Palmeiras e Corinthians duelam na final do Brasileiro

(Fabio Menotti/Palmeiras/via Agência Brasil)

Palmeiras e Corinthians farão a grande final da Série A1 do Brasileiro Feminino. Esta será a primeira oportunidade na qual a competição será definido em um Dérbi. As datas, locais e horários do jogos decisivos serão anunciados nos próximos dias.

O Corinthians se classificou para a grande decisão após derrotar a Ferroviária, no último domingo (5), por 3 a 1. Os gols do Timão saíram dos pés de Erika, Gabi Zanotti e Gessica (contra), enquanto Rafa Mineira descontou para a equipe de Araraquara. O time do Parque São Jorge também venceu o confronto de ida por 3 a 1.

Já o Palmeiras alcançou a final após golear o Internacional por 4 a 1 em jogo realizado no Allianz Parque. O Verdão triunfou com gols de Chu (2), Maria Alves e Katrine, enquanto Mileninha descontou para as coloradas. Na partida de ida, no Rio Grande do Sul, a equipe paulista triunfou por 1 a 0.

Na decisão, o Corinthians terá o direito fazer o segundo jogo em casa, por ter feito a melhor campanha ao longo da competição.

Por Agência Brasil

São Paulo e Palmeiras duelam pelas quartas de final da Libertadores

(Cesar Greco/Palmeiras/via Agência Brasil)

É hora de Libertadores para São Paulo e Palmeiras! O clássico Choque-Rei começa a decidir, nesta terça (10), às 21h30 (horário de Brasília), quem vai para as semifinais da competição. A primeira partida deste duelo brasileiro será no Morumbi. Os donos da casa vêm de vitória por 2 a 1 sobre o Athletico-PR.

Nos últimos sete jogos, foram quatro vitórias do São Paulo e três empates, que levou o título deste ano do Paulistão sobre o Palmeiras. A Rádio Nacional transmite o Choque-Rei com narração de Rodrigo Campos, comentários de Mário Silva, reportagem de Rodrigo Ricardo e plantão de Luiz Ferreira.

Por conta de questões contratuais, Daniel Alves é dúvida para o técnico Hernán Crespo. O argentino também faz mistério quanto ao sistema tático do Tricolor Paulista.  “Independente do Palmeiras, temos que ter alternativas e protagonistas do jogo”.

O Palmeiras vem de derrota para o Fortaleza por 3 a 2, dentro da Arena Allianz Park. Para o português Abel Ferreira, o Brasileirão é uma maratona, diferente da Libertadores. “Vamos entrar numa prova diferente, eliminatória em jogo de ida e volta”.

Por Rodrigo Ricardo, da Agência Brasil

Palmeiras vence e está nas quartas de final da Libertadores

Marcos Rocha comemora seu gol contra o Universidad Católica (Cesar Greco/Palmeiras)

O Palmeiras venceu o Universidad Católica-CHI na noite desta quarta-feira (21), no Allianz Parque, por 1 a 0 (gol de Marcos Rocha, no primeiro tempo), pelo jogo de volta das oitavas de final da CONMEBOL Libertadores 2021 e garantiu vaga às quartas de final – no jogo de ida, havia batido o time chileno por 1 a 0 (com gol de Raphael Veiga, de pênalti) em Santiago-CHI. O avanço de fase coloca o Verdão frente a frente com o rival São Paulo na próxima fase do Continental.

A partida de hoje rendeu um novo recorde ao Verdão: ao ter entrado em campo nesta noite pelo Continental, o Verdão se tornou o time brasileiro com mais jogos na história da competição internacional, ao lado do Grêmio, com 205 duelos pelo torneio.

Vale destacar ainda que, além do recorde obtido, o Maior Campeão do Brasil atualizou outras marcas que já pertenciam a si próprio no Continental, como, por exemplo, a de time brasileiro que mais jogos venceu pela Libertadores (119 com este), contra 108 do Grêmio; e a de ser o time brasileiro com mais gols como mandante na Liberta (230 com o de Marcos Rocha), à frente do Cruzeiro, segundo colocado no quesito, com 201 tentos em seus domínios.

