Seleção pode ter 4 novidades para duelo contra Venezuela

A seleção brasileira finalizou a preparação para o duelo desta sexta-feira (13) contra a Venezuela, às 21h30 (horário de Brasília), no Morumbi, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo do Catar 2022. A delegação deixa a Granja Comary, em Teresópolis (RJ), nesta quinta-feira (12) à tarde e embarca para São Paulo, onde fica até segunda-feira (16). Da capital paulista, o grupo viaja para Montevidéu, onde enfrentará o Uruguai na terça-feira (17). O jogo da seleção amanhã (13) terá transmissão da Rádio Nacional, com narração de André Luiz Mendes, e comentários de Mário Silva e Bruno Mendes. 

Devido aos protocolos sanitários da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19), a imprensa não pode acompanhar a preparação in loco. Os treinos têm sido exibidos pelo canal da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no YouTube. Nesta quinta (12) pela manhã, Tite liberou a transmissão dos primeiros 38 minutos da atividade – aquecimento e trabalho técnico e tático. O treino de bola parada, iniciado na sequência, não foi mostrado.

Ao longo da semana, Tite não fez mistério sobre o time que deverá mandar à campo. Na última quarta-feira (11), ele separou os jogadores em duas equipes. A que treinou sem colete foi a provável formação titular, com Alisson no gol, Danilo e Renan Lodi nas laterais e Marquinhos e Thiago Silva na zaga. No meio-campo, alinharam Allan, Douglas Luiz e Everton Ribeiro. Já à frente, os escolhidos foram Gabriel Jesus, Richarlison e Roberto Firmino.

Em relação à equipe que derrotou o Peru em Lima por 4 a 2 – com transmissão ao vivo da TV Brasil – na rodada anterior das eliminatórias, são quatro novidades. Recuperado de lesão, Alisson (que teve de ser cortado na convocação passada) ocupou o lugar de Weverton. Sem o volante Casemiro (positivo para covid-19) e o meia Philippe Coutinho (contundido), Tite optou por Allan e Everton Ribeiro para as vagas.

Por fim, no ataque, Gabriel Jesus substituiu Neymar. O jogador do Paris Saint-Germain (França) trata uma lesão na perna esquerda e pode ficar à disposição para o jogo seguinte, contra o Uruguai. O atacante do Manchester City (Inglaterra) treinou atuando pela direita, com Richarlison centralizado e Firmino jogando um pouco mais atrás, com a liberdade que Neymar costuma ter.

Allan pode ter chance com titular no jogo desta sexta (13) contra a Venezuela, no Morumbi, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo do Catar (Lucas Figueiredo/CBF/via Agência Brasil)

Antes de vencer o Peru, o Brasil goleou a Bolívia por 5 a 0 na Neo Química Arena, em São Paulo. Com seis pontos, a seleção lidera as eliminatórias com a mesma pontuação da Argentina, mas ficando à frente pelo saldo de gols (sete a dois). Com três gols, Neymar é o artilheiro da disputa, empatado com os atacantes André Carillo (Peru) e Luís Suarez (Uruguai). Também balançaram as redes pelo time brasileiro: Firmino (dois gols), Richarlison, Coutinho e Marquinhos (um gol cada).

Sexto jogador cortado

O lateral Gabriel Menino é a nova baixa na seleção. O jogador de 20 anos testou positivo para a covid-19 e foi desconvocado nesta quinta (12). Segundo o médico da CBF, Rodrigo Lasmar, os exames dos demais atletas deram negativo. “Já informamos ao departamento médico do Palmeiras. O atleta está assintomático. Iremos realizar uma nova bateria de exames antes do jogo com o Uruguai”, declarou Lasmar.

Trata-se do sexto jogador cortado na lista inicial de Tite. Além de Menino e Casemiro, o zagueiro Éder Militão também foi desconvocado por causa do novo coronavírus. Já Coutinho, o zagueiro Rodrigo Caio e o volante Fabinho deixaram a seleção por conta de lesão. Os zagueiros Felipe e Diego Carlos, os volantes Allan e Bruno Guimarães e o meia Lucas Paquetá foram chamados para suprir as ausências. O atacante Pedro foi convocado devido à contusão de Neymar. O treinador ainda não confirmou se um novo lateral substituirá o atleta do Palmeiras na delegação.

