Capital terá postos de vacinação contra covid-19 na CPTM, Metrô e Terminais

(Arquivo/Mastrangelo Reino/Gov. do Estado de SP)

O governo de São Paulo anunciou hoje (12) que vai ampliar o número de postos de vacinação contra a covid-19 na capital paulista. Os postos serão instalados em estações do Metrô, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU).

A partir de amanhã (13), as pessoas aptas à imunização poderão se vacinar em quatro estações da CPTM: Guaianases ( Linha 11-Coral), São Miguel Paulista, Jardim Helena-Vila Mara e Itaim Paulista, na Linha 12-Safira. Também haverá postos de atendimento na estação Corinthians-Itaquera (Linha 3-Vermelha do Metrô) e no Terminal de Ônibus São Mateus da EMTU. O funcionamento será das 9h30 às 17h.

A partir do dia 17 de maio a vacinação também estará disponível nas estações República, Pinheiros e Butantã, da Linha 4-Amarela do Metrô. Para agilizar o atendimento no dia da vacinação, é indicado que seja feito um pré-cadastro no site Vacina Já. É necessário informar nome completo, CPF, data de nascimento, endereço completo e telefone.

Vacinação

Pessoas com idades entre 45 e 49 anos de idade e que tenham comorbidades poderão ser vacinadas contra a covid-19 a partir do dia 21 de maio. A informação foi dada hoje (12) pelo governo paulista.

Neste mesmo dia serão vacinadas pessoas com deficiência permanente dessa mesma faixa etária (45-49 anos) e que estejam cadastradas para receber o Benefício de Prestação Continuada de Assistência Social (BPC).

O governo paulista espera vacinar 670 mil pessoas com idades entre 45-49 anos e que tem comorbidades e mais 25 mil pessoas com deficiência permanente e que recebem o BPC.

Ao comparecer ao posto de saúde, qualquer pessoa com comorbidades que faz parte das faixas etárias já anunciadas deve apresentar comprovante da condição de risco por meio de exames, receitas, relatório ou prescrição médica. Os cadastros previamente existentes em Unidades Básicas de Saúde (UBS) também podem ser utilizados.

Já as pessoas com deficiência permanente precisam apresentar o comprovante do recebimento do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC).

Relação de comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde 

• Doenças Cardiovasculares
• Insuficiência cardíaca (IC)
• Cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e Hipertensão pulmonar
• Cardiopatia hipertensiva
• Síndromes coronarianas
• Valvopatias
• Miocardiopatias e Pericardiopatias
• Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
• Arritmias cardíacas
• Cardiopatias congênitas no adulto
• Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
• Diabetes mellitus
• Pneumopatias crônicas graves
• Hipertensão arterial resistente (HAR)
• Hipertensão arterial – estágio 3
• Hipertensão arterial – estágios 1 e 2 com lesão e órgão-alvo e/ou comorbidade
• Doença Cerebrovascular
• Doença renal crônica
• Imunossuprimidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pessoas com câncer)
• Anemia falciforme e talassemia maior (hemoglobinopatias graves)
• Obesidade mórbida
• Cirrose hepática

Insumos

Hoje (12), em entrevista coletiva, o governador de São Paulo, João Doria, voltou a dizer que há dificuldade na liberação de insumos da China para o Brasil.

Segundo Doria, 10 mil litros de insumos para a fabricação da vacina CoronaVac, que é produzida pelo Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac, já estão prontos para o embarque para o Brasil, faltando apenas a liberação e autorização do governo chinês para que elas cheguem ao país. A quantidade de insumos seria suficiente para a produção de 18 mil doses de vacinas, informou o governador.

De acordo com ele, o governo paulista tem conversado com a Embaixada da China para tentar resolver esses problemas. Hoje pela manhã, ele disse ter conversado pessoalmente com o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, solicitando ajuda para a liberação desses insumos para o Brasil. “A China é o país que mais está ajudando a salvar a vida dos brasileiros, já que tanto a Coronavac, como a AstraZeneca dependem de insumos produzidos lá”, disse o governador.

Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil 

BRT ABC ligará três cidades ao Metrô e à CPTM

BRT ABC será conectado ao Metrô e a CPTM (Divulgação)

O Governo do Estado de São Paulo apresentou, ontem (7), o projeto do BRT ABC, um sistema de transporte rápido que conectará com ônibus, via corredor exclusivo, os municípios de São Paulo, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo e Santo André. Serão investidos, exclusivamente pela iniciativa privada, um total de R$ 859 milhões no novo modal de transporte metropolitano que terá capacidade para transportar 115 mil pessoas por dia e permitirá avanços importantes em mobilidade urbana na região, segundo o Estado.

“Uma iniciativa que exigiu estudos, planejamento, análises, para permitir que com essa alternativa, com esse modal, oferecêssemos o menor tempo possível ao menor investimento viável e, principalmente, em um tempo reduzido de implantação”, destacou João Doria, governador do Estado.

O projeto do BRT ABC prevê 18 quilômetros de via expressa, com 20 paradas, três terminais e uma frota de 82 ônibus elétricos, com ar-condicionado, silenciosos e não poluentes, articulado, com 23 metros. O sistema de integração dos municípios da região do ABC com a capital fará o trajeto de ponta a ponta, do terminal São Bernardo ao Terminal Sacomã, na capital, em 40 minutos na modalidade expressa. Além do bilhete expresso que dará a opção do passageiro fazer menos paradas, haverá duas outras opções, tradicional e semiexpressa.

Lançamento BRT ABC
João Doria, governador de São Paulo, durante anúncio do BRT ABC (Divulgação)

A obra será iniciada após a conclusão do projeto executivo em andamento, com previsão de entrega e operação total em 2023. A empresa Metra será a responsável pela implantação e gerenciamento e terá direito a 25 anos de exploração da concessão. O sistema se conectará a CPTM, Metrô, Expresso Tiradentes, linhas da SPtrans e ao Corredor ABD. Na Estação Tamanduateí o passageiro terá a opção de acessar a Linha 2-Verde do Metro ou a Linha 10-Turquesa da CPTM, de lá o passageiro tem a opção de seguir até a estação Sacomã, integrando também ao Expresso Tiradentes.

Além de ser uma nova opção aos trabalhadores do ABC que se deslocam até a capital, o novo modal de transporte atenderá especialmente aos estudantes do Grande ABC. O BRT ABC passará pelo Instituto Mauá, Fundação Santo André, Fundação ABC entre outras universidades.

“O BRT ABC vai levar os passageiros de modo eficiente e absolutamente coerente com a demanda da região, de acordo com os estudos de origem-destino realizados. Todos o investimentos da implementação serão feitos pela iniciativa privado, fiscalizados pelo estado”, comentou o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy. “Esperamos que em 2022 tenhamos o BRT ABC operacional para a população”, pontuou Baldy.

Deslocamento rápido e seguro

O BRT ABC vai oferecer aos passageiros deslocamento rápido e seguro. Os ônibus irão se deslocar em faixas exclusivas, sem qualquer interferência de outros veículos ou do trânsito nas vias. Semáforos inteligentes serão capazes de identificar os ônibus do BRT ABC, priorizarão a abertura, fazendo com que não fiquem esperando parado no farol.

O conforto e a acessibilidade estão presentes em todo projeto. O piso será em nível da plataforma, facilitando o embarque e desembarque de passageiros; especialmente crianças, idosos e pessoas com deficiência. O pagamento da passagem será nas estações para evitar filas e diminuir o tempo de paradas.

*Com Gov. do Estado de SP

CPTM fará viagens diretas de Jundiaí a Rio Grande da Serra

Trem da CPTM (Governo do Estado de SP)

A partir de hoje (4) a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos disponibiliza trens que vão direto de Jundiaí, ao norte da Grande São Paulo, até Rio Grande da Serra, no sudeste da região metropolitana. A mudança elimina a necessidade de baldeações na Estação Brás.