Tradicional na competição, o Verdão também possui outros recordes e marcas históricas, como as de ser o time brasileiro com mais vitórias (44) e gols (154) fora de casa. Esta é a 21ª Libertadores que o Palmeiras disputa, o que faz da agremiação palestrina o clube brasileiro com mais edições disputadas, ao lado de Grêmio e São Paulo.

Com o resultado, o Verdão segue sem nunca ter perdido para o Universidad Católica-CHI em sua história: foram sete partidas disputadas em toda a história até aqui já com a desta noite, com seis vitórias alviverdes e um empate (14 gols marcados e quatro gols sofridos).

Com o triunfo, de quebra, o time comandado pelo português Abel Ferreira chegou à oitava vitória seguida. Esta é a segunda vez que isso acontece na Era Abel, pois, entre outubro e novembro de 2020, o Verdão emplacou oito triunfos contra o Tigre-ARG, Atlético-GO, Bragantino, Atlético-MG, novamente o Bragantino, Vasco da Gama, Ceará e Fluminense.

Desta forma, o time está a um resultado positivo de alcançar nove vitórias seguidas caso isso se confirme no próximo compromisso do Verdão, no próximo final de semana, pelo Brasileirão, contra o Fluminense. A última vez em que o Verdão chegou a nove triunfos seguidos foi com Felipão entre maio e junho de 2019 (na ocasião, foi ainda além, chegando a dez vitórias seguidas, superando, pela ordem, o Internacional, o San Lorenzo-ARG, o Atlético-MG, o Santos, o Sampaio Corrêa-MA, o Botafogo-RJ, novamente o Sampaio Corrêa-MA, a Chapecoense, o Athletico-PR e o Avaí).

O Palmeiras melhorou ainda o seu ótimo retrospecto em jogos de mata-mata no Allianz Parque, inaugurado em 2014. A arena do Verdão, por qualquer competição (Copa do Brasil, Libertadores e Paulista), já recebeu 23 jogos decisivos cujo duelo de volta acontecia na casa palmeirense. Deste total, na grande maioria das vezes o Verdão saiu vencedor, avançando de fase ou conquistando o título 18 vezes, contra apenas cinco vezes em que ficou pelo caminho ou com o vice-campeonato. E levando em conta apenas a Libertadores neste cenário, foram oito duelos decisivos no Allianz Parque, dos quais o Verdão saiu classificado ou campeão em seis deles contra duas derrotas!

ASPECTOS INDIVIDUAIS

WEVERTON: Individualmente, Weverton se tornou o jogador com mais vitórias por Libertadores na história do Palmeiras (nesta noite, empatou com os números do ex-goleiro Marcos e agora divide o topo). Vale lembrar que o atual arqueiro é apenas o quarto atleta que mais jogou partidas de Libertadores na história do clube palmeirense, com 36 duelos (empatado com Dudu). Entretanto, seu retrospecto pé quente, com 27 vitórias nestes 36 duelos disputados, o fez igualar o ídolo Marcos, seu companheiro de posição. O eterno camisa 12 soma 27 triunfos em 57 jogos de Libertadores – aliás, é o recordista de partidas pelo Verdão na Libertadores (na segunda posição, aparece Alex, com 39, e na terceira colocação, Galeno, com 38).

ABEL FERREIRA: Abel Ferreira, que já havia ultrapassado Oswaldo Brandão em número de jogos pela Libertadores no compromisso de ida contra o Universidad Católica-CHI e se isolado na terceira posição dos técnicos que mais dirigiram o Verdão na Libertadores agora ampliou seu saldo na colocação, com 15 duelos. Apenas Luiz Felipe Scolari, o Felipão (43 jogos) e Vanderlei Luxemburgo (25 jogos) comandaram o Palmeiras mais vezes do que Abel pelo Continental.

Vale destacar também que nas últimas 12 partidas o Verdão fez gol em todos os jogos (marcou 22 vezes neste período, média de 2 gols por partida). O bom retrospecto ofensivo é um mérito antigo do treinador Abel Ferreira, já que, desde que ele assumiu o Verdão em 05/11/2020, nenhum time da elite do futebol brasileiro marcou mais gols do que o Palmeiras: foram 126 bolas na rede em 76 partidas na era Abel Ferreira (contabilizam-se também eventuais duelos nos quais os auxiliares de Abel precisaram dirigir o Verdão devido ausência do treinador por suspensão ou outros motivos quaisquer).

