PRF flagra 783 motoristas embriagados no feriado

Operações da Polícia Rodoviária Federal (Arquivo/PRF/Reprodução)

Balanço da Operação Nossa Senhora Aparecida 2020 – realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) – registrou 973 acidentes de trânsito nas rodovias federais de todo país. Ao todo, 1.165 pessoas ficaram feridas e 75 pessoas morreram no local do acidente.  A operação foi realizada entre os dias 9 e 12 de outubro.

Nesse período, a PRF realizou mais de 6,2 mil testes de bafômetro e flagrou 783 pessoas dirigindo sob efeito de álcool nas rodovias federais de todo o país. A falta do cinto de segurança em todos os ocupantes do veículo gerou 4,8 mil autuações. Mais de mil pessoas, condutores e passageiros, foram flagrados sem capacete pelas rodovias. Ao todo, 268 motoristas foram multados porque usavam o celular enquanto dirigiam.

A PRF contou com um efetivo de mais de 10 mil policias. A operação resultou na fiscalização de mais de 130,1 mil pessoas e 135,9 mil veículos.

Em 2019, o feriado do dia 12 de outubro ocorreu durante o fim de semana. Portanto, não houve operação de feriado prolongado com dados comparativos em relação a este ano.

Crimes

Em paralelo às ações preventivas, a PRF foi responsável pela detenção de 537 pessoas por diversos crimes, dos quais foram 112 crimes de trânsito. No período da operação, foram recuperados 92 veículos. Também foram apreendidos 1,5 tonelada de maconha e 64 kg de cocaína durante a Operação Nossa Senhora Aparecida 2020.

Dia das Crianças: Dicas para escolher brinquedos

(Arquivo/José Cruz/Agência Brasil)

Verificar a classificação etária e procurar marcas e lojas de confiança são algumas dicas do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) para evitar problemas na compra de brinquedos para o Dia das Crianças, comemorado nesta segunda-feira.

“A primeira orientação é verificar se a classificação etária corresponde à criança. Tem produtos que não são adequados para crianças abaixo de certa idade. O objetivo é evitar problemas como de ingestão de peças pequenas”, destaca o advogado do instituto Igor Marchetti.

 Marchetti lembra que é importante o brinquedo ter o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). “O Inmetro é o instituto responsável por classificar e garantir a segurança, com vários testes.”

Segundo o advogado, comprar de marcas conhecidas não é garantia que o brinquedo não causará danos, mas abre a possibilidade de ter atendimento no caso de uma reclamação. “Optar por empresas que tem a identificação, contato para que eventuais problemas possam ser reparados e defeitos possam ser consertador mediante questionamento”, diz.

Após a compra, o advogado explica que é importante que os pais leiam o manual de instruções e acompanhem a criança, para ver se o produto corresponde ao apresentado na embalagem. “ O controle e acompanhamento dos pais é muito importante no momento da brincadeira. Não é só entregar o brinquedo para os seus filhos”, ressalta.

Em caso de problemas, Marchetti explica que é possível pedir a troca do produto ou a devolução do valor pago em um prazo de 90 dias após a identificação do defeito. Segundo ele, o Idec tem recebido reclamações especialmente em relação a brinquedos eletrônicos, como a bateria que não carrega mais depois do um mês de uso.

Marchetti sugere ainda que, em vez de comprar brinquedos novos, os pais considerem a possibilidade de participar de feiras de trocas. “Os pais, nesse momento de pandemia e de dificuldade financeira, podem ver alternativas. Em vez de comprar um brinquedo, participar de feitas de trocas. Às vezes uma criança nem está mais brincando com aquilo, mas outra criança pode ter interesse naquele brinquedo. Em compensação outro brinquedo de outra criança pode ser interessante para ela. Muitas veze o grande atrativo para acriança é a novidade”, comenta.

Veja programação especial de museus no dia das crianças

Camila Maciel/Agência Brasil

(Rovena Rosa/Agência Brasil)

Museus paulistas abrirão hoje (12), no Dia das Crianças, com programação especial para celebrar a data. De acordo com a Secretaria de Estado da Cultura, a Campanha “É Dia de Museu” estimula as famílias a aproveitar o dia com passeios divertidos e educativos. Na capital, oito museus terão com atividades infantis, e também museus do interior e do litoral paulista, nas cidades de Tupã, Santos, Campos do Jordão e Brodowski.

