Policais sobre carroceria de caminhão onde droga foi encontrada. Eles seguram um baner com o símbolo da PRF e o nome da cidade de Dourados. A droga aparece em meio a grãos.

PRF apreende maconha em carga de soja

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 16,1 toneladas de maconha em Ponta Porã (MS), cidade localizada na fronteira com Paraguai, e a 316 quilômetros da capital do Mato Grosso do Sul, Campo Grande.

Segundo a corporação, essa é maior apreensão do Brasil em 2022. A apreensão foi feita ontem (11). Imagens da operação foram divulgadas nas redes sociais da PRF.

Policais sobre carroceria de caminhão onde droga foi encontrada. Eles seguram um baner com o símbolo da PRF e o nome da cidade de Dourados. A droga aparece em meio a grãos.
(PRF/via Agência Brasil)

De acordo com a postagem, o valor da droga apreendida ultrapassa R$ 34 milhões.

A maconha estava em uma carreta que supostamente transportava soja. 

PF e PRF vão convocar aprovados em concurso

O governo federal publicou hoje (26), no Diário Oficial da União (DOU), um decreto autorizando a nomeação de 625 candidatos aprovados no concurso da Polícia Rodoviária Federal, que não passaram dentro do quantitativo de vagas. A publicação autoriza o início do curso de formação para o cargo.

O concurso, realizado no ano passado, ofereceu um total de 1,5 mil vagas. Segundo o decreto, a nomeação dos novos policiais ficará condicionada ao provimento do quantitativo de vagas originalmente previsto no concurso público e à existência de vagas na data da nomeação.

Além da nomeação dos policiais rodoviários, o DOU também trouxe outro decreto, autorizando o início do curso de formação para 625 agentes da Polícia Federal. 

A nomeação dos policiais também seguirá as regras relativas ao provimento do quantitativo de vagas originalmente previsto no concurso público e à existência de vagas na data da nomeação.

Acidentes em rodovias federais matam 55 pessoas no carnaval

Morreram em acidentes nas estradas federais 55 pessoas desde a última sexta-feira (25), segundo o balanço parcial da Operação Carnaval divulgado hoje (28) pela Polícia Rodoviária Federal  (PRF). Ficaram feridas 730 pessoas em acidentes ao longo do feriado.

Até o momento, 1,6 motoristas foram autuados por dirigirem embriagados. A PRF também multou 4,1 mil motoristas por falta de uso do cinto de segurança. As ultrapassagens perigosas foram a razão de outras 5,5 mil autuações durante o feriado.

A PRF fez ainda 579 prisões durante a Operação Carnaval deste ano. Foram recuperados 121 veículos roubados e apreendidas 25 armas de fogo. Os resultados foram obtidos com a fiscalização de 66,5 mil veículos.

Para o período de carnaval, a PRF intensificou o policiamento nas rodovias federais, com rondas e policiais posicionados em trechos mais movimentados ou com mais índice de acidentes e infrações de trânsito.

Goiás

Acidente em Itumbiara, Goiás, matou duas crianças (Reprodução)

Em Itumbiara, interior do Goiás, quatro pessoas da mesma família, incluindo duas crianças de dois e oito anos, morreram após o carro em que estavam bater em uma árvore. O acidente aconteceu na manhã de ontem (27).

Segundo a PRF, o motorista perdeu o controle do veículo, saiu da pista e acertou a árvore. O pai, que dirigia o carro, foi levado para o hospital. A mãe e um amigo da família são as outras duas vítimas do acidente. A família era de Goiânia.

Viatura da PRF estacionada com o porta-malas aberto. Policiais posicionados atrás da viatura durante abordagem

Polícia Federal investiga grupo por suspeita de tráfico humano

Após abordagem realizada na BR-174, rodovia que liga Manaus a Boa Vista, nesta quarta-feira, 26, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) identificou um grupo de estrangeiros do Nepal e Nigéria, que foi levado para a sede da Polícia Federal (PF). A suspeita é que seis pessoas do Nepal e cinco da Nigéria estejam na capital amazonense em situação de tráfico de pessoas.