Por Palmeiras

Palmeiras recebe Universidad Católica pelas oitavas da Libertadores

Líder isolado da Série A do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras entra em campo no Estádio Allianz Parque, nesta quarta-feira (21), às 19h15 (horário de Brasília), em busca de uma vaga nas quartas de final da Copa Libertadores. O atual bicampeão continental recebe o chileno Universidad Catolica que, no jogo de ida das oitavas, perdeu em casa para o Verdão, por 1 a 0, na semana passada. Com a vantagem construída no Chile, o time paulista avança esta noite se vencer ou empatar por qualquer placar. Em caso de derrota por 1 a 0, a decisão da vaga irá para a cobrança de pênaltis.

No último domingo (17), o Palmeiras emplacou a sétima vitória seguida no Brasileirão, com goleada de 3 a 0 sobre o Atlético-GO por 3 a 0. Para o treinador português Abel Ferreira, o segredo do triunfo é trabalhar coletivamente.

“Não vamos ganhar sempre, mas lutar sempre. Isto é fruto da vontade dos jogadores em ter esta cultura de vitória, ambição, disciplina e rigor”, disse o treinador em coletiva.

Caso avance na competição, o Palmeiras seguirá no caminho rumo ao terceiro título da Libertadores. Apesar do forte elenco, o Verdão bem buscando no  mercado um lateral-esquerdo, já que o uruguaio Viña está em negociações com a Roma (Itália). 

Por Rodrigo Ricardo – Repórter da Rádio Nacional 

Palmeiras bate Grêmio e vira líder do Brasileiro

Gabriel Menino comemora gol contra o Grêmio (Cesar Greco/Palmeiras/via Agência Brasil)

O Campeonato Brasileiro tem novo líder. Nesta quarta-feira (7), o Palmeiras derrotou o Grêmio por 2 a 0 no Allianz Parque, em São Paulo, pela décima rodada da competição, tomando a dianteira na classificação pela primeira vez na temporada.

O Alviverde chegou aos mesmos 22 pontos do Red Bull Bragantino, mas ultrapassou o Massa Bruta, antigo líder, por ter uma vitória a mais (sete a seis). O Tricolor continua amargando a lanterna do Brasileiro, com dois pontos em oito jogos. Os gaúchos, que foram dirigidos pelo interino Thiago Gomes, têm duas partidas a menos. No domingo (4), após a derrota em casa para o Atlético-GO, o técnico Tiago Nunes foi demitido.

Quinze segundos. Foi só o que o Palmeiras necessitou para sair na frente do Grêmio com Raphael Veiga. Ele ficou com a sobra de um chutão do zagueiro Pedro Geromel que explodiu no também meia Gustavo Scarpa e finalizou com a bola ainda no ar. Foi o gol mais rápido da história do Allianz Parque.

O Verdão continuou pressionando e ampliou aos 16 minutos. Matías Viña cruzou pela esquerda e o também lateral Gabriel Menino, de cabeça, mandou para as redes. Os anfitriões chegaram perto do terceiro gol, mas o arremate cruzado do atacante Wesley, aos 25 minutos, passou rente à meta de Brenno. Aos 39, Raphael Veiga arrematou da entrada da área, mas parou no goleiro gremista.

O Grêmio voltou do intervalo com uma postura um pouco mais agressiva. Aos dois minutos, Ferreira aproveitou uma saída errada do zagueiro Luan, invadiu a área e rolou à esquerda para o também atacante Ricardinho finalizar de primeira, em cima do goleiro Jailson. Os paulistas, no entanto, mantiveram o controle das ações e quase aumentaram aos 34, em chute de Raphael Veiga no travessão.

Os dois times têm clássicos pela frente neste sábado (10), às 16h30 (horário de Brasília). O Palmeiras recebe o Santos no Allianz Parque e o Grêmio encara o Internacional no Beira-Rio, em Porto Alegre.

