Elba Ramalho, Rashid e outros nomes são destaque em lives no Sesc

Durante esta semana o Sesc de São Paulo promove uma série de transmissões ao vivo com apresentações musicais de artistas brasileiros consagrados. Hoje (14), às 19h, o palco virtual recebe Paula Lima. A cantora lançou recentemente a música “Mil Estrelas” composta por Ivo Mozart e Zeider Pires, com produção de Alexandre Kassin.

(Fernanda Cruz/Agência Brasil)

Na quarta-feira (15), será a vez do rapper Rashid. Na quinta-feira(16), o Sesc vai receber a cantora e atriz Zéze Motta. Na sexta-feira (17), o show é de Angela Ro Ro. No sábado (18), Elba Ramalho e, no domingo (19), Leci Brandão.

O Sesc também tem uma programação de teatro transmitidos pela internet nesta semana. Hoje (14), Renato Borghi entra em cena com Meu Ser Ator. Na sexta (17), Irene Ravache interpreta Alma Despejada, monólogo escrito por Andréa Bassitt. No domingo (19), o palco é de Felipe Oládélè.

As transmissões serão feitas pelo canal do Sesc de São Paulo no Youtube. Os shows são às 19h e os espetáculos teatrais às 21h30.

Claudia Leitte, Elba, Fafá: Shows comemoram Dia da Mulher

Corrida para mulheres ocorreu no começo da manhã de hoje (8), no Ibirapuera (Governo do Estado de SP/Fotos Públicas)

O Parque do Ibirapuera terá uma programação especial ao longo deste domingo, 8 de março, Dia Internacional da Mulher. As atrações começaram logo cedo com uma corrida pelas ruas e avenidas da região.

A partir das 12h, vários shows gratuitos, todos em parceria com a Orquestra Jazz Sinfônica Brasil, vão agitar o público.

A cantora Fafá de Belém abre a programação cultural, seguida da dupla Anavitória. Na sequência, sobem ao palco as intérpretes Bebé Salvego, Luiza Possi, Leila Pinheiro, Roberta Sá, Elba Ramalho e Paula Lima.

O encerramento da programação cultural está previsto para 17h, com um grande show de Claudia Leitte.


Confira a programação do Aniversário de SP

A cidade de São Paulo completa 466 anos no dia 25 de janeiro. Para comemorar a data, a Prefeitura oferece uma grande programação cultural.

Karol Conka (Danilo Borges/Reprodução)

O Aniversário de São Paulo celebra a fundação da maior cidade da América Latina promovendo uma reflexão sobre a sua história por meio das atividades programadas para o 25 de janeiro. Estão programadas mais de 300 atividades entre shows, palestras, cinema, dança, circo, teatro, programação infantil, debates e roteiros de memória distribuídos por cerca de 150 pontos em todas as regiões da cidade. A programação de aniversário integra o Agendão, do programa São Paulo Capital da Cultura, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo.

Entre as atividades programadas na região central, o destaque é o Grande Cortejo Modernista. Na festa da cidade cabem todos os ritmos e gêneros: da cultura indígena, passando pelo forró, pelo hip hop, pelo samba, erudito e rock, até atrações de música brasileira e carnaval.

Participam desse espetáculo itinerante a céu aberto artistas como Elba Ramalho com Bixiga 70, Karol Conka, Rashid, Ney Matogrosso, Skank, Demônios da Garoa e a bateria da escola de samba Vai-Vai. Para dar vida a personagens históricos, foram convidados atores como Pascoal da Conceição, interpretando o escritor Mário de Andrade. A Orquestra Sinfônica Municipal, o Coro Lírico, o Balé da Cidade de São Paulo e o Coral Indígena Guarani Amba Vera também integram a apresentação.

Ney Matogrosso, Elba Ramalho, Emicida e Demônios da Garoa são algumas das atrações da festa (Facebook/Reprodução)

A abertura do cortejo será no Pátio do Colégio, às 14h, e o itinerário inclui o Largo São Bento, Rua Líbero Badaró, Avenida São João, Viaduto do Chá, Praça Ramos de Azevedo – onde fica o Theatro Municipal de São Paulo -, Largo do Paiçandu, esquina das avenidas Ipiranga e São João e Praça da República. O público é convidado a percorrer pontos históricos e lugares de memória que se relacionam com a cultura brasileira em todas as suas formas.