O novo percurso tem duração estimada de 2 horas e 8 minutos e percorre 31 estações, das linhas 7 – Rubi e 10 – Turquesa. Segundo o secretário estadual de Transporte Metropolitanos de São Paulo, Alexandre Baldy, a alteração atende a uma demanda antiga dos usuários do sistema. “O Serviço 710 irá atender esse pedido tão justo e importante”, enfatiza.

A mudança também deve reduzir o tempo de espera nas estações. Entre as estações Francisco Morato (Linha Rubi) e Mauá (Linha Turquesa), onde o fluxo de passageiros é maior, a previsão é que o intervalo entre os trens fique em média em 6 minutos. Nas pontas das linhas, o tempo entre uma composição e outra deve ficar em média em 12 minutos.

Por Daniel Mello, da Agência Brasil

Após ameaça de greve, Estado vai vacinar motoristas e cobradores

(Rovena Rosa/Agência Brasil)

O Estado de São Paulo disse hoje (20) que vai vacinar motoristas e cobradores de ônibus municipais e intermunicipais de São Paulo. O anúncio ocorre um dia após a categoria ameaçar uma paralisação.

O início da imunização está previsto para 18 de maio. Segundo o Governo do Estado, a estimativa é de que 165 mil profissionais do setor recebam a proteção.

“Estamos esperando e sempre contamos com mais vacinas. Há alguma sinalização do Ministério da Saúde, mas contamos que a Fiocruz entregará as suas vacinas e, portanto, estaremos cumprindo esse cronograma e avançando em faixas etárias”, afirmou Regiane de Paula, Coordenadora Geral do Programa Estadual de Imunização.

CPTM e Metrô

Durante entrevista coletiva, o governador de São Paulo, João Doria, disse que profissionais do Metrô e da CPTM também vão começar a ser vacinados no próximo mês. No dia 11 de maio, começam a ser vacinados os funcionários da segurança, manutenção, limpeza e agentes de estação com 47 anos ou mais. Também poderão receber a dose todos os operadores de trem, independentemente da idade.

Ao todo, serão cerca de 10 mil pessoas.

Movimento no sistema de trens e metrô cai 62% na fase emergencial

O número de pessoas que utilizam transporte público caiu em 62% no estado de São Paulo durante a fase emergencial. A informação foi divulgada por Rodrigo Garcia, vice-governador do estado, em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (19).

“O movimento diário que, antes da quarentena, era de mais de 10 milhões de pessoas, agora é de menos de 4 milhões de pessoas”, afirmou Garcia, que ainda ressaltou que 100% da frota de trens continua funcionando. “Isso custa aos cofres públicos, mas é um custo necessário para que a gente possa estimular o distanciamento social”, disse.

Por TV Cultura

CPTM anuncia leilão de trens antigos

(Reprodução)

A CPTM realiza o primeiro leilão de materiais inservíveis do ano dia 26 de fevereiro. Os leilões de materiais usados da CPTM, como trens antigos e fora de uso e sucata, já são bastante tradicionais no meio ferroviário – são cerca de quatro por ano, onde são negociados grandes lotes de dormentes, trilhos e outros materiais que em sua grande maioria são destinados à indústria de reciclagem. A previsão é que a CPTM arrecade nesse leilão cerca de R$ 10 milhões com a venda de todos os lotes.

Em 2020, a companhia inovou os leilões com lotes compostos de apenas um carro ferroviário, visando atrair colecionadores e empresas interessadas em espaços comerciais inspirados no tema ferroviário. Em 2021, a CPTM manterá a prática com 15 lotes com carros ferroviários unitários com lance mínimo de R$ 43.592,00 cada lote.

Serão sete lotes com composições do antigo modelo 1700, que prestou serviço na Linha 7-Rubi entre 1987 e 2019, era conhecido como um dos mais rápidos da época e tinha o espaço interno como um dos principais diferenciais.

