‘Benzinho’ vence 18º Prêmio Do Cinema Brasileiro

Adriana Esteves ao receber a notícia de que foi escolhida Melhor Atriz Coadjuvante (Mário Miranda)

Foram anunciados na noite desta quarta-feira (14), no Theatro Municipal de São Paulo, os vencedores do 18º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. O grande vitorioso foi o filme Benzinho, dirigido por Gustavo Pizzi, com seis prêmios, nas categorias Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Atriz, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Roteiro Original e Melhor Montagem de Ficção. Logo depois, O Grande Circo Místico, que levou o troféu Grande Otelo em Melhor Direção de Fotografia, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino, Melhor Maquiagem e Melhor Efeito Visual. O terceiro filme com mais estatuetas foi Chacrinha: O Velho Guerreiro, que levou os prêmios de Melhor Ator, Melhor Som e Melhor Longa-Metragem de Ficção – Voto Popular.

Este ano, o GP premiou em 34 categorias, sendo quatro inéditas: melhor filme ibero-americano lançado no Brasil e as melhores séries brasileiras de produção independente de ficção, documentário e animação exibidas na TV por assinatura e no OTT (veja abaixo a lista completa). A disputa reuniu 74 longas de ficção, 67 longas documentários, dois longas infantis, 55 curtas nacionais, além de 43 longas estrangeiros e 11 longas ibero-americanos. Ao todo, 1986 profissionais foram inscritos na disputa e mais de 200concorreram ao Troféu Grande Otelo.

Com transmissão ao vivo para todo o país pelo Canal Brasil, a cerimônia dirigida por Ivan Sugahara e apresentada por Rodrigo Pandolfo, André Ramiro e Juliana Linhares teve como pontos altos a homenagem à Zezé Motta, que recebeu o prêmio pelas mãos de Lázaro Ramos e Tais Araújo, enaltecendo sua militância à causa negra nas artes. A platéia também se emocionou com a apresentação de Ney Matogrosso, que cantou “Um Pouco de Calor”, trilha do filme “Ralé” (2015), estrelado pelo próprio cantor. Em uma cerimônia conduzida pelo casamento entre música e cinema e embalada por algumas das principais canções originais especialmente produzidas para produções cinematográficas, João Gilberto – o pai da Bossa Nova – foi lembrado com ‘Chega de Saudade’, interpretada por Ayrton Montarroyos.

Gustavo Pizzi, Melhor Direção por Benzinho (Mário Miranda)

A cerimônia teve a presença de cineastas, atrizes, atores, produtores, distribuidores, exibidores, profissionais do audiovisual e de autoridades como o prefeito de São Paulo, Bruno Covas; o secretário de Cultura do Município de São Paulo, Alê Youssef; o secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Sérgio Sá Leitão; e Lais Bodanzky, presidente da Spcine. 

A Academia Brasileira de Cinema é presidida por Jorge Peregrino e a diretoria é composta por Paulo Mendonça (diretor vice-presidente), Bárbara Paz (diretora secretária), Alexandre Duvivier (diretor financeiro) e Iafa Britz (diretora social).

A votação sigilosa da premiação teve apuração da PWC.

A 18ª edição do Grande Prêmio conta com o Patrocínio Master da TV Globo através da Lei Federal de Incentivo à Cultura e Patrocínio do CANAL BRASIL através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Patrocínio: Spcine, Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo e SABESP. 

Correalização: Spcine e Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo e Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

