Sobe para dez número de mortos pela polícia em operação no Rio

Fuzil apreendido durante operação (Polícia Militar do RJ/via Agência Brasil)

Ação da Polícia Militar do Rio de Janeiro em oito comunidades da zona norte da capital resultou na morte de 10 pessoas nesta quarta-feira (3). Segundo a Polícia Militar (PM), os mortos eram suspeitos de entrar em confronto com os policiais.

Na operação também foram apreendidos cinco fuzis, quatro pistolas e uma submetralhadora, além de rádios de comunicação e material entorpecente. Os policiais do Comando de Operações Especiais, como o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e a tropa de Choque participaram diretamente da ação, cercando os principais pontos de acessos às comunidades, com apoio dos batalhões da PM, responsáveis pelo policiamento ostensivo e repressivo.

Cerco às comunidades

(Polícia Militar do RJ/via Agência Brasil)

A operação envolveu 300 militares numa ampla ação nas comunidades da Caixa D’Água e do Morro do Dezoito, em Quintino, no Morro do Urubu, em Pilares, e do Flechal, no Engenho da Rainha, e da Rua Barão, Bateau Mouche e Chacrinha, na Praça Seca. Segundo a polícia,  ação visa estabilizar toda a região, que vem sendo objeto de disputa entre grupos de criminosos rivais pelo domínio territorial, com a finalidade de ampliação do tráfico de entorpecentes e controle de serviços fornecidos à população local, como a venda de gás, botijões de água, cerveja e refrigerantes, fornecimento de internet e sinal de TV a cabo. Esses serviços só podem ser adquiridos nas comunidades. Os moradores não podem adquirir esses serviços no comércio e levar para as comunidades.

De acordo com a PM, a ação teve como finalidade interromper os confrontos armados entre quadrilhas criminosas rivais, que disputam o controle dessas comunidades, com o objetivo de explorar atividades ilegais. De acordo com o porta-voz da corporação, major Ivan Blaz, o número de mortos foi alto devido a “marginais que resistiram duramente à ação policial. Mas tivemos seis criminosos presos que se renderam por conta da operação policial”, afirmou.

Córregos da zona sul passam por limpeza

Córregos da região de Santo Amaro, na zona sul de São Paulo, passaram por uma ação de limpeza. O trabalho, segundo a sub-prefeitura da região, é de rotina, e existe para impedir o acúmulo de lixo e evitar alagamentos em períodos de chuva na região.

Limpeza dos córregos ajuda a prevenir alagamentos (Pref. de São Paulo/Reprodução)

Nesta semana, as equipes de zeladoria estão no Córrego Poli e no córrego localizado no entorno da rua Ernesto Rothschild, no Jardim Bélgica.

No Córrego Poli, além da limpeza manual, os funcionários da Prefeitura estão cortando o mato no trecho compreendido entre as ruas Borba Gato até a avenida Washington Luís, uma extensão de 73 metros.

No córrego da rua Ernesto Rothschild, na Vila Campo Grande, os trabalhos estão concentrados no corte de mato e retirada de detritos acumulados.

*com informações da Prefeitura de SP

Prefeito do Rio quer Exército nas ruas para diminuir circulação de idosos

Segundo Marcelo Crivella,objetivo é reduzir exposição dessa população aos riscos do coronavírus(Divulgação)

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, disse hoje (21) que pedirá ao Ministério da Defesa que coloque soldados nas ruas da zona sul da cidade para abordar idosos que estejam circulando e convencê-los da importância de não saírem de casa, devido à pandemia do novo coronavírus. “Para dizerem a eles que há uma solicitação das autoridades para que se preservem em casa”, disse Crivella.

Segundo ele, o objetivo é diminuir a exposição dos idosos ao risco de contaminação pelo novo coronavírus. E o pedido de auxílio dos militares se dá pelo fato de que neste momento guardas municipais e policiais militares estão envolvidos em ações de ordem pública e segurança em meio à epidemia.