Zona Leste

Emicida (Julia Rodrigues)

Entre as atividades descentralizadas, que acontecem nas cinco regiões da cidade, está o show de Emicida, no Palco Praça Brasil, na Zona Leste. Depois de duas apresentações que lotaram o Theatro Municipal, no ano passado, para a gravação do DVD “AmarElo”, o cantor retorna para uma apresentação ao ar livre durante o aniversário de São Paulo. O espetáculo foi o vencedor da categoria melhor show do prêmio APCA 2019. O rapper concebeu este trabalho “como quem manda cartas de amor”. No repertório, a faixa-título “Eminência Parda”, entre outras canções, além de músicas que marcam seus dez anos de carreira.

Zona Norte

Na Freguesia do Ó, Zona Norte, o tradicional grupo de forró paulistano Falamansa se apresenta às 19h com diversos sucessos que marcaram o início dos anos 2000, entre eles, “Rindo à Toa” e “Xote da Alegria”. O grupo faz ainda versões de canções conhecidas nas vozes de Luiz Gonzaga e Alceu Valença. Na sequência, sobe ao palco o grupo de forró Rastapé. Com 20 anos de carreira, a banda Rastapé, o grupo lançou recentemente as canções “Contando as Horas” e a regravação de “Vou te Levar”, música do rapper Fábio Brazza e Vulto.

Outro espaço que recebe programação neste dia é o Centro Cultural da Juventude. Um grande encontro de talentos da nova geração do rap com Drik Barbosa, Kamau e Rashid. A carreira da MC, que participou, em 2015, da música “Mandume” de Emicida, começou na Batalha do Santa Cruz, na qual desenvolveu suas habilidades no freestyle, método baseado na improvisação. Da mesma fonte, vieram também Rashid, Projota e o próprio Emicida. Uma das principais referências entre o rap clássico e o contemporâneo, Kamau é um dos principais nomes do gênero no Brasil. Rashid, que significa “justo” e “corretamente guiado” em árabe é um rapper que tem uma carreira musical recente, mas já muito sólida. Seu primeiro álbum foi lançado em 2016, mas o rapper já se tornou referência no segmento, principalmente em São Paulo, onde nasceu. Seu mais recente trabalho, “Tão Real”, é multiplataforma, com conteúdos disponíveis em podcast e também como documentários, além das faixas musicais.

Zona Oeste

No Butantã, Zona Oeste, a programação começa às 14h com o grupo Samba Rock Santo Amaro formado por alunos de uma oficina realizada na própria Casa de Cultura. Na sequência, às 15h20, o grupo “Eu soul sambarock” relembra os bailes das periferias de São Paulo desde a década de 1960. Às 16h, a banda Sandália de Prata apresenta seu novo disco, “Maloqueiro e Elegante”. O encerramento fica com a cantora Paula Lima, às 18h. Com foco no samba-rock, o repertório traz canções como “Mil estrelas” e “Meu guarda-chuva”.

Ainda na Zona Oeste, no Centro Cultural Tendal da Lapa, às 19h, o cantor Marcelo Jeneci apresenta seu novo disco, “Guaia”, voltando às origens ao homenagear o bairro em que cresceu, Guaianazes. Para apresentar o terceiro álbum, Marcelo Jeneci (voz, sanfona e teclados) sobe no palco acompanhado por Rafa Cunha (bateria e samplers). No repertório, seus maiores sucessos e as novas canções “Aí Sim”, “Oxente” e “Redenção”, entre outras.

Zona Sul

O samba dá o tom da programação do M’Boi Mirim, na Zona Sul. A partir das 18h, a programação começa com a Equipe Black Mad, grupo fundado por Mauricio Black Mad e que traz uma apresentação de dança e música em ritmos como soul music e funk. Na sequência, às 20h, será a vez de Rodriguinho, ex-vocalista do grupo Travessos, que apresenta a turnê “30 anos, 30 sucessos”. Neste show, ele relembra canções que fizeram sucesso no grupo como “Tô te filmando (Sorria)” e “Quando a gente ama”. Quem encerra as apresentações neste palco é o grupo de samba Art Popular, às 21h. Músicas como “Pimpolho” e “Fricote” estarão no repertório.

