Cantor busca doações coletivas para gravar 1º trabalho

Rodrigo Villar vendeu trufas para comprar o primeiro violão (Divulgação)

Para qualquer banda ou cantor, a gravação de um trabalho representa a ponte para alçar novos “voos” na carreira. Não é diferente com o sertanejo Rodrigo Villar que, aos 23 anos, sonha com a primeira vez em um estúdio. 

Há 11 dias, a campanha para arrecadar fundos para a gravação corre no site Kickante.com, website de financiamento coletivo. Os valores estipulados para doações variam de R$ 10 até R$ 3.700 mil para pessoas físicas, além das propostas de patrocínios para empresários. Até o momento, foram doados cerca de 3 kicks.

A mobilização tem tempo limitado e encerra em 49 dias.



No financiamento coletivo, quem doa ainda pode receber brindes que vão desde download do CD em primeira mão até ingressos, Pocket Show não comercial com duração de 1h20 em qualquer lugar do Brasil e logomarca como apoiador cultural.

https://www.facebook.com/rodrigovillarcantor/videos/503904410313750/

“Todo cantor sertanejo idealiza o primeiro disco. É um passo muito importante, conquistei muitas coisas boas com um vídeo caseiro da música Pingômetro. Sonho com um belo clipe e apesar de não ter gravado profissionalmente já recebi diversos vídeos de fãs cantando a minha música, o que me faz acreditar que realmente estou no caminho certo. Convido a todos que me ouvem, que conhecem meu trabalho, que gostam e acreditam na minha música a doarem”, revela o cantor. 

Quem quiser ajudar, deve acessar o link. 

Sobre Rodrigo Costa

(Divulgação)

Sem conhecer ninguém e com novos planos para carreira, Rodrigo Villar deixa a família e os amigos em Feira de Santana (BA) e vai para Goiânia em busca do sonho de ser reconhecido na música sertaneja. O artista está em ascensão. Além de ter parcerias com grandes compositores por todo o Brasil, um carisma impressionante, tem também fã clubes espalhados pelo país. 

Muito determinado e sem dinheiro, chegou a vender trufas de chocolate porta a porta para comprar o primeiro violão.


Sertanejo Flavio Otoni canta neste sábado, na Mooca

(Divulgação)

O cantor sertanejo Flavio Otoni retorna ao palco do Terrazzo Mooca neste sábado (3). O espaço, no coração da Mooca, na zona leste da capital, promete uma tarde animada com o artista sul-mato-grossense. 

Flávio promete para o show um repertório com as melhores do sertanejo, incluindo músicas autorais.

Sobre o show, o cantor interagiu no Instagram. “Pra quem curte uma balada completa, estaremos no Terrazzo Mooca neste sábado Quem topa?”, brincou.

Serviço

Show de Flávio Otoni

  • Sábado, 3 de agosto
  • 15h
  • Terrazzo Mooca
  • Rua Madre de Deus, 1176 – Mooca
https://www.facebook.com/flaviootonioficial/videos/515391258923358/?xts__[0]=68.ARDKJ5J2957Rpy2kkeOz_YyyjIiPwM4-URV7-ZrwknhsavEKw2SF1FiyXOjhYY023phSZ5KiZ3Go_y8xBxEeLwPzlCGhLsf43oMNXODDPWPTimep0HRnor1K1jMQKJIsLTl8q0VM-5-0hX0h_i5BhMX7DkHw1OUvlmCRolo-577ElcOMKuxMv0K0bQHooDNPJweH8RmsHBso0v8c7uFqTKMC7aV3LtU-EYc18_hyqniS7hP3pGBkowFQqca71OBIXN3gh101RgGdgqx4sJzWV7Ad5E5pblpdnUb0XNegnkas490pM-6f37KHgei0CTGFfhGB7fqs30TBh_NyxFQUF9xpT14yuOlWRts&__tn=-R

Na Luz tem o sertanejo de Thiago Brava, Marcos e Belutti e Naiara Azevedo

A cantora Naiara Azevedo vai fechar a programação no palco da Luz. (Divulgação)

Para quem gosta de sertanejo, o melhor palco durante a Virada Cultural de São Paulo fica na Estação Luz. Entre as estrelas, Marcos e Belutti, Thiago Brava e Naiara Azevedo fechando a programação. Confira abaixo a lista de apresentações nesse palco.