Outra medida anunciada hoje pelo prefeito é a reserva de quartos de hotel que estejam fechados ou com baixa ocupação para uso de idosos que morem em comunidades e não consigam fazer um isolamento por viverem com outros membros da família ou em áreas de existência de doenças como a tuberculose.

“Esse idosos estão cadastrados na nossa rede de saúde ou rede social e serão convidados a ocuparem espaços em hotéis”, disse Crivella.

Moradores de rua

Além disso, estão sendo preparados três abrigos para moradores de rua, um no Sambódromo, outro no Santo Cristo e um terceiro em Honório Gurgel. “É importante nesse momento que eles também tenham suas locomoções supervisionadas, para que a gente possa vê-los se higienizando, tomando café, almoçando. Evitar que eles tenham sintomas e não sejam tratados, que eles sejam vetores volantes pela cidade, contaminando pessoas nas lojas, nos pontos de ônibus”.

A cidade do Rio de Janeiro tem até o momento, 94 casos confirmados e 164 casos suspeitos. Há 39 pacientes internados em hospitais da rede municipal, das quais 13 estão no Ronaldo Gazolla, que é referência no atendimento ao coronavírus. Três pacientes estão sendo submetidos à ventilação mecânica para auxiliá-los na respiração.

Hospital de campanha

A prefeitura está preparando um hospital de campanha no centro de convenções Riocentro, com 500 leitos, dos quais 100 serão para cuidados mais críticos. Essas vagas serão ocupadas por pessoas que estão com outras doenças menos graves ou apenas se recuperando de cirurgias, para abrir espaço para o atendimento ao coronavírus nos hospitais municipais. A expectativa de Crivella é que o hospital esteja funcionando dentro de 20 a 30 dias.

O prefeito disse ainda que está orientando supermercados e farmácias a montarem sistemas de entrega a domicílio, para evitar aglomerações e a ida de idosos a esses locais.

Restaurante populares

Os três restaurantes populares municipais também passarão a funcionar à noite, até as 20h. Além disso, há a previsão de distribuição de cestas básicas para ambulantes e outros profissionais autônomos que sejam cadastrados na prefeitura.

As feiras de rua passarão a ser realizadas apenas de 15 em 15 dias, em vez de semanalmente, anunciou o prefeito.

Reféns em bar são funcionários da EBC; polícia cerca o local

Por Vladimir Platonow

(Tânia Rêgo/Agência Brasil)


Um homem fez seis pessoas reféns, em um bar na Lapa, área central do Rio de Janeiro, na tarde desta sexta-feira (29). Segundo informações preliminares, ele entrou em um bar na esquina das ruas do Rezende e dos Inválidos, armado com uma faca.

Um refém foi liberado. Outras cinco pessoas permaneceriam no interior do bar. Entre os reféns, há funcionários da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Não se sabe o motivo da tomada de reféns.

O homem, de acordo com populares, é conhecido na região, onde tem um ponto de venda de caipirinha. A área foi cercada por policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), que interditaram as ruas próximas.

EBC

Em nota, a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) informa que a direção e os gestores da Regional Rio de Janeiro da empresa estão monitorando a situação de perto e prestando todo o apoio necessário, inclusive jurídico, aos empregados e seus familiares.

Com Gabriel Godoy, ‘Cedo Demais’ é gravado no Rio

Elenco reunido para gravações (Mariana Vianna)


Começou a ser filmada no Rio de Janeiro a comédia “Cedo Demais”, de José Lavigne, que traz no elenco nomes de destaque da nova geração de atores brasileiros: Yuri Marçal, Thati Lopes, Vitor Thiré, Gabriel Godoy, Valentina Bandeira, Bella Camero e Kayky Brito. Roberta Rodrigues faz uma participação especial interpretando uma veterinária.

Com produção de Clélia Bessa, da Raccord, coprodução e distribuição da Fox Film do Brasil, o filme será todo rodado no Rio e terá locações como Lagoa Rodrigo de Freitas, Urca, Praia Vermelha e o Clube Costa Brava. “Cedo Demais” traz como protagonistas o trio Yuri Marçal (André), Thati Lopes (Dora) e Vitor Thiré (Lucas) e trata de forma leve, divertida e contemporânea questões como morte, traição, amor e amizade.