OS VENCEDORES DO GRANDE PRÊMIO DO CINEMA BRASILEIRO 2019

  • MELHOR LONGA-METRAGEM FICÇÃO BENZINHO, de Gustavo Pizzi.   
  • MELHOR LONGA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO EX PAJÉ, de Luiz Bolognesi.  
  • MELHOR LONGA-METRAGEM INFANTIL DETETIVES DO PRÉDIO AZUL 2 – O MISTÉRIO ITALIANO, de Viviane Jundi.  
  • MELHOR LONGA-METRAGEM COMÉDIA MINHA VIDA EM MARTE, de Susana Garcia.  
  • MELHOR DIREÇÃOGUSTAVO PIZZI, por Benzinho 
  • MELHOR ATRIZ KARINE TELES, por Benzinho 
  • MELHOR ATOR STEPAN NERCESSIAN, por Chacrinha: O Velho Guerreiro (de Andrucha Waddigton) 
  • MELHOR ATRIZ COADJUVANTE ADRIANA ESTEVES, por Benzinho 
  • MELHOR ATOR COADJUVANTE MATHEUS NACHTERGAELE, por O Nome da Morte (de Henrique Goldman) 
  • MELHOR DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA GUSTAVO HADBA, ABC, por O Grande Circo Místico 
  • MELHOR ROTEIRO ORIGINAL KARINE TELES e GUSTAVO PIZZI, por Benzinho 
  • MELHOR ROTEIRO ADAPTADO CARLOS DIEGUES e GEORGE MOURA, por O Grande Circo Místico 
  • MELHOR DIREÇÃO DE ARTE ARTUR PINHEIRO, por O Grande Circo Místico 
  • MELHOR FIGURINO KIKA LOPES, por O Grande Circo Místico 
  • MELHOR MAQUIAGEM CATHERINE LEBLANC CARAES e EMMANUELLE FÈVRE, por O Grande Circo Místico 
  • MELHOR EFEITO VISUAL MARCELO SIQUEIRA, ABC e THIERRY DELOBEL, por O Grande Circo Místico 
  • MELHOR MONTAGEM FICÇÃO LIVIA SERPA, por Benzinho 
  • MELHOR MONTAGEM DOCUMENTÁRIO GUSTAVO RIBEIRO e RODRIGO DE OLIVEIRA, por Todos os Paulos do Mundo 
  • MELHOR SOM JORGE SALDANHA, ARMANDO TORRES JR, ABC, ALESSANDRO LAROCA, EDUARDO VIRMOND LIMA e RENAN DEODATO, por Chacrinha: O Velho Guerreiro 
  • MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL ELZA SOARES e ALEXANDRE MARTINS, por My Name is Now, Elza Soares 
  • MELHOR TRILHA SONORA ZECA BALEIRO, por Paraiso Perdido (de Monique Gardenberg) 
  • MELHOR LONGA-METRAGEM ESTRANGEIRO INFILTRADO NA KLAN/ Blackkklansman (EUA), de Spike Lee.  
  • MELHOR LONGA-METRAGEM IBERO-AMERICANO UMA NOITE DE 12 ANOS/La Noche de 12 Años (Argentina, Espanha, Uruguai), de Álvaro Brechner.  
  • MELHOR LONGA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO – MENÇÃO HONROSA PEIXONATA – O FILME 
  • MELHOR CURTA-METRAGEM ANIMAÇÃO LÉ COM CRÉ, de Cassandra Reis 
  • MELHOR CURTA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO COR DE PELE, de Livia Perini 
  • MELHOR CURTA-METRAGEM FICÇÃO O ÓRFÃO, de Carolina Markowicz 
  • MELHOR SÉRIE BRASILEIRA DE ANIMAÇÃO IRMÃO DO JOREL, de Juliano Enrico 
  • MELHOR SÉRIE BRASILEIRA DE DOCUMENTÁRIO INHOTIM – ARTE PRESENTE 
  • MELHOR SÉRIE BRASILEIRA DE FICÇÃO ESCOLA DE GÊNIOS – 1ª TEMPORADA 
  • MELHOR LONGA-METRAGEM FICÇÃO – VOTO POPULAR CHACRINHA: O VELHO GUERREIRO de Andrucha Waddington. 
  • MELHOR LONGA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO – VOTO POPULARMY NAME IS NOW, ELZA SOARES, de Elizabete Martins Campos        
  • MELHOR LONGA-METRAGEM ESTRANGEIRO – VOTO POPULAR NASCE UMA ESTRELA/A Star is Born (EUA), de Bradley Cooper. 
  • MELHOR LONGA-METRAGEM IBERO-AMERICANO – VOTO POPULAR UMA NOITE DE 12 ANOS/La Noche de 12 Años (Argentina, Espanha, Uruguai), de Álvaro Brechner.