Veja os shows que vão agitar o aniversário de São Paulo

Ney Matogrosso, Elba Ramalho, Emicida e Demônios da Garoa são algumas das atrações da festa (Facebook/Reprodução)


A prefeitura de São Paulo divulgou ontem (08) a programação para as comemorações de aniversário da cidade, que completará 466 anos no dia 25 de janeiro. Entre as atrações estão shows com Elba Ramalho, Ney Matogrosso, Emicida e Demônios da Garoa, além de um Grande Cortejo Modernista, que passará por diversas ruas do centro da capital.

Segundo a prefeitura, serão mais de 300 atividades distribuídas em 150 pontos nas ruas e em equipamentos culturais. Haverá atividades como cinema, dança, teatro, circo, shows, debates e roteiros de memória, além de programação para o público infantil.

O destaque na região central será o Grande Cortejo Modernista, que sairá do Pátio do Colégio, às 14h, passando por lugares de memória e pontos históricos estabelecidos no Largo São Bento, Rua Libero Badaró, Avenida São João, Viaduto do Chá, Praça Ramos de Azevedo, Largo do Paissandu e Praça da República.

Karol Conka (Danilo Borges/Reprodução)

Elba Ramalho com Bixiga 70, Karol Conka, Rashid, Ney Matogrosso, Skank, Demônios da Garoa e a bateria da escola de samba Vai-Vai participarão da apresentação itinerante no centro da capital. A Orquestra Sinfônica Municipal, o Coro Lírico, o Balé da Cidade de São Paulo e o Coral Indígena Guarani Amba Vera também integram a atração.

Outras regiões

A capital também contará com atrações espalhadas pelas demais regiões da capital. Na zona leste, Emicida se apresenta no Palco Praça Brasil.

Na zona norte, o tradicional grupo de forró Falamansa se apresenta às 19h. Na sequência, sobe ao palco o grupo de forró Rastapé. Outro espaço que recebe programação neste dia é o Centro Cultural da Juventude, com um grande encontro de talentos da nova geração do rap como Drik Barbosa, Kamau e Rashid.

Na zona oeste, a programação terá início às 14h com o grupo Samba Rock Santo Amaro. Na sequência, às 15h20, o grupo Eu Soul Sambarock relembra os bailes das periferias de São Paulo desde a década de 60. Às 16h, a banda Sandália de Prata apresenta seu novo disco, “Maloqueiro e Elegante”. O encerramento fica com a cantora Paula Lima, às 18h. Já no Centro Cultural Tendal da Lapa, às 19h, o cantor Marcelo Jeneci apresenta seu novo disco, Guaia.

Na zona sul, a partir das 18h, a programação começa com a Equipe Black Mad. Às 20h, será a vez de Rodriguinho, ex-vocalista do grupo Travessos, que apresenta a turnê 30 anos, 30 sucessos. Quem encerra as apresentações neste local será o grupo de samba Art Popular, às 21h.

*Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil

Junina: Casa Natura Musical terá shows e apresentações de blocos carnavalescos

Apresentação da Quizomba (Divulgação)

Na Casa Natura Musical, uma das datas mais esperadas pelo público paulistano não vai ficar de fora da programação. Sons e sabores típicos das festas juninas integram os eventos, que abrem dia 7 de junho com Elba Ramalho apresentando ao público os maiores sucessos e destaques do disco mais recente, O Ouro do Pó da Estrada. Em sequência, dia 8 de junho, o Arraiá do Saia de Chita espalha alegria no espaço com muito forró, baião, xaxado e xote – o bloco é conhecido por sua passagem pelas ruas da Pompeia. No dia 14 de junho, uma nova união de blocos vem esquentar a casa: o Quizomba e o Besta é Tu, que trazem um repertório repleto de brasilidade. 