Na história, Dora se casa com Narciso (Kayky Brito) e no mesmo dia fica viúva. A situação se  complica ainda mais quando André e Lucas, amigos de infância do marido, apaixonam-se por ela e vivem um dilema sobre trair ou não a lealdade de Narciso. Para Dora, ainda é cedo demais para se envolver com alguém, mas os dois começam uma divertida disputa por uma chance no coração da viúva e, em meio ao luto, descobrem que o falecido não era o grande amigo que pensavam.

Os demais personagens são interpretados por Gabriel Godoy (Manolo), Bella Camero (Bianca) – os melhores amigos de Dora – e Valentina Bandeira (Bruna), ex-namorada de André, com quem divide a “guarda” do cachorro deles.

Entremeado ao enredo principal, “Cedo Demais” traz um pequeno curta-metragem de animação com cenas divertidas que ilustram o principal segredo de Dora. Apesar de ser uma terapeuta respeitada, ela sofre de ornitofobia, ou seja, tem pavor de aves. Esse arco paralelo faz parte da trama principal da produção e ganha destaque na abertura do longa, passando pela ação dramática, até os créditos finais.

“Cedo Demais” é dirigido por José Lavigne, diretor e roteirista de TV e cinema, que se destaca por trabalhos como “TV Pirata” (1988), “Casseta & Planeta, Urgente!” (1992), “Os Trapalhões” (1993), além de ter escrito e dirigido a série “Dicas de um Sedutor” (2007). No cinema, dirigiu o filme “Seus Problemas Acabaram” (2006) com o grupo Casseta & Planeta e é roteirista do ainda inédito filme “Pluft” (2020), de Rosane Svartman.

Raccord Produções

A Raccord Produções foi fundada em 1993 e desde então acumulou inúmeros prêmios nacionais e internacionais. Atuante no mercado audiovisual brasileiro, tem em seu currículo mais de 20 filmes entre curtas, médias e longa-metragens, em torno de 1000 horas de produtos para televisão, além de inúmeros vídeo-clipes de artistas consagrados. Nos últimos anos, a Raccord tem se dedicado também às novas plataformas, sempre buscando uma convergência das linguagens e dispositivos audiovisuais, desenvolvendo mídias para telefonia móvel, internet e trabalhando o lançamento de filmes nesses ambientes.

Fox Film do Brasil

Presente no mercado nacional desde 1920, a Fox Film do Brasil é uma das empresas com maior contribuição à indústria do entretenimento no país, atuando com destaque e garantindo a seus filmes amplo e diferenciado apoio de divulgação. Dentre os grandes sucessos distribuídos pela Fox, encontram-se: “A Favorita”, “ A Forma da Água”, “O Regresso”, “Birdman”, “DEADPOOL”, “A Culpa é das Estrelas”, a franquia “X-Men”, “Planeta dos Macacos”, “As Aventuras de Pi”, “Cisne Negro”, as franquias “Como Treinar Seu Dragão”, ” Rio” e “A Era do Gelo”. A Fox também tem uma área voltada para investimento e aquisição de títulos em língua estrangeira.   No Brasil, coproduziu e lançou inúmeros longas-metragens nacionais entre os quais os mais recentes: “Lino”, “Em Nome da Lei”, “Linda de Morrer” e outros sucessos como “Somos Tão Jovens”, “Nosso Lar”, “Copa de Elite”, “Assalto ao Banco Central”, “Ensaio Sobre a Cegueira”, “Se Eu Fosse Você 1 e 2”, “Não Se Aceitam Devoluções” e “Divaldo – O Mensageiro da Paz”, entre outros.

Sinopse

Quando dois amigos se apaixonam pela mesma garota a situação pode ser complicada. Especialmente se essa garota é Dora, viúva há pouco tempo, e se os amigos são André e Lucas, amigos de infância de Narciso, o falecido marido. Cedo demais para que Dora se abra para um novo amor, os dois amigos começam uma divertida disputa por uma chance no coração da viúva e em meio ao luto descobrem que Narciso talvez não fosse o grande amigo que eles pensavam.

