Divulgada cena de ‘D.P.A.3 – Uma Aventura no Fim do Mundo’

(Paris Filmes/Reprodução)

Uma das cenas aguardadas do filme ‘D.P.A.3 – Uma Aventura no Fim do Mundo’ foi exibida em primeira mão no último fim de semana, na Arena Globoplay da CCXP. E quem perdeu pode, agora, conferir a sequência em que os detetives Sol (Leticia Braga), Pippo (Pedro Motta) e Bento (Anderson Lima) e a feiticeira Berenice (Nicole Orsini) estão a bordo do avião conduzido pelo Comandante Téo (Rafael Cardoso).

Eles sobrevoam as terras do Fim do Mundo, um lugar congelante e repleto de magia, para onde viajam. O objetivo da missão é solucionar um mistério e tanto.

Filmado em Ushuaia, a cidade mais ao sul do mundo, na Patagônia Argentina, e também no Rio de Janeiro, o terceiro longa da franquia tem direção de Mauro Lima e participações especiais de Lázaro Ramos, Alinne Moraes, Alexandra Richter e Klara Castanho.

Principal produção original e marca líder do canal Gloob, ‘D.P.A. – Detetives do Prédio Azul’ faz tanto sucesso na TV que não poderia ser diferente no cinema. Os dois primeiros filmes da franquia, lançados em 2017 e 2018, levaram juntos mais de 2,5 milhões de espectadores aos cinemas. Com produção da Paris Entretenimento, coprodução do Gloob e da Globo Filmes e distribuição da Paris Filmes,  ‘DPA3 – Uma Aventura no Fim do Mundo’ tem lançamento nos cinemas previsto para 2021. 

Sesc realiza exibição gratuita de filmes

O Sesc São Paulo deu início, neste mês, à série Cinema #EmCasaComSesc, com exibição de filmes em streaming na recém-lançada plataforma Sesc Digital, que reserva um espaço exclusivo para as sessões. Toda semana serão disponibilizados quatro novos títulos, entre longas e documentários, sempre a partir de quinta-feira, com acesso gratuito a qualquer hora do dia e sem necessidade de cadastro.

A partir desta quinta-feira (11), o público terá acesso a um clássico do cinema de 1967, o terror surrealista A Hora do Lobo, do sueco Ingmar Bergman. Outra opção é o poético Coração de Cachorro, dirigido pela musicista e multiartista Laurie Anderson, que faz uma reflexão sobre a morte de seu companheiro, o cantor e guitarrista Lou Reed.

Dois filmes nacionais completam a programação da semana: Aquarius, de Kleber Mendonça Filho, com Sonia Braga no papel principal da jornalista aposentada, viúva e mãe de três adultos; e Jonas e o Circo sem Lona, um documentário com ficção dirigido por Paula Gomes que aborda a importância de sonhar através do circo.

Para quem acabou de conhecer o projeto do Sesc, os filmes da semana passada continuam disponíveis na plataforma. Entre eles, está a cópia restaurada de Mamma Roma, de Pier Paolo Pasolini. O filme O Homem da Cabine, de Cristiano Burlan, iniciou a programação de cinema nacional, dando ênfase a documentários.

Disponibilizados também desde quinta-feira passada, o documentário chileno O Pacto de Adriana, de Lissette Orozco, leva o público a um encontro com a verdade histórica da ditadura e seus efeitos na atualidade; e a animação brasileira Historietas Assombradas – O Filme, de Victor-Hugo Borges, dá início à programação voltada ao público infanto-juvenil.

Os filmes podem ser acessados na plataforma do Sesc São Paulo

Por Camila Boehm – Repórter da Agência Brasil

Festival online de cinama traz 50 filmes de graça

Torre Eiffel, em Pari (France Diplomatie/via Fotos Públicas)

O Festival on-line de cinema francês traz 50 longas-metragens gratuitamente produzidos pelo país europeu. Os filmes fizeram parte das últimas edições do Festival Varilux de Cinema Francês. Todos estão disponíveis com legendas em português. São comédias, dramas, filmes históricos, fantásticos e infantis, e estão disponíveis até o dia 27 de agosto.

A iniciativa solidária, patrocinada pela Embaixada da França no Brasil e Essilor/Varilux, é realizada pela Bonfilm para amenizar os dias de quarentena. Para assistir, basta acessar http://festivalvariluxemcasa.com.br/ e selecionar um filme. O usuário será encaminhado para uma plataforma de streaming. Será preciso fazer um cadastro na primeira vez e login nas próximas.

História e cultura da França

Para os que se interessam pela história e cultura da França, a curadoria recomenda ‘A Revolução em Paris’. O filme, selecionado para o Festival de Veneza em 2018, é sobre os homens e mulheres responsáveis pelo nascimento da República e pela deposição do rei. Ainda no gênero histórico, ‘O Imperador de Paris’ transporta o telespectador para a era napoleônica, no rastro de Vidocq, um criminoso nada convencional, interpretado por um sombrio Vincent Cassel.