O Museu da Imigração, na Mooca, inaugura às 11h a exposição temporária “Infância Refugiada”, com registros do Oriente Médio que mostram a realidade de crianças palestinas refugiadas. Os registros foram feitos pela fotógrafa Karine Garcêz. No sábado (13), às 15h, o espetáculo teatral “Menino Coragem”, da Companhia Articularte, contará histórias de crianças e famílias refugiadas. Além disso, em todos os finais de semana de outubro, às 11h, no mesmo local, haverá visitas com o tema “Crianças que Migram”.

No Museu do Futebol, que fica anexo ao Estádio do Pacaembu, o Espaço Dente de Leite preparou brincadeiras lúdicas para bebês e crianças de até 3 anos das 10h30 às 17h, nesta sexta-feira. No sábado e no domingo, a atividade está marcada para 10h30 às 15h30. O museu oferece ainda oficinas de fabricação de pipa na sexta, de 11h e às 12h30; e de dedoche (fantoche de dedo) no sábado, das 14h às 15h30. No domingo, a partir das 14h, estão programadas atividades educativas na nova mostra “Clássico é clássico e vice-versa”.

Um jogo de quebra-cabeças para tablet é a atração do Museu Catavento, no Brás. O “Desafio Puzzlar” vai levar os participantes a reconstruir réplicas de monumentos históricos e culturais em 3D, usando a plataforma de realidade aumentada. O espaço vai apresentar também o espetáculo dos palhaços Kito e Tinha. que abordará os cuidados para combater o mosquito Aedes Aegypti. Também nos dias 12 e 13, das 9h às 17h, a atividade “Escola de Gênios” apresenta experimentos de diferentes áreas do conhecimento.

O Museu de Arte Sacra, na Luz, comemora a data com a Oficina de Arqueologia, das 14h às 16h. As crianças são convidadas a participar de uma expedição em que entram em contato com o acervo e farão parte de uma escavação de um sítio arqueológico no jardim do Mosteiro da Luz. Na Casa Brasileira, no bairro Jardim Paulistano, as crianças vão observar uma oficina a criação de solo fértil por minhocas e inventar histórias sobre a passagens dessas criaturas em buracos e túneis. Tem também lançamento de livros e contação de histórias.

No Parque Ibirapuera, o Museu Afro Brasil convida o público infantil a conhecer a história do parque e as memórias, artes e histórias afro-brasileira. Na Pinacoteca, no bairro Luz, a diversão será com o JogaJunto, uma programação que disponibiliza jogos relacionados ao acervo do museu. Tem também o PinaFamília, que levará as famílias a uma viagem pelo acervo por meio de jogos e vivências educativas.

O Museu da Imagem e do Som (MIS) apresentará o Festival Azoofa de Música Infantil (Fami) que leva artistas da cena musical brasileira em um espetáculo infantil, criativo e educativo. As bandas Beatles Para Crianças, MiniJóia e Pequeno Cidadão vão animar o evento.

Em outras cidades do estado, a programação ocorre no Museu do Café, em Santos; no Museu Casa de Portinari, em Brodowski; no Museu Índia Vanuíre, em Tupã; e o Museu Felícia Leirner, em Campos do Jordão.

A programação completa pode ser conferida no site da Secretaria de Estado da Cultura.

Rodovias Federais estão com policiamento reforçado no feriado

PRF intensifica fiscalização de condutas imprudentes no quilometro trinta e cinco da BR-040 (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deu início à meia noite desta quinta-feira (11) à operação especial para o feriado de 12 de outubro, em que se comemora o dia de Nossa Senhora Aparecida. Nos locais e horários de maior incidência de acidentes e crimes, há um reforço no policiamento ostensivo e de prevenção.

A Operação Nossa Senhora Aparecida 2018 vai terminar às 23h59 do domingo (14). Para garantir uma viagem segura, a PRF orienta os motoristas para que verifiquem a situação mecânica do carro, pneus, palhetas dos limpadores de para-brisa e itens de iluminação e sinalização.

Os motoristas também devem programar as paradas no percurso para alimentação, abastecimento e descanso. Segundo a PRF, o melhor horário para viajar é ao amanhecer.

