Portugal suspende voos vindos do Brasil

Aeronave A330neo da TAP (Divulgação)

O governo de Portugal anunciou nesta quarta-feira (27/01) que decidiu suspender os voos entre o país e o Brasil, a partir de 0h de sexta-feira, devido à evolução da pandemia nos dois países e à detecção de novas variantes do coronavírus. A medida deve durar pelo menos duas semanas.

“Até ao dia 14 de fevereiro, estão suspensos todos os voos, comerciais ou privados, de todas as companhias aéreas, de e para o Brasil. As regras agora estabelecidas são igualmente aplicáveis aos voos de e para o Reino Unido”, declarou o Ministério da Administração Interna de Portugal, em comunicado. 

O governo português justificou a suspensão dos voos citando a evolução da situação epidemiológica no mundo, o aumento dos casos de infeção por SARS-CoV-2 em Portugal e a detecção de novas cepas do vírus.

Em 15 de janeiro, o Reino Unido havia proibido voos entre o país e Portugal. Na ocasião, os britânicos citaram, entre outros motivos, que o país lusitano ainda mantinha rotas abertas com o Brasil. A decisão provocou reclamações do governo português.

A medida anunciada por Portugal nesta quarta-feira prevê exceções para voos de natureza humanitária de repatriamento de cidadãos portugueses e membros das respectivas famílias, bem como de titulares de autorização de residência em Portugal.

Nesses voos de caráter humanitário poderão também embarcar cidadãos de países da União Europeia, cidadãos de Estados associados ao Espaço Schengen e às respectivas famílias, além de cidadãos de países terceiros com residência legal num Estado-membro da União Europeia.

O ministério ainda aponta que todos cidadãos têm de apresentar, no momento da partida, um teste com resultado negativo para coronavírus realizado nas 72 horas anteriores à hora do embarque. 

Além disso, após a chegada, os viajantes precisam cumprir uma quarentena obrigatória de 14 dias em seu domicilio ou em local indicado pelas autoridades de saúde.

Portugal registou nesta quarta 293 mortes relacionados com a covid-19, um novo recorde diário desde o início da pandemia. Ao todo, o país, que tem 10 milhões de habitantes, já registou 669 mil casos positivos da doença. Desses, quase 173 mil estão ativos. A covid-19 causou ainda 11 mil mortes em Portugal.

Por Deutsche Welle

jps/cn (Lusa, ots)

Portugal reelege Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente de Portugal (Presidencia de Portugal/Reprodução)

Como esperado, os portugueses reelegeram neste domingo (24/01) o presidente Marcelo Rebelo de Sousa, de 72 anos, que ocupará a presidência da República por um último mandato de cinco anos. Ele tem um perfil conservador e é visto pelos portugueses como carismático e próximo das pessoas.

A eleição foi marcada pela abstenção de pouco mais de 60% e pelo confinamento devido à pandemia de covid-19, que tem causado mais de 200 mortos por dia no país nas últimas semanas.

Rebelo alcançou 60,7% dos votos, obtidos com o apoio da direita moderada e também de muitos eleitores socialistas. O presidente de centro-direita mantém uma boa relação com o primeiro-ministro socialista, António Costa, com quem tem trabalhado em conjunto, principalmente no combate à pandemia.

A segunda colocada na disputa foi a socialista Ana Gomes, com 12,97%. Em seguida veio o líder da extrema direita, André Ventura, do partido Chega, com 11,9%. Mesmo derrotado, o Chega avançou desde a sua estreia nas urnas, em 2019, quando teve apenas 1% dos votos.

Em discurso após a confirmação da vitória, Rebelo de Sousa afirmou que a principal urgência de Portugal é o combate à pandemia. No sábado, o país registrou 11.721 contágios e 275 mortos.

Analistas disseram que os eleitores portugueses optaram pela estabilidade em meio à tormenta causada pela pandemia de covid-19. O país está já há algumas semanas em seu segundo lockdown.

Rebelo de Sousa é um especialista em Direito constitucional e conhece muito bem as atribuições do presidente da República, pois participou da redação da Constituição quando era deputado. Entre elas estão dissolver o Parlamento, convocar eleições e vetar leis. Portugal adota o regime parlamentarista.

Por Deutsche Welle

AS/efe/ard

Adolescente morre de Coronavírus em Portugal

Um adolescente de 14 anos é a mais jovem vítima da Covid-19, o novo Coronavírus, em Portugal. A morte foi divulgada pela RTP, emissora pública de televisão do país.

O adolescente estava internado no Hospital de Santa Maria da Feira e morreu na manhã de ontem (29). O paciente sofria de Psoríase, uma doença crônica que pode afetar o sistema imunológico.