Os amantes da pintura poderão descobrir ‘Gauguin, Viagem ao Taiti’, vivido de forma magistral pelo mesmo Vincent Cassel. Para os que amam o teatro, ‘Cyrano mon Amour’ revela os bastidores da criação de uma das obras mais famosas do repertório mundial, Cyrano de Bergerac. A gastronomia francesa pode ser admirada com o fascinante documentário sobre um dos chefes franceses mais famosos, ‘A Busca do Chef Ducasse’.

Comédias para diversão em família



Comédias românticas como ‘Amor a Segunda Vista’ e ‘De Carona para o Amor’, ambas consagradas como sucessos nas salas do Festival Varilux de Cinema Francês são uma ótima opção. Mas também ‘A Excêntrica Família de Gaspard’, comédia sobre a família; ‘Luta de classe’ (com o par Leila Bekhti/Edouard Baer numa França socialmente fraturada); ‘O Mistério de Henri Pick’, um enredo policial sobre um falso escritor, com Fabrice Luchini; ou ainda ‘Finalmente livres’, filme de ação cheio de reviravoltas emocionantes, com Adèle Haenel e Pio Marmaï (que conquistou o Prêmio SACD da Quinzena de Realizadores em Cannes em 2018) são outras escolhas para rir ao lado da família.

Filmes para os adolescentes

Há também opções para o público adolescente: ‘O Novato’, mostra sobre o quanto é difícil se integrar numa escola quando se é diferente; ‘Primeiro Ano’, a respeito do sufoco que é a preparação para a prova de admissão numa escola de medicina, com Vincent Lacoste em uma de suas melhores interpretações; ‘Meu Bebê’, para todos e todas que mal veem a hora de deixar a casa dos pais, ou ainda o comovente ‘A Viagem de Fanny’, que acompanha as aventuras de uma adolescente de 12 anos durante a Segunda Guerra Mundial numa França ocupada pelos nazistas.

Filmes para as crianças

Para as crianças (e os adultos que apreciam o cinema de animação), estão disponíveis seis filmes dublados que combinam poesia, humor e ação: ‘A Raposa Má’ (Prêmio César do Melhor Filme de Animação em 2013); ‘Abril e o Mundo Extraordinário’; ‘Asterix e o domínio dos Deuses’; ‘Asterix e o Segredo da Poção Mágica’; ‘O Menino da Floresta’; e ‘Um Gato em Paris’.

Destaque para as mulheres

O Festival dá destaque também para as mulheres com quatro histórias tão peculiares como comoventes, vividas por quatro atrizes: ‘O Poder de Diane’ (com Clotilde Hesme); ‘Lulu nua e Crua’, (com Karin Viard); ‘Filhas do Sol’, sobre as combatentes curdas, com Golshifteh Farani; e ‘Quem você acha que sou’, com Juliette Binoche.

Grandes nomes do cinema francês

Durante o festival, será possível reencontrar Juliette Binoche também em ‘Tal Mãe, tal Filha’ e ‘A Vida de Uma Mulher’; assim como outros grandes atores e atrizes, verdadeiros mitos do cinema francês: Catherine Deneuve, protagonista de ‘A última Loucura de Claire Darling’ e ‘O Reencontro’; Isabelle Huppert, em ‘Branca como a Neve’ e atuando lado a lado com o jovem ator Finnegan Oldfield em ‘Marvin’; Gérard Depardieu, em ‘Tour de France’; Omar Sy, em ‘Jornada da Vida’ e ‘O Doutor da Felicidade’. E Jean Dujardin, mais jovial e divertido do que nunca em ‘O Retorno do Heroi’; Marion Cotillard em ‘Um Instante de Amor’ e no hilariante ‘Rock&Roll’; Vincent Cassel (‘Gauguin’ e ‘O Imperador de Paris’), Virginie Efira (‘Na Cama com Victoria’) ou ainda Vincent Lindon, no papel de um ateu abalado e fragilizado no desconcertante ‘A Aparição’.

Para refletir os temas atuais da sociedade

Os assuntos abordados pelos dramas desta seleção são particularmente comoventes: o abuso sexual no já mencionado ‘Graças a Deus’, mas também no bastante original ‘Inocência Roubada’; a intolerância com ‘Marvin’; a radicalização islâmica ‘Os Cowboys’; a difícil situação dos agricultores na França ‘Normandia Nua’. Além de dramas que têm uma história de amor como pano de fundo, como ‘Através do Fogo’ (com Pierre Niney), ‘Um Amor Impossível’ (Virginie Efira) ou ainda ‘O Filho Uruguaio’ (com Isabelle Carré).

Filmes de suspense

O Festival apresenta três exemplos do gênero: ‘Carnívoras’, um thriller de alta tensão sobre a relação destrutiva entre duas irmãs, estrelado pelas atrizes Leila Bekhti et Zita Hanrot; ‘A Noite Devorou o Mundo’; e ‘O Último Suspiro’, com Romain Duris.