A atenção deve ser redobrada nas rodovias, a sinalização de trânsito respeitada e o farol baixo aceso. A PRF não recomenda viajar cansado ou com pressa e lembra que dirigir sob efeito de bebida alcoólica é crime.

Aeroportos

Nos aeroportos administrados pela Infraero, a expectativa é de que o feriado provoque aumento de 2% na movimentação de passageiros e de 6% na circulação de aeronaves.

A empresa estima que entre hoje e a próxima segunda-feira (15) os aeroportos devem receber mais de um milhão de viajantes em 9,2 mil voos, entre pousos e decolagens.

Segundo a Infraero, que detém 60% dos terminais do país, o trabalho das equipes de segurança e de operações foi reforçado, além de ajustes em equipamentos como esteiras de bagagens, elevadores e escadas rolantes.

A Inframérica, que administra os aeroportos de Natal e Brasília, estima que no terminal da capital federal deverá passar cerca de 230 mil passagens. A empresa estima que o fluxo se intensificou às 17h desta quinta, com circulação de 55 mil passageiros em 414 voos. No retorno do feriado, na próxima segunda, a previsão é de 58 mil viajantes em 370 voos

Os passageiros devem chegar com uma hora e meia de antecedência para voos domésticos e duas horas e meia para voos internacionais.

Comércio espera aumento de vendas no dia das crianças

Alana Gandra/Agência Brasil

Rio de Janeiro - A dona de casa Maria das Graças Benedito, 67 anos, compra presentes para o Dia da Criança no comércio da Saara (Fernando Frazão/Agência Brasil))

Dia da Criança, mais uma vez, deve ser de lembrancinhas, diz economista da CNC (Arquivo/Agência Brasil)

O Dia da Criança deverá movimentar este ano em torno de R$ 7,4 bilhões, com alta de 1,5% nas vendas em comparação com o ano anterior. Esta é a segunda alta consecutiva nas vendas do período constatada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O aumento será, porém, inferior aos 2,6% registados em 2017, em relação ao ano anterior. Em 2017, a movimentação no comércio, em termos reais (descontada a inflação), foi de R$ 7,3 bilhões.

Segundo o chefe da Divisão Econômica da CNC, Fabio Bentes, o ritmo de crescimento das vendas do comércio começou a cair em maio, por causa da greve dos caminhoneiros. “Dali em diante, as vendas começaram a crescer bem menos”, disse nesta terça-feira (9) o economista à Agência Brasil. O que explica a expectativa menor da entidade para o Dia das Crianças é o comportamento da taxa de câmbio que mudou de patamar, afirmou Bentes.

Isso afetou principalmente as vendas para o Dia da Criança, em que têm presença marcante itens importados. “Com o dólar mais caro, fica mais difícil para o comércio varejista manter uma inflação tão baixa quanto aquela que vinha apresentando recentemente”, acrescentou o economista.

Bentes destacou que, pegando uma cesta de produtos dos bens e serviços mais demandados nessa data, a inflação está bem baixa nos últimos 12 meses findos em setembro. “Ela é inferior a 3%.” No entanto, ressaltou o economista, a inflação mais baixa não foi suficiente para fazer com que as famílias se animassem a comprar, principalmente a prazo.

Lembrancinhas

Embora o crédito também esteja mais acessível, Bentes destacou que existe uma clara aversão das famílias ao endividamento no momento atual, devido às incertezas que cercam a economia e às consequências deste ambiente sobre o mercado de trabalho. “O Dia da Criança deste ano deve ser de lembrancinhas, mais uma vez. Deve ser um dia fraco, como foram o Dia dos Namorados e o Dia dos Pais.”

Para Bentes, o fraco desempenho do comércio nessas duas datas comemorativas confirmou a tendência de desaceleração das vendas no varejo depois de maio. Em março e abril, o varejo registrou alta média superior a 8%. Entre maio e julho, o ritmo caiu para menos de 4%. “Então, houve ali [em maio] um divisor de águas no que se refere a consumo, principalmente nas vendas a prazo. O Dia da Criança é mais um termômetro da desaceleração do consumo neste momento.”

