino de Freitas, conhecido como Popó.

Em um primeiro momento será lançada no canal pago ‘Space’, mostrando como foi a luta diária até o ápice do seu sucesso, destacando não apenas o esforço da família, como também os traços típicos do interior mostrados no decorrer da série.

Popó conta que ficou feliz com o reconhecimento e que sua história poderá incentivar novos lutadores no mercado. Segundo ele, os desafios enfrentados foram fundamentais para não desistir de se tornar um boxeador realizado e consequentemente aclamado pelo povo brasileiro. Luís Cláudio brinca ao afirmar que seu irmão é ‘mais bonito’ e afirma o quão foi importante a sua trajetória para o seu sucesso, mas adverte quem pretende seguir o mesmo caminho: a luta não foi só no octógono, mas sim, diariamente.

Tudo surgiu por acaso e será conduzido pelo diretor Walter Salles. A princípio, a história de Popó seria feita em um longa-metragem, mas os planos mudaram e virou série. O maior problema era como desenvolver uma história tão rica quanto aquela que iriam detalhar. O desafio foi fazer algo semelhante à de outro grande filme que estourou na época, o ‘Central do Brasil’, mas encontrar um ator que seja semelhante as características dos irmãos Freitas não foi uma tarefa fácil.

Foram cinco anos de resenha para então decidir o que seria feito. A série já está em seus últimos ajustes e logo mostrará cada passo vitorioso dos irmãos Freitas. A série mostrará um pouco das conquistas que Popó conseguiu no cenário esportivo, além de retratar parte da história do esporte no Brasil dentro da realidade das pessoas mais humildes.