Segundo o policial rodoviário federal Guilherme Villar, os policiais estavam fazendo uma fiscalização de rotina quando abordaram um táxi com um motorista brasileiro que transportava cidadãos do Nepal, país da Ásia Meridional, localizado entre a Índia e o Tibet. Os passageiros não possuíam documentos que permitem a permanência no Brasil.

Viatura da PRF estacionada com o porta-malas aberto. Policiais posicionados atrás da viatura durante abordagem
Policiais durante a abordagem em um hotel (PRF/via Agência Cenarium)

“Durante uma abordagem no período da manhã, por volta das 9h30 da manhã, foi parado um táxi no qual foi observado que no seu interior havia cidadãos de origem nepalesa. Foi solicitada a documentação e constatado que eles não possuíam permissão de entrada no País, mediante a isso algumas informações foram extraídas deles durante uma conversa e conseguimos perceber alguns indícios que levavam a crer que, em tese, teríamos configurado um crime de tráfico de pessoas”, informou o inspetor.

Depois da abordagem, os policiais descobriram que outros imigrantes estavam em um hotel, na zona Centro-Sul de Manaus.

“Mediante a isso foram levados para a PF, conseguimos descobrir a localização dos outros três imigrantes que com eles vieram para o País e prosseguimos ao encontro deles. Lá, conseguimos abordar mais cinco imigrantes nigerianos no mesmo hotel e foram encaminhados, agora, para PF para procedimentos administrativos e legais”, explicou o policial.

O grupo e o motorista foram levados até a sede da Polícia Federal para que as investigações identifiquem os líderes da quadrilha.

“No passaporte não constava o visto de entrada no País e não tinha nenhum outro tipo de documentação. A princípio falaram que vieram a trabalho, depois falaram que foi para passear. As informações se contradizem e juntando tudo nos levam a crer que está ocorrendo um ilícito”, afirmou o policial.

O caso será investigado pela Polícia Federal.

Viatura da Polícia Rodoviária Federal ao lado do caminhão. Agente da PRF, com arma longa, aparece olhando o caminhão, sobre a faixa de pedestres.

Bandidos rendem escolta e roubam R$ 400 mil em componentes para celulares

Agentes que faziam a escolta de uma carga de componentes importados para fabricação de celulares foram rendidos por assaltantes e o carregamento, avaliado em R$ 400 mil, foi roubado. O crime aconteceu no começo da noite de ontem (12).

Após o crime, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi alertada pela empresa que faz o rastreamento do veículo. A informação repassada aos policiais era de que o caminhão “deveria estar descarregando naquele momento em Pouso Alegre”, mas “havia sido localizado fora de rota pela rastreadora, informando posição entre Atibaia e Mairiporã”, na região metropolitana da Capital.

Viatura da Polícia Rodoviária Federal ao lado do caminhão. Agente da PRF, com arma longa, aparece olhando o caminhão, sobre a faixa de pedestres.
(PRF/Reprodução)

Equipes da PRF conseguiram localizar o veículo. “A equipe diligenciou pelo trecho e, já nas proximidades da praça de pedágio de Mairiporã, no KM 65 da Rodovia Fernão Dias, obteve sucesso em encontrar o veículo sendo conduzido por uma pessoa diferente da informada pela empresa”, diz a PRF, em nota.

O suspeito, foragido da Justiça, de 43 anos, confessou participação no crime e foi preso em flagrante. Segundo a PRF, ele já tinha passagens pela polícia por roubo, formação de quadrilha e receptação.

Escolta

Após a recuperação do veículo, a PRF recebeu a informação, vinda da Polícia Militar de Minas Gerais, de que o carro da escola havia sido localizado. Porém, os agentes que faziam a segurança do caminhão ainda estavam desaparecidos.

“Testemunhas visualizaram dois veículos de grande porte (SUV) renderem a escolta e subtraírem coletes e armas de fogos dos ocupantes”, afirma a nota.

O verdadeiro motorista do caminhão, também feito refém, e os agentes da escolta foram localizados logo depois. A polícia civil investiga o caso.

A carga foi devolvida ao proprietário. Os outros integrantes da quadrilha estão foragidos.

Foto mostra tijolos de maconha sobre a mesa, com documentos e bilhete de passagem do ônibus.