Por Ludmilla Souza – Repórter da Agência Brasil 

Marcelo Serrado grava em São Paulo 'Dois Mais Dois'

Além de Marcelo Serrado, elenco conta com Carol Castro, Roberta Rodrigues e Marcelo Laham, e direção de Marcelo Saback (Divulgação)


Depois de emplacar grandes sucessos de público como roteirista (De Pernas Pro Ar, SOS Mulheres ao Mar e Loucas Pra Casas, entre outros), Marcelo Saback vai dirigir seu primeiro filme: Dois Mais Dois. Estrelada por Marcelo Serrado, Carol Castro, Roberta Rodrigues e Marcelo Laham, a comédia começou a ser rodada, em São Paulo, com produção da Paris Entretenimento e distribuição da Paris Filmes.

Na história, Diogo e Emília estão juntos há 16 anos, têm uma filha adolescente, e passam por uma fase entediante. Mas tudo vira de cabeça pra baixo quando eles descobrem que os melhores amigos, Ricardo e Bettina, têm um casamento aberto. Mais do que isso, são adeptos da prática de troca de casais, vivem super seguros com a escolha e tentam convencê-los de que é possível ser muito feliz levando esse estilo de vida, digamos, mais liberal.

A notícia cai como uma bomba. Depois de reagir mal à ideia, Emília se anima e convence Diogo a pelo menos ir a uma festa com a “turma” de Ricardo e Betina. É aí que começa uma série de acontecimentos que vai abalar a vidinha mais ou menos do casal. Será que eles vão deixar o ciúmes de lado e acabar aderindo à prática?

Dois Mais Dois será filmado em 24 dias e será filmado em locais como restaurantes, academia, motel e cinema.

ELENCO PRINCIPAL E PERSONAGENS

Marcelo Serrado – Diogo

Carol Castro – Emília

Roberta Rodrigues – Bettina

Marcelo Laham – Ricardo

FICHA TÉCNICA

Roteiro e direção: Marcelo Saback 

Direção de fotografia: Carlos Salazik

Direção de arte: Raiza Antunes 

Produção: Marcio Fraccaroli, André Fraccaroli e Sandi Adamiu

Com filmes e debates, encontro gratuito aborda IST/Aids entre jovens

Laurence Anyways, filme lançado no Brasil em 2012 (Madman Films/Reprodução)

Com a exibição de filmes, documentários e a participação de médicos e especialistas em saúde e prevenção de IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis), a série Diálogos Transversais #14 chega com sua última edição do ano com a realização do III Encontro de Saúde/Prevenção IST/AIDS entre Jovens LGBTs em São Paulo.

O evento da APOGLBTSP (Associação responsável pela maior Parada do Orgulho LGBT do mundo) em parceria com o Teatro Aliança Francesa acontece nos dias 28 e 29 de novembro, quinta e sexta-feira, das 15h às 20h30. Além da exibição dos filmes Laurence Anyways e Carta Para Além dos Muros (com a participação de Drauzio Varella, Marina Person e José Serra) a programação conta com várias mesas redondas e possui entrada gratuita.

Um dos destaques fica por conta da presença da Dra. Laurence Slama, infectologista do Hôpital Hôtel Dieu (AP-HP) – Paris, especialista em PreP (Profilaxia Pré-Exposição de risco à infecção pelo HIV), que consiste no uso preventivo de medicamentos antirretrovirais antes da exposição sexual ao vírus, para reduzir a probabilidade de infecção pelo HIV.

O encontro é uma ação para saúde e prevenção de IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis) /AIDS. O projeto acontece todos os anos e sempre no mês de novembro, próximo ao dia 1º de dezembro (Dia Mundial de Luta Contra a Aids).

As Famílias LGBTs recepcionam o público nos dois dias de evento. Outra novidade do projeto será a exibição de dois longas: Laurence Anyways e o documentário: Carta Para Além dos Muros com foco na prevenção das IST/HIV/Aids e do movimento LGBT+.

Os parceiros do evento são o Programa Municipal IST/AIDS, CRT -Centro de Referência e Treinamento DST/AIDS  SP, Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais – Ministério da Saúde, a Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual do Est. de São Paulo, Museu da Diversidade, Teatro Aliança Francesa, Consulado Geral do Canadá em São Paulo, Unaids, Appa, HF além do Portal Menino Gay.

PROGRAMAÇÃO:

  • Dia 28 de novembro (quinta-feira)

– 15h – Curtas sobre as Famílias LGBTs

– 15h30   – Filme: Laurence Anyways

– 18h30 – Abertura 

Cláudia Regina Garcia – Presidente APOGLBT/SP.
Allan Gomes de Lorena – Graduado e mestrando em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo – USP e representante do Programa Municipal DST/Aids.
Ivone de Paula – Representante do Centro de Referência e tratamento de IST/AIDs.
 Euzébio de Lima – UNAIDS Brasil (programa das Nações Unidas tem a função de criar soluções e ajudar nações no combate à AIDS. Com o objetivo prevenir o avanço do HIV).
 Nicolas de la Cruz– Dir. Geral do Teatro Aliança Francesa.
 Natalie Beaudoin – Vice-Cônsul e Chefe do Depto da área de Política e Diplomacia Pública do Canadá.