O último levantamento sobre casos confirmados da doença em Portugal aponta 119 mortes, e não inclui o adolescente morto neste domingo. Até o momento são 5.962 pessoas infectadas.

*Com informações da RTP – Emissora Pública de Portugal

Itália registra quase 800 mortes em um dia

Militares da Itália atuam no suporte ao combate ao Coronavírus (Defesa da Itália/Fotos Públicas)

A Itália registrou quase 800 mortes em 24 horas. Foram 793 óbitos confirmados por Covid-19, o novo Coronavírus. A informação é da Agência Reuters.

Com os mortos confirmados hoje (21), a Itália passa a contabilizar 4.825 mortes.

Em Portugal, segundo o balanço divulgado também neste sábado, dobrou o número de mortos por Covid-19: passou de 6 para 12, segundo a RTP – emissora pública de Portugal.

No continente Africano, 40 países contabilizam 1.107 casos confirmados do novo Coronavírus, com 30 mortes.


*Com informações de Reuters, RTP e Lusa

Governo da Venezuela suspende companhia aérea TAP

Nicolás Maduro durante visita a Rússia (Arquivo/Kremlin/via Fotos Públicas)

O Governo de Nicolás Maduro decidiu nessa segunda-feira (17) suspender, por 90 dias, as operações da companhia aérea portuguesa TAP na Venezuela. Caracas acusa a empresa de ter violado “padrões internacionais” ao permitir, supostamente, o transporte de explosivos, e por ter ocultado a identidade do líder da oposição, Juan Guaidó, em um voo com destino à capital venezuelana.

“Devido às graves irregularidades cometidas no voo TP173 e em conformidade com os regulamentos nacionais da aviação civil, as operações da companhia aérea TAP ficam suspensas por 90 dias”, disse o ministro dos Transportes da Venezuela, Hipólito Abreu, na conta da rede social Twitter.

A companhia aérea afirmou à RTP, emissora pública de TV de Portugal, que “não compreende as razões desta suspensão da operação para a Venezuela por 90 dias, uma vez que cumpre todos os requisitos legais e de segurança exigidos pelas autoridades de ambos os países.” 

As acusações do Governo de Nicolás Maduro surgiram dia 13 de fevereiro, um dia depois de Guaidó ter voltado à Venezuela após uma viagem internacional de três semanas. O presidente da Assembleia Constituinte, Diosdado Cabello, confirmou que as autoridades tinham prendido o tio de Juan Guaidó, que integrava a comitiva do líder da oposição a Maduro, ao chegar ao Aeroporto de Maiquetia, vindo de Lisboa, a bordo de um avião da TAP.

Segundo o Governo venezuelano, Juan Marquez, tio de Guaidó que acompanhava o sobrinho nesse voo, transportou “lanternas de bolso táticas” que escondiam “substâncias químicas explosivas no compartimento da bateria”.

Guaidó e Lisboa repudiam acusações

O autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó (Arquivo/Agência Brasil)

Cabello acusou ainda o Governo português e a TAP de conivência. As autoridades venezuelanas consideraram que a TAP, nesse voo entre Lisboa e Caracas, violou normas de segurança internacionais, permitindo explosivos, e também ocultou a identidade do autoproclamado Presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, na lista de passageiros, embora a segurança aeroportuária não seja da responsabilidade das companhias transportadoras. 

O Governo português, por meio do ministro dos Negócios Estrangeiros, Santos Silva, repudiou as acusações de Caracas, e que não fazem qualquer sentido. 

Durante viagem à Índia, na sexta-feira (15), o Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, foi questionado pelos jornalistas sobre a recente polémica com a Venezuela. Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou que a posição portuguesa “é conhecida”, defendendo a “serenidade, bom senso e racionalidade”.

O Presidente da República defendeu o diálogo e deu prioridade à realização de eleições presidenciais no país que “legitimem um processo pacífico de evolução futura”.

O Governo português pediu, apesar de tudo, um inquérito para averiguar a veracidade das acusações que envolvem a transportadora aérea portuguesa, dizendo não ter qualquer indício de irregularidades no voo que transportou Marquez e Guaidó. Juan Guaidó reagiu com garantias de que não voltou de forma clandestina à Venezuela, tendo viajado sob o próprio nome. Acusou também o regime de Nicolás Maduro de se expor ao ridículo nas acusações que fez à TAP.