Empate em Goiânia

Em outra partida desta quarta, Atlético-GO e Sport empataram por 1 a 1 no estádio Antônio Accioly, em Goiânia. O Dragão caiu para o oitavo lugar, com 14 pontos e um jogo a menos. O Leão foi a sete pontos, na 16ª colocação, mas pode entrar na zona de rebaixamento caso o São Paulo derrote o Internacional na sequência da rodada.

Os gols saíram no segundo tempo. O Sport marcou primeiro. Aos dois minutos, após uma sequência de três escanteios, o volante Marcão Silva cabeceou para baixo, a bola desviou no joelho dele e foi para as redes. Três minutos depois, o atacante Arthur Gomes ganhou a disputa de bola com o zagueiro Rafael Thyere na esquerda, entrou na área e deixou tudo igual.

Neste sábado, o Sport enfrenta o Fluminense às 19h, na Ilha do Retiro, em Recife. No domingo (11), às 11h, o Atlético-GO visita o Juventude no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).

Por Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional 

Brasileirão: Corinthians e Palmeiras se enfrentam hoje

(Fabio Menotti/Agência Palmeiras/via Agência Brasil)

Palmeiras e Corinthians se enfrentam neste sábado (12) pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O confronto realizado no Allianz Parque, às 19h (horário de Brasília), terá transmissão da Rádio Nacional, com narração de Felipe Rangel, comentários de Waldir Luiz, reportagem de Rafael Monteiro e plantão de Astrid Nick.

As duas equipes começaram a competição nacional da mesma maneira, perderam na estreia e venceram na segunda rodada.

Além disso, o clássico Dérbi será disputado após eliminações prematuras das duas equipes na terceira fase da Copa do Brasil na última quarta-feira (9). O Verdão deu adeus ao torneio após sofrer revés, nos pênaltis, contra o CRB. Já o Timão foi despachado pelo Atlético-GO.Em outras competições, os dois rivais também acumularam fracassos.

No Campeonato Paulista, o Palmeiras foi vice-campeão na final contra o São Paulo. Os palmeirenses também não conseguiram êxito na disputa com o Flamengo na Supercopa do Brasil e contra o argentino Defensa Y Justicia pela Recopa Sul-Americana. Restam ainda duas oportunidades para o verdão gritar campeão: o Brasileirão e Copa Libertadores da América.

Já o Corinthians foi eliminado nas semifinais do Paulista, após revés contra o próprio Palmeiras por 2 a 0. Na Copa Sul-Americana, o time do Parque São Jorge também saiu prematuramente na Fase de Grupos. O Campeonato Brasileiro é a única competição em disputa pela equipe comandada por Sylvinho.

Em relação ao time que começa jogando, o técnico palmeirense Abel Ferreira terá desfalques por conta da realização da Copa América, que começa no domingo (13). Ao todo, três jogadores estão disputando a competição envolvendo as seleções Sul-Americanas: o goleiro Weverton (Brasil), o zagueiro Gustavo Gómez (Paraguai) e o lateral-esquerdo Matías Viña (Uruguai).

Pelo lado corintiano, Sylvinho não poderá contar apenas com o meio-campista Otero, que foi convocado pela Seleção Venezuelana. Porém, a ausência não deverá ser tão notada, já que ele não vem sendo aproveitado desde as semifinais do Campeonato Paulista, em 16 de maio.

Nos últimos confrontos entre os dois clubes, o Alviverde tem levado a melhor. Ao todo, o Verdão sustenta invencibilidade de seis jogos no Dérbi, tendo obtido três vitórias e três empates. A última vez que os alvinegros derrotaram o arquirrival foi em 2020, no dia 22 de julho, em Itaquera. A partida terminou com o placar de 1 a 0.

Por Rafael Monteiro – Repórter da Rádio Nacional

Palmeiras bate Grêmio e conquista 4º título da Copa do Brasil

(Cesar Greco/Palmeiras)

O Palmeiras fechou a temporada de 2020 com chave de ouro. Na noite deste domingo (7), o time paulista voltou a vencer o Grêmio, dessa vez por 2 a 0, no Allianz Parque, e conquistou o tetra da Copa do Brasil.

No último domingo, em jogo realizado na Arena do Grêmio, o Palmeiras havia vencido o Grêmio, por 1 a 0, e tinha a vantagem do empate. Mas os pratas da casa Wesley e Gabriel Menino garantiram mais uma vitória alviverde.