Passageiro de ônibus é preso com droga em Embu das Artes

O passageiro de um ônibus foi preso em Embu das Artes, na grande São Paulo, por tráfico de drogas. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, uma denúncia anônima indicou que o entorpecente estava sendo transportado pelo suspeito.

Os policiais disseram que, após entrevista com passageiros, um homem teria demonstrado nervosismo. Ao revistar a bagagem, 9,2 quilos de maconha foram apreendidos.

Foto mostra tijolos de maconha sobre a mesa, com documentos e bilhete de passagem do ônibus.
(PRF/Reprodução)

A PRF não informou o destino e a origem do passageiro. O ônibus foi abordado na Rodovia Régis Bittencourt, na tarde de ontem (11).

O suspeito foi levado para a Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes de Embu das Artes. Ele acabou autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Cones de sinalização orientam motoristas no trecho interditado da rodovia Presidente Dutra. Em apenas uma faixa o trânsito de veículos está liberado.

Pista local da Dutra em Guarulhos é liberada parcialmente

A pista local da Rodovia Presidente Dutra, em Guarulhos, na Grande São Paulo, sentido Capital Paulista, foi parcialmente liberada no fim da tarde hoje (9). Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a faixa esquerda da rodovia voltou a operar às 17h20.

“Desta forma, o tráfego passa a ser feito pela mesma de forma reduzida naquele ponto”, informa a PRF.

Na madrugada de sexta-feira (7), uma cratera na lateral da rodovia engoliu parte da pista. O trânsito foi totalmente bloqueado e desviado para a pista expressa.

Cones de sinalização orientam motoristas no trecho interditado da rodovia Presidente Dutra. Em apenas uma faixa o trânsito de veículos está liberado.
(PRF)

Apesar da liberação neste domingo, “não há previsão de liberação total da via, pois, esta fica sujeita à avaliação técnica”, diz, em comunicado, a PRF.

Três caminhões aparecem lado a lado na rodovia, enquanto um está de frente para foto e outros dois em sentido contrário.

Greve dos caminhoneiros não decola e rodovias seguem sem bloqueio

O Ministério da Infraestrutura informou, por meio do Twitter, que não há registro no momento de qualquer ocorrência de bloqueio parcial ou total em rodovias federais ou pontos logísticos estratégicos devido à mobilização dos caminhoneiros.

“Durante a madrugada, após a dispersão de manifestantes no acesso ao Porto de Santos (SP), foram registrados atos de vandalismo na rodovia de acesso ao porto. Criminosos lançaram pedras em veículos que transitavam e danificaram um carro guincho da concessionária Ecovias”, disse o ministério, na rede social.

Segundo a pasta, a Polícia Rodoviária Federal  (PRF) fez a escolta de cerca de 25 caminhões durante a noite evitando qualquer retenção na via. “Desde o início da manhã, não há mais registros de vandalismo e o trânsito flui sem problemas. O porto opera normalmente”, afirmou o ministério no Twitter.

No início da manhã, o ministério informou que o número de pontos de concentração dos caminhoneiros havia caído para dois: às margens da BR-116/RJ (Via Dutra), altura da Rodoviária de Barra Mansa; e às margens da BR-153/GO, próximo a Goiânia. Pontos de concentração na BR-116/CE, em Itaitinga, e na BR-101/RJ, em Rio Bonito, já haviam sido dispersados.

A pasta acrescentou que não foi registrada ocorrência em centros de distribuição de combustíveis e que efetivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF) está em operação nos 26 estados e no Distrito Federal. “São 29 liminares na Justiça contra bloqueio de rodovias, refinarias e portos contemplando 20 estados”, disse.

Por Agência Brasil

PRF inicia operação para fiscalizar rodovias federais no feriado

A Polícia Rodoviária Federal inicia, hoje (8), nas rodovias federais de todo o país, a Operação Nossa Senhora Aparecida 2021. O principal objetivo é diminuir a quantidade de acidentes por meio de ações de policiamento e fiscalização nas vias, em meio ao aumento no fluxo de veículos em decorrência do feriado do próximo dia 12, terça-feira.

As atividades se estenderão até as 23h59 da próxima terça-feira. Estão previstos reforços do policiamento ostensivo preventivo em locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de criminalidade.