Elenco

  • DORA – Thati Lopes
  • ANDRÉ – Yuri Marçal
  • LUCAS – Vitor Thiré
  • MANOLO – Gabriel Godoy
  • BRUNA – Valentina Bandeira
  • BIANCA – Bella Camero
  • NARCISO – Kayky Brito
  • ARETUZA – Roberta Rodrigues

Ficha Técnica

  • DIRETOR: José Lavigne
  • PRODUTORES: Clélia Bessa e Marcos Pieri
  • ROTEIRO ORIGINAL: Phil M. Rosenberg
  • ROTEIRO ADAPTADO: Rafael Leal
  • DIRETOR DE FOTOGRAFIA: Mário Franca
  • DIRETOR DE ANIMAÇÃO: Pedro Poscidônio
  • PRODUTORA EXECUTIVA: Bárbara Isabella
  • DIRETORA DE PRODUÇÃO: Bruna Inácio
  • SOM DIRETO: Toninho Muricy
  • DIRETORA DE ART: Fabiana Egrejas
  • FIGURINISTAS: Elisa Falhaber e Renata Russo
  • MAQUIADOR: Adriano Manques
  • ELETRICISTA CHEFE: Marcelo Martins
  • MAQUINISTA CHEFE: Edgarzinho Mugica
  • PRODUTORA DE FINALIZAÇÃO: Gabriella Ruffino

Bienal: PGR pede para STF suspender apreensão de livros

Por  Vladimir Platonow 

Raquel Dodge, procuradora-geral da república (Tomaz Silva/Agência Brasil)

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspensão da decisão judicial do Tribunal de Justiça (TJ) do Rio de apreensão de livros e revistas com temática LGBT. O requerimento foi publicado neste domingo (8), contrário à medida de ontem (7), assinada pelo presidente do TJ, desembargador Claudio Mello Tavares, que cassou liminar expedida no sábado (6), pelo juiz Heleno Ribeiro Pereira Nunese, que proibia o recolhimento de obras com esta temática, conforme defendido pelo prefeito do Rio, Marcelo Crivella.

A petição da procuradora-geral foi endereçada ao presidente do STF, ministro Dias Tóffoli, contra a decisão do presidente do TJ que suspendeu a liminar concedida em mandado de segurança apresentado pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros e a empresa GL Events Exhibitions, que promove a Bienal do Livro, no Riocentro, em Jacarepaguá. A obra que motivou a polêmica foi uma revista em quadrinhos dos Vingadores – A cruzada das crianças, da Marvel, que ilustra um beijo entre dois heróis homens.

(Reprodução)

“A decisão ora impugnada fere frontalmente a igualdade, a liberdade de expressão artística e o direito à informação, que são valorizados intensamente pela Constituição de 1988, pelos tratados internacionais de direitos humanos ratificados pelo Brasil e, inclusive, por diversos precedentes do egrégio Supremo Tribunal Federal”, escreveu Dodge.

A PGR reiterou ainda, em nota divulgada na página da instituição na internet, que a prefeitura do Rio discrimina frontalmente pessoas por sua orientação sexual e identidade de gênero e fere o princípio da igualdade que deve pautar a convivência humana, ao determinar o uso de embalagem lacrada somente para obras que tratem do tema do homotransexualismo. Além disso, “também ofende a liberdade de expressão e o correlato direito à informação que, conforme detalha na peça, abrange a produção intelectual, artística, científica e de comunicação de quaisquer ideias ou valores”.

Além de requerer a imediata suspensão da eficácia da decisão do presidente do TJ, com a consequente restauração do que fora estabelecido no mandado de segurança, Dodge pediu efeito suspensivo de caráter liminar, “em virtude do risco evidente de prejuízo aos direitos fundamentais das pessoas que organizaram e comparecem à Bienal do Livro”.