Ele disse que o desemprego não está aumentando, mas diminuindo baseado na informalidade, com vagas que oferecem salários médios menores, e que a taxa de juros ao consumidor tem recuado lentamente. Na opinião do economista, essas duas variáveis podem ajudar as vendas do Dia da Criança terem melhor resultado que o esperado. “Acho que existe aí um efeito desconfiança em relação a empréstimos e financiamentos, neste momento, por parte das famílias.”

Considerando o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) dos últimos 12 meses, a inflação ficou em 4,3%, contra alta de 2,4% nos itens e serviços preferidos para presentear as crianças. “É a menor inflação desde 2001, quando a CNC começou a fazer o levantamento, mas isso não está animando as famílias”, disse Bentes.

No caso dos brinquedos, por exemplo, a alta foi de 3,2% em 12 meses, acima da inflação de 2,1% registrada para o item no ano passado. “A percepção do consumidor de que o mercado do trabalho não está bom, de que a inflação começou a subir de forma um pouco mais acelerada depois da alta do dólar e da desvalorização do real, do ponto de vista do estímulo a consumo, a inflação para a cesta de produtos, embora menor que em 2017, para o carro-chefe da data, que são os brinquedos, está até um pouquinho maior,”

Segmentos

A CNC estima que os hiper e supermercados, com alta de 3,3%, deverão ter o melhor desempenho entre os setores relacionados à data. “Percebemos, nos últimos anos, um certo processo de concentração no varejo. E, como o varejo passou nos últimos anos por uma crise severa, e em 2017, alguns setores não haviam se recuperando ainda, aquelas grandes cadeias, que podem negociar melhor a alta do dólar e de trocar de fornecedor, estavam pondo nas prateleiras produtos menos ‘salgados’.

Por isso, Bentes disse acreditar que, neste Dia da Criança, o consumo tende a estar mais movimentado nas grandes cadeias do varejo do que nas pequenas lojas e nos produtos diretamente importados.

Da cesta de produtos mais procurados no período, as maiores quedas de preços em 12 meses foram as de chocolates em barra e bombons (-3,7%) e em bicicletas (-2,9%). Em contrapartida, os itens que mais subiram foram cinema (+4,3%), sapato infantil (+4,2%), lanche (+3,8%) e brinquedos (+3,2%).

Fabio Bentes lembrou que o Dia da Criança compete com o Dia dos Pais para ocupar o posto de terceira data comemorativa mais forte para o varejo, depois do Natal e do Dia das Mães.

‘Circo na cidade’ homenageia dia das crianças na Avenida Paulista

(Divulgação)

O fascinante universo do circo é a inspiração do Shopping Cidade São Paulo para comemorar o período do Dia das Crianças. Nos próximos dias 6, 7,12, 13 e 14 de outubro, o complexo de compras e lazer localizado na Avenida Paulista promove um verdadeiro festival de atividades relacionadas ao mundo circense.

Aberto gratuitamente ao público na Arena de Diversão, no piso 4, o evento terá várias oficinas em que as crianças poderão vivenciar, de forma lúdica e dinâmica, diversas experiências que envolvem essa arte secular.

Será a oportunidade de as famílias conhecerem de perto como é feito o trabalho dos artistas de circo, que durante as oficinas estarão no local acompanhando e ensinando técnicas e truques aplicadas no picadeiro.

Entre as modalidades das oficinas estão: acrobacias de solo; equilíbrio na bola; equilíbrio na corda bamba; malabares/prato chinês; e tecido aéreo. Realizadas no período entre 12 e 20 horas, as oficinas vão durar 30 minutos cada e receberão 20 crianças por vez.

CIRCO SHOW – Além de aprender segredos do universo circense, o público será presenteado com o “Circo Show”, espetáculo nos dias 6, 12 e 13/10. Com início às 16 horas e duração de 45 minutos, o show será conduzido por um mágico ilusionista, um malabarista e um palhaço.

Para comemorar o Dia das Crianças de forma ainda mais vibrante, haverá, no dia 12, interação dos artistas circenses com o público circulante no shopping. A surpresa inclui performances, entrega de balões e muita diversão. Serão três horas de entretenimento, em horários intercalados, e com a participação especial de personagens que são símbolos da graça circense: o perna-de-pau e um casal de palhaços.