– 19h às 20h30 Roda de Conversa – PrEP – Perspectivas França/Brasil

Laurence Slama – infectologista do Hospital Hôtel Dieu (AP-HP) – Paris, França
Hamilton Kida – Psicólogo e fundador na Rainbow Psicologia.
Zarifa Khoury – Mestre e Doutora em Saúde Coletiva pela UNIFESP e representante do Programa Municipal de DST/Aids. 

Rose Munhoz – Socióloga – Dir. do Núcleo de DST/CTA do CRT/AIDS SP
Mediador: Ricardo Vasconcelos – Médico infectologista e doutorando pelo programa de pós-graduação da Universidade de São Paulo – USP.

*20h30 – Coffee

  • Dia 29 de novembro (sexta-feira)

15h – Curtas sobre as Famílias LGBTs

15h30 – Filme Carta Para Além dos Muros

17h – Abertura: Nelson Mathias – APOGLBT/SP
17h15  Roda de Conversa – “HIV/AIDS uma história que se repete”

Fançois Lallemand – dermatologia e doenças infecciosas tropicais – Hospital Saint Antoine AP_HP Paris

Laurence Slama – infectologista do Hospital Hôtel Dieu (AP-HP) – Paris, França
André Canto – cineasta e idealizador do projeto “Carta Para Além dos Muros”.

Mediação: Gabriela Vendramini – Psicóloga Graduada pela USP e coordenadora dos educadores de pares na pesquisa [email protected] – São Paulo.


  18h15 às 19h15 – “Campanhas de Prevenção em HIV/Aids: Deu Match?”
– Exibição das Campanhas da UNAIDS, Min. Saúde, cartazes Municipal, Estado e da HF. 

– Plateia + Dindry Buck.

19h15 às 20h15   – “Campanhas de Prevenção em HIV/Aids: Desafios na Criação” 
Euzébio de Lima
 – UNAIDS Brasil (programa das Nações Unidas tem a função de criar soluções e ajudar nações no combate à AIDS.  Com o objetivo prevenir o avanço do HIV).
Fábio Mariano –  Graduado em Ciências Socais pela USP, Mestrado e doutorado em Ciências Sociais pela PUC/SP. Professor da Escola de Superior de Propaganda e Marketing – ESPM.
Diego krausz – Youtuber.
Beto de Jesus – Gerente da Aids Healthcare Foundation do Brasil – AHF.
– Mediadora: Raissa Alcover.

*20h30   – Coffee

Filmes (Sinopses)

Carta Para Além dos Muros

A trajetória histórica do vírus HIV e da AIDS no imaginário brasileiro, desde a epidemia que tomou o mundo e deixou milhares de vítimas nas décadas de 1980 e 1990, até os dias atuais. Através de entrevistas com médicos, pessoas que vivem com o vírus, ministros, personalidades e representantes de movimentos conscientizadores sobre a epidemia, o diretor André Canto propõe uma reflexão sobre a evolução dos tratamentos e os desafios e estigmas ainda enfrentados por portadores de HIV.

Laurence Anyways

Com direção de Xavier Dolan e elenco formado por Melvil Poupaud, Suzanne Clément, Monia Chokri, o filme se passa durante os anos 90. Um homem tenta salvar seu relacionamento com sua noiva depois de revelar que mudará de sexo.

Sobre a APOGLBT SP:

A Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo (APOGLBT SP) é a ONG responsável pela maior Parada do Orgulho LGBT do mundo. Além disso, ela é organiza também diversos eventos ao longo do ano, tendo sua concentração maior no Mês do Orgulho LGBT, como o Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade, Ato Em Memória, Feira Cultural LGBT, Jogos da Diversidade, Bloco da Diversidade, entre outros.

Serviço:

Local: Teatro Aliança Francesa
Rua General Jardim, 182 – Centro – SP – Entrada Franca. 

Diálogos Transversais #14 – III Encontro de Saúde/Prevenção IST/AIDS entre Jovens LGBT+ 

Dia: Quinta e sexta-feira, 28 e 29 de novembro,  das 15h às 20h30

Entrada Gratuita

Link do evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/546751879405575/

SOBRE O TEATRO ALIANÇA FRANCESA

Desde sua criação, em 1964, o Teatro Aliança Francesa destacou-se como um espaço de encontros intelectuais e artísticos entre a França e o Brasil. Ao longo dos anos, importantes nomes da dramaturgia brasileira se apresentaram e foram revelados, como Marília Pêra e Gianfrancesco Guarnieri. Além disso, o espaço já acolheu textos de grandes escritores franceses, como Eugène Ionesco e Molière, e possibilitou residências artísticas, como a do Grupo Tapa, por mais de uma década.

A programação do Centro Cultural Aliança Francesa é possível graças a Lei de incentivo à cultura e conta com o patrocínio da Accor Hotels, Société Générale e BNP Paribas.

Apoio: Ticket serviços, uma marca do grupo Edenred

Parceria: TV5 Monde, Air France

Realização: Aliança Francesa de São Paulo, APOLGBT SP, Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania, Governo Federal

‘Intruso’ estreia hoje nos cinemas

Eriberto Leão é protagonista do filme (Divulgação)


Chega aos cinemas hoje (31), “Intruso”, longa dirigido por Paulo Fontenelle, que traz no elenco os atores Eriberto Leão, Danton Mello, Genezio de Barros, Lu Grimaldi, Juliana Knust, Karla Muga (também responsável pela produção executiva), Charles Daves e Ingrid Clemente.

