Volta do litoral sul tem trânsito lento na Anchieta e na Imigrantes

Rodovia dos Imigrantes (Nivaldo Lima/SP Agora)

O tráfego de veículos é normal na maioria das rodovias paulistas na manhã de hoje (2), com exceção para quem está no litoral sul paulista e deseja voltar para a capital.

Segundo a Ecovias, que administra o sistema Anchieta-Imigrantes, há congestionamento nas rodovias dos Imigrantes e Anchieta. Na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, sentido capital, também há congestionamento.

Desde quinta-feira (27), mais de 621 mil veículos desceram a Serra em direção à Baixada Santista, informou a Ecovias. No sentido São Paulo, a concessionária registrou a passagem de mais de 310 mil veículos. Mais de 1,6 mil veículos desceram a Serra e 5,8 mil subiram.



Na Rodovia Fernão Dias, que liga São Paulo a Minas Gerais, tráfego normal no sentido São Paulo. Também é normal na Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro.

Nos sistemas Anhanguera-Bandeirantes e Castello Branco-Raposo Tavares, o tráfego também é normal. Durante a manhã, havia apenas um pequeno ponto de lentidão na Castello Branco, próximo à cidade de Itu, sentido capital, devido acidente. No sistema Ayrton Senna e Carvalho Pinto, a Ecopistas informa que o movimento também é tranquilo na manhã de hoje.

A Artesp estivamava que 2,8 milhões de veículos deveriam circular pelas rodovias de acesso e de saída da região metropolitana de São Paulo no feriado prolongado de Ano- Novo (entre sexta-feira, 28 de dezembro, e hoje).

Rodovias federais tiveram mais de mil acidentes no Natal

Caminhão desgovernado provocou acidente na Rodovia Presidente Dutra, em Guarulhos (Agência PRF/Reprodução)

­

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou balanço da Operação Rodovida que, entre 21 e 25 de dezembro, registrou 72.725 flagrantes de excesso de velocidade em rodovias federais de todo o país. Ao longo dos quatro dias, os agentes policiais notificaram 8.513 ultrapassagens irregulares, mais de 70 ocorrências por hora.

Segundo a corporação, as equipes atenderam a 1.166 acidentes, dos quais 303 foram considerados graves, resultando em 89 mortes e 1.485 feridos. Em Goiás, três adultos, duas crianças e duas bebês morreram no último sábado (22) em um acidente no km 80 da BR-153, em Porangatu, no norte do estado. O acidente envolveu três caminhões e dois carros de passeio.



Na mesma data, em Carazinho (RS), foi registrado outro acidente, envolvendo um carro de passeio e um ônibus que bateram de frente, deixando quatro mortos. Uma das vítimas, um passageiro do ônibus, não usava cinto de segurança no momento do choque e foi arremessado para fora do veículo. O homem foi encaminhado ao hospital local, em estado grave, mas não resistiu aos ferimentos.

No Natal do ano passado, foram registrados1.352 acidentes em rodovias federais, sendo 252 considerados graves, que resultaram em 79 mortes. A diferença é que, naquele período, a operação cobriu cerca de um terço dos veículos fiscalizados este ano. Ao todo, nos quatro dias de feriado de 2017, a PRF abordou 33.133 pessoas, número que saltou para 155.600 na ação deste ano.

Multas

(Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Em nota, a PRF informa que, com o policiamento, foi possível detectar 1.907 casos de motoristas que dirigiam após ingerir bebida alcoólica, de um universo de 59.963 submetidos ao bafômetro. Em média, verificou-se um flagrante a cada 21 testes de alcoolemia aplicados.

Mais 5.807 motoristas foram autuados por trafegar sem cinto de segurança e 946 motociclistas por estar sem capacete. Além disso, 1.020 motoristas transportavam crianças sem utilizar os equipamentos adequados para essa finalidade, como bebê-conforto, cadeirinha e assento de elevação.

A Operação Rodovida, que visa a reduzir os índices de violência no trânsito por meio de ações educativas e de conscientização, seguirá até o dia 10 de março, compreendendo o período de férias escolares, os feriados de Ano Novo e Carnaval, quando há aumento no fluxo de veículos e de passageiros nas estradas brasileiras.

PRF restringe circulação de caminhões em feriados de 2019

(Agência PRF/Reprodução)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) publicou, no Diário Oficial da União de 10 de dezembro, a Portaria 200, que define os tipos de veículos que sofrerão restrição de tráfego durante feriados nacionais e regionais no ano de 2019.