Por Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional 

Tite convoca seleção para Eliminatórias da Copa do Mundo, em novembro

O técnico da seleção brasileira Tite divulgou nesta sexta-feira (23) a lista de convocados para os dois próximos jogos pelas Eliminatórias para Copa do Mundo do Catar 2022. O Brasil enfrenta a Venezuela, no Morumbi, e o Uruguai, no estádio Centenário, na capital Montevidéu, nos dias 14 e 17 de novembro, respectivamente. Entre os relacionados, os destaques foram os retornos de Vinicius Junior (Real Madrid), Arthur (Juventus) e Éder Militão (Real Madrid), que ficaram de fora dos primeiros confrontos, com a Bolívia e Peru.

Além do trio, o atacante Gabriel Jesus (Manchester City) que estava lesionado voltou a ser chamado. O jogador do Manchester chegou a constar na última convocação, entretanto foi sacado da lista após sofrer lesão. Após o corte de Jesus, o treinador brasileiro optou por Matheus Cunha (Hertha Berlim).

Em relação aos jogadores que atuam nos Brasil, apenas quatro foram lembrados por Tite: o zagueiro Rodrigo Caio e o meio-campista Everton Ribeiro, ambos o Flamengo e o goleiro Weverton e o lateral-direito Gabriel Menino.

A seleção venceu a Bolívia e Peru nas duas primeiras rodadas das Eliminatórias, e ocupa o primeiro lugar na tabela de classificação.

Confira abaixo a lista completa de convocados:

Goleiros

Alisson – Liverpool (ING)
Ederson – Manchester City (ING)
Weverton – Palmeiras

Laterais

Alex Telles – Manchester United (ING)
Danilo – Juventus (ITA)
Gabriel Menino – Palmeiras
Renan Lodi – Atlético de Madrid (ESP)

Zagueiros

Éder Militão – Real Madrid (ESP)
Marquinhos – Paris Saint-Germain (FRA)
Rodrigo Caio – Flamengo
Thiago Silva – Chelsea (ING)

Meio-campistas

Arthur – Juventus (ITA)
Casemiro – Real Madrid (ESP)
Douglas Luiz – Aston Villa (ING)
Everton Ribeiro – Flamengo
Fabinho – Liverpool (ING)
Philippe Coutinho – Barcelona (ESP)

Atacantes

Everton – Benfica (POR)
Gabriel Jesus – Manchester City (ING)
Neymar – Paris Saint-Germain (FRA)
Richarlison – Everton (ING)
Roberto Firmino – Liverpool (ING)
Vinicius Jr – Real Madrid (ESP)

*Com informações da Agência Brasil

Seleção é a terceira do mundo, atrás de Bélgica e França

(Lucas Figueiredo/CBF)

A Fifa divulgou nesta quinta-feira (22) mais uma edição de seu ranking de seleções. A classificação não sofreu grandes modificações, especialmente nas dez primeiras posições, onde a Bélgica permanece na liderança, a atual campeã mundial França continua em segundo, e a seleção brasileira em terceiro.

O ranking foi divulgado após a realização dos jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo e da Liga das Nações (competição entre seleções europeias).

Entre os 10 primeiros colocados da classificação, aconteceram poucas modificações, com a Espanha assumindo a sexta posição no lugar de Portugal (sétima), e a Argentina assumindo a oitava posição no lugar da vice-campeã mundial Croácia (nona).

A equipe que mais ganhou posições no ranking foi Malta, que ultrapassou seis seleções para alcançar a 180ª colocação. A próxima edição do ranking de seleções da Fifa será divulgado no dia 26 de novembro.

Por Agência Brasil

Seleção inicia caminhada para Copa do Mundo de 2022

(Lucas Figueiredo/CBF)

Começa nesta sexta-feira (9) a caminhada da seleção brasileira em busca do hexa. A equipe do técnico Tite entra em campo às 21h30 (horário de Brasília), na Neo Química Arena, em São Paulo, para enfrentar a Bolívia pela primeira rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar (2022).

Diferente do Mundial da Rússia (2018), quando assumiu o comando no meio das Eliminatórias, o treinador brasileiro terá um ciclo completo para conseguir levantar o caneco. Apesar de muitas novidades em relação ao grupo que foi eliminado nas quartas de final, contra Bélgica, há dois anos, a seleção tem nove remanescentes do último mundial: Ederson, Danilo, Thiago Silva, Marquinhos, Casemiro, Fabinho, Firmino, Philippe Coutinho e Neymar. Em uma possível convocação ideal de Tite, Alisson e Gabriel Jesus também seriam chamados, mas estão lesionados.