(Twitter/Reprodução)

Nesse sábado (7), uma equipe da prefeitura foi ao local para cumprir a ordem. Mas, depois de uma reunião com os organizadores do evento, a equipe ingressou no pavilhão da bienal sem coletes de identificação para evitar tumulto. A decisão de apreender as obras motivou um protesto dentro do Riocentro, contra a censura aos livros.

Após polêmica com Crivella, Justiça proíbe apreensão de livro

“Vingadores: A Cruzada das Crianças” foi alvo de críticas do prefeito do Rio e todos os exemplares foram vendidos na manhã de sexta-feira (Reprodução)

O desembargador da 5a. Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, Heleno Pereira Nunes, concedeu liminar agora à noite à Bienal do Livro, impedindo que a prefeitura do Rio realize o recolhimento de livros de qualquer conteúdo em exposição e venda na feira literária. Na decisão, o magistrado escreveu: “Desta forma, concede-se a medida liminar para compelir as autoridades impetradas [prefeitura do Rio] a se absterem de buscar e apreender obras em função do seu conteúdo, notadamente aquelas que tratam do homotransexualismo”.

O desembargador escreveu  na decisão que a medida se estende também ao funcionamento pleno da Bienal do Livro. “Concede-se a liminar, igualmente, para compelir as autoridades impetradas a se absterem de cassar a licença para a Bienal, em decorrência dos fatos veiculados nesta decisão”.

Entenda o caso

O mandado de segurança impetrado pela Bienal na Justiça é contra decisão anunciada ontem (5) pelo prefeito Marcelo Crivella, que determinou que os organizadores do evento recolhessem o livro Os Vingadores, a Cruzada das Crianças. Segundo Crivella, a publicação traz conteúdo imprório para menores. “Livros assim precisam estar embalados em plástico preto e lacrado, informando o conteúdo. Desta forma, a prefeitura do Rio está protegendo os menores de nossa cidade”, diz a nota do prefeito.

Escrito há dois anos por Allan Heinberg e Jim Chang, o livro traz uma ilustração de dois homens se beijando.

Hoje, a prefeitura do Rio distribuiu nota para informar que a notificação visa a adequar obras expostas na feira aos artigos 74 a 80 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O Artigo 78 do ECA diz que “as revistas e publicações contendo material impróprio ou inadequado a crianças e adolescentes deverão ser comercializadas em embalagem lacrada, com a advertência de seu conteúdo”.

“No caso em questão, a prefeitura entendeu inadequado, de acordo com o ECA, que uma obra de super-heróis apresente e ilustre o tema do homossexualismo [homossexualidade] a adolescentes e crianças, inclusive menores de dez anos, sem que se avise antes qual seja o seu conteúdo”, diz a nota.

A prefeitura alega também que houve reclamação de frequentadores da feira: “A obra estava lacrada. Não havia, porém, uma advertência neste sentido, para que as pessoas fizessem sua livre opção de consumir obra artística de super-heróis retratados de forma diversa da esperada. Houve reclamação de frequentadores da feira, que têm direito à livre opinião e opção quanto ao conteúdo de leitura de filhos e adolescentes, pessoas em formação”.

Todos os exemplares de livros com temática LGBTQI foram comprados pelo youtuber Felipe Neto e serão distribuídos de graça (Youtube/Reprodução)

Presos no Rio os ex-governadores Rosinha e Garotinho

Rosinha e Anthony Garotinho (Arquivo/Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Foram presos hoje (3), no Rio de Janeiro, o casal de ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho. Mais três pessoas são alvo da ação, que investiga esquema fraudulento de construção de moradias populares.

A Operação Secretum Domus cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão nas cidades do Rio de Janeiro e Campos dos Goytacazes, no norte do estado.

Segundo a denúncia oferecida pelo Ministério Público à 2ª Vara Criminal de Campos, investigações mostraram superfaturamento em contratos entre a prefeitura de Campos e a construtora Odebrecht, para a construção de casas populares dos programas Morar Feliz I e II, durante a gestão de Rosinha Garotinho como prefeita do município do norte fluminense (de 2009 a 2016). 

