Presos mais sete suspeitos de participar de assalto a banco em Araçatuba

(Polícia Federal/via Agência Brasil)

A Polícia Federal prendeu hoje (14) sete pessoas suspeitas de participação no assalto ocorrido na cidade de Araçatuba, no interior do estado, em agosto. Segundo o órgão, as buscas continuam para a captura de um oitavo suspeito.

Na operação de hoje, a Polícia Federal também cumpriu 24 mandados de busca e apreensão no estado de São Paulo, sendo seis na capital, um em Campinas, um em Águas de Santa Bárbara, três em Mairiporã, três em Osasco, cinco em Guarulhos, dois em Cotia, um em Itapecerica da Serra e dois em Itapevi.

A ação envolveu mais de 100 policiais federais e contou com o apoio da Polícia Militar de São Paulo e do Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar (Baep) de Campinas.

Até o momento, segundo a Polícia Federal, 15 pessoas envolvidas no crime já foram presas e 51 mandados de buscas e apreensões já foram cumpridos desde o assalto. “A Polícia Federal segue empenhada na identificação completa da organização criminosa e seguindo todas as linhas de investigação possíveis”, diz o órgão, em nota.

O assalto

Na madrugada do dia 30 de agosto, um grupo atacou com explosivos duas agências bancárias – uma do Banco do Brasil e outra da Caixa Econômica Federal – em Araçatuba, no interior paulista. Os ladrões também espalharam explosivos por diversos pontos da cidade.

Na fuga, houve troca de tiros com a polícia e reféns foram usados como escudo, colocados sobre o capô dos carros da quadrilha. Na ação, três pessoas morreram e pelo menos outras três ficaram feridas.

Por Agência Brasil

PM estoura fábrica de munições clandestina em Mairiporã

A Polícia Militar localizou na quinta-feira (13) uma fábrica de munições clandestina em Mairiporã, na Grande São Paulo.

Os policiais faziam um patrulhamento de rotina na região e ao abordar um veículo encontraram um saco plástico contendo munições de diversos calibres como de armas .40, .45, .380, .38, e 9 mm.

Munições de diversos calibres, como .40, .45 e .380 foram localizadas em fábrica clandestina no município de Mairiporã, na Grande São Paulo (Foto: Polícia Militar/Digulgação)

O motorista foi questionado sobre a presença dos projéteis no carro e contou que trabalhava em uma fábrica de munições.

Os policiais foram até o endereço indicado e apreenderam mais projéteis, além de barras de chumbo para serem derretidas e todo o maquinário necessário para a confecção de munições.

O motorista do carro e o homem que estava na fábrica foram detidos.

Corpo de 3ª vítima é localizado após carro cair em represa

Foi encontrado na tarde deste domingo (21), em Mairiporã, na Grande São Paulo, o corpo da terceira vítima morta após um carro cair dentro da Represa Paiva Castro. O acidente foi na manhã de sábado (20) e o veículo, após despencar de uma ponte, ficou com as rodas para cima.

(Corpo de Bombeiros/Reprodução)

Assim que o Corpo de Bombeiros chegou ao local, um homem foi socorrido e levado para o pronto-socorro, mas morreu ao dar entrada na unidade. Horas depois, o corpo de uma mulher foi retirado de dentro do carro. Ela também não resistiu.

Na manhã deste domingo, o Corpo de Bombeiros retomou as buscas após receber informações sobre a possibilidade de haver uma terceira vítima. Às 14h30 o corpo foi encontrado. Mais uma mulher.

Carro ficou com as rodas para cima, bem perto de uma queda d’água (Corpo de Bombeiros/Reprodução)

O corpo estava às margens de um rio. A Polícia Civil investiga o acidente.

Bombeiros buscam 3ª vítima do carro que caiu em represa

O Corpo de Bombeiros retomou na manhã de hoje (21) as buscas na represa Paiva Castro, em Mairiporã, na Grande São Paulo. Ontem (20), um carro caiu dentro d’água, bem perto de uma cachoeira.

Bombeiros usaram equipamentos de mergulho no resgate (Corpo de Bombeiros/Reprodução)

Duas vítimas foram retiradas de dentro do carro, um homem e uma mulher. OS dois morreram.

A partir de informações colhidas com pessoas que conheciam as vítimas, os bombeiros passaram a considerar a possibilidade de haver uma terceira vítima. Seria uma mulher.