Pais e filhos também vão poder desfrutar juntos de um arraial especial no dia 16 de junho criado pelo Beatles para Crianças no show Forróck – um passeio pelos clássicos do quarteto de Liverpool ao som de xote, baião, maracatu, ciranda e muito mais.

No dia 29 de junho, o evento Explode Comigo traz em uma só noite dois shows de bloquinhos em sequência – Explode Coração e o Casa Comigo. A Casa também prorroga a energia de São João para um desfecho no dia 13 de julho, com o arraiá do Geraldo Azevedo. Neste show, o artista pernambucano apresenta músicas clássicas do seu repertório, como Sabor Colorido Tempero do Forró, e canções de artistas como Luiz Gonzaga e Dominguinhos para uma despedida à altura das festas juninas da melhor qualidade.

Em todas essas datas, a Casa junta alimentos que já fazem parte do seu cardápio, como o caldinho de feijão e o dadinho de tapioca, a petiscos, doces e bebidas próprios do período, como caldo de abóbora, pastel de queijo, mini pizza, buraco quente (mini sanduíche de carne louca), brigadeiro de paçoca, pipoca e quentão.

Segue abaixo a programação junina completa com mais informações:

Elba Ramalho

Elba Ramalho (Divulgação)
  • Dia 7 de junho – Sexta, 22h (abertura da casa às 20h30)

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Pista Lote 2 – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia). Pista Lote 3 – R$ 140 (inteira) e R$ 70 (meia). Pista Lote 4 – R$ 160 (inteira) e R$ 80 (meia). Bistrô Mezanino – R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia). Camarote – R$ 240 (inteira) e R$ 120 (meia).

Classificação: 16 anos.

Duração: 90 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

Comemorando 40 anos de carreira, a cantora paraibana traz no repertório forrós clássicos de Gonzagão, Dominguinhos e Jackson do Pandeiro, que se misturam com a modernidade das composições de Arnaldo Antunes, Lenine e Lula Queiroga. 

A cantora também celebrará o lançamento do 38º disco da sua discografia, O Ouro do Pó da Estrada, lançado no ano passado. No ritmo de lançamento de quase um disco por ano desde 1979, quando estreou com Ave de Prata, Elba continua se reinventando e explorando novos caminhos sonoros para a sua música.

Produzido pelo multi-instrumentista Yuri Queiroga (baterista da Tibério Azul) – que também produziu Qual o Assunto que Mais Lhe Interessa? (2007), de Elba, que ganhou um Grammy Latino, o novo disco conta com canções de uma geração mais jovem de compositores, como Marcelo Jeneci, Chico César e Siba.

E, entre as participações do disco, estão grandes nomes da nova e velha guarda da MPB, como Ney Matogrosso, Maria Gadú, Roberta Sá e Lucy Alves. É uma verdadeira mescla da tradição do baião e da MPB de Elba com a modernidade do rock e do pop dos seus parceiros musicais.

Arraiá do Saia de Chita

Karina Buht (Duda Portella/Divulgação)

Com participação de Karina Buhr

  • Dia 8 de junho – Sábado, 22h. Abertura da casa: 20h30

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Pista Lote 2 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Pista Lote 3 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Pista Lote 4 – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia).

Classificação: Livre.

Duração: 120 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

O bloquinho que sai todo ano pelas ruas da Pompeia durante o carnaval agora ataca como quadrilha. Se a chita já é a marca do Saia, fica fácil unir alfaia com fole, quentura com quentão, marchinha com xaxado e batuque com baião, e assim nasce o Arraiá do Saia de Chita. Na apresentação, o grupo contará com participação da cantora Karina Buhr.

O encontro promove o encontro de diversas tradições do São João: o forró nordestino com o brega caipira, o carimbó com as cirandas, o samba e o carnaval. Com 12 anos de existência, o bloco vem pro arraiá com banda completa: metaleira, sanfoneiro e bateria. No repertório, os hinos do Saia de Chita, além de um mosaico de brasilidades.

Bloco Quizomba e Bloco Besta É Tu

  • Dia 14 de junho – sexta, às 22h. Abertura da casa: 20h30

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Pista Lote 2 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Pista Lote 3 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Pista Lote 4 – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia).

