Motoristas e cobradores começam a ser vacinados hoje

(Rovena Rosa/Agência Brasil)

Os motoristas e cobradores do transporte coletivo de São Paulo começam, hoje (18), a ser vacinados contra a covid-19. São esperados cerca de 47.700 profissionais deste grupo. Para receber a dose, a Prefeitura da Capital informa que é preciso apresentar um documento de identificação (preferencialmente CPF), além de um documento comprovante de vínculo empregatício, como crachá ou holerite.

Nesta terça-feira, os oito mega postos estarão aplicando a primeira dose da vacina (Pfizer e AstraZeneca), assim como as 468 UBSs, que também vão aplicar a primeira e a segunda doses, em todos os grupos descritos no Instrutivo nº 21 da campanha de imunização.

A SMS recomenda que a ida aos locais de vacinação aconteça de maneira gradual, evitando aglomerações nos postos e com o pré-cadastro no site Vacina Já preenchido, para agilizar o tempo de atendimento. Basta inserir dados como nome completo, CPF, endereço, telefone e data de nascimento para concluir o cadastro.

A vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades acima de 18 anos (que foi retomada nesta segunda-feira (17) continuará amanhã (terça-feira, 18) e quarta-feira (19). Após essa data, a vacinação deste grupo estará sujeita a disponibilidade deste imunizante, devendo a UBS manter lista de espera para convocação.

Essas pessoas precisam apresentar documento de identificação (preferencialmente CPF) e comprovante de condição de risco (exames, receitas, relatório ou prescrição médica), contendo o CRM do médico. As puérperas também precisam apresentar a certidão de nascimento do bebê. São consideradas comorbidades doenças cardiovasculares, diabetes, pneumopatias crônicas, cirrose hepática, obesidade mórbida e casos de hipertensão. O detalhamento encontra-se nesta lista, disponibilizada na página Vacina Sampa.

A VACINAÇÃO NA CIDADE NESTA TERÇA-FEIRA:

– 468 Unidades Básicas de Saúde (UBS) 
Horário: De segunda a sexta, das 7h às 19h 
Veja os endereços nos seguintes links: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/saude/2021_03_19_Relacao_UBS_para_Vacinacao_Covid.pdf ou http://buscasaude.prefeitura.sp.gov.br

– AMA/UBS Integradas
Funcionamento: 7h às 19h, inclusive aos sábados e feriados. 
Veja aqui a lista com os endereços: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/saude/2021_04_30_UBS_AMA_UBS_Integrada_Vacina_covid19_sabados_feriados_pdf.pdf

– Oito Mega Postos
Funcionamento: 8h às 17h

1) SHOPPING ARICANDUVA
Avenida Aricanduva, 5.555, Estacionamento Auto Shopping Acesso pelo Portão P4, Aricanduva

2) FACULDADE SANTA MARCELINA
Rua Cachoeira Utupanema, 40 – Itaquera

3) UNISA SANTO AMARO
Rua Isabel Schmidt, 349

4) CENTRO EMPRESARIAL DE SÃO PAULO
Av. Maria Coelho Aguiar, 215 – Acesso pelo Terminal João Dias ou Metrô Giovanni Gronchi

5) CLUBE HEBRAICA
Rua Ibianópolis, 781

6) ALLIANZ PARQUE
Av. Francisco Matarazzo, 1.705

7) CLUBE PAULISTANO
Rua Honduras, 1.400

8) LIONS CLUB VILA MATILDE
Rua Cel. Luis Gonzaga Azevedo, 11

*com Pref. de São Paulo

Após ameaça de greve, Estado vai vacinar motoristas e cobradores

(Rovena Rosa/Agência Brasil)

O Estado de São Paulo disse hoje (20) que vai vacinar motoristas e cobradores de ônibus municipais e intermunicipais de São Paulo. O anúncio ocorre um dia após a categoria ameaçar uma paralisação.

O início da imunização está previsto para 18 de maio. Segundo o Governo do Estado, a estimativa é de que 165 mil profissionais do setor recebam a proteção.