*Com informações da RTP – Emissora Pública de Portugal

Portugal sedia um dos maiores eventos de inovação e tecnologia do mundo

Danyelle Van Straten em Lisboa, Portugal (Divulgação)


A sócia diretora da Depyl Action, Danyelle Van Straten, está em Lisboa, Portugal, para participar da 11ª Web Summit, apontada como uma das mais importantes conferências de inovação e tecnologia do mundo. Danyelle, que também é diretora da Associação Brasileira de Franchising (ABF), em Minas Gerais, foi em busca de insights.

“Todo empreendedor precisa estar antenado com a novidades, principalmente neste mundo dinâmico de tecnologia, com inovação constante”, comenta a empresária, que comanda uma rede de 112 lojas especializadas em depilação e cuidados com o pelo.

O evento deste ano, que vai até o dia 7 de novembro, terá palestrantes de peso, como o ex-analista da Agência de Segurança Nacional Americana (NSA), Edward Snowden, o presidente da Microsoft, Brad Smith, CEO da Boston Dynamics, Marc Raibert, e até celebridades como o ex-jogador de futebol francês Eric Cantona, e o cantor e empresário Akon.

“São as principais mentes do mundo corporativo reunidas e debatendo para que lado a inovação aponta. Precisamos nos atualizar para que estejamos sempre alinhados às tendências de mercado”, comenta Danyelle.

Sobre a Depyl Action

Especializada em depilação e cuidados com o pelo, a Depyl Action possui 110 unidades em operação no Brasil e duas na Venezuela. A franquia, que nasceu no quintal da casa da família, a partir de uma receita caseira de cera de depilação, oferece depilação com cera morna e à laser, luz pulsada, design de sobrancelhas, alongamento de cílios, aparo de pelos e coloração de cílios, da região íntima e de barba.

Com quase 23 anos de mercado, a marca é comandada pela empresária Danyelle Van Straten. Por mês, a Depyl Action atende quase 150 mil homens e mulheres. Interessados em aderir ao negócio investem a partir de R$340 mil, com faturamento médio mensal de R$ 85 mil e prazo de retorno estimado entre 24 e 48 meses. A lucratividade varia entre 10 e 15%.

Morre o cantor Roberto Leal

Morreu na madrugada de hoje (15), em São Paulo, o cantor Roberto Leal, 67 anos. Ele estava internado desde o começo da semana e fazia tratamento contra o câncer. A informação é da Folha de S. Paulo.

Nascido em Trás os Montes, em Portugal, António Joaquim Fernandes veio para o Brasil na década de 1960, com os pais e dez irmãos. Antes de virar cantor de sucesso, trabalhou como sapateiro, vendedor de doces e feirante.

Foi na década de 1970 que gravou o primeiro sucesso. ‘Arrebita’ o ajudou a chegar ao Programa do Chacrinha, a primeira aparição na televisão.

Com prêmios, como o Troféu Globo de Ouro, da TV Globo, a carreira cresceu e Roberto Leal grantiu seu nome na música brasileira. Seu site oficial contabiliza 30 discos de Ouro, cinco de platina, além de mais de 500 troféus.

Roberto Leal era casado e deixa três filhos.

Estudo mostra subtipos do HIV e sua localização no país

Por  Camila Maciel, @agencia.brasil

Teste rápido do HIV (Arquivo/Agência Brasil)

Entender como atuam os subtipos do vírus da Aids, o HIV, entre os brasileiros é um dos objetivos de um estudo desenvolvido por pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e da Universidade do Minho (UMinho), em Portugal. A primeira etapa do projeto confirmou dados da literatura científica que apontam uma concentração do subtipo C na Região Sul do país, enquanto o tipo B é mais disseminado nas demais regiões do país.

O professor Bernardino Geraldo Alves Souto, do Departamento de Medicina (DMed) da UFSCar, que desenvolve a pesquisa no pós-doutorado, explica que a hipótese para essa distribuição geográfica é que o subtipo C tem afinidades por determinadas células do corpo humano que são diferentes daquelas observadas no subtipo B.

“Tem locais que, do ponto de visto sociocomportamental, a maior parte das infecções por HIV é transmitida por via anal, provavelmente nessas áreas prevalece o subtipo B. Aquelas em que a transmissão é mais por via vaginal prevalece o subtipo C. Não é só isso, mas um conjunto de eventos socioculturais e comportamentais, que relacionados com características genéticas do vírus, determina certa afinidade do vírus por determinadas células humanas”, explicou Souto.

Existem dois tipos de HIV, 1 e 2. O mais prevalente no Brasil é o tipo 1, o qual tem nove subtipos. “São pequenas variações genéticas que existem dentro da mesma espécie viral que faz com que eles possam ter pequenas características que diferenciem um do outro”, aponta o pesquisador. Os subtipos B e C respondem por cerca de 80% dos casos no país.