Classificação: 18 anos.

Duração: 80 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

O evento será um arraial junino com apresentação dos Blocos Quizomba e Besta é Tu.  O Quizomba é um bloco carnavalesco criado no Rio de Janeiro em 2001 e com sede também em São Paulo desde 2012. O Quizomba SP é formado por dois cantores, um baixo, uma guitarra, um cavaquinho e dois metais somados à Magnética, nome dado a bateria do bloco formada por 50 ritmistas – alunos da oficina do bloco Quizomba – que acontece na Vila Madalena. O Bloco Quizomba tem um CD e DVD lançado pela Som Livre com show gravado no Circo Voador. Seu repertório é eclético passeando por sambas, quadrilhas, pops, rocks, funk, axé, marchinhas e ijexás com composições de sucesso de grandes artistas como Benjor, Tim Maia, Ivete Sangalo, Zeca Pagodinho, Caetano Veloso, Alceu Valença, Raça Negra, Titãs, Skank, Paralamas, entre outros.

Já o Besta É Tu corre a cidade espalhando ritmos cheios de brasilidades, enriquecendo o repertório com sua bateria carnavalesca que mistura de Caetano Veloso, Gilberto Gil e Jorge Ben a Olodum, Di Melo e Sérgio Mendes. Sem deixar ninguém de fora e com a influência dos Novos Baianos, o bloco espalha energia boa por onde passa, contando com a voz e violão do músico Tatá Erê, a guitarra versátil de Caio Chiarini e a bateria vibrante comandada pelo mestre Ilker Ezaki. No repertório, músicas como Besta é Tu (Novos Baianos), Meia Lua Inteira (Caetano Veloso), Coronel Antônio Bento (Tim Maia), Umbabarauma (Jorge Ben Jor) e Filhos de Gandhi (Gilberto Gil). O bloco é composto por 30 batuqueiros, um mestre da bateria, dois Sub-mestres de Bateria, um voz e violão e um voz e guitarra.

Forróck com Beatles para Crianças / Casinha + Casa do Brincar

  • Dia 16 de junho – domingo, 15h30. Abertura da casa: 14h

Ingressos: Pista – R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia).

Classificação: Livre.

Duração: 90 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

Dedicado para toda a família, o Forróck é o arraial que o Beatles para Crianças criou para as festividades juninas.  Sucesso nos palcos de todo o Brasil desde 2014, o BPC traz a mesma farra e empolgação dos seus shows, só que dessa vez as canções do quarteto de Liverpool ganham ritmos como xote, baião, maracatu, ciranda e muito mais. Durante o espetáculo, o grupo irá misturar canções dos Beatles com os clássicos das músicas de carnaval, como Asa BrancaOlha pro CéuSó Quero um Xodó e muitas outras. O rock também não fica de fora dessa festa toda: a banda abre espaço para versões originais dos Beatles, criando um arraial cheio de ritmos e uma boa bagunça.

Sobre o projeto Casinha + Casa do Brincar

Com o objetivo de oferecer às crianças uma gama de atividades que estimulem a imaginação e criatividade, o projeto Casinha + Casa de Brincar traz à Casa Natura Musical um ambiente especialmente criado para elas, com brinquedos não estruturados, espaços recreativos e acompanhamento de facilitadores que tornam as brincadeiras ainda mais estimulantes.

Nesta edição, as crianças terão acesso ao canto de arte, um espaço de modelagem; uma cama de gato gigante feita com bexigas; o canto sensorial, com bacias de terra feitas para que os pequenos exercitem os sentidos através de cheiros e texturas diferenciadas; brinquedos de madeira para escaladas e muito mais.

As brincadeiras propostas pelo projeto são um estímulo para que as crianças desenvolvam diversas habilidades relacionadas à criatividade, ao fazer artístico e ao próprio corpo – também há uma preocupação para que participantes de todas idades possam se integrar e criar suas próprias brincadeiras através da imaginação.

Arraiá Explode Comigo / Bloquinhos Explode Coração e Casa Comigo

  • Dia 29 de junho – sábado, às 22h. Abertura da casa: 20h30

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Pista Lote 2 – R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Pista Lote 3 – R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia). Pista Lote 4 – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia).

