NotreDame Intermédica passa a integrar rede global de Hospitais Verdes

Com a participação de quatro dos 23 hospitais próprios sendo eles o Hospital e Maternidade NotreCare ABC, em São Bernardo do Campo, Hospital e Maternidade Guarulhos, em Guarulhos, Hospital Modelo, em Sorocaba, e o Hospital Bosque da Saúde, em São Paulo, o Grupo NotreDame Intermédica (GNDI) se associou à Rede Global de Hospitais Verdes – HVS e ao Projeto Hospitais Saudáveis, iniciativa coordenada pela Organização Saúde Sem Dano – SSD (Health Care Without Harm). Com esta associação, o Grupo reafirma seu compromisso de contribuir com conhecimento e ações para a melhoria contínua de práticas ambientais em sua Rede Própria.

O Grupo resolveu participar destas iniciativas a fim de traçar um caminho próprio do conceito de sustentabilidade, além de avançar mais um passo no que tange à transparência do negócio e comprometimento da gestão. Como parte desta Rede, o GNDI vai ter a oportunidade de trocar experiências com outras Unidades hospitalares do País e discutir os principais temas comuns a todos: clima e resíduos.

“O comprometimento do GNDI para as questões de sustentabilidade é uma premissa de Política de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Segurança do Trabalho da Companhia. A gestão de resíduos é tema prioritário para avançarmos de maneira segura, gerenciando de forma correta todos as etapas e visando à redução de impactos ambientais negativos”, destaca Irlau Machado Filho, presidente do GNDI.

De acordo com os resultados apresentados no Relatório de Sustentabilidade de 2019 do GNDI, anualmente, cerca de R$ 7 milhões são destinados à gestão de resíduos. Outra iniciativa importante da área de Sustentabilidade foi a redução em 43% do consumo de gasolina com a adoção da política de abastecimento da frota de veículos com etanol. Da mesma forma, a redução no consumo de energia elétrica está sendo alcançada por meio da troca da iluminação atual por lâmpadas de LED em 100% dos hospitais do Grupo. Outra ação relevante é o Programa “Green – Cabos Verdes” e “Green It” que prevê a destinação correta de metais pesados e instalação de cabos verdes, feitos a partir de cana de açúcar que, atualmente, estão presentes em instalações de 18 Unidades do GNDI. 

Outras iniciativas adotadas pelo GNDI incluem: monitoramento e controle dos enxovais hospitalares com a tecnologia RFID, chip que rastreia a peça e permite avaliar a duração da roupa, localizar peças nos locais e proporcionar estudos de consumo; treinamento de 100% dos colaboradores, prestadores de serviços e terceiros sobre resíduos e coleta seletiva; adoção de ferramentas digitais, como o App GNDI Easy, acompanhadas por campanhas de estímulo ao descarte correto, que resultaram na arrecadação de 166,35 kg de cartões do plano de saúde em 2019, sendo que 135 kg foram destinados à fabricação de brindes distribuídos na empresa.

Telemedicina dispara durante pandemia, diz rede hospitalar

O atendimento via telemedicina, aprovado pela Portaria 467/2020 do Ministério da Saúde, em 20 de março, tem sido oferecido desde março para os mais de 3,6 milhões de beneficiários do Grupo NotreDame Intermédica. E os números comprovam a eficácia da telemedicina. Entre março e junho foram 313.320 mil atendimentos realizados por uma equipe especializada com mais de 700 médicos treinados para prestar o serviço por videoconferência. 

(NotreDame Intermédica/Divulgação)

O projeto estava sendo estruturado pelo Grupo desde junho de 2019, o que permitiu a rápida implementação, com a oferta do atendimento remoto em 6 dias após a aprovação dos órgãos oficiais.

“A telemedicina chegou e veio para ficar. O projeto já vinha sendo desenvolvido e, diante da necessidade de evitar a propagação do Coronavírus, ele só foi acelerado. Mas após estes primeiros meses, já percebemos que operacionalizar o teleatendimento de forma cada vez mais profissional e assertiva tornou-se uma questão de saúde pública e o foco se volta para o fortalecimento da relação médico-paciente”, destaca Irlau Machado Filho, presidente do GNDI.

O GNDI segue as determinações da resolução nº 2.227/18, do CFM, que estabelece a telemedicina para fins de assistência, educação, pesquisa, prevenção de doenças, lesões e promoção da saúde, tudo realizado por meio da tecnologia. 

No GNDI, a Telemedicina é oferecida através da plataforma Conexa Saúde possibilitando fácil acesso por videoconferência ou chat a mais de 700 médicos especialistas do Grupo. Os beneficiários podem realizar as consultas virtualmente com profissionais treinados exclusivamente para isso. O paciente pode conversar com o profissional e tirar todas as dúvidas com a confidencialidade necessária. E, com a Certificação Digital, tem a garantia de que a prescrição de exames e medicamentos seja válida em todo o território nacional.

Uma pesquisa realizada pelo GNDI constatou que 90% dos atendimentos foram resolvidos dentro da própria plataforma. O atendimento remoto vem sendo aperfeiçoado a cada dia com a adoção de novos protocolos e definição dos casos onde a teleconsulta é indicada, melhorando, assim, a assistência prestada e, principalmente, a experiência do beneficiário.