Para a elaboração da portaria, foram considerados diversos fatores, como a jornada de trabalho dos motoristas profissionais, os esforços governamentais para a redução de acidentes, o aumento significativo do fluxo de veículos durante feriados.



A restrição abrangerá apenas os trechos rodoviários de pista simples, com exceção dos trechos específicos estabelecidos no Anexo da Portaria. O descumprimento constitui infração de trânsito média (5 pontos) e multa de R$ 130,16, sendo que o motorista só poderá voltar a circular após o término do horário da restrição.

É proibido o trânsito de veículos ou combinações de veículos, passíveis ou não de autorização especial de trânsito (AET) ou autorização específica (AE), cujo peso ou dimensão exceda qualquer um dos seguintes limites regulamentares:

  • Largura máxima: 2,60 metros;
  • Altura máxima: 4,40 metros;
  • Comprimento total de 19,80 metros; e
  • Peso Bruto Total Combinado (PBTC) para veículos ou combinações de veículos: 57 toneladas.

Leia a portaria completa aqui.

Conheça o helicóptero da PRF que vai atuar em operações

Aeronave tem capacidade para 8 pessoas, além de equipamentos (Agência PRF/Reprodução)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) comprou um novo helicóptero Koala para compor a frota da Divisão de Operações Aéreas. Outras seis aeronaves do mesmo modelo fazem parte do pacote de compras do órgão.

O AgustaWestland AW 119 Koala é um helicóptero monoturbina e terá um papel multimissão, com capacidade para oito pessoas. A aeronave pode ser configurada para as funções de transporte de passageiros, resgate e transporte aeromédico e apoio policial pela própria tripulação, sem a necessidade da intervenção de um mecânico.

O equipamento custou cerca de R$ 24 milhões e a ata de registro de preço prevê a aquisição de até mais seis helicópteros deste tipo.



As especificações para a aquisição do AW 119 Koala obedeceram critérios baseados em um levantamento técnico, realizado por uma comissão de profissionais da PRF da área.

O Koala será equipado com imageador infravermelho (câmera e monitor para identificar pessoas e objetos através da emissão de calor); guincho elétrico para operações de descida e içamento de tripulante nas ações de resgate; gancho para içamento de equipamentos/objetos com até 1.400 quilos; cesta para apagar incêndios (captação de água); portas corrediças e ancoragem para rapel nos dois lados da aeronave, sistema de comunicação multifuncional, entre outros equipamentos.

Este modelo de aeronave já equipa as principais polícias em várias partes do mundo, inclusive no Brasil.

PRF persegue motoqueiro que escondeu a placa com o pé

Radar flagrou moto a 137 km/h e com a placa coberta (Agência PRF/Reprodução)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou um motociclista que trafegava acima da velocidade máxima permitida. Ao perceber que estava sendo fiscalizado, o homem usou o pé esquerdo para esconder a placa.

Os policiais rodoviários deram início imediatamente a uma perseguição e conseguiram abordá-lo cerca de 23 quilômetros à frente. Pela manobra, além da autuação pelo excesso de velocidade, o motociclista será punido com a suspensão da carteira de habilitação.



Agentes da PRF realizavam uma fiscalização de velocidade, como parte da Operação República. O motociclista transitava a 137 km/h em um trecho onde o limite máximo é de 80 km/h.

Ele foi autuado por transitar acima da velocidade máxima em mais de 50% da permitida, com uma multa de R$ 880,41, sete pontos na carteira de habilitação, além da suspensão do direito de dirigir. Essa suspensão deve durar de dois a oito meses.

O condutor foi autuado ainda por estar com a placa sem condições de visibilidade e por ultrapassar pelo acostamento durante a fuga. 

O flagrante foi na BR-277, em Morretes, no Paraná. 

*Com informações da Agência PRF

Volta do feriado tem trânsito intenso em todas as rodovias

Rodovia Raposo Tavares, em São Paulo (DER/Reprodução)

Quem escolheu voltar do feriadão da padroeira no meio da tarde deste domingo encontrou trânsito pesado. Apesar do céu encoberto por nuvens, não havia ocorrência de chuva na região da capital paulista.