Classificação: 12 anos.

Duração: 150 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

Idealizado pela Casa Natura Musical, o Projeto Frequências promove encontros entre artistas de diferentes cenas com o objetivo de mostrar ao público o que há de mais fresco na música brasileira. Nesta edição especial do mês junino, quem se encontra no palco são dois dos blocos mais quentes de São Paulo: Explode Coração e Casa Comigo. Cheios de alegria, os blocos se revezam e interagem para fazer a galera pular fogueira e dançar o balancê.

Explode Coração resgata as tradições do carnaval da Bahia e celebra a diversidade cultural do Brasil. O bloco nasceu em 2016 para homenagear a cantora Maria Bethânia. No repertório, executado por banda própria, composições de Caetano Veloso, Chico Buarque, Gilberto Gil, Gonzaguinha, Raul Seixas, Roberto Carlos e muitos outros compositores da Música Popular Brasileira são transformadas em sucessos carnavalescos, com ritmos que passeiam pelo axé, afoxé, ygexá, marcha e samba reggae.

O bloco Casa Comigo foi fundado por amigos de outros carnavais com a proposta de fazer uma folia genuína, aberta e democrática. Sem cordas ou abadás, o grupo compôs uma marchinha e foi pra rua em 2013 distribuindo amor e propondo uma nova relação dos cidadãos com o espaço público. O casamento deu certo, o número de convidados cresceu ano após ano, arrastando uma verdadeira multidão para a Avenida Faria Lima, local oficial de suas apresentações de Carnaval. Milhares de noivinhas, noivos, padres, freiras, amantes e foliões em geral foram curtir a harmonia, a simpatia e a bateria do Casa Comigo.

Arraiá do Geraldo Azevedo

Geraldo Azevedo (Marcelo Ribeiro/Divulgação)
  • Dia 13 de julho – Sábado, 22h (abertura da casa às 20h30)

Ingressos: Pista Lote 1 – R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). Pista Lote 2 – R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia). Pista Lote 3 – R$ 160 (inteira) e R$ 80 (meia). Bistrô – R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia). Camarote – R$ 220 (inteira) e R$ 110 (meia).

Classificação: 12 anos.

Duração: 90 minutos.

Capacidade: 710 lugares.

Geraldo Azevedo, que excursiona pelo país acompanhado apenas por seu violão na turnê de lançamento do DVD Solo Contigo, vai reunir sua banda no palco da Casa Natura Musical. Para a apresentação, o cantor e compositor preparou um repertório de São João recheado de sucessos autorais e clássicos juninos, que prometem colocar o público paulista para cantar e dançar do início ao fim do show. 

No repertório, ritmos vibrantes da obra de Geraldo Azevedo, representados por canções como Sabor Colorido (Geraldo Azevedo e Capinan), Tempero do Forró (Geraldo Azevedo e Geraldo Amaral) e Moça Bonita. Outras músicas ganham novos arranjos para animar a plateia – como é o caso de Chorando e Cantando (Geraldo Azevedo e Fausto Nilo). O cantor ainda vai interpretar releituras de clássicos dos mestres Luiz Gonzaga e Dominguinhos, entre outros artistas que costumam embalar as festas juninas.

Casa Natura Musical

Inaugurada em maio de 2017, a Casa Natura Musical celebra dois anos com uma dos espaços mais relevantes e antenados do circuito cultural de São Paulo, tendo sido eleita como a melhor casa de shows de grande porte da capital paulista (O Estado de S. Paulo, em 5/10/18) e o Melhor Espaço Para Shows (Blog do Arcanjo / UOL, em 2/01/19). Com total visibilidade de qualquer ponto da plateia, a Casa oferece uma combinação de conforto e qualidade musical, configurando o palco ideal para abrigar nomes consagrados, novos talentos e projetos especiais. Localizada em Pinheiros, o empreendimento soma as credibilidades dos empresários Paulinho Rosa, dono do Canto da Ema, e Edgard Radesca, fundador do Bourbon Street Music Club, à cantora e compositora Vanessa da Mata. O patrocínio é da Natura, empresa que há 12 anos destaca-se pela atuação na valorização da produção contemporânea e da identidade musical brasileira por meio da plataforma Natura Musical.