Vídeo: Agência Brasil vence prêmio Abmes de jornalismo

Agência Brasil foi uma das vencedoras da 3ª edição do Prêmio Abmes de Jornalismo, com a reportagem Ingresso de indígenas em faculdades é nove vezes maior do que em 2010, da repórter Mariana Tokarnia e edição de Lilian Beraldo, com imagens do fotógrafo Marcelo Camargo. O texto venceu na categoria Internet Nacional, uma das oito contempladas pela premiação.

A reportagem conta a história de Maritana Silva dos Santos Neta que, aos 35 anos, estuda engenharia civil. A indígena do povo Tuxá de Banzaê, da Bahia, conseguiu alcançar o sonho que mantinha desde os 16 anos, quando garantiu uma bolsa de 50% na Faculdade Zacarias de Goés, no município baiano de Valença.

Mariana Tokarnia descreveu dificuldades enfrentadas por estes povos para entrar no ensino superior e, depois, continuar os estudos. A repórter ainda destaca dados nacionais do Censo da Educação Superior, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), de 2017, com o registro de 6,7 mil indígenas matriculados no ensino superior do país. O número equivale a 0,68% do total de 8,3 milhões de estudantes matriculados nessa etapa.

Prêmio

O prêmio, organizado pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes), tem como objetivo incentivar a produção de reportagens e matérias que abordem a educação superior no Brasil.

Jornalistas de todo o país concorreram aos prêmios que totalizam R$ 100 mil, distribuídos em oito categorias: Impresso (Nacional e Regional), Internet (Nacional e Regional), Rádio (Nacional e Regional) e TV (Nacional e Regional).

A reportagem da Agência Brasil foi veiculada em abril deste ano. Em julho, foi indicada como uma das 24 finalistas, entre 296 reportagens inscritas.

As reportagens foram selecionados por uma comissão composta por três membros da Academia Brasileira de Letras (ABL): o educador, jornalista e escritor Arnaldo Niskier; o advogado, jornalista, professor, ensaísta e poeta Marcos Vilaça; e o jornalista Merval Pereira. A comissão se reuniu na última quinta-feira (4), no Rio de Janeiro.

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 32 milhões

A Mega-Sena sorteia hoje (6), a partir das 20h (horário de Brasília), prêmio principal estimado em R$ 32 milhões. O valor está acumulado porque nenhuma aposta acertou as seis dezenas do Concurso 2.175, cujo sorteio foi realizado no último sábado (3). Os números sorteados foram: 07- 25 – 32 – 43 – 53 – 55.

Se apenas uma pessoa ganhar o prêmio da Mega-Sena e aplicar o valor na poupança da Caixa, vai receber aproximadamente R$ 118 mil em rendimentos mensais.

Este é o primeiro sorteio da Mega-Semana dos Pais. Os próximos serão na quinta-feira (8) e no sábado (10).

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país e também no Portal Loterias Online. Clientes com acesso ao Internet Banking Caixa podem ainda fazer suas apostas na Mega-Sena pelo computador pessoal, tablet ou smartphone. O bilhete simples, com seis dezenas, custa R$ 3,50.

https://spagora.com.br/bombeiros-mobilizam-14-viaturas-em-incendio/

Em cartaz em SP, Maurício de Barros recebe prêmio melhor ator da APCA

Maurício de Barros contracena durante espetáculo ‘Pousada Refúgio’
(Ana Alexandrino/Divulgação)

Em cartaz no Teatro Eva Herz com o espetáculo Pousada Refúgio, o ator Maurício de Barros comemora o sucesso de seu personagem com o prêmio de melhor ator recebido pela Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA).  A premiação que aconteceu no último dia 17 de junho, em São Paulo.

“Estou muito feliz. Obrigado a todos os jurados e obrigado ao espetáculo Pousada Refúgio, esse prêmio é nosso! É um prêmio de um encontro feliz! Obrigado, Leonardo Cortez por ter escrito e me confiado um personagem tão maravilhoso e Pedro Granato pela sensibilidade na direção”, disse o ator.

Na trama escrita por Leonardo Cortez e dirigida por Pedro Granato, dois casais celebraram a compra de uma pousada em sociedade durante um jantar comemorativo. No entanto, os detalhes escusos do negócio desencadeiam uma série de perturbadoras revelações. A peça segue em cartaz somente até o dia 29 de junho, com sessões aos sábados, 17h.