Imagem de satélite não detectaram nuvens carregadas na região da capital (CGE/Reprodução)

Na Rodovia dos Bandeirantes, a Autoban informava, por volta 16h, que havia pontos de lentidão na região de Jundiaí e Itupeva, além do acesso a Marginal Tietê.

Na Rodovia dos Imigrantes, na subida do litoral, havia trânsito intenso e pontos de congestionamento ao longo da serra. Na Anchieta o movimento também estava acima do normal, mas sem pontos de congestionamento.

Na Régis Bittencourt, a Autopista informava congestionamento entre Itapecerica da Serra e Embu das Artes, na grande São Paulo. Pelo menos dez quilômetros de lentidão por excesso de veículos.

Na Carvalho Pinto, pra quem vinha do litoral norte, dois pontos de congestionamentos atrasavam o percurso. O primeiro do 75 ao 86 e o segundo do 49 ao 56, já na chegada ao acesso ao Rodoanel.

Segundo o DER, várias rodovias administradas pelo Departamento também tinha congestionamento e excesso de veículos. Algumas delas aparecem abaixo.

https://twitter.com/_dersp/status/1051502512547627009
https://twitter.com/_dersp/status/1051532714774552576

 

PM morre em acidente com moto no interior; Veja o vídeo

Moradores da região tentaram socorrer o Policial Militar, mas ele morreu no local(Foto: Reprodução)

Um policial militar morreu em um acidente na rodovia Alfredo Jorge Abdo, em Pindoram, no interior de São Paulo. Segundo o G1, o PM é o cabo Jair Vituri Júnior, de 36 anos.

Câmeras de segurança gravaram o momento em que um carro cruza a vicinal e é atingido pela moto em que o pm estava. Moradores da região tentaram socorrer o pm, mas ele morreu no local.

[KGVID]https://spagora.com.br/wp-content/uploads/2018/08/Video_20180822193031739_by_videoshow.mp4[/KGVID]

Quatro funcionários de concessionária são atropelados quando prestavam socorro em rodovia de SP

Os funcionários da concessionária que administra a Rodovia Santos Dumont (SP-075) foram atingidos por moto e carro durante temporal (Foto: Paulo Augusto/EPTV)

Quatro funcionários da concessionária Colinas, que administra a Rodovia Santos Dumont (SP-075), ficaram gravemente feridos na noite deste sábado (20) após três acidentes em sequência no mesmo local, no km 57 da estrada, em Indaiatuba (SP).

Os socorristas foram atropelados por volta das 21h, enquanto prestavam atendimento a uma ocorrência durante forte chuva. Os funcionários da concessionária foram até o local para auxiliar uma família vítima de capotagem, segundo a Polícia Militar Rodoviária.

Um dos funcionários foi atropelado por uma moto no momento em que sinalizava a faixa do acidente, sentido Salto. Ele foi arremessado para o canteiro central. O motociclista fugiu do local sem prestar socorro.

Dois colegas que estavam no socorro à família imediatamente se deslocaram até o atropelado, enquanto um quarto ficou na pista para manter a sinalização.

Neste momento, um terceiro veículo perdeu o controle, atropelou o responsável pela sinalização, invadiu o canteiro central e também atingiu os outros três funcionários da Colinas – inclusive, o que já havia sido vítima do primeiro atropelamento.

Os ocupantes dos carros da primeira capotagem e do veículo que atropelou os socorristas não tiveram ferimentos, segundo a polícia.

Dois dos funcionários feridos foram encaminhados para o Hospital Augusto de Oliveira Camargo, em Indaiatuba, um foi socorrido para o Hospital Municipal Doutor Mario Gatti, em Campinas, e outro para o São Camilo, em Salto, informou a assessoria de imprensa da concessionária.

A pista sentido Salto da rodovia, que liga Campinas ao Aeroporto Internacional de Viracopos, chegou a ficar totalmente bloqueada por aproximadamente uma hora. Em seguida, a faixa da direita foi liberada para o fluxo de veículos.

Acidente deixa 13 mortos e 39 feridos em rodovia de Minas Gerais

Sete veículos se envolveram no acidente (Foto: Samu/ Divulgação)

Treze pessoas morreram e 39 ficaram feridas em um grave acidente na BR-251, em Grão Mogol, no Norte de Minas, na manhã deste sábado (13). Seis corpos foram encontrados debaixo das ferragens dos veículos.