Com distribuição da Pipa Produções, o thriller conta a história de uma família obrigada a receber em casa um visitante inesperado. Tensos, assustados e cheios de questionamentos, todos tentam manter suas vidas normalmente, mas a chegada desse hóspede, vivido por Eriberto Leão, muda o cotidiano da família ao exigir que certas regras sejam seguidas. Apenas o patriarca e sua esposa, interpretados por Genezio de Barros e Lu Grimaldi, parecem saber o motivo da visita.

Ninguém pode deixar o local ou comunicar-se com outras pessoas. Aqueles que quebram as regras são severamente punidos; ninguém pode ajudá-los.

O diretor também assina o roteiro e a montagem. A ideia original era fazer um filme “claustrofóbico”, rodado em uma casa antiga, exatamente como descreveu no roteiro, onde uma família passa por tortura psicológica sem entender claramente os motivos que trazem o visitante indesejado até sua moradia. 

“Se eu puder resumir o filme em uma palavra, seria tensão. Sem dar muito spollier, a cena inicial é lenta de propósito, a pessoa fica esperando algo acontecer e assim chega ao estado psicológico que quero”, diz Fontenelle.

Rodado em 2007 em apenas doze dias em Itaipava, região serrana do Rio de Janeiro, “Intruso” foi realizado com recursos próprios de Paulo Fontenelle, sem recorrer a leis de incentivo. 

“Filmamos com 10 mil reais, com todo o elenco e os profissionais envolvidos trabalhando porque se apaixonaram pelo roteiro. Todos se tornaram um pouco donos do projeto. A filmagem em si foi uma aventura, todos em prol de uma causa, reunidos numa casa, numa imersão total na história. Quando a produção foi realizada, o processo de finalização e copiagem para cinemas ainda era muito caro, mas com o advento da tecnologia e a digitalização das salas, o lançamento de Intruso se tornou possível. Tivemos apoio da Color/Gamma e Cinecolor para finalização”, revela o diretor.

Genezio de Barros e Lu Grimaldi durante cena do longa (Pipa Pictures/Divulgação)

Premiado na categoria Melhor Filme pelo Júri Popular no Rio Fantastik Film Festival em 2016, o longa também foi exibido no Festival do Rio (2009) e no Festin Lisboa (2017). “Intruso” é o primeiro trabalho de suspense de Paulo Fontenelle, gênero ainda pouco difundido no cinema nacional.

Fontenelle está curioso para saber como será a receptividade do longa que agora chega às telas: “Não tenho ideia de qual será a reação do público, mas o fato de todos os envolvidos terem ficado felizes com o material final já é maravilhoso. Mesmo daqui a dez ano, ‘Intruso’ continuará sendo atual. Assistir no cinema potencializa tudo, a magia está ali, a experiência é outra”, finaliza o diretor que conta já ter rascunhado uma continuação para o suspense.

“Intruso” é uma produção do Canal Imaginário em coprodução com Target Filmes, Framme, Color/Gamma e apoio da Cinecolor. A distribuição é da Pipa Produções e conta com recursos FSA/BRDE.

Sobre o diretor

Paulo Fontenelle é diretor e roteirista de cinema, televisão e vídeo. Dirigiu e roteirizou os longas-metragens “Apaixonados”, “O Divã a 2”, “Se Puder… Dirija”, “Sobreviventes – Os Filhos da Guerra de Canudos” e  “Evandro Teixeira – Instantâneos da Realidade”, além de vários outros trabalhos. Produtor e sócio da empresa Canal Imaginário Comunicação, onde assumiu trabalhos na área de ficção, documentário, publicidade, animação e institucional.

Pipa Produções

Criada em 2002, a Pipa Distribuidora é uma empresa pioneira que possui duas vertentes de atuação no mercado de cinema nacional: a promoção de marketing e a distribuição e lançamento de filmes de forma criativa. Deste modo, a Pipa viabiliza o acesso do público-alvo ao cinema, gerando a maior permanência do filme em cartaz. Ao longo dos anos, a empresa conquistou parcerias com exibidores, produtores, curadores, promotores e realizadores de cinema de todo o país. Atuando em universidades, escolas, mídias alternativas, associações, instituições e ONGs- em parceria com uma rede de exibidores – a Pipa já distribuiu e promoveu diversos filmes.

Canal Imaginário

A filmografia da produtora Canal Imaginário se mistura com a carreira de seu sócio Paulo Fontenelle, responsável pelos longas-metragens “Intruso”, “Apaixonados”, “Divã a 2” e “Se Puder Dirija!”, além dos grandes sucessos televisivos “Se Eu Fosse Você – A série” e “Meu Amigo Encosto”.

Entre outras realizações da produtora para o cinema estão os longas-metragens “Sobreviventes – Os Filhos da Guerra de Canudos” – Prêmio de Melhor Longa Metragem na Mostra Internacional Etnográfica , “Evandro Teixeira – Instantâneos da Realidade” e “Uma Casa Brasileira”, todos com grande carreira em festivais pelo mundo.