De acordo com a PRF, a alta “relevante” do fluxo de veículos e de ônibus de passageiros é fator que contribui para o aumento da violência no trânsito, tendo como reflexo a “elevação da quantidade de acidentes graves, feridos e mortos” nas rodovias federais.

As equipes que atuarão nas vias terão atenção especial para o uso de cinto de segurança, capacete, dispositivos de retenção para crianças e telefone celular. Serão feitas fiscalizações específicas de motocicletas e das condições de conservação dos veículos.

Estão previstas também operações em “outros pontos focais, como a fiscalização do tempo de direção e descanso do motorista profissional e do exame toxicológico”.

Dicas para uma viagem segura

A PRF apresentou uma lista com dicas para minimizar os riscos para motoristas que pegarão estradas no feriado prolongado.

Limites de velocidade e de distanciamento existem e devem ser respeitados. Mantenha, portanto, a distância de segurança em relação aos demais veículos, e ultrapasse apenas quando houver plenas condições de segurança.

A checagem do automóvel é importante até mesmo para pequenas viagens, o que inclui a revisão do motor, em especial com relação ao óleo e ao nível da água. Deixe os faróis acesos para ver e ser visto; calibre os pneus (cheque se eles estão em bom estado).

É também aconselhável que se verifique a presença e estado dos equipamentos obrigatórios, principalmente pneu estepe, macaco, triângulo e chave de roda, além dos limpadores de para-brisa e luzes do veículo.

A cadeirinha é fundamental para o transporte de crianças. Nos trechos em obras, o motorista deve reduzir a velocidade e obedecer a sinalização.

A atenção em cruzamentos e áreas urbanas deve ser redobrada. Motoristas sem carteira nacional de habilitação não podem dirigir, a exemplo daqueles que, porventura, tenham feito uso de bebidas alcoólicas. “Nestes casos, pense em utilizar transportes alternativos como os carros de aplicativos, táxis, ônibus”, sugeriu a Polícia Rodoviária Federal.

Planejar a viagem buscando evitar, na medida do possível, os horários de pico é algo a ser considerado. Dirigir cansado ou com sono aumenta os riscos de erros e, consequentemente, de acidente. Portanto, é sugerido que a cada três ou quatro horas de viagem, seja feita uma pausa para descanso ou para revezar a direção do veículo.

Paradas eventuais no acostamento devem ser feitas apenas em caso de emergência, com pisca-alerta ligado e triângulo a pelo menos 30 metros do veículo.

Em caso de restrição de visibilidade em razão de condições climáticas desfavoráveis, a orientação é diminuir a velocidade, sem freadas bruscas; manter o farol baixo ligado (nunca usar farol alto); manter sempre uma distância segura em relação ao veículo que está à frente e sinalizar qualquer mudança de direção.

Por fim, a PRF pede que a população ligue para o disque 191 sempre que visualizar focos de incêndios às margens das rodovias federais.

Por Agência Brasil

Rodovia é libera após acidente que matou 12 pessoas, incluindo uma criança

(Reprodução)

Já está liberado o trecho da BR-101, na altura da cidade de Eunápolis, no sul da Bahia, onde, na noite de ontem (29), um acidente envolvendo um caminhão que carregava eucalipto, um ônibus e uma van deixou 12 mortos. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), entre as vítimas estão os motoristas do ônibus e da van e uma criança.

Na colisão, pelo menos 17 pessoas ficaram feridas, algumas em estado grave. Elas foram encaminhadas a hospitais em Eunápolis e Porto Seguro. O motorista do caminhão fugiu do local sem prestar socorro às vítimas e a expectativa é que ainda hoje ele se apresente à polícia de Eunápolis.

O acidente aconteceu por volta das 20h da última quarta-feira no km 703 da rodovia. Segundo a PRF, o caminhão ia em direção a Itabuna, na Bahia, quando, em uma curva, a última carroceria do veículo tombou e se soltou do veículo.

As toras de eucalipto atingiram o ônibus e a van que estavam no sentido contrário da pista. O ônibus fazia a linha Itacaré/Porto Seguro, e a van ia para a cidade de Itabuna.

Por Agência Brasil