*com informações da Agência Brasil

Obra vai retirar areia do fundo do Rio Pinheiros

Por Camila Maciel

(Rovena Rosa/Agência Brasil)

O governo paulista anunciou ontem (12) o início do desassoreamento do Rio Pinheiros. Segundo o governador de São Paulo, João Doria, a despoluição do rio ocorrerá até 2022. Em um ano, será feito o desassoreamento e o desaterro de 1,2 milhão de metros cúbicos de detritos com recursos que somam aproximadamente R$ 70 milhões.

Para fazer o desassoreamento – remoção de areia, lodo e outros sedimentos do fundo do rio – será utilizada a técnica de escavadeira embarcada em plataformas flutuantes. De acordo com a Empresa Metropolitana de Águas e Energia, máquinas vão retirar sedimentos do leito do rio, depositá-los em barcaças, transportá-los às margens para disposição final na Cava de Carapicuíba.

O órgão aponta que o volume mensal dos resíduos, se colocados em caminhões, formaria uma fila de 100 quilômetros. Serão investidos inicialmente neste processo R$ 32 milhões. A previsão é que, em até 12 meses, sejam desassoreados 500 mil metros cúbicos. O objetivo é remover 2,4 milhões de metros cúbicos de sedimentos nos próximos anos.

Duas empresas que vão prestar o serviço foram selecionadas por meio de pregão eletrônico. São os consórcios Jerivá, do qual fazem parte a Soebe Construção e Pavimentação, a FBS Construção Civil e a Pavimentação S.A.; e o Pinheiros 14, do qual participam a ETC Empreendimentos e Tecnologia em Construção e DP Barros Pavimentação e Construção.

As ações de desaterro, por sua vez, vão aumentar o espaço de áreas chamadas de “bota-fora” com a e a escavação mecânica dos materiais depositados. O custo será de mais de R$ 37 milhões. Serão desaterrados cerca de 700 mil metros cúbicos de materiais em um ano. Vão executar os serviços, o consórcio Pinheiros 15 (ETC Empreendimentos e Tecnologia em Construção, e DP Barros Pavimentação e Construção) e a empresa Construdaher Construções e Serviços.

Chuva causa alagamento, transborda rio e suspende show em Festival

Por Daniel Mello

Morador postou nas redes sociais foto tirada na zona oeste de São Paulo (Twitter/Reprodução)

O Córrego Gamelinhas, na região da Penha, zona leste paulistana, chegou a transbordar com a forte chuva que atingiu a cidade na tarde de hoje (6). O Centro de Gerenciamentos de Emergências (CGE) da Prefeitura de São Paulo registrou um total de 20 pontos de alagamento nas regiões central, oeste e leste. O temporal suspendeu o festival de música Lollapalooza por pouco mais de duas horas.

Às 17h30, apenas cinco desses locais permaneciam inundados, mas sem impedir o trânsito de veículos e pessoas, sendo três na zona oeste (Pinheiros e Lapa), um na parte leste da capital (Mooca) e outro mais a sul, na Vila Mariana.

O Corpo de Bombeiros informou ter atendido 19 ocorrências de pessoas que tiveram problemas com enchentes na capital paulista. A corporação também prestou socorro em outros dez casos na Grande São Paulo, em cidades a leste (Suzano e Poá) e a oeste da capital (Itapevi, Osasco e Cotia).

Foram registradas ainda sete chamadas para queda de árvores na região metropolitana, sendo duas na cidade de São Paulo. Segundo os bombeiros, não há até o momento notícias de vítimas.

Festival interrompido

O risco de raios fez a organização do festival Lollapalooza suspender a programação por cerca de duas horas. Os shows foram interrompidos de pouco antes das 15h até as 17h. Nesse horário, o público foi orientado a abrigar-se sob tendas instaladas no Autódromo de Interlagos, onde ocorre o festival.

De acordo com o CGE, o tempo deve continuar instável amanhã (7), com possibilidade de chuva logo pela manhã. A temperatura mínima prevista para o domingo é de 20 graus Celsius; e a máxima, de 28 graus.