Serviço


Rua Artur de Azevedo, 2134, Pinheiros, São Paulo, tel: (011) 3031-4143
Ingressos sem taxa de conveniência na bilheteria da Casa
Ingressos podem ser pagos com dinheiro, cartões de crédito e débito
Horário da bilheteria: de terça a sábado, das 12h às 20h. Segundas e domingos, quando houver show. Em dias de espetáculo, a bilheteria fecha mais tarde, até uma hora após o início da apresentação.
Venda de ingressos: www.casanaturamusical.com.br
Venda para pessoas com deficiência: 4003-6860

Elba Ramalho e Alceu Valença agitam pré-carnaval de SP

Por Fernanda Cruz

(Fernanda Cruz/Agência Brasil)

O ritmo do carnaval pernambucano tomou conta hoje (23) do Parque Ibirapuera, zona sul da capital paulista. Elba Ramalho e Alceu Valença arrastaram, durante a abertura oficial do pré-carnaval paulistano, uma multidão estimada em 230 mil pessoas.

Completando 40 anos de carreira desde o lançamento do primeiro álbum, Elba mostrou que ainda tem fôlego e agitou os foliões por duas horas de desfile. O show de seu bloco, o Frevo Mulher, começou às 13h30 no Obelisco do Parque do Ibirapuera, na zona sul, e teve a dispersão na Praça Ibrahim Nobre, do Monumento dos Bandeirantes.
 
A cantora, que se apresenta pelo segundo ano no carnaval de São Paulo, elogiou a recepção do público. “O paulista sabe se divertir, ele está aberto a aventuras. Carnaval é coisa da alma”, disse a cantora à Agência Brasil. Elba Ramalho divulga o 38º álbum, O Ouro do Pó da Estrada.

José Carlos de Aguiar, 59 anos, foi um dos primeiros a chegar no bloco e garantiu o lugar bem próximo ao carro de som. “Não vou dizer que sou fã número um da Elba, porque sou o fã número zero!”, brincou. “Espero que ela cante De Volta Pro Aconchego, minha música favorita”, contou.

Alceu

No mesmo percurso, o bloco Bicho Maluco Beleza, com Alceu Valença, começou às 16h. Pelo quinto ano consecutivo, o cantor trouxe os ritmos do frevo, maracatu e ciranda para os paulistanos. Além da música que dá nome ao bloco, Alceu trouxe a versão de frevo da música Tropicana; o afoxé para  Anunciação e La Belle de Jourganhou contornos de ciranda.
 
Alceu trouxe para a apresentação músicas de seu repertório e também os hitscarnavalescos. “As pessoas vão ao delírio”, disse. Ele comentou, com ar de mistério, sobre uma de suas canções mais famosas, Como Dois Animais. “Uma vez eu vi uma coisa surreal. Era um cara vestido de cachorro agarrado com uma onça. E aí eu compus essa música. Esse cachorro talvez tenha sido eu”, disse o cantor.

A carioca Rhayne Albuquerque, 22 anos, disse que gosta mais de carnaval do que do próprio aniversário e sentiu diferença do carnaval do paulistano em comparação ao do carioca. “Eu fui feita no carnaval, sou apaixonada. Lá no Rio tem muita fantasia, purpurina, mas aqui percebi que o pessoal é mais devagar”, disse.
 
Fiscalização

A prefeitura reforçou a fiscalização para evitar que os foliões urinem em locais públicos. Os fiscais percorreram os blocos, acompanhados de agentes da Guarda Civil Metropolitana, aplicando multa de R$ 526,57 em quem era flagrado fazendo xixi na rua.
 
Outra iniciativa da prefeitura foi a distribuição de preservativos. Uma parceria com cerca de 20 blocos permitiu, neste carnaval, a campanha de conscientização nos principais desfiles.
 
Os desfiles dos blocos de carnaval em São Paulo continuam nos dias 2, 3, 4 e 5 de março e terminam no fim de semana de 9 e 10 de março.