Três equipes dos bombeiros estão no local e fazem buscas.

Imagens divulgadas ontem pela corporação mostram que o veículo ficou com as rodas para cima, bem perto de uma queda d’água, na Represa Paiva Castro. A correnteza no local é forte e os bombeiros usaram cilindros de oxigênio para fazer buscar dentro do veículo.

Vídeo gravado ontem (20) pelos Bombeiros

Confirmada 2ª morte após carro cair em represa de Mairiporã

O Corpo de Bombeiros confirmou a segunda morte após um carro cair em uma represa hoje (20), durante a manhã. O acidente foi na Estrada Armando Barbosa de Almeida, em Mairiporã, na grande São Paulo.

Carro ficou com as rodas para cima, bem perto de uma queda d’água (Corpo de Bombeiros/Reprodução)

Segundo o Corpo de Bombeiros, a primeira vítima, um homem, chegou a ser socorrida e levada para o Pronto Socorro de Mairiporã, mas não resistiu e morreu. Os bombeiros mobilizaram cinco viaturas e chegaram rápido ao local.

Logo depois, os socorristas confirmaram que também havia uma mulher no carro, no banco do passageiro. Quando foi encontrada, a vítima já estava morta.

Imagens divulgadas pela corporação mostram que o veículo ficou com as rodas para cima, bem perto de uma queda d’água, na Represa Paiva Castro. A correnteza no local é forte e os bombeiros usaram cilindros de oxigênio para fazer buscar dentro do veículo. Veja o vídeo abaixo.

Veja as cidades de SP com mortes por Coronavírus

(Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

São Paulo registrou neste domingo (5) um total de 275 óbitos pelo novo coronavírus. Os números significam um aumento de 180% em comparação ao balanço do domingo passado (29), quando eram 98 vítimas fatais pela covid-19 Já o número de casos confirmados pela doença chegou a 4.620.

Os óbitos concentram-se em 33 cidades, com maior número na grande São Paulo, mas, crescem os números no interior do estado. Hoje,foi confirmada a primeira morte em Bauru. Também há pelo menos uma vítima em cada uma das regiões de Araçatuba, Ribeirão Preto, Campinas, Baixada Santista, Presidente Prudente e Sorocaba.



Os municípios e respectivos números de mortes são: São Paulo (220), Guarulhos (5), São Bernardo do Campo (5), Campinas (4), Santo André (3), Cotia (3), Osasco (3), Taboão das Serra (3).

Americana, Mairiporã, Santos e Sorocaba têm duas mortes cada cidade. Há ainda um óbito confirmado em cada uma das seguintes cidades: Arujá, Barueri, Bauru, Caieiras, Carapicuíba, Cravinhos, Diadema, Dracena, Embu das Artes, Francisco Morato, Franco da Rocha, Itapecerica da Serra, Itapevi, Jaboticabal, Mogi das Cruzes, Nova Odessa, Penápolis, Ribeirão Preto, São Caetano do Sul, São Sebastião e Vargem Grande Paulista.

Segundo o portal do governo do estado, as 275 vítimas somam 157 homens e 118 mulheres. Do total, 236 tinham idade igual ou superior 60 anos. As demais incluem pessoas com menos de 60 com comorbidades que, assim como os idosos, representam grupo mais vulnerável a complicações da covid-19.

Por Ludmilla Souza – Repórter da Agência Brasil 

*Atualizado às 10h19

Acidente com caminhões e carro mata duas pessoas

Incêndio foi controlado pelos Bombeiros (Corpo de Bombeiros/Reprodução)


Um acidente na noite de quarta-feira (29), na Rodovia Fernão Dias, região de Mairiporã, matou duas pessoas carbonizadas e deixou outras quatro feridas. Segundo o Corpo de Bombeiros, dois caminhões e um carro se envolveram na batida.

A colisão entre os veículos provocou uma explosão e duas vítimas não conseguiram sair dos veículos. O acidente ainda vai ser investigado.

Por causa da colisão, o trânsito ficou bloqueado sentido São Paulo entre 20h e 2h30 de hoje (30). O congestionamento chegou a 10km, segundo a concessionária Arteris Fernão Dias. Apenas o acostamento segue bloqueado no trecho do acidente.

Na manhã desta quinta-feira, a concessionária informa que o tráfego no local é normal.

Médicos estão entre os presos em rinha de cães

Cães resgatados apresentavam muitos ferimentos (Polícia Civil