Chuva alaga ruas e faz CGE decretar alerta

Ônibus desafia a enxurrada em Francisco Morato, na grande São Paulo (Reprodução)

A chuva forte que atingiu São Paulo e a região metropolitana na tarde desta quinta-feira (13) alagou ruas e avenidas e derrubou árvores. Em Francisco Morato, na grande São Paulo, ruas ficaram interditadas e somente veículos grandes, como ônibus, arriscaram passar pela enchente.

O Corpo de Bombeiros contabilizou durante o temporal 53 quedas de árvores provocadas pela chuva e pelo vento e 14 ocorrências de enchentes. Não há informações de vítimas.

Na Vila Prudente, um morador registrou a enxurrada provocada pela forte chuva na rua José Zappi.

Correnteza em rua da Vila Prudente transformou rua em rio (Twitter/Rádio Trânsito/Reprodução)


O Centro de Gerenciamento de Emergências chegou a decretar estado de alerta para a região do Ipiranga, na zona sul, que durou quase uma hora. Segundo o CGE, houve transbordamento do Córrego Ipiranga, na altura da Praça Leonor Kaupa.

Segundo os meteorologistas, áreas de instabilidade formadas pelo forte calor e a alta disponibilidade de umidade na atmosfera provocaram o temporal.

Veja a previsão do tempo para sábado, domingo e segunda

Formação de temporal no fim da tarde desta sexta-feira (30), na zona sul (Paulo Pinto/Fotos Públicas/Reprodução)

Os meteorologistas do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) indicam que, entre o fim da tarde e o começo da noite deste sábado, o tempo abafado vai gerar novas áreas de instabilidade. Isso deve provocar chuva em forma de pancadas moderadas a forte, com potencial para formação de alagamentos.

Eles alertam que o solo encharcado eleva o risco de deslizamentos de terra nas áreas de encosta. Hoje, a máxima se aproxima dos 27°C e a umidade do ar se mantém elevada, acima dos 60%.

Próximos dias



No domingo (02), as instabilidades se afastam, porém os ventos passam a soprar do quadrante sul, o que vai favorecer o ingresso de umidade e a queda da temperatura. O céu permanece encoberto e a garoa será ocasional.

Por conta do solo encharcado, ainda há pontencial para deslizamentos nas áreas de risco. Mínima de 18°C e máxima de 23°C.

Na segunda-feira (03), céu encoberto a nublado, sensação de frio e eventuais chuviscos. Os termômetros oscilam entre 16°C e 20°C e a umidade do ar será superior a 70%.

Encerrado estado de atenção para alagamentos na Capital

Céu na região da Freguesia do Ó, na zona norte (Nivaldo Lima/SP AGORA)

As chuvas que atuaram com forte intensidade na Capital paulista durante a tarde desta quinta-feira (29), formadas pelo calor e a entrada da brisa marítima, começam a perder força. Imagens do radar meteorológico mostram precipitação moderada, com pontos leves, apenas nas Zonas Leste e Norte.

O mesmo quadro é observado nos municípios de Suzano, Mauá, Santa Isabel e Mogi das Cruzes. De acordo com os meteorologistas do CGE, as próximas horas seguem com tempo instável, com chuvas atuando de forma fraca e isolada. A temperatura é de 22°C e para a madrugada são esperados 19°C.

Término do estado de atenção para alagamentos

Zona Oeste, das 16h40 às 17h40

Centro, das 16h40 às 17h40

Zona Sul, das 15h50 às 17h40

Zona Sudeste, das 15h50 às 17h40

Zona Leste, das 15h50 às 17h40

Marginal Pinheiros, das 15h50 às 17h40


Metrô

Todas as linhas operam normalmente.

Após temporal de domingo e mais de dois mil raios, veja previsão

Avenida Pacaembú, na zona oeste, durante chuva no fim da tarde de domingo (30) (SPAgora)

A chuva forte que atingiu São Paulo neste domingo (30) provocou alagamentos, derrubou árvores e gerou 2.270 raios na região metropolitana. O temporal levou o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) a colocar todo o município em estado de atenção.

A chuva forte, espalhada pela capital, durou cerca de duas horas. 