SÁB    19h – 20h30  Henrique & Diego

SÁB    22h – 23h30  Thiago Brava

DOM 01h – 02h30  Roberta Miranda

DOM 04h – 06h       Victor & Diogo

DOM 09h -10h30   Paula Mattos

DOM 12h – 13h       Marcos & Belutti [com tradução em Libras]

DOM 14h30 – 15h30         Mano Walter [com tradução em Libras]

DOM 17h – 18h      Naiara Azevedo [com tradução em Libras]

Chitãozinho e o filho Enrico lançam clipe para o Dia das Mães

Enrico e o pai, Chitãozinho, durante a gravação de ‘Fogão de Lenha’ (Matheus Campos/Divulgação)

Enrico e o pai Chitãozinho, gravaram um clipe da música ‘Fogão de Lenha’, em homenagem ao dias das mães. 

“A idéia toda surgiu, quando eu estava escolhendo uma música pra gravar com outro artista. Conversando com meus pais , surgiu a ideia do dueto com meu pai e foi muito emocionante”, revela Enrico. 

Baixe o aplicativo do SP AGORA

A música é um clássico do sertanejo, sucesso na voz de Chitãozinho e Xororó.

“Vi o Enrico ensaiando essa música a principio para uma participação que ele  fez no Show do Agnaldo Rayol. Aí, ele decidiu trocar a música, e como estava tudo pronto, as bases e etc, eu disse que não poderia desperdiçar”, lembra Chitãozinho.

(Matheus Campos/Divulgação)

Pai e filho, então, decidiram usar a canção para homenagear as mães.

“Ele nem acreditou no começo, se emocionou bastante. E quando eu vi ele cantando. Achei muito lindo como ele colocou a voz, do jeito dele mesmo, da maneira que ele sabe cantar e eu só encaixei minha segunda voz ali, em tom mais baixo que costumo cantar com o Xororó. É coração de pai pra filho e de filho pra pai para todas as mães do Brasil e do mundo”, finaliza Chitãozinho.

Esse encontro entre pai e filho pode ser conferido abaixo:

Filho de Chitãozinho, Enrico festeja aniversário com amigos

Enrico e a mãe, Márcia Alves (Peter Piovesani/Divulgação)

No The Black Beef, hamburgueria da rede de negócios do Caio Castro, no Shopping West Plaza em São Paulo, abriu as portas para comemorar o 17º aniversário de Enrico, filho de Chitãozinho e Marcia Alves. 

Enrico e o finalista do The Voice Kids Pedro Miranda (Peter Piovesani/Divulgação)

O local foi escolhido pelo próprio aniversariante, ele queria reunir os amigos, mas não queria festa tradicional, então decidiu reunir poucos amigos e família em um local onde todos pudessem se divertir, jogando boliche e curtindo o aniversário.

Compareceram ao aniversário, seguido de bolo e muito doce, Marcia Alves e família, além dos amigos e teens famosos compareceram  Maria Cavalcante, Pedro Miranda, Laura Castro, Any, Stephani Vaz , Henrique Filgueiras, Laura Simoes (filha da Fabiana Karla) e Lara Longuini. A festa foi produzida pela assessora Vanessa Ramos. 

Além do aniversário, Enrico comemora o lançamento do seu clipe Paralisado, que foi ao ar ontem. A música retrata o universo de amigos que acabam se apaixonando, que todo mundo já passou alguma vez na vida, “friend zone”.

Corpo do sertanejo Marciano é velado em São Caetano do Sul, no ABC paulista

Músico que marcou a história da música sertaneja ao lado de João Mineiro morreu aos 67 anos(Foto:Divulgação)

O corpo do cantor sertanejo Marciano, que marcou a história da música sertaneja ao lado de João Mineiro, está sendo velado na Câmara Municipal de São Caetano do Sul. O velório deve seguir até 16h20, quando o corpo segue para o Cemitério das Lágrimas, onde será enterrado.