Já o modelo 2100, da fabricante espanhola CAF e que foi adquirido pela CPTM em 1998, fará parte de oito lotes. O modelo atendeu a Linha 10-Turquesa até 2019, quando a CPTM modernizou a frota da linha para trens das séries 7000 e 7500, mas alguns trens do modelo 2100 ainda circulam pela linha, atendendo o Expresso 10.

Por Gov. do Estado de SP

CPTM: 4 pessoas são feridas a faca durante discussão em trem

Um homem esfaqueou quatro pessoas e quase foi linchado dentro de um trem da CPTM, na Zona Leste de São Paulo. O bate-boca que por pouco não terminou em morte começou no início da noite desta quinta-feira (4) em uma composição da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos da linha 12- Safira, que liga o Brás, na Zona Leste, a Calmon Viana, em Poá, na região metropolitana.

A briga começou entre dois homens e teria sido motivada por causa de uma disputa por assento. Descontrolado, um dos envolvidos sacou uma faca com cerca de 10 centímetros  e feriu o outro rapaz. Uma mulher que estava ao lado do jovem também foi atingida.

Dois agentes da CPTM que estavam no vagão tentaram conter o agressor, mas também foram golpeados, nas mãos. Revoltados, os demais passageiros desarmaram o agressor e passaram a espancá-los.

Já na estação seguinte, no Tatuapé, outros seguranças da companhia foram acionados e atuaram rapidamente, com apoio da Polícia Militar, evitando assim, o linchamento do agressor até a morte. Ele e as vítimas das facadas foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e encaminhados ao Hospital Municipal do Tatuapé. 

Os passageiros e os vigilantes que foram alvo das facadas sofreram apenas ferimentos leves, sendo medicados e liberados. Já o suspeito, identificado como Celso Dias Perira, de 40 anos, sofreu afundamento de face e precisou ser submetido a um procedimento cirúrgico. Ele permanece internado, sob escolta policial, e, assim que tiver alta, seguirá para o (10º) Distrito Policial da Penha, onde será autuado por lesão corporal e tentativa de homicídio.Em nota, a CPTM confirmou os fatos e informou que está colaborando com a Polícia Civil nas investigações.

Por Paulo Édson Fiore, da Jovem Pan

Passagem do transporte público não terá aumento

Trem da CPTM (Governo do Estado de SP)

O preço da passagem do transporte público em São Paulo não terá aumento neste ano, segundo informaram a Prefeitura da Capital e o Governo do Estado. “Considerando a crise econômica e sanitária vivida pelas famílias causada pela pandemia da Covid-19, o Governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo decidiram que os valores das passagens para Metrô, CPTM e ônibus municipais permanecerão os mesmos, de R$ 4,40”, diz comunicado.

A decisão de manter a passagem no mesmo valor ocorre, segundo a nota, mesmo com retração de 60% em média no número de passageiros em todos os modais durante o ano de 2020. O Estado informa que a reforma administrativa implementada pelo Governo do Estado com enxugamento da máquina e ajuste fiscal permitiram o congelamento da tarifa “com responsabilidade social e de gestão pública, beneficiando mais de 8 milhões de usuários do transporte público da capital diariamente”.

O comunicado também reforça que, desde o início da pandemia, a Prefeitura manteve a oferta de ônibus acima da demanda, que caiu 65 % em média neste ano. “Com esforços de gestão, a tarifa não será reajustada para não sobrecarregar a parcela menos favorecida da população”, finaliza.

Eleição: São Paulo reforçará transporte público neste domingo

(Gov. do Estado de São Paulo/Reprodução)

A Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) informou que irá reforçar suas linhas, para facilitar o deslocamento da população, este domingo (29), quando ocorre o segundo turno das eleições municipais. Estão vinculadas à pasta a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU/SP) e a Companhia do Metropolitano de São Paulo, responsável pelas linhas de metrô.

Em nota, o órgão esclarece que todas as linhas da CPTM, com exceção da 13 – Jade, irão circular com um intervalo de 15 minutos entre os trens. Em geral, a empresa deixa para realizar obras aos finais de semana normais, o que acaba aumentando o tempo de espera para os passageiros. O intervalo também será reduzido nas linhas 1 – Azul, 2 – Verde, 3 – Vermelha e 15 – Prata do metrô.