Rua do bairro do Limão, na zona norte, intransitável por causa de alagamento (Valdecy Messias/Facebook/Reprodução)

Segunda-feira

A segunda-feira (1) começou nublada na capital paulista, mas o sol deve aparecer entre nuvens e as temperaturas sobem, segundo o CGE.  A máxima prevista é de 31°C.

No final da tarde a nebulosidade aumenta e retornam as condições de chuvas na forma de pancadas para a Grande São Paulo.

Terça e quarta

Os próximos dias devem apresentar sol entre nuvens e temperaturas em elevação, com chuvas na forma de pancadas concentradas no final da tarde.

A terça-feira (02) terá mínima de 17ºC e máxima de 32ºC, novamente com possiblidade de chuva forte no fim do dia.

*com informações do CGE


Chuva forte coloca capital em estado de atenção para alagamento

Chuva forte atingiu a região da Barra Funda, na zona oeste, pouco depois das 16h (SPAGORA)

A chuva forte que atingiu São Paulo na tarde deste domingo (30) colocou a capital paulista em estado de atenção para alagamentos. No meio da tarde, a Defesa Civil alertou por meio de SMS que chovia na zona sul da cidade, com ventos, o que atingiu também municípios da região metropolitana.

O alerta que, inicialmente, era restrito para algumas regiões e marginais Tietê e Pinheiros foi estendido para toda capital logo depois das 16h. 

Antes da chuva cair, o sol apareceu entre nuvens e provocou aumento da temperatura. As estações meteorológicas do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) registraram 29 graus.

Também teve chuva forte no litoral. Segundo a Defesa Civil, temporais atingiram principalmente Peruíbe e São Vicente. Em Mogi das Cruzes, na grande São Paulo, também choveu forte.

Segunda e terça-feira

Os próximos dias devem apresentar sol entre nuvens e temperaturas em elevação, com chuvas na forma de pancadas concentradas no final das tardes. 

Na segunda-feira (01), o sol aparece entre nuvens e eleva as temperaturas no decorrer do dia. Os termômetros variam entre 18°C e 31°C. No final da tarde a nebulosidade aumenta e retornam as condições de chuvas na forma de pancadas para a Grande São Paulo.

A terça-feira (02) segue com sol entre nuvens e temperaturas em elevação. As mínimas oscilam em torno dos 17ºC, enquanto as máximas podem superar os 32ºC. No final da tarde a nebulosidade aumenta e há condições para chuvas na forma de pancadas.

*com informações do CGE

Depois de temporais, veja previsão do tempo para São Paulo

Formação de nuvens no interior de São Paulo (Reprodução)

A chuva deu uma trégua a partir do início da tarde desta quinta-feira (20) sobre a região da Grande São Paulo e da Capital. As precipitações se intensificaram sobre o sul mineiro e Vale do Paraíba e, posteriormente, se deslocaram para o oceano, para o litoral do estado paulista, onde se formou uma área de baixa pressão atmosférica.

Este sistema se conectou com uma frente fria sobre o Atlântico Sul e provoca chuvas fortes sobre o estado de São Paulo e Sul de Minas Gerais. O fluxo de ar quente e úmido da região Centro-Norte do País contribuiu a formação de áreas de instabilidades.

Hoje a temperatura máxima ficou em torno dos 23.1°C e os menores percentuais de umidade, acima dos 50%.

Fim de semana

Dois sistemas de baixa pressão atmosférica são os responsáveis pelos temporais sobre os estados do Sul do Brasil e São Paulo. O primeiro no Sul e outro na costa leste paulista. Associado a esses sistemas meteorológicos, ventos quentes e úmidos da região centro-norte do País em direção ao leste paulista.

Na sexta-feira (21) ainda há previsão de chuvas na madrugada e no período da manhã, mas que aos poucos diminuem, em função do afastamento rápido das instabilidades. A temperatura mínima fica em torno dos 17° e a máxima não supera os 23°C, enquanto as taxas de umidade do ar permanecem elevadas, acima dos 60%.

No sábado (22), ainda chove de forma intermitente na madrugada, porém com menor intensidade. Aos poucos as instabilidades se afastam de São Paulo deixando o tempo estável no final de semana. Mínima de 17°C e máxima em torno dos 26°C, com taxas de umidade do ar entre 42% e 90%

*com informações do CGE