PM prende suspeitos de roubo de relógio de luxo

A Polícia Militar prendeu três suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em roubo de relógios de luxo em áreas nobres de São Paulo. Eles foram detidos no final da noite desta quinta-feira (18), no Itaim Bibi, na Zona Sul da Capital.

Os policiais militares estavam à procura dos suspeitos após um assalto praticado por eles na noite do último dia 12, no Jardim Paulistano, região de Pinheiros, na Zona Oeste. Toda ação foi gravada por câmeras de segurança instaladas em um imóvel do local.

As vítimas estavam em um modelo de luxo Mercedes Benz. Quando o motorista parou o veículo na porta de um prédio, surgiu um Hyundai HB20 branco em baixa velocidade e reduziu a velocidade ao passar ao lado do importado.

Na sequência, apareceu o ladrão em uma motocicleta e fez a abordagem. A ação durou menos de um minuto, e o criminoso partiu sem ferir ninguém.

Com as imagens e levantamentos, os policiais identificaram que o veículo usado no assalto pertencia a uma locadora. O carro era ocupado pelos chamados “olheiros”, responsáveis por transportar a arma e os relógios roubados, que eram entregues a eles pelo bandido que, na moto, abordava as vítimas escolhidas.

Na noite desta quinta-feira, os policiais foram acionados via rádio pelo COPOM após o carro usado pela quadrilha ter sido identificado na região do Itaim Bibi. Os PMs conseguiram localizar o HB20 e, após breve acompanhamento, realizaram a abordagem. Durante a revista no interior do carro, os policiais encontraram um revólver. 

Os três suspeitos, todos maiores de idade e com antecedentes criminais, foram conduzidos ao (14º) Distrito Policial de Pinheiros, onde o caso foi registrado. Agora, a Polícia Civil vai tentar encontrar outras possíveis vítimas da quadrilha. O criminoso que usa a motocicleta para abordar os motoristas segue foragido.

*Com Paulo Édson Fiore, da Jovem Pan

Comparação entre Apple Watch 4 e 5 series

Você já dever ter percebido que a Apple vem trazendo novos modelos do seu relógio a cada ano.

 

 

As novidades na camada de software e hardware são intensas e evidentes. Conseguir pagar algo sem a necessidades de abrir a carteira para pegar o cartão e ainda ser feito com agilidade, quem não quer? E a beleza dos temas que podem ser baixados, já viu que legal?

No segundo semestre de 2019, como em todos os anos, foi lançado um novo modelo. Dessa vez foi a versão 5.


Para continuar lendo, clique aqui.

Horário de verão termina a meia noite deste sábado

Por Karine Melo

Motivo de alegria para uns e de tristeza para outros, o horário de verão termina à zero hora deste domingo (17). Com isso, os relógios terão que ser atrasados em uma hora (voltarão para 23h) nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. 

O horário de verão de 2018 começou no dia de 4 novembro para moradores de 10 estados e do Distrito Federal. Até 2017, o horário de verão tinha início no terceiro domingo de outubro, mas atendendo um pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o então presidente Michel Temer alterou o início do horário para que não coincidisse com o primeiro e o segundo turno da eleição.

Viagens

Com o fim do horário de verão, é comum a confusão nos primeiros dias, por isso, a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) emitiu um comunicado alertando passageiros para que fiquem atentos aos horários nos bilhetes aéreos. Vale o que está escrito no bilhete, pois eles são emitidos conforme a hora local vigente na data da viagem.

Segundo a entidade, a informação da partida se refere ao horário na cidade de origem e a da chegada ao horário da cidade de destino. Dessa forma, os bilhetes emitidos sempre consideram, além das diferenças de fuso, as diferenças resultantes do início ou fim do horário de verão. Em caso de dúvida, os passageiros devem buscar informações no site da companhia aérea ou por meio dos canais de atendimento telefônico.

Celulares

As operadoras de telefonia alteram automaticamente os relógios dos aparelhos celulares. Mas o usuário deve ficar atento se a alteração foi de fato realizada.

Horário de verão em 2019

Este ano, a adoção do horário de verão ainda é uma incógnita, e cabe ao presidente Jair Bolsonaro decidir. 

No ano passado, estudos da Secretaria de Energia Elétrica (SEE), do Ministério de Minas e Energia (MME) em parceria com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), apontaram que em termos de economia de energia, a medida não tem sido eficiente, já que os resultados alcançados foram próximos à “neutralidade”. O horário de verão foi criado no país com o intuito de economizar energia, a partir do aproveitamento de luz solar no período mais quente do ano.

“A aplicação da hora de verão, nos dias de hoje, não agrega benefícios para os consumidores de energia elétrica, nem tampouco em relação à demanda máxima do sistema elétrico brasileiro, muito em função da mudança evolutiva dos hábitos de consumo e também da atual configuração sistêmica do setor elétrico brasileiro”, destaca o documento enviado à Casa Civil.

Segundo a assessoria do MME, não há previsão de balanço sobre os resultados obtidos com o horário de verão de 2018. “Serão realizadas novas análises anuais técnicas dos resultados do ciclo 2018/2019 e, quando concluídas, serão encaminhadas à Presidência da República, a quem cabe a decisão de manter ou não o horário brasileiro de verão”, informou a assessoria do MME.

No Distrito Federal, região onde o consumo, per capita, de energia residencial é o maior do país, desta vez, o horário de verão registrou, segundo a Companhia Energética de Brasília (CEB), redução de 2,7% da demanda diária por energia no horário de pico, ou 30MW.