As Linhas 4 – Amarela e 5 – Lilás, operadas pela ViaQuatro e ViaMobilidade, respectivamente, devem manter a frota inalterada. Portanto, o tempo de espera será o mesmo de todo domingo.

A STM acrescenta que a operação será monitorada “ininterruptamente” e que podem ser disponibilizados mais trens, caso a demanda aumente. “Também haverá reforço no quadro de agentes de estação e de segurança para auxiliar no embarque e desembarque de idosos e pessoas com deficiência”, diz.

Já a EMTU/SP, que gerencia ônibus intermunicipais, decidiu, a princípio, manter a tabela de horários da frota que atende aos usuários aos domingos. Caso haja um aumento no número de passageiros em alguma linha específica, a empresa poderá ampliar a quantidade de viagens.

Ao todo, 16 municípios paulistas irão definir prefeitos no segundo turno. Além da capital paulista, o pleito será realizado em Bauru, Campinas, Diadema, Franca, Guarulhos, Limeira, Mauá, Mogi das Cruzes, Piracicaba, Praia Grande, Ribeirão Preto, São Vicente, Taboão da Serra e Taubaté.

Por Agência Brasil

Começa a operar 2º trem para Cumbica com bagageiro

O Governador João Doria entregou nesta quinta-feira (22) o segundo trem da CPTM com espaço para bagagens, da série 2500, que circulará na Linha 13-Jade, que liga a capital ao Aeroporto Internacional de Guarulhos. A entrega ocorreu na estação Engenheiro Goulart e contou com a participação do Secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, e do Presidente da CPTM, Pedro Moro.

“Esse novo trem traz alguns benefícios adicionais, amplos bagageiros para colocação de malas pequenas e maiores, com conforto, para os passageiros. E sempre a acessibilidade facilitada, como já é norma e determinação à CPTM, em todas as suas linhas e em todos os seus trens”, disse Doria.

“O novo trem tem um design arrojado e um layout funcional. Todo o equipamento tem ar-condicionado, monitoramento por câmeras na parte externa e na parte interna, mapa digital das estações para atendimento aos passageiros e iluminação interna em LED”, completou o Governador.

O primeiro trem foi disponibilizado pela Companhia em 3 de fevereiro deste ano. Outras seis composições, que serão entregues até dezembro, estão em testes e começarão a circular após a realização de todos os protocolos de segurança e operação. O investimento nos oitos trens é de R$ 316,7 milhões e está sendo realizado com apoio do Banco Europeu de Investimento (BEI). Atualmente, circulam na Linha 13-Jade trens novos com o mesmo padrão das demais linhas da CPTM.

Fabricados pelo consórcio Temoinsa-Sifang, na China, os trens estão equipados com tecnologia de ponta e, a exemplo das frotas das outras seis linhas da CPTM, têm 170 metros de comprimento e salão contínuo de passageiros (passagem livre entre os carros). Também dispõem de monitores digitais internos com informações sobre a prestação de serviços e reconhecimento eletrônico automático do maquinista por meio de biometria.

Serviços da Linha 13-Jade

A linha possui três serviços para atender a demanda de passageiros. No serviço regular, as viagens são realizadas entre as estações Engenheiro Goulart, na Linha 12-Safira, e Aeroporto-Guarulhos, com parada na Estação Guarulhos-Cecap, durante todo o horário comercial.

O intervalo entre os trens é de 20 minutos de segunda a sexta-feira e aos sábados (das 4h às 9h e das 17h às 20h). Nos demais horários de sábado e aos domingos e feriados é de 30 minutos.

Neste momento, devido à pandemia do coronavírus, os serviços Connect, que leva passageiros da Estação Brás à Estação Aeroporto-Guarulhos, com paradas nas estações intermediárias, e o Expresso Aeroporto, com viagens diretas entre Luz e Aeroporto, estão suspensos.

*Conteúdo do Gov. do Estado de SP