  • Teatro Eva Herz
  •  Av. Paulista, 2073 – Cerqueira César
  • Ingressos R$50 e R$25.

Banda BFF Girls vence prêmio em Los Angeles

(Divulgação)

As Bff Girls, Bia Torres, Giulia Nassa e Laura Castro, venceram o Kids Choice Awards, na categoria Influencer Musical Brasileiro Favorito.

A premiação ocorreu no último sábado, em Los Angeles (Estados Unidos), e foi ao ar hoje (26), com apresentação do DJ Khaled. Elas estiveram na premiação e na After Party do evento.

Ainda encontraram o ator brasileiro João Guilherme Avila por lá. 
Com uma legião de fãs por todo o país, as BFF Girls ultrapassam a marca de 1.3 milhão de inscritos no Youtube – o canal do trio entrou no Top10 dos maiores números de views na VEVO em 2018.

Elas foram vencedoras da categoria “Youtuber Musical Favorito” nos Meus Prêmios Nick em 2018, importante premiação liderada pelo público jovem no Brasil, elas acabaram de vencer à versão norte-americana do prêmio, o Kids Choice Awards.

Nota fiscal de R$ 6 leva prêmio milionário

Uma nota fiscal no valor de R$ 6, emitida no Jardim Alzira, Zona Leste de São Paulo, garantiu um prêmio de R$ 1 milhão para um consumidor paulistano. www.spagora.com.br
(Arquivo/Bruno Spada/Caixa/Reprodução)

Uma nota fiscal no valor de R$ 6, emitida no Jardim Alzira, Zona Leste de São Paulo, garantiu um prêmio de R$ 1 milhão para um consumidor paulistano. O sorteio de fevereiro da Nota do Milhão, foi realizado nesta terça-feira (05), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê.

O programa da Prefeitura de São Paulo incentiva os consumidores a pedirem a nota fiscal de serviços na capital, combatendo a sonegação fiscal e aumentando a arrecadação de tributos, que são revertidos em serviços públicos para a população.

O ganhador do 23º sorteio é morador do Itaim Bibi, na Zona Oeste da Capital. A nota de R$ 6, que garantiu o prêmio de R$ 1 milhão livre de impostos, foi gerada por um serviço de assessoria. A premiação será depositada em uma conta-poupança da Caixa Econômica Federal.

Participaram do sorteio de janeiro 1.694.233 bilhetes. Os concursos mensais da Nota do Milhão reúnem as notas fiscais geradas até o dia 25 do mês anterior (as notas emitidas após este período concorrem automaticamente no mês seguinte).

TV Brasil é finalista do Prêmio MPT de Jornalismo 2018

Programa mostra novo destino do lixo recolhido no DF e questiona mudança de rotina de catadores (TV Brasil/Reprodução)

A reportagem Catadores de Sonhos é finalista do Prêmio Ministério Público do Trabalho (MPT) de Jornalismo 2018. Produzida pelo programa Caminhos da Reportagem, da TV Brasil, emissora da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), a reportagem aborda o impacto do fechamento do lixão da Estrutural, no Distrito Federal, concorre na categoria Telejornalismo e venceu a etapa regional do concurso.

O Prêmio MPT de Jornalismo reconhece conteúdos que revelam irregularidades contra os trabalhadores brasileiros e tem o objetivo de informar o público sobre a proteção e a defesa dos direitos deles.

Exibido em fevereiro do ano passado, o programa mostrou o novo destino do lixo do Distrito Federal e questionou representantes do governo local sobre a situação dos mais de 2 mil catadores, que tiveram que mudar suas rotinas e fazer a triagem de resíduos em galpões de coleta seletiva.

A lista com os finalistas foi divulgada no site do Ministério Público do Trabalho. De acordo com o órgão, 27 reportagens de um total de 395 foram selecionadas para etapa final.

Os vencedores serão conhecidos no dia 6 de fevereiro na sede do Ministério Público do Trabalho, em Brasília.