“Estamos esperando e sempre contamos com mais vacinas. Há alguma sinalização do Ministério da Saúde, mas contamos que a Fiocruz entregará as suas vacinas e, portanto, estaremos cumprindo esse cronograma e avançando em faixas etárias”, afirmou Regiane de Paula, Coordenadora Geral do Programa Estadual de Imunização.

CPTM e Metrô

Durante entrevista coletiva, o governador de São Paulo, João Doria, disse que profissionais do Metrô e da CPTM também vão começar a ser vacinados no próximo mês. No dia 11 de maio, começam a ser vacinados os funcionários da segurança, manutenção, limpeza e agentes de estação com 47 anos ou mais. Também poderão receber a dose todos os operadores de trem, independentemente da idade.

Ao todo, serão cerca de 10 mil pessoas.

Ônibus: Após greve, todas as linhas voltam a operar

Movimento no Terminal Barra Funda, por volta de 19h, era tranquilo (SP Agora)

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de São Paulo anunciou, durante a tarde, o fim da greve que afetou, nesta sexta-feira (6), o transporte de ônibus da capital. O presidente do sindicato informou, em um palanque, que os pedidos da categoria foram atendidos.

“Quarta-feira, dia 11, o PLR (Participação nos Lucros e Resultados) de vocês estará na conta”, festejou Valdevan Noventa.

Motorista e cobradores em frente a Prefeitura de São Paulo
(Denis Glauber/Sind. Motoristas e Cobradores)

Segundo a SPTrans, todas as linhas e terminais operavam normalmente no começo da noite.

Rodízio e Área Azul ficaram suspensos hoje. As restrições de circulação nas faixas exclusivas e corredores de ônibus vigoram normalmente, conforme orientação da sinalização local.

*Atualizado às 19h50

https://www.facebook.com/SindmotoristasSP/videos/502665900499117/?__xts__[0]=68.ARCO9Utju6RbStIacLgWtJcdqUGEoXWLHenSkxXl_eEBXKBek37gu0YoHDZ0hu1k2IKf1eN3ik2a-SVXvfkVFZ8GbWe_p_lY7D02HQwfyncR8Et2gof91ALRwm6Mn03zgH_3dbqi–MzBjtYYTukvSFUER8Tcf9JUNefLu1SJd_d-EdaYZiGTYSADrkaQTin1TYrXoyRKi6S97SViAsTcGCMnhaZmBG8ECJSebQWeGRbwgevDfaOsc8tmma_nUmmXJvJh1ottk1RYOjnIxXWK8um_m0B7hn4GoJDbPkSdPuQ1XrPwfoxQB8Eqjdb5BklGHn9Nh6saeldLm7HSGhQb-1ZK8RQ8riIl-Bmlw&__tn__=-R

Greve de ônibus preocupa volta para casa do paulistano

Ônibus estacionados perto da Prefeitura, no Centro da capital
(Sindicato dos Motoristas e Cobradores/Reprodução)

Uma paralisação dos motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo na tarde desta quinta-feira (5), complica a volta para casa dos paulistanos. Segundo a SPTtans, o protesto afeta os terminais A. E. Carvalho, Água Espraiada, Bandeira, Campo Limpo, Capelinha, Jardim Ângela, Lapa, Mercado, Parque Dom Pedro II, Pinheiros, Princesa Isabel, Sacomã, Santo Amaro, São Miguel, Sapopemba, Varginha e Vila Carrão.

No Facebook, representantes do Sindicato da categoria informam que uma assembléia às 16h decidiria sobre os destinos da paralisação. Motoristas e cobradores protestam contra a possibilidade de redução da frota que atende a cidade.