Fundada em 1996, os trabalhos realizados pela Canal Imaginário deram reconhecimento nacional e internacional para a produtora que já participou e conquistou prêmios em festivais como Cologne-Alemanha, Biarritz-França, Lisboa-Portugal,  Utrecht-Holanda, Guadalajara-México e Havana-Cuba.

Entre seus principais trabalhos para a televisão estão as séries “Os Reciclados”,  13 desenhos animados – para a TV Ratimbum; e “Os Caminhos da Democracia”, 5 programas de 46 minutos para as TVs Cultura, Brasil, CineBrasil TV, entre outras.

Elenco

  • Eriberto Leão – Homem
  • Danton Mello – Pedro
  • Genezio de Barros – Joel
  • Lu Grimaldi – Virna
  • Juliana Knust – Sabrina
  • Karla Muga – Ana
  • Charles Daves – Ricardo
  • Ingrid Clemente – Yasmin
  • Banzai – Cão

‘Um tio quase perfeito 2’ terá Danton Mello no elenco

Danton com o elenco infantil do filme (Divulgação)


Danton Mello está de volta às telonas. O ator está rodando, no Rio de Janeiro, o filme “Um Tio Quase Perfeito 2”.

No longa, que tem produção da Arpoador Audiovisual, coprodução da Morena Filmes, Globo Filmes e Sony Pictures e distribuição da H2O Films, ele é Beto, futuro marido de Ângela (Leticia Isnard), irmã do carismático Tio Tony, papel emblemático do ator e humorista Marcus Majella.

Porém, ao invés de comemorar o novo amor da irmã, Tony fica extremamente enciumado quando percebe que pode ter que dividir o coração dos sobrinhos Patricia (Julia Svacinna), Valentina (Soffia Monteiro) e João (João Barreto), com o cunhado e arma mil planos pra atrapalhar o romance. 

Sinopse

Tio Tony (Marcus Majella), que reina soberano no coração dos sobrinhos, Patricia (Julia Svacinna), Valentina (Sofia Barros) e João (João Barreto), parece ter se regenerado da vida de trambiqueiro. Ele vive em perfeita harmonia com a irmã e a mãe até a chegada de Beto (Danton Mello), que rouba o coração da irmã e, de quebra, encanta os pequenos. Ameaçado pelo ‘rival’, Tony vai fazer de tudo pra que ele não entre para a família de forma definitiva.

ELENCO – PERSONAGENS

  • Tio Tony – Marcus Majella
  • Beto – Danton Mello
  • Patrícia – Julia Svacina
  • João – João Barreto
  • Valentina – Soffia Monteiro
  • Rodrigo –  Fhelipe Gomes
  • Angela –  Letícia Isnard
  • Cecilia – Ana Lucia Torre
  • Gustavo – Eduardo Galvão

‘Depois a louca sou eu’ é atração em mostra de SP

Debora Falabella, em ‘Depois a louca sou eu’ (Stella Carvalho)


Selecionada para a Mostra Brasil da 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, a comédia dramática Depois a Louca Sou Eu tem seu cartaz oficial divulgado. Sétimo longa-metragem da cineasta carioca Julia Rezende, o filme, que terá sua primeira exibição no dia 21 de outubro, às 19h30, no Espaço Itaú de Cinema Augusta, acompanha a história de Dani. Interpretada por Débora Falabella, a personagem vive em descompasso com o mundo e tenta levar uma vida normal apesar das crises de ansiedade que a acompanham desde a infância. Oelenco também conta com Yara de Novaes, Gustavo Vaz, Duda Batista, Rômulo Arantes Neto, Evandro Mesquita, Cristina Pereira, Debora Lamm e Beatriz Oblasser. 

Inspirado no livro homônimo e autobiográfico da escritora Tati Bernardi, com roteiro de Gustavo Lipstzein, o filme faz um sensível retrato da geração de 30 e poucos anos ao discutir de forma corajosa questões atuais. “Depois a Louca Sou Eu é a história de uma mulher enfrentando seus medos: o medo da morte, das perdas, do fracasso, e sobretudo o medo da vida. Ela quer ser uma escritora de sucesso, mas antes sonha apenas em conseguir sair de casa, trabalhar, casar, viajar. Retrato da geração Rivotril, ela conta tudo aquilo que sentimos e temos vergonha de expor”, diz Julia.

Com a direção de arte de Fabiana Egrejas e a fotografia de Pablo Baião, Julia chegou a uma narrativa pouco convencional, trabalhando em diversos planos e tempos. Produzido por Mariza Leão, com coprodução da Miravista, Depois a Louca Sou Eu foi rodado durante sete semanas, em abril e maio de 2019, no Rio e em São Paulo. A estreia está prevista para o primeiro semestre de 2020, com distribuição da Paris Filmes.