O primeiro desafio pode ser sem a maior estrela. Com dores na lombar, Neymar não treinou com os companheiros e ficou no hotel fazendo fisioterapia. Se não estiver em condições de entrar em campo, Everton Ribeiro será o substituto. Esta é a única dúvida do técnico sobre a equipe que começa o jogo. Em entrevista coletiva na última quinta-feira (8), Tite confirmou que Weverton será o goleiro, Douglas Luiz entra no meio de campo e Casemiro fica com a braçadeira de capitão, pelo menos na primeira partida.

A Bolívia foi a penúltima colocada nas Eliminatórias da Copa de 2018, conquistando apenas quatro vitórias em 18 partidas. Para o duelo contra o Brasil, o técnico César Farías preferiu poupar cinco atletas que não atuam no país, entre eles Marcelo Moreno, atacante do Cruzeiro. O objetivo é deixá-los treinando em La Paz, na altitude de 3.600 metros, onde a Bolívia enfrenta a Argentina na segunda rodada.

O adversário do Brasil deve começara a partida da seguinte forma: Carlos Lampe; Jesús Sagredo, Carrasco, Gabriel Valverde e José Sagredo; Carlos Áñez, Raúl Castro, Diego Wayar, Sánchez e Jhasmani Campos; Saucedo.

Transmissão da Rádio Nacional

Você acompanha a estreia do Brasil nas Eliminatórias para a Copa de 2022 ao vivo na Rádio Nacional. O show de Bola Nacional começa a partir das 21 horas e terá narração de André Marques, comentários de Mário Silva, reportagens são de Mauricio Costa e plantão de Luiz Ferreira.

Por Maurício Costa – Repórter da Rádio Nacional 

Veja a lista de convocados para amistosos da Seleção

Por Vinícius Lisboa

(Lucas Figueiredo/CBF via Agência Brasil)

O técnico da Seleção Brasileira de Futebol Masculina, Tite, anunciou hoje (16) a lista de 23 jogadores que disputarão os amistosos de setembro, contra o Peru e a Colômbia.

O Brasil enfrentará o Peru em Miami, no Estádio Hard Rock Stadium, no dia 6 de setembro. No dia 10, será a vez do jogo contra a Colômbia, em Los Angeles, no Los Angeles Memorial Coliseum.

A seleção convocada terá como novidades o goleiro Ivan, zagueiro Samir, lateral Jorge, atacante Bruno Henrique e a volta de Neymar que ficou de fora da Copa America por causa de uma lesão no pé.

Confira o elenco convocado por Tite:

GOLEIROS
Éderson – Manchester City (ING)
Ivan – Ponte Preta
Weverton – Palmeiras

DEFENSORES
Daniel Alves – São Paulo
Fágner – Corinthians
Alex Sandro – Juventus (ITA)
Jorge – Santos
Marquinhos – Paris Saint Germain (FRA)
Thiago Silva – Paris Saint Germain (FRA)
Eder Militão – Real Madrid (ESP)
Samir – Udinese (ITA)

MEIAS
Casemiro – Real Madrid (ESP)
Fabinho – Liverpool (ING)
Arthur – Barcelona (ESP)
Allan – Napoli (ITA)
Lucas Paquetá – Milan (ITA)
Philipe Coutinho – Barcelona (ESP)

ATACANTES
Neymar – Paris Saint Germain (FRA)
Vinicius JR. – Real Madrid (ESP)
David Neres – Ajax (HOL)
Roberto Firmino – Liverpool (ING)
Richarlison – Everton (ING)
Bruno Henrique – Flamengo

Gabriel Jesus é suspenso de jogos da seleção

Por  Fábio Lisboa 

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou nesta quarta (7) que o atacante brasileiro Gabriel Jesus foi suspenso por 2 meses por causa de sua expulsão e de seu comportamento na final da Copa América 2019, em que o Brasil derrotou o Peru por 3 a 1.

Além da suspensão, o jogador do Manchester City recebeu uma multa de 30 mil dólares.

Gabriel Jesus foi expulso no segundo tempo da final da Copa América, no dia 7 de julho no estádio do Maracanã, ao levar o segundo cartão amarelo em disputa de bola com o zagueiro peruano Zambrano. O atacante deixou o gramado reclamando bastante, fazendo sinal de que o juiz estava favorecendo os peruanos e socando o banco de reservas.

Com a punição o atacante fica de fora dos próximos jogos da seleção brasileira: os amistosos diante da Colômbia e do Peru em setembro.

Segundo o comunicado da Conmebol, o jogador pode entrar com um pedido de revisão da decisão.