Indígena brasileira eleita deputada vence prêmio da ONU

(Agência Brasil/Reprodução)

A deputada federal Joênia Wapichana (Rede-RO), primeira indígena eleita para o cargo no país, venceu o Prêmio das Nações Unidas de Direitos Humanos. O anúncio foi feito pela presidente da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Maria Fernanda Espinosa, na última quinta-feira (25). Com 43 anos, ela está entre os oito deputados federais eleitos por Roraima este ano.

Já receberam esse prêmio – concedido a pessoas e organizações pelas suas conquistas em direitos humanos – o pastor norte-americano Martin Luther King, o ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela e a ativista paquistanesa Malala Yusafzai -, além das organizações Anistia Internacional e Comitê Internacional da Cruz Vermelha.

Wapichana

Joênia Batista de Carvalho adotou como sobrenome sua etnia. Segundo estimativas não oficiais, são 3,5 mil indígenas wapichana na Região Norte do país.

Após defender um caso de disputa de terras na Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), Joênia se tornou a primeira advogada indígena a comparecer perante o Supremo Tribunal Federal (STF). Em 2013, foi nomeada primeira presidente da Comissão Nacional de Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas.

“Quando eu levo a palavra como primeira mulher indígena formada no Brasil, é justamente para dar um incentivo, para que essa minha imagem possa ser reproduzida, multiplicada dentro dos povos indígenas”, afirmou Joênia em entrevista em Boa Vista ao ONU News, ao saber da premiação.

“São cidadãos, pessoas que querem fazer parte da tomada de decisões de muitos processos que estão sendo discutidos dentro dos países, são defensores de direitos, de conhecimentos, de vários saberes. A gente vai fazer também com que as crianças possam viver este exemplo. E eu entendo que este reconhecimento vai servir também para nos proteger”, declarou na ocasião.

Criado pela Assembleia Geral da ONU em 1966, o prêmio está em sua décima edição, que coincide com o aniversário dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Os vencedores são escolhidos por um comitê especial formado pela presidente da Assembleia Geral, o presidente do Conselho Econômico e Social da ONU, o presidente do Conselho de Direitos Humanos, entre outros. Para o prêmio deste ano, foram recebidas mais de 300 candidaturas. A entrega acontecerá em dezembro, na sede das Nações Unidas, em Nova York, como parte das comemorações do Dia dos Direitos Humanos.

Acumulado, prêmio da Mega-sena chega a R$ 18 mi; Veja os números

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.089 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite desse sábado (20) em Santa Helena de Goiás. Foram as seguintes as dezenas sorteadas: 05 – 10 – 32 – 38 – 48 – 49.

A quina teve 29 apostas vencedoras. Cada apostador vai receber R$ 53.143,74. A quadra registrou 2.665 apostas ganhadoras e cada uma receberá R$ 826,14.

O concurso 2.090 está marcado para a próxima terça-feira (23). Segundo a Caixa, o prêmio estimado é R$ 18 milhões.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer loja lotérica credenciada pela Caixa em todo o país.. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 3,50.

Marketplace ‘On Stores’ é premiado no Abrasce 2018

(Divulgação)

A CCP (Cyrela Commercial Properties) conquistou o Prêmio Abrasce 2018, considerado o “Oscar” da indústria brasileira de shoppings, entregue esta semana em São Paulo.

Uma das líderes brasileiras no segmento de propriedades comerciais, a CCP concorreu na categoria Tecnologia e Inovação e obteve a classificação bronze com o projeto “ON Stores – primeiro marketplace brasileiro exclusivo para clientes e lojistas de shoppings”.

“Este prêmio é um reconhecimento que nos incentiva a investir cada vez mais na busca de soluções inovadoras em favor dos nossos clientes e lojistas”, define o diretor de shopping centers da CCP, Henrique Carvalho.

Lançado em novembro de 2017, o ON Stores é uma plataforma de comércio eletrônico que amplia a conveniência dos consumidores, gera mais oportunidades de negócios para os lojistas e representa um novo, atualizado e mais eficiente canal de vendas e de relacionamento dos shoppings com os seus clientes.

Pelo portal, o visitante pode adquirir produtos de diversas lojas, fechar a compra numa única operação e pagar parcelado no cartão de crédito ou no boleto bancário. As mercadorias adquiridas devem ser retiradas obrigatoriamente nas lojas físicas.