Esse é o segundo título conquistado pelo técnico português Abel Ferreira desde que chegou ao Palmeiras. Antes, ele havia vencido a Copa Libertadores. O outro título da temporada 2020 foi o Paulistão, quando o time ainda era comandado por Vanderlei Luxemburgo.

Logo aos dois minutos, Thaciano cruzou rasteiro e Pepê chegou um pouco atrasado, não conseguindo completar para o gol. O Grêmio continuou em cima e assustou mais uma vez em chute de Alisson de fora da área.

A resposta do Palmeiras veio aos sete. Rony escapou em velocidade e, na hora de marcar, foi travado por Paulo Miranda. O Palmeiras chegou a balançar as redes com Raphael Veiga, mas o gol acabou sendo anulado porque Rony, que deu a assistência, estava em posição de impedimento.

Zé Rafael, da SE Palmeiras, disputa bola com Thaciano, do Grêmio (Cesar Greco/Palmeiras)

Aos 23, Diego Souza cabeceou nas mãos de Weverton. A partida era lá e cá. Depois foi a vez do Palmeiras levar perigo em chute de Rony pela linha de fundo. O time paulista esboçou uma pressão nos minutos finais e criou boas chances.

Zé Rafael aproveitou ajeitada de Vina e bateu colocado na entrada da área. Paulo Victor espalmou para escanteio. Já nos acréscimos, Wesley finalizou rente a trave do goleiro tricolor.

O segundo tempo começou movimentado. Raphael Veiga arriscou de fora da área e Paulo Victor defendeu. A resposta do Grêmio veio na sequência. Após cruzamento rasteiro, Pepê chegou dividindo com Weverton.

O Palmeiras encaminhou o título aos nove minutos. Raphael Veiga escapou em velocidade e passou para Wesley chutar forte. Paulo Victor chegou a tocar na bola, mas não o bastante para evitar o gol. Isso fez com que o Grêmio saísse para o ataque.

Diego Souza recebeu dentro da área, dominou e ajeitou. Jean Patrick chegou finalizando, mas foi travado pela zaga adversária. Aos 39 minutos, o Palmeiras liquidou a fatura no contra-ataque. Gabriel Menino recebeu de Willian e bateu rasteiro. A bola passou por baixo de Paulo Victor.

Por FPF

*atualizado às 20h38

Palmeiras leva melhor e vence o Grêmio

(Cesar Greco/Palmeiras)

Embalado após o título da Libertadores, o Palmeiras abriu vantagem na briga pelo troféu da Copa do Brasil de 2020. Na noite deste domingo (28), no jogo de ida da grande final, o time paulista visitou e venceu o Grêmio, em sua Arena, em Porto Alegre, pelo placar de 1 a 0. Gustavo Gómez, de cabeça, ainda no primeiro tempo fez o único gol do jogo.

As duas equipes voltam a se encontrar no próximo domingo (07), no jogo do título, que será disputado em São Paulo, no Estádio Allianz Parque, às 18h. Como venceu o jogo de ida, o Palmeiras tem a vantagem de jogar por um empate. Já ao Grêmio resta uma vitória por dois gols de diferença para ficar com o título no tempo regulamentar. Uma vitória por um gol, levará a decisão para os pênaltis.

A partida começou bastante movimentada, com os dois times buscando espaço para chegar com perigo ao gol adversário. Apesar disso, a primeira chance clara aconteceu apenas aos 25 minutos, pelos lados do Palmeiras. Rony cobrou falta da intermediária e parou em uma boa defesa do goleiro Paulo Victor. Minutos depois, o time paulista foi mais preciso e abriu o placar.

Aos 31, depois de um escanteio cobrado na área, Gustavo Gómez apareceu livre na área e testou firme. A bola ainda resvalou na mão do goleiro gremista, mas acabou morrendo no fundo das redes. A resposta do Grêmio veio aos 40 em um chute de Alisson que mandou por cima. Por isso, o primeiro tempo terminou com a vitória parcial do Palmeiras.