‘Depois a Louca Sou Eu’ na 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

  • 21 de outubro – 19h30 – Espaço Itaú de cinema – Augusta – Sala 1 
  • 22 de outubro – 16 h –  Cinearte 2 
  • 28 de outubro – 14h – Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 4 

Sinopse

Jovem, intensa e autêntica, Dani só queria levar uma vida normal. Mas, desde criança, vive em descompasso com seu mundo. Enquanto encanta a todos com o talento que a torna uma brilhante escritora, ela tenta de todas as formas controlar seus medos e constantes crises de ansiedade. 

Elenco e Personagens

Débora Falabella – Dani

Yara de Novaes- Silvia

Gustavo Vaz- Gilberto

Duda Batista- Dani na infância

Romulo Arantes Neto- Kadu

Evandro Mesquita – Apresentador do “Johnny Show”

Cristina Pereira – Nona

Debora Lamm – Consteladora

Beatriz Oblasser – Dani na adolescência

Com Gabriel Godoy, ‘Cedo Demais’ é gravado no Rio

Elenco reunido para gravações (Mariana Vianna)


Começou a ser filmada no Rio de Janeiro a comédia “Cedo Demais”, de José Lavigne, que traz no elenco nomes de destaque da nova geração de atores brasileiros: Yuri Marçal, Thati Lopes, Vitor Thiré, Gabriel Godoy, Valentina Bandeira, Bella Camero e Kayky Brito. Roberta Rodrigues faz uma participação especial interpretando uma veterinária.

Com produção de Clélia Bessa, da Raccord, coprodução e distribuição da Fox Film do Brasil, o filme será todo rodado no Rio e terá locações como Lagoa Rodrigo de Freitas, Urca, Praia Vermelha e o Clube Costa Brava. “Cedo Demais” traz como protagonistas o trio Yuri Marçal (André), Thati Lopes (Dora) e Vitor Thiré (Lucas) e trata de forma leve, divertida e contemporânea questões como morte, traição, amor e amizade.

Na história, Dora se casa com Narciso (Kayky Brito) e no mesmo dia fica viúva. A situação se  complica ainda mais quando André e Lucas, amigos de infância do marido, apaixonam-se por ela e vivem um dilema sobre trair ou não a lealdade de Narciso. Para Dora, ainda é cedo demais para se envolver com alguém, mas os dois começam uma divertida disputa por uma chance no coração da viúva e, em meio ao luto, descobrem que o falecido não era o grande amigo que pensavam.

Os demais personagens são interpretados por Gabriel Godoy (Manolo), Bella Camero (Bianca) – os melhores amigos de Dora – e Valentina Bandeira (Bruna), ex-namorada de André, com quem divide a “guarda” do cachorro deles.

Entremeado ao enredo principal, “Cedo Demais” traz um pequeno curta-metragem de animação com cenas divertidas que ilustram o principal segredo de Dora. Apesar de ser uma terapeuta respeitada, ela sofre de ornitofobia, ou seja, tem pavor de aves. Esse arco paralelo faz parte da trama principal da produção e ganha destaque na abertura do longa, passando pela ação dramática, até os créditos finais.

“Cedo Demais” é dirigido por José Lavigne, diretor e roteirista de TV e cinema, que se destaca por trabalhos como “TV Pirata” (1988), “Casseta & Planeta, Urgente!” (1992), “Os Trapalhões” (1993), além de ter escrito e dirigido a série “Dicas de um Sedutor” (2007). No cinema, dirigiu o filme “Seus Problemas Acabaram” (2006) com o grupo Casseta & Planeta e é roteirista do ainda inédito filme “Pluft” (2020), de Rosane Svartman.

Raccord Produções

A Raccord Produções foi fundada em 1993 e desde então acumulou inúmeros prêmios nacionais e internacionais. Atuante no mercado audiovisual brasileiro, tem em seu currículo mais de 20 filmes entre curtas, médias e longa-metragens, em torno de 1000 horas de produtos para televisão, além de inúmeros vídeo-clipes de artistas consagrados. Nos últimos anos, a Raccord tem se dedicado também às novas plataformas, sempre buscando uma convergência das linguagens e dispositivos audiovisuais, desenvolvendo mídias para telefonia móvel, internet e trabalhando o lançamento de filmes nesses ambientes.

Fox Film do Brasil

Presente no mercado nacional desde 1920, a Fox Film do Brasil é uma das empresas com maior contribuição à indústria do entretenimento no país, atuando com destaque e garantindo a seus filmes amplo e diferenciado apoio de divulgação. Dentre os grandes sucessos distribuídos pela Fox, encontram-se: “A Favorita”, “ A Forma da Água”, “O Regresso”, “Birdman”, “DEADPOOL”, “A Culpa é das Estrelas”, a franquia “X-Men”, “Planeta dos Macacos”, “As Aventuras de Pi”, “Cisne Negro”, as franquias “Como Treinar Seu Dragão”, ” Rio” e “A Era do Gelo”. A Fox também tem uma área voltada para investimento e aquisição de títulos em língua estrangeira.   No Brasil, coproduziu e lançou inúmeros longas-metragens nacionais entre os quais os mais recentes: “Lino”, “Em Nome da Lei”, “Linda de Morrer” e outros sucessos como “Somos Tão Jovens”, “Nosso Lar”, “Copa de Elite”, “Assalto ao Banco Central”, “Ensaio Sobre a Cegueira”, “Se Eu Fosse Você 1 e 2”, “Não Se Aceitam Devoluções” e “Divaldo – O Mensageiro da Paz”, entre outros.