Durante a tarde, além dos terminais, ônibus fecharam corredores na área central e funcionários fizeram uma caminhada até a porta da Prefeitura.

https://www.facebook.com/SindmotoristasSP/videos/925890237763809/?__xts__[0]=68.ARDJKcLSKGxLZG7OHYGk97uUSh7Po0h200xotE-aGKZlF_qF0T90OXnIsBRg3M5kt5trxA5i3foiCJO1fFBp1a76e8LWaMYr7zHBDiRogVWlqnJXAWT9fq5Iv075vEUZ21HKabij8-r8kJc4NuBPRDSxCWZSZIbXtk4ABkpQKRaUysFE-pXvo8Ck7NEofrWzJsZrHOcBzLL8CH8C0ixA5O1jzMD6NxfCw5IdMPcv5nlYApeYbtryDxH-lhKR5FI4O604rUMrAL0lJovf3T-_oC7mqUGiUhLX2P7MpSQh707PC6XBGxTcrDFPjfEn9pjRi70ByIM5cG8hCsU3jIfe1aW5kQMdXmh4y5FVlw&__tn__=-R
https://spagora.com.br/trem-da-cptm-produzido-na-china-chega-a-santos/

Paralisação de ônibus prevista para hoje foi suspensa

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de São Paulo suspendeu a paralisação que estava prevista para 9h de hoje (31). A decisão, tomada em assembléia, ocorreu depois que a Secretaria de Mobilidade e Transportes publicou “uma portaria suspendendo todas as possibilidades que permitiam que a partir de 02 de setembro, os ônibus padrons e convencionais novos fossem inseridos no subsistema estrutural (linhas que passam pela região central) sem o posto do cobrador”, informou o Sindicato.

Na segunda-feira (29), seis mil trabalhadores se reuniram para discutir o tema e aprovaram a paralisação. Com a decisão da Prefeitura de discutir melhor o tema, os sindicatos que representam a categoria optaram por cancelar a manifestação.

https://www.facebook.com/SindmotoristasSP/videos/2932087410198379/

Motoristas e cobradores de ônibus anunciam paralisação

Por  Bruno Bocchini 

Paralisação foi decidida durante assembléia da categoria
(Sindicato dos Motoristas e Cobradores de SP/Reprodução)

Motoristas e cobradores do transporte coletivo da capital paulista decidiram hoje (29), em assembleia da categoria, que farão uma paralisação de três horas nos terminais de ônibus na manhã de quarta-feira (31). Segundo o Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo, os ônibus deixarão de circular a partir das 9h. 

A decisão dos motoristas e cobradores de ônibus é um protesto contra o que o sindicato classificou de “desmonte” do sistema de transporte público pelo prefeito da capital, Bruno Covas. “A preocupação no meio da categoria cresce na medida em que o prefeito Bruno Covas coloca em prática o “desmonte” do sistema de transporte público, com a redução da frota de ônibus, restruturação das linhas estruturais e locais, bem como, a extinção da função do cobrador”, destacou em nota, o sindicato.

Além da paralisação, a categoria decidiu fazer na quarta-feira à tarde uma passeata pelas principais vias da capital paulista, passando pela Avenida Paulista e Rua da Consolação, deslocando-se até a sede da prefeitura, no centro da cidade. 

Em nota, a prefeitura informou que acompanha a movimentação do sindicato e disse que “fará todos os esforços para garantir o deslocamento da população”.

Ônibus: Comissão quer evitar demissão de cobradores

(Heloísa Ballarini/Prefeitura de SP/Reprodução)

A Prefeitura de São Paulo publicou nesta terça-feira (25) no Diário Oficial da Cidade a constituição de uma comissão para desenvolver um projeto de requalificação dos cobradores de ônibus e garantir que não haja demissões desses trabalhadores.

O grupo será composto por representantes da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT), São Paulo Transportes S.A. (SPTrans), Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo (SindMotoristas) e Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (SPUrbanuss).

Com o avanço da tecnologia e cobrança automática das tarifas no transporte coletivo, apenas 5% dos passageiros fazem o pagamento em dinheiro. O cronograma de renovação da frota prevê a aquisição, por parte das empresas, de mais ônibus sem o posto de cobrador. Atualmente, mais de 40% dos veículos do sistema já circulam com essa configuração.

A partir dessa comissão, serão criados mecanismos e será fortalecida a transição dos cobradores para outras atividades como fiscalização, manutenção e administração. Não haverá demissão desses profissionais.

A portaria SMT.GAB 087/19 prevê a apresentação de um projeto por parte da comissão em 90 dias.

*Conteúdo da Prefeitura de SP