Whatsapp limita uso para quem não aceitar nova política de privacidade

Nova política entra em vigor dia 15 de maio
(Arquivo/Reprodução)

O WhatsApp publicou uma página oficial explicando o que irá acontecer com os usuários que não aceitarem sua nova política de privacidade, prevista para entrar em vigor no dia 15 de maio.

Segundo o site, quem não aceitar a nova política poderá receber ligações e notificações, “por um breve período”, sem detalhes de quanto tempo isso irá valer. Por outro lado, o envio e leitura de mensagens ficará totalmenterestrito. A conta não será apagada e as pessoas ainda poderão concordar com os novos termos após a data de vigência, de acordo com a página de suporte do aplicativo.

Notíciasrelacionadas

A nova política de privacidade vale somente para conversas com empresas. A companhia afirma que todas as mensagens – texto, áudio, vídeo e imagens – são criptografadas de ponta a ponta, significando que somente o remetente e o destinatário podem ver a mensagem.

O aplicativo ressalta que não mantém registros sobre com quem os usuários estão conversando e que não compartilha listas de contatos com o Facebook, pontos vistos como preocupações de parte dos usuários.

A nova política de privacidade, porém, deixa de garantir a proteção da criptografia em conversas com contas comerciais, aquelas usadas por empresas. Já que as grandes varejistas não usam um celular para responder os clientes e sim ferramentas que gerenciam os chats. Como existe um terceiro armazenando e gerenciando interações, o aplicativo não consegue garantir a criptografia de ponta a ponta nas conversas.

Por TV Cultura

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eu concordo com os Termos e Condições e Política de Privacidade.

Notícias relacionadas

Orelhas & Tiaras

Mais - recentes

São Paulo