Bastante acessível, o sistema é bastante seguro para o usuário. Atualmente, no GNDI, além do Pronto-Atendimento, são oferecidas consultas eletivas por telemedicina nas especialidades básicas como clínica médica, pediatria, ginecologia e geriatria. O GNDI já está atuando para oferecer consultas de acompanhamento médico em todas as especialidades via Telemedicina, com segurança e qualidade aos seus beneficiários, respeitando a regulamentação vigente.

Executivos do Grupo NotreDame Intermédica têm trabalho reconhecido

O presidente do Grupo NotreDame Intermédica (GNDI), Irlau Machado Filho, foi eleito um dos melhores CEOs de 2020 e o único na área da saúde da América Latina pela revista Institutional Investor. O ranking classifica os melhores executivos do Brasil com base no desempenho financeiro da companhia, nas medidas ambientais, sociais e de governança adotadas.

Irlau Machado Filho, presidente do Grupo NotreDame Intermédica (Divulgação)

À frente do Grupo desde 2014, quando aceitou o convite da Bain Capital, Irlau Machado Filho implementou uma gestão profissional, tornando o GNDI a maior operadora do Brasil. Foi responsável pelo crescimento sustentado do Grupo e pelo IPO realizado em 2018. Sob sua gestão, o GNDI vem apresentado resultados consistentes, graças a uma estratégia de crescimento baseada em diversos pilares importantes, dentre eles, a verticalização, aquisições, crescimento orgânico e, principalmente, no posicionamento, execução e vantagem competitiva do modelo de negócio adotado pela Companhia, o que têm contribuído para a performance positiva do Grupo. Hoje, são 6,127 milhões de beneficiários, incluindo saúde e odonto, que podem usufruir de uma estrutura de atendimento com Unidades próprias em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina e que inclui 23 hospitais e 87 centros clínicos, além do laboratório de análises Notrelabs e Unidades exclusivas do Notrelife 50+ para atendimento ao público sênior. 

“Este reconhecimento é resultado de um trabalho em equipe, porque junto comigo estão pessoas que contribuem diariamente para fazer com que o GNDI se torne uma referência em saúde de qualidade”, destacou Irlau. Exemplo disso é o reconhecimento ao CFO do Grupo, Marcelo Marques Moreira, que também integra o mesmo ranking da revista e foi eleito o melhor CFO do setor de saúde da América Latina.

O Grupo NotreDame Intermédica se destacou entre as sete categorias mais bem avaliadas e o Brasil ocupou 14 das 16 posições da pesquisa. Mais de 600 gestores foram analisados pela revista Institutional Investor para compor este que é um dos mais respeitados prêmios do mercado de capitais, tanto no país quanto no exterior.

Além da Institutional Investor, outro reconhecimento que também colocou o GNDI em lugar de destaque em 2020 foi a Finance & Law Summit and Awards (FILASA). Presente na Europa, Estados Unidos e América Latina, a Organização tem um programa de reconhecimento das conquistas dos melhores executivos financeiros e jurídicos do país e, a partir de um júri qualificado com 45 membros, reconheceu o Departamento Jurídico do Grupo NotreDame Intermédica como um dos 10 melhores do País entre empresas e indústrias da área da saúde, sendo o único de uma operadora de planos de saúde.

Plano de saúde expande atuação no interior de SP

Espaço NotreLife 50+, em Jundiaí (Paulo Bareta/Divulgação)


Moradores das regiões de Sorocaba e Jundiaí conveniados ao Grupo NotreDame Intermédica podem contar com um novo espaço de atendimento especializado para prevenção à saúde para pessoas acima de 49 anos. Trata-se do Espaço NotreLife 50+, em Sorocaba fica localizado na rua XV de novembro, 464, já em Jundiaí o espaço está na rua Bento, 41, ambos nas regiões centrais das cidades.

Com design mais leve e descontraído, em comparação a uma unidade de saúde tradicional, o Espaço NotreLife 50+ de cada cidade reflete a essência principal do recém lançado NotreLife 50+, plano de saúde formatado especialmente para atender as necessidades que envolvem o amadurecimento humano. O plano oferece acesso à saúde de qualidade para pessoas com mais de 49 anos, agregando práticas focadas em promoção na qualidade de vida e prevenção.

O ambiente do Espaço NotreLife 50+ foi planejado para receber esta população mais madura com conforto, acessibilidade e segurança. Além de ser um espaço exclusivo, destaca-se o cuidado personalizado e a promoção de atividades voltadas à qualidade de vida, com aulas de yoga, alongamento, atividades motoras, orientação nutricional, entre outras.

“Com o lançamento de cada um dos Espaços, o Grupo demonstra a intenção em manter sua estratégia de crescimento, de fortalecimento de sua rede própria ampliando sua abrangência geográfica no interior de São Paulo”, ressaltou Joel de Sousa, vice-presidente de Operações de Saúde do GNDI.

Sobre o GNDI

Reconhecidamente sólido, o Grupo NotreDame Intermédica (GNDI) possui 51 anos de atuação na área da Saúde. A companhia é pioneira em Medicina Preventiva e, por meio de programas estruturados, trabalha para oferecer saúde integral com acolhimento aos seus 4,9 milhões de beneficiários, além de promover qualidade de vida e bem-estar, e incentivar a adoção de hábitos saudáveis.