Brasil decide hoje se vai à final da Copa América

Técnico Tite concede entrevista coletiva
Técnico Tite mantem segredo sobre a escalação da seleção para a partida contra a Argentina (Lucas Figueiredo/CBF)

O Brasil e a Argentina abrem na noite de hoje (2) a rodada semifinal da Copa América, que será concluída amanhã (3) entre Chile e Peru. Ao falar sobre a partida, o treinador Tite preferiu manter segredo sobre a escalação da seleção brasileira, não confirmando a presença do lateral esquerdo Felipe Luís. O jogador se recupera de dores musculares na coxa direita. O técnico optou por elogiar o comportamento da torcida mineira em relação à seleção.

“Vai ser um grande espetáculo. Se a torcida puder trazer todo esse carinho que estamos recebendo desde que a gente chegou aqui em Belo Horizonte para dentro do estádio, nós seremos muito gratos. O Mineirão foi o lugar onde nós recebemos mais carinho do torcedor”, disse Tite ao lembrar a vitória do Brasil sobre a Argentina por 3 a 0 nas Eliminatórias para a Copa do Mundo, em 2016.

Messi durante partida da Argentina na Copa América (Fernando Frazão/Agência Brasil)

O jogo desta noite, às 21h30, é o sexto entre o Brasil e a Argentina, no estádio do Mineirão, com ampla vantagem brasileira. São quatro vitórias e um empate.

O primeiro confronto entre as duas seleções, no Mineirão, foi em jogo amistoso em 1968. O time brasileiro foi formado por atletas que atuavam em Minas Gerais. O Brasil derrotou a Argentina por 3 a 2. Os gols brasileiros foram marcados por Evaldo, Rodrigues e Dirceu Lopes, todos jogadores do Cruzeiro.

Sete anos depois, as duas equipes voltaram a se enfrentar, mas em uma partida oficial, na Copa América de 1975, com jogos de ida e volta. Mais uma vez com uma convocação baseada no futebol mineiro, o Brasil voltou a derrotar a Argentina no Mineirão por 2 a 1, com dois gols do cruzeirense Nelinho.

Após esse jogo, o Mineirão passaria 29 anos sem receber jogos das duas seleções. Esse jejum acabou em 2004, quando Brasil e Argentina se enfrentaram pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, com vitória brasileira por 3 a 1. O grande destaque do jogo foi o então cruzeirense Ronaldo. Ele marcou três gols de pênalti.

Depois dessa partida, a seleção canarinha disputou mais dois jogos pelas Eliminatórias no Mineirão. Em 2008, o time brasileiro empatou em 0 a 0. Já em 2016, a história foi diferente. A O Brasil não tomou conhecimento da Argentina e venceu por 3 a 0, em uma das melhores atuações do time já sob o comando do técnico Tite. Os gols da partida foram marcados por Philippe Coutinho, Paulinho e Neymar.

Para a partida de hoje, a seleção acredita no seu crescimento coletivo e na sua forte defesa, que nesta Copa América ainda não sofreu gol. A Argentina, com uma equipe renovada, aposta no seu principal jogador: Leonel Messi.

“Tenho confiança na minha equipe. Convicção que vamos entrar e fazer um grande jogo. Cada partida tem a sua história. Conto muito com o nosso coletivo. Temos crescido mesmo no sentido de ser um time. É muito difícil de se criar isso numa seleção. Será uma partida que não tem chance para erro”, disse o goleiro Alisson, durante entrevista à imprensa no começo da noite dessa segunda-feira (1º).

Com lesão no joelho, Arthur é dúvida para os treinos

Jogador saiu machucado do jogo contra Honduras (Lucas Figueiredo/CBF)

O meio-campista Arthur não participará das atividades de campo programadas pelo treinador Tite para esta terça-feira (11), no Estádio Pacaembu, em São Paulo. Arthur continua no trabalho de recuperação de uma lesão no joelho direito, causada pelo hondurenho Quioto, no primeiro tempo da partida amistosa contra a seleção de Honduras, vencida pela seleção brasileira por 7 a 0, no Estádio Beira Rio, em Porto Alegre.

O jogador realizou exames de imagem nessa segunda-feira (10) e permanece em observação pelo médico Rodrigo Lasmar e em tratamento fisioterápico. Tite ainda não se manifestou sobre a presença do meio-campista no jogo da próxima sexta-feira (14) contra a Bolívia, às 21h30, no Estádio do Morumbi, na capital paulista. A partida abre a Copa América.

Fagner

A boa notícia é o retorno do lateral-direito Fagner aos treinos. Integrado à seleção brasileira desde o dia 4 de junho, mas afastado dos treinos por causa de lesão, o jogador pôde finalmente participar dos trabalhos com bola ontem, no Estádio Pacaembu. “Muito feliz de estar recuperado. Quero agradecer o pessoal do Departamento Médico, pelos cuidados, e também da preparação física”, disse.