Segundo o Samu e os Bombeiros, onze pessoas estão em estado grave, uma em estado gravíssimo e 27 sofreram ferimentos leves. O acidente envolveu sete veículos:

um caminhão que fazia o transporte de outro caminhão;
dois micro-ônibus;
duas carretas;
uma van.

Segundo Joana Dark, da Polícia Rodoviária Federal, o acidente ocorreu assim:

um caminhão fazia o transporte de outro caminhão no sentido Montes Claros e invadiu a contramão;
esse caminhão colidiu com um micro-ônibus que seguia no sentido contrário, em direção a Salinas;
uma van tentou desviar da colisão e acabou atingida por uma carreta;
essa van saiu da pista e tombou;
o caminhão que começou o acidente continuou desgovernado;
esse caminhão bateu ainda contra outra carreta, que transportava papel;
essa carreta saiu da pista e pegou fogo;
ainda desgovernado, o caminhão colidiu contra outro micro-ônibus;
o caminhão que era transportado caiu em cima desse micro-ônibus.

O motorista da carreta que pegou fogo viajava com dois filhos, de 5 e 17 anos. “O condutor conseguiu salvar apenas o filho de 5 anos e a filha de 17 faleceu dentro do veículo”, explicou Joana Dark.

Um dos micro-ônibus envolvidos no acidente era registrado em Catolé do Rocha, no sertão da Paraíba. Pelo menos cinco pessoas eram moradores da cidade. O motorista e proprietário do veículo, Kalyandro da Silva de Oliveira, foi um dos mortos no acidente. O prefeito interino de Catolé do Rocha, Lauro Maia, decretou luto oficial de três dias na cidade.

A rodovia ficou interditada próximo ao Povoado de Bocaina, em Grão Mogol, e o trânsito foi totalmente liberado por volta das 16h30. Segundo a PRF, a pista deve ser fechada novamente para a remoção dos veículos. O congestionamento chegou a 20 km nos dois sentidos da pista.

Segundo o Samu, ambulâncias do suporte avançado e básico de Montes Claros, e unidades de Francisco Sá, Salinas, Cristália e Porteirinha se deslocaram para o local do acidente. Um helicóptero da Polícia Militar auxiliou no socorro às vítimas, que foram levadas para hospitais de Francisco Sá, Salinas e Montes Claros. Segundo a diretora do hospital de Salinas, oito pessoas foram atendidas e liberadas, uma permanece internada e está estável, e, outra vítima foi transferida para Taiobeiras. As unidades de saúde de Francisco Sá e Montes Claros informaram que os feridos estão estáveis.

A enfermeira do Samu Michelly Santos falou sobre o que a equipe viu logo que chegou onde ocorreu a batida.

“A situação lá é muito triste. É um micro-ônibus, um caminhão que tinha outro caminhão em cima dele, que colidiu com o ônibus e esse eixo parece que foi para dentro do ônibus. Vítimas presas nas ferragens, algumas em óbito e outras sendo retiradas. O médico do SAMU, é ele que tria os pacientes que estão em estado mais grave. Os mais graves vêm de helicóptero e os mais estáveis por transporte terrestre”, relatou.

De acordo com os bombeiros, uma guarnição de combate a incêndio e duas de salvamento atuam no acidente.

Vídeo mostra motociclista em alta velocidade na contramão atingir carro em Planaltina

Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra o instante em que um homem pilotando uma moto CB 300 dourada colide de frente com um Pálio prata na estrada. Conforme o Corpo de Bombeiros do DF, esse acidente aconteceu por volta das 13h desta terça-feira (9), na BR-020, próximo à Planaltina.[quads id=1]

O motociclista, José Dimas Ribeiro dos Santos, 50 anos, morreu no local. Ele seguia sentido Plano Piloto na contramão, utilizando a pista com destino à Formosa (GO). A Polícia Rodoviária Federal informou que, cerca de cinco minutos antes do ocorrido, a Central de Informações Operacionais recebeu denúncias de que o condutor da motocicleta encontrava-se muito embriagado e havia acabado de sair de um restaurante localizado no km 57 da BR-020.

Segundo os bombeiros, a colisão ainda deixou três feridos, que precisaram de atendimento médico. Uma jovem de 25 anos foi levada ao Hospital Regional de Sobradinho, com corte no rosto, edema na cabeça e fratura na perna esquerda. Apesar dos ferimentos, seu quadro era estável. As outras duas vítimas sofreram ferimentos leves e foram atendidas pelo Samu.