Marciano morreu aos 67 anos, em sua casa em São Caetano do Sul, São Paulo. A informação foi confirmada na rede social do cantor:

“É com imenso pesar que, em nota, confirmamos o falecimento do cantor Marciano, o Inimitável. Em breve, divulgaremos mais informações. Nesse momento, agradecemos o carinho de todos e pedimos orações à família.”

O cantor, que nos últimos anos usava o título de “O Inimitável”, iniciou a carreira na década de 1970 formando a dupla Marciano e João Mineiro. Juntos, eles fizeram hits como “Ainda ontem chorei de saudade”, “Se eu não puder te esquecer”, entre outras.

O artista também é um dos compositores de “Fio de cabelo”, um dos maiores sucessos da música sertaneja. Com mais de 400 regravações, a canção de 1981 é uma das mais lembrada em bares e karaokês. “Quando a gente canta, o povão canta junto. É emocionante”.

Após a morte de João Mineiro, em 2012, José Marciano gravou um álbum solo intitulado “Inimitável (2013)”. O registro foi feito no Teatro Paulo Machado de Carvalho, em São Caetano do Sul.

Em 2015, iniciou um projeto ao lado de Milionário (ex-dupla de José Rico, que morreu naquele ano). O projeto dos dois foi chamado de “Lendas” e rendeu a gravação de um DVD em 2015, sendo lançado no mercado no ano seguinte.

Sertanejo Marciano, morre aos 67 anos

Cantor fez dupla com João Mineiro, que morreu em 2012(Foto:Divulgação)

O cantor sertanejo Marciano, que marcou a história da música sertaneja ao lado de João Mineiro, morreu aos 67 anos, em sua casa em São Caetano do Sul, São Paulo. O cantor sofreu um infarto fulminante. A informação foi confirmada na rede social do artista:

“É com imenso pesar que, em nota, confirmamos o falecimento do cantor Marciano, o Inimitável. Em breve, divulgaremos mais informações. Nesse momento, agradecemos o carinho de todos e pedimos orações à família.”

Segundo uma amiga da família, o velório acontecerá na Câmara Municipal de São Caetano do Sul. De acordo com o local, o velório começa por volta das 12h e deve seguir até 16h20, quando o corpo segue para o Cemitério das Lágrimas.

O cantor, que nos últimos anos usava o título de “O Inimitável”, iniciou a carreira na década de 1970 formando a dupla Marciano e João Mineiro. Juntos, eles fizeram hits como “Ainda ontem chorei de saudade”, “Se eu não puder te esquecer”, entre outras.

O artista também é um dos compositores de “Fio de cabelo”, um dos maiores sucessos da música sertaneja. Com mais de 400 regravações, a canção de 1981 é uma das mais lembrada em bares e karaokês. “Quando a gente canta, o povão canta junto. É emocionante”, ele lembrou em uma entrevista ao G1 em 2017.

Após a morte de João Mineiro, em 2012, José Marciano gravou um álbum solo intitulado “Inimitável (2013)”. O registro foi feito no Teatro Paulo Machado de Carvalho, em São Caetano do Sul.

Em 2015, iniciou um projeto ao lado de Milionário (ex-dupla de José Rico, que morreu naquele ano). Chamado de “Lendas”, o projeto rendeu a gravação de um DVD em 2015, sendo lançado no mercado no ano seguinte.

O cantor Fabiano Martins, filho de Marciano, lamentou a morte do pai. Nos últimos anos, os dois travaram uma batalha judicial após uma publicação no Facebook. Marciano processou Fabiano por danos morais e pedia indenização de R$ 20 mil.

“Todos que me conhecem sabem da péssima relação que eu tinha com meu pai, mas estou muito triste com essa notícia. Por mais que éramos afastados, mas era meu pai. Morre um dos maiores cantores sertanejo desse país.”