De acordo com o diretor de distribuição da CEB, Dalmo Rebello, é como se a energia de uma cidade como o Guará, localizada a 12 quilômetros do centro da capital federal, com cerca de 126 mil habitantes, fosse desligada nesse período no horário de pico. O especialista acrescenta que o horário de verão é importante para que o sistema, que nessa época, tem a demanda aumentada pelas altas temperaturas, não tenha uma sobrecarga.

Samsung lança Galaxy Watch versão 4G no Brasil

O novo smartwatch chega com versão compatível com 4G, que permite ouvir música, mandar e receber mensagens e e-mail e muito mais, mesmo sem o smartphone

A Samsung anuncia hoje a chegada, ao mercado brasileiro, do Galaxy Watch versão 4G, o primeiro da companhia, que permite estar sempre conectado, mesmo sem estar com o smartphone. A novidade chega com a operadora Vivo e traz a possibilidade de ouvir música, enviar e receber mensagens, fazer e receber ligações, ler e responder e-mails, acessar a agenda, entre outras funcionalidades.

“O novo Galaxy Watch 4G traz ainda mais autonomia e experiência para o usuário, facilitando suas atividades relacionadas ao bem-estar, à saúde, diversão e organização, contribuindo para que possa alcançar seus objetivos, com o melhor da tecnologia”, afirma Renato Citrini, Gerente Sênior de Produtos da divisão de dispositivos móveis da Samsung Brasil.

A Vivo marca sua entrada no mercado brasileiro com a tecnologia e-SIM – o SIM card digital –, com o Galaxy Watch, que terá suporte da rede 4G da Vivo nos relógios homologados pela Anatel e comercializados pela Samsung no Brasil. Assim, clientes da Vivo poderão sincronizar o seu smartphone ao smartwatch habilitando o serviço Vivo Sync e utilizar a rede 4G da Vivo, atualmente presente em mais de 3 mil cidades brasileiras.

.

.

.

Para continuar lendo, clique aqui.

Operadoras adiantam relógios em uma hora e causam confusão

Karine Melo/Agência Brasil

Acesso internet celular
Operadoras de telefonia móvel antecipam horário de verão (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

À meia-noite deste domingo (21) clientes das operadoras foram surpreendidos com o horário de celulares e computadores adiantados em uma hora. Nas redes sociais os internautas não perdoaram o erro e as operadoras foram, alvos de reclamações e piadas. No twitter o “horário de verão antecipado” está entre os assuntos mais comentados.

Mesmo com a adiamento do horário de verão definido ainda no final do ano passado, a programação automática das operadoras de telefonia não foi corrigida. A mudança do início do horário de verão, para o dia 4 de novembro, foi feita pelo presidente Michel Temer a pedido do ministro Gilmar Mendes, então presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).



Temer assinou um decreto para reduzir o período com o objetivo de evitar conflitos com as eleições. É que se o novo horário já estivesse em vigor, no domingo que vem, quando os brasileiros voltam as urnas para o segundo turno da eleição presidencial e para governador em 13 estados e no Distrito Federal, a diferença de fuso horário no Acre em relação à Brasília, por exemplo, seria de três horas.

Até o fechamento dessa reportagem as operadoras ainda não haviam explicado o motivo da alteração no horário.

Mais confusão

Na semana passada o mesmo problema ocorreu em aparelhos de clientes da operadora Tim. A empresa reconheceu que um problema de sistema fez com que alguns modelos de smartphones tivessem o relógio adiantado. Na nota, a Tim disse lamentou o ocorrido e pediu desculpas aos clientes pelo inconveniente.

Como a nova data de início do horário de verão coincidirá com o primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Planalto também chegou a anunciar o início para o dia 18 de novembro, mas logo voltou atrás. De acordo com a Casa Civil da Presidência, o decreto que faria a alteração não foi publicado no Diário Oficial da União.

Relógio do Google agora permite músicas do Spotify no alarme do seu Android

Relógio

O Google anunciou que os usuários do Android podem acordar com músicas do Spotify no aplicativo de Relógio do Google.

“Você pode trocar os sons clássico de alarme por uma música eletrizante, relaxante, motivacional ou o que você escolher para acordar bem. E, ao desligar o alarme e levantar, você terá a opção de continuar ouvindo o Spotify”, diz a empresa.

Para tirar proveito da nova feature de alarmes musicais, é necessário as últimas versões dos aplicativos do Spotify e Relógio instalados e conectados no seu dispositivo.


Leia também:

Entenda as diferentes linhas de smartwatches da Samsung

Gear Sport é o smartwatch ideal para atletas e iniciantes

Novo Apple Watch que recebe chamadas transforma fantasia das histórias em quadrinhos em realidade


Segundo as empresas, a nova função vale para usuários de contas gratuitas e Premium do Spotify.

“Depois, é só escolher a música perfeita para acordar: você pode procurar pelas últimas faixas ouvidas, escolher de uma playlist para manhãs com curadoria do Spotify ou buscar alguma música específica”.

A função será liberada ao longo dessa semana na Play Store e estará disponível para todos os dispositivos a partir do Android 5.0 (Lollipop).

Relógio


Leia também:

Google Arts & Culture lança exposição sobre a Seleção de 1958

Google lança app de podcasts para Android

Como é o Chat, serviço de mensagens do Google que substituirá o SMS nos celulares Android


(Fonte: Google Discovery)