Obrigado a pagar passagem, idoso poderá receber bilhete único em casa

A Prefeitura de São Paulo informou, hoje (18), que vai enviar um novo cartão do Bilhete Único Comum para a casa dos idosos com idade entre 60 e 64 anos, que atualizarem seus dados no site da empresa, a partir do dia 19 de janeiro. Por decisão do prefeito Bruno Covas (PSDB), os passageiros nesta faixa etária perderam o direito de viajar de graça.

O acesso para a atualização também estará disponível na terça-feira (19).  O Bilhete Único Especial da Pessoa Idosa com menos de 65 anos será cancelado a partir de 1º de fevereiro. A gratuidade está mantida para pessoas com 65 anos ou mais.

Os passageiros com idade entre 60 e 64 anos devem atualizar seu cadastro no site http://bilheteunico.sptrans.com.br/cadastro.aspx, conferir seus dados e selecionar a opção de receber o novo cartão em casa. O prazo de envio por Correio é de até 10 dias, sem custo para o passageiro.    

“Quem não quiser receber o novo cartão do Bilhete Único Comum em casa terá que fazer a atualização do cadastro no site da SPTrans e optar por retirar o novo cartão em qualquer um dos 28 postos dos terminais de ônibus”, informa o comunicado.  

Prioridade de atendimento nos terminais  

Os passageiros que têm entre 60 e 64 anos terão atendimento especial em todos os 28 terminais. Das 9h às 11h, todos os dias da semana, esses passageiros terão prioridade total em todos os guichês. É importante esclarecer que esse público também será atendido normalmente durante todo o expediente, das 6h até as 22 horas. A SPTrans recomenda que se evite o horário de pico e que seja respeitada a marcação no solo dos terminais para manter o distanciamento social. O uso de máscaras é obrigatório para todos.  

Para melhorar o atendimento, em todos os postos de grande movimentação haverá triagem com funcionários capacitados para auxiliar o passageiro entre 60 e 64 anos que tiver dúvidas sobre atualização cadastral, emissão de Bilhetes e compra de créditos.

A SPTrans também vai oferecer serviço de agendamento para quem quiser optar pela retirada do cartão em dois terminais: Parque D. Pedro II e Lapa. Nesses locais, o passageiro poderá agendar no site da SPTrans, a partir de 19 de janeiro, o dia e horário para retirada do seu cartão, após ter feito atualização do seu cadastro. Vale ressaltar que a SPTrans está implantando o projeto piloto para agendamento dos atendimentos nos postos descentralizados e à medida que o projeto for avançando novos postos também disponibilizarão o serviço agendado.

Passo a passo para atualizar o cadastro

• Acesse o site http://bilheteunico.sptrans.com.br/cadastro.aspx
• Crie login e senha para acesso  
• Preencha o formulário com RG e CPF
• Confirme ou atualize seu endereço
• Envie os documentos necessários (opção de tirar foto e enviar).  
• Após a conclusão do cadastro e aprovação da foto (tudo online), escolha opção para receber em casa ou escolher a opção de retirar em um Posto de Atendimento, localizados em 28 terminais.
• No caso dos terminais Parque D. Pedro II e Lapa, é possível agendar um horário e dia para retirada do novo cartão, a partir de 19 de janeiro.

Operação combate fraudes em cartões de transporte

Por Daniel Mello

(Arquivo)


As polícias Militar e Civil fizeram hoje (3) uma operação para combater fraudes nos cartões de transporte público na Grande São Paulo. Foram realizadas quatro ações simultâneas nos terminais de ônibus em Perus e na Armênia, zona norte paulistana; em Carapicuíba, parte oeste da região metropolitana, e em Santo André, no Grande ABC.

Foram detidas 29 pessoas, incluindo dois adolescentes. Os policiais apreenderam também 1,2 mil cartões de bilhete único, usado na capital, e do cartão BOM, aceito nas linhas intermunicipais da Grande São Paulo. Os presos tinham com eles R$ 4 mil em espécie e quatro notebooks.

Segundo o tenente da Polícia Militar Diego Franchi Lemes, a partir das prisões em Perus, os policiais conseguiram chegar a uma espécie de central de clonagem de cartões. A operação de hoje foi organizada a partir de uma ação prévia da inteligência da PM. “A Polícia Militar, há cerca de dez dias, começou a fazer o monitoramento dos indivíduos e identificação do modus operandi”, disse o tenente Lemes.

Crédito falso

Com o uso de um programa específico, o grupo conseguia colocar crédito falso nos cartões, que eram revendidos a um preço menor a usuários do transporte, informou o delegado Carlos Henrique Ruiz. De acordo com ele, o material apreendido será periciado para definir em quais crimes os envolvidos podem ser enquadrados.

Na segunda-feira (30), a prefeitura de São Paulo bloqueou os créditos acima de R$ 43 dos cartões de bilhete único sem identificação. Para usar acima desse limite, os passageiros devem fazer um cartão personalizado. Segundo a administração municipal, a intenção é reduzir as fraudes no sistema.

Bilhete Único pode ser recarregado pelo WhatsApp

Lucas Scatolini/Agência Brasil

(Arquivo)

O Banco do Brasil anunciou hoje (27) ferramenta que permite ao usuário de transporte público de São Paulo carregar créditos no cartão de transporte coletivo da cidade – o Bilhete Único – pelo aplicativo de mensagens WhatsApp. O convênio para o serviço acaba de ser firmado com o consórcio de empresas de transporte coletivo paulista SPTrans.

A solução utiliza inteligência artificial para estabelecer a interação com o usuário. Para usar o canal, o cliente deve adicionar em seus contatos o número do Banco do Brasil – 4004-0001, cadastrar o celular para movimentações financeiras e solicitar a recarga por meio de palavras-chave como Recarga, ‘-Bilhete Único ou Bilhete Único SPTrans. A interação ocorrerá por meio de um assistente cognitivo.



A possibilidade de fazer a recarga por meio dos canais da instituição foi lançada no final de 2016. Em outubro deste ano, foi constatado que o total de créditos transferidos para o cartão da SPTrans com a utilização do aplicativo do Banco do Brasil chegou R$ 3,9 bilhões – o que representa um incremento 45% sobre o total verificado em janeiro de 2018.

A instituição acredita que com o uso do aplicativo deve ocorrer evolução no serviço. “A expectativa é de que a quantidade de recargas aumente em, pelo menos, 20%”, informou o banco, em nota à imprensa.