“E é com uma imensa tristeza que informo ao meus amigos que meu pai sofreu um infarto fulminante nessa madrugada e foi morar com Deus. João Mineiro e Marciano ficará eternizado em nossos corações”, disse Fabiano.

Festival Família 2018 no Allianz Park: Coral de Mil Vozes terá participação de Jade e Paula

Um dos eventos mais importantes do mundo, o Festival Família 2018 será realizado no Brasil para celebrar a paz e valores familiares e promete reunir milhares de pessoas no Allianz Park, em São Paulo, no dia 4 de agosto com a participação de nomes consagrados da música gospel como os cantores Thalles Roberto, André Valadão6, Aline Barros e Priscila Alcântara, além do Coral de Mil Vozes, que traz entre seus integrantes para este evento as gêmeas Jade e Paula, a dupla sertaneja que começa a despontar no cenário musical e que agora vive uma experiência inédita na carreira.

A dupla Jade e Paula foi convidada pelo amigo e também cantor Sayder, que hoje vive um momento importante com sua carreira a nível internacional. O Coral de Mil Vozes é regido por Selma Tristão e também é considerado um dos melhores corais do mundo, que gera um peso ainda maior na carreira das irmãs gêmeas que estarão cantando em um coral pela primeira vez.

Segundo a mãe das cantoras, Francisca Campos, as filhas estão se esforçando muito para fazer uma boa apresentação no Festival Família 2018 do Allianz Park dentro do Coral de Mil Vozes. “Elas estão ensaiando muito. Coral é diferente das músicas que elas cantam e entãoestão muito ansiosas, já que nunca cantaram em um lugar importante como Alianz Park”, disse a mãe das irmãs Jade e Paula.

O Festival Família 2018 começa às 12 horas no dia 4 de agosto no Allianz Park em São Paulo. A entrada é gratuita e o público pode colaborar doando um quilo de qualquer alimento não perecível.

Inspiradas em Maiara e Maraísa, irmãs Jade e Paula buscam espaço no meio sertanejo

Jade e Paula (Acervo Pessoal)

Diante as dificuldades apresentadas em um meio tão masculinizado, a dupla Jade e Paula tem motivos de sobra para poder sonhar com um futuro promissor no mundo sertanejo.

As irmãs gêmeas se inspiram muito na carreira de Maiara e Maraísa, por isso acreditam que podem fazer a diferença ao longo do tempo, mas para que esse sonho se realize, elas precisam de um patrocinador que faça a diferença não somente para a carreira da dupla, mas que as ajude a enfrentarem os desafios proporcionados em uma carreira que promete ser longa.

História de vida

A rotina de Jade e Paula não é nada fácil. Elas estudam com toda dedicação possível e quando não estão na escola ensaiam para que os projetos não fiquem parados. As irmãs Jade e Paula tem consciência dos desafios que a carreira impõe e por isso procuram se preparar para enfrentá-los fazendo aulas de violão e informática.

A história musical das jovens cantoras está no DNA, pois os tios e os pais já trilharam esse caminho no passado, e elas querem continuar com esse dom que vem de família. O mais novo trabalho de Jade e Paula é a música ‘Prorrogação’ do compositor José Viegas.

Em um meio complicado, as famosas  e Maraísa conseguiram fazer sucesso e inspirada na história da dupla, Francisca Campos, mãe e empresária da dupla, acredita que suas filhas também podem chegar lá, por isso deposita muita confiança e diz que só precisa de um empurrãozinho para a carreira da dupla deslanche. Jade e Paula fazem alguns shows em eventos na cidade de Mauá, em São Paulo, onde moram.

As gêmeas tem uma história semelhante a da YouTuber  Gabi Luthai, que era focada nos estudos e principalmente na carreira artística. Ela explodiu na época com covers dos grandes cantores sertanejos a partir do Youtube e Ask.Fm, rede social de perguntas que poderiam ser feitos por anônimo ou com perfis públicos. Outro motivo que leva a mãe a acompanhar e apostar no talento das filhas é o fato de saber da paixão que Jade e Paula tem pela música, algo que já vem de família.