Transmissão

Souto disse que todos os subtipos do HIV são transmitidos do mesmo jeito – relações sexuais sem preservativo, compartilhamento de seringas e agulhas contaminadas, aleitamento materno, gravidez e parto. Entre essas vias, no entanto, algumas transmitem mais facilmente um subtipo do que outro. Isso se deve a características biológicas de base genética que são particulares a cada subtipo, ainda pouco esclarecidas.

O pesquisador aponta que o detalhamento desses dados permite, por exemplo, identificar prevalências de subtipos do HIV e definir melhor as políticas de prevenção e tratamento. “Existe uma política nacional de controle do HIV, de excelente qualidade, não há o que se discutir, mas quando a gente descobre que existem questões regionais que são específicas, pode ser que a gente tenha que pegar esses protocolos nacionais, que são padronizados, e fazer algumas adaptações e otimizar as abordagens preventivas e terapêuticas”, disse.

Pesquisa

O estudo propõe estabelecer a epidemiologia, a filogenia e a filogeografia dos subtipos do HIV que circulam no Brasil. A epidemiologia avaliou como o vírus se distribui no território nacional, se afeta mais homens, mulheres, pessoas com maior ou menor grau de escolaridade, como os indivíduos contraíram o HIV, entre outros aspectos. A filogenia estudou as características genéticas do HIV de milhares de pessoas para entender os ancestrais desses vírus e suas origens, quando chegaram ao Brasil e qual a relação genética que há entre os diversos subtipos do HIV que estão no país.

A filogeografia busca entender de que lugar do mundo vieram os subtipos do vírus que circulam no Brasil, como eles circulam por aqui e para qual lugar do mundo os vírus “nacionais” estão indo. “A gente já tem informações a respeito da origem do vírus do subtipo C, que é africano e se instalou no Sul do país e está tendo dificuldade de circular fora da Região Sul. Essa é uma versão preliminar dos nossos achados, estamos aprofundando isso para ter compreensão melhor”, disse Souto.

Dados

De acordo com o Programa das Nações Unidas sobre o HIV (Unaids), em 2019, há 37,9 milhões de pessoas infectadas com o vírus no mundo, dos quais 23,3 milhões têm acesso à terapia antirretroviral. Do total de infectados no mundo, 36,2 milhões são adultos e 1,7 milhão são crianças e jovens com menos de 15 anos.

No Brasil, o último Boletim Epidemiológico da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, divulgado em 2018, mostra que, entre 2007 e 2018, foram notificados, pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), 247.795 casos de Aids (68,6% em homens e 31,4% em mulheres).

O Brasil teve uma média de 40 mil novos casos da doença nos últimos cinco anos, com maior concentração nas regiões Sudeste e Sul.

Acidente com ônibus mata 28 turistas em Portugal

Vinte e oito pessoas morreram nessa quarta-feira (17) em um acidente com um ônibus turístico em Santa Cruz, na Ilha da Madeira, em Portugal. O veículo saiu da estrada e tombou sobre uma casa.

De acordo com o prefeito de Santa Cruz, Filipe Souza, 11 homens e 17 mulheres morreram no acidente. Todas os 28 mortos são turistas de nacionalidade alemã que estavam no ônibus. O Ministério das Relações Exteriores da Alemanha já confirmou que há cidadãos do país entre os mortos. Mais 27 pessoas ficaram feridas.

De acordo com o Jornal de Notícias, o acidente ocorreu por volta das 18h30 (horário local, 14h30 em Brasília). O veículo, que transportava 56 pessoas, havia deixado um hotel na cidade de Caniço, no leste da Ilha da Madeira, com destino a Funchal, a capital da região autônoma portuguesa, quando se acidentou.

Ainda de acordo com o jornal, o motorista e o guia turístico, ambos de nacionalidade portuguesa, sobreviveram ao acidente. Os feridos foram levados para um hospital em Funchal.

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, chegou a pensar em viajar até a ilha para acompanhar o resgate, mas mudou de ideia. Segundo ele, com o adiamento da viagem, a aeronave da Força Aérea que seria usada em seu deslocamento será disponibilizada para o transporte de feridos.

“Irei, mas não irei imediatamente, porque há essa prioridade”, disse o presidente.

O primeiro-ministro de Portugal, o socialista António Costa, falou com a chanceler alemã, Angela Merkel, para expressar seus pêsames pela morte dos compatriotas.

“Já tive oportunidade de transmitir meus pêsames à chanceler Angela Merkel nesta hora difícil”, escreveu Costa em sua conta do Twitter, onde também enviou apoio aos madeirenses por um dos piores acidentes da história do arquipélago.

*Com informações da Deutsche Welle (agência pública da Alemanha)