Hoje e amanhã (12), Tite comandará treinamentos a partir das 16h no Pacaembu. O treino oficial antes estreia está marcado para quinta-feira (13), às 18h15, no Morumbi.

*Com informações da CBF

Mais dois jogadores chegam à seleção brasileira

Por  Douglas Corrêa

(CBF/Reprodução)

Mais dois jogadores convocados pelo técnico Tite se apresentaram hoje (29), na Granja Comary, em Teresópolis para se juntar ao elenco. Lucas Paquetá e Miranda se apresentaram mais cedo e participaram normalmente do treino tático comandado por Tite à tarde.

Após a chegada da dupla, o treinador tem agora 18 convocados para a sequência da preparação. Ainda faltam quatro jogadores chegar para se juntar ao grupo. Neymar, com dores no joelho esquerdo, ficou de fora do treinamento.

No treino de hoje, o espaço de jogo no gramado foi delimitado, reduzindo as áreas laterais e as linhas de fundo. O treino exigiu que os jogadores trabalhassem as jogadas numa região central do campo, treinando marcação sob pressão, tentar bolas longas para quebrar a linha defensiva e  movimentar-se rapidamente em direção ao gol adversário.  

Neymar fez exercícios

Com dores no joelho esquerdo, Neymar não treinou com o grupo. Ele fez tratamento durante o dia e atividades na academia do Centro de Excelência, permanecerá em observação nos próximos dias e será reavaliado diariamente pela equipe médica. 

Em entrevista à CBF TV, Lucas Paquetá pediu ao torcedor brasileiro apoio à seleção brasileira. “O torcedor é um jogador a mais. Esse apoio e incentivo são muito importantes e, junto com a nação brasileira, a gente pode buscar grandes objetivos na Copa América”, disse.

Preparação

A seleção fará amistosos contra Catar e contra Honduras no período de preparação para a Copa América. Os treinamentos na Granja Comary seguirão até o dia 4 de junho, quando a delegação embarca para Brasília, onde enfrentará o Catar no Estádio Mané Garrincha no dia 5. Já a partida contra Honduras está marcada para o dia 9, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

A estreia da Seleção Brasileira na Copa América será no dia 14 de junho, contra a Bolívia, no Estádio do Morumbi, em São Paulo.

https://www.youtube.com/watch?v=FCIrzW1MNwM


*Com informações da CBF

Daniel Alves será o capitão da seleção na Copa América

Daniel Alves durante jogo pela Seleção Brasileira (Lucas Figueiredo/CBF)

O treinador da seleção brasileira, Tite (Adenor Leonardo Bacchi), escolheu o lateral direito Daniel Alves para ser o capitão da equipe nos dois jogos amistosos – contra o Catar, no dia 5 em Brasília; e contra Honduras no dia 9 em Porto Alegre – e durante a Copa América.

Daniel Alves, com 36 ano de idade, é o jogador mais velho e com o maior número de convocações (138) do atual grupo de 23 atletas chamados para a competição. Ele foi campeão da Copa América em 2007 e da Copa das Confederações em 2009 e 2013.

De acordo com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), “a última vez que o lateral-direito usou a braçadeira foi na vitória por 1 a 0 contra a Alemanha, em março de 2018, coincidentemente sua última partida pela seleção antes da lesão que o retirou da Copa da Rússia”.

O Brasil estreia na Copa América contra a Bolívia, no dia 14 de junho, às 21h30, no Estádio do Morumbi, em São Paulo. O jogo marca a abertura da competição, que vai até 7 de julho, com a partida final marcada para o Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Sustentabilidade

Nos dois jogos amistosos, contra o Catar e Honduras, a CBF promoverá ações de sustentabilidade alinhada à política nacional de resíduos sólidos. A intenção é coletar e reaproveitar 20 toneladas de resíduos nas duas partidas. Segundo a entidade, 25 cooperativas de Brasília e Porto Alegre estarão envolvidas. Com 142 catadores trabalhando nos dois estádios.

“É feita ainda uma inclusão sócio produtiva com a utilização de catadores locais. Para os amistosos em Brasília e Porto Alegre, cerca de 25 cooperativas das duas cidades devem ser envolvidas. Eles receberão luvas de proteção, uniforme, ajuda de custo para transporte, lanche e uma diária, além de ficar com todo o material recolhido como doação”, informou a CBF.