Sinopse

Quando dois amigos se apaixonam pela mesma garota a situação pode ser complicada. Especialmente se essa garota é Dora, viúva há pouco tempo, e se os amigos são André e Lucas, amigos de infância de Narciso, o falecido marido. Cedo demais para que Dora se abra para um novo amor, os dois amigos começam uma divertida disputa por uma chance no coração da viúva e em meio ao luto descobrem que Narciso talvez não fosse o grande amigo que eles pensavam.

Elenco

  • DORA – Thati Lopes
  • ANDRÉ – Yuri Marçal
  • LUCAS – Vitor Thiré
  • MANOLO – Gabriel Godoy
  • BRUNA – Valentina Bandeira
  • BIANCA – Bella Camero
  • NARCISO – Kayky Brito
  • ARETUZA – Roberta Rodrigues

Ficha Técnica

  • DIRETOR: José Lavigne
  • PRODUTORES: Clélia Bessa e Marcos Pieri
  • ROTEIRO ORIGINAL: Phil M. Rosenberg
  • ROTEIRO ADAPTADO: Rafael Leal
  • DIRETOR DE FOTOGRAFIA: Mário Franca
  • DIRETOR DE ANIMAÇÃO: Pedro Poscidônio
  • PRODUTORA EXECUTIVA: Bárbara Isabella
  • DIRETORA DE PRODUÇÃO: Bruna Inácio
  • SOM DIRETO: Toninho Muricy
  • DIRETORA DE ART: Fabiana Egrejas
  • FIGURINISTAS: Elisa Falhaber e Renata Russo
  • MAQUIADOR: Adriano Manques
  • ELETRICISTA CHEFE: Marcelo Martins
  • MAQUINISTA CHEFE: Edgarzinho Mugica
  • PRODUTORA DE FINALIZAÇÃO: Gabriella Ruffino

De Paulo Fontenelle, ‘Intruso’ chega aos cinemas no fim do mês

“Intruso”, longa dirigido por Paulo Fontenelle, acaba de ter divulgados o trailer e os cartazes oficiais. Com distribuição da Pipa Produções, o filme tem estreia prevista para 31 de outubro. O suspense traz no elenco os atores Eriberto Leão, Danton Mello, Genezio de Barros, Lu Grimaldi, Juliana Knust, Karla Muga (também responsável pela produção executiva), Charles Daves e Ingrid Clemente.

thriller conta a história de uma família obrigada a receber em casa um visitante inesperado. Tensos, assustados e cheios de questionamentos, todos tentam manter suas vidas normalmente, mas a chegada desse hóspede, vivido por Eriberto Leão, muda o cotidiano da família ao exigir que certas regras sejam seguidas.

Apenas o patriarca e sua esposa, interpretados por Genezio de Barros e Lu Grimaldi, parecem saber o motivo da visita. Ninguém pode deixar o local ou comunicar-se com outras pessoas. Aqueles que quebram as regras são severamente punidos; ninguém pode ajudá-los.

O diretor também assina o roteiro e a montagem. A ideia original era fazer um filme “claustrofóbico”, rodado em uma casa antiga, exatamente como descreveu no roteiro, onde uma família passa por tortura psicológica sem entender claramente os motivos que trazem o visitante indesejado até sua moradia.

Rodado em 2007 em apenas doze dias em Itaipava, região serrana do Rio de Janeiro, “Intruso” foi realizado com recursos próprios de Paulo Fontenelle, sem recorrer a leis de incentivo. 

“Filmamos com 10 mil reais, com todo o elenco e os profissionais envolvidos trabalhando porque se apaixonaram pelo roteiro. Todos se tornaram um pouco donos do projeto. A filmagem em si foi uma aventura, todos em prol de uma causa, reunidos numa casa, numa imersão total na história. Quando a produção foi realizada, o processo de finalização e copiagem para cinemas ainda era muito caro, mas com o advento da tecnologia e a digitalização das salas, o lançamento de Intruso se tornou possível. Tivemos apoio da Color/Gamma e Cinecolor para finalização”, revela Paulo Fontenelle.

Premiado na categoria Melhor Filme pelo Júri Popular no Rio Fantastik Film Festival em 2016, o longa também foi exibido no Festival do Rio (2009) e no Festin Lisboa (2017). “Intruso” é o primeiro trabalho de suspense de Paulo Fontenelle, gênero ainda pouco difundido no cinema nacional.

Fontenelle está curioso para saber como será a receptividade do longa que agora chega às telas: “Não tenho ideia de qual será a reação do público, mas o fato de todos os envolvidos terem ficado felizes com o material final já é maravilhoso”, diz.

“Intruso” é uma produção do Canal Imaginário em coprodução com Target Filmes, Framme, Color/Gamma e apoio da Cinecolor. A distribuição é da Pipa Produções e conta com recursos FSA/BRDE.