Na volta do intervalo, o time paulista teve a chance de ampliar logo aos dez minutos, quando Rony perdeu um gol incrível. O camisa 11 recebeu um cruzamento rasteiro de Raphael Veiga da direita e de frente para o gol, acabou pegando muito forte na bola e mandando por cima. Depois disso, o zagueiro Luan acabou expulso após uma entrada em Diego Souza e o Palmeiras ficou com um jogador a menos.

A partir daí, o ritmo da decisão caiu um pouco por conta das muitas substituições feitas para ambos os lados. Mas, o Grêmio seguiu em pressionando em busca do empate. Aos 28, Diego Souza cobrou falta curte e Ferreira chutou firme, mas em cima do goleiro Weverton que fez a defesa. Nos minutos finais, o time gaúcho ainda pediu um pênalti, mas o duelo terminou mesmo com a vitória magra do Palmeiras.

Por FPF

Rebaixado, Coritiba derrota Palmeiras

O jogador Gustavo Scarpa, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Sabino, do Coritiba FC (Cesar Greco/Palmeiras/via Agência Brasil)

Mesmo já rebaixado para a Série B do Brasileiro, o Coritiba derrotou o Palmeiras, nesta quarta-feira (17) no estádio Couto Pereira, por 1 a 0 em partida atrasada da 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com este revés, o time paulista fica na 6ª posição, com 56 pontos. Já o Coxa alcançou aos 31 pontos, mas permanece na 19ª posição.

Após uma etapa inicial movimentada, inclusive com gol anulado de Gabriel Menino por impedimento de Esteves na jogada, o Coritiba conseguiu achar o gol da vitória aos 42 minutos do segundo tempo. O responsável foi o lateral Jonathan, que acertou um chute colocado da entrada da área.

O time paulista foi muito prejudicado por jogar com um jogador a menos desde os 17 minutos da etapa final, quando o zagueiro Kuscevic foi expulso após lance com o atacante Osman.

Próximos compromissos

O Palmeiras volta a campo na próxima sexta-feira (19), quando faz clássico com o São Paulo no estádio do Morumbi válido pela 34ª rodada da competição. Já o Coritiba volta a atuar no sábado (20), quando mede forças com o Ceará no estádio Couto Pereira pela 37ª rodada.

Veja a classificação da Série A do Brasileiro.

Por Agência Brasil

Tigres elimina Palmeiras do Mundial de Clubes da Fifa

Raphael Veiga, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Gonzalez (Cesar Greco/Palmeiras)

O Palmeiras, campeão da Libertadores, foi surpreendido pelo Tigres, neste domingo, no estádio Education City, em Al Rayyan, no Catar, e ficou fora da final do Mundial de Clubes. Com gol de pênalti de Gignac, os mexicanos venceram os brasileiros por 1 a 0.

O Palmeiras repete o Internacional, em 2010, e Atlético-MG, em 2013, que também disputaram o 3º lugar. O time do técnico Abel Ferreira pegará o perdedor de Al Ahly, do Egito, e Bayern de Munique, da Alemanha. Já o Tigres espera pelo vencedor na final.

O Palmeiras contou com três grandes defesas de Weverton para garantir o 0 a 0 no primeiro tempo. O goleiro do clube paulista precisou trabalhar logo aos 3 minutos. González subiu mais que Luan e cabeceou firme, mas Weverton se esticou todo e evitou o gol do Tigres.

Rony arriscou aos 17 minutos e obrigou Guzmán a fazer boa defesa. O Tigres, porém, não se intimidou e foi pra cima. Aos 33 minutos, Gignac finalizou forte, mas Weverton conseguiu boa defesa. Três minutos depois, o mesmo atacante do Tigres cabeceou no canto esquerdo e lá estava o goleiro alviverde.

No segundo tempo, o Tigres chegou ao gol. Luan puxou González na área. Pênalti! O artilheiro Gignac mandou um petardo no canto direito e Weverton não conseguiu defender. Aos 11 minutos, o Palmeiras até foi para as redes, mas a arbitragem deu impedimento de Rony.

Aos 31 minutos, Willian cruzou, Luiz Adriano deixou a bola passar e Rodríguez quase fez gol contra. O Palmeiras até ensaiou uma pressão, mas não teve força para buscar o empate. Viña quase empatou aos 50, mas a bola raspou a trave.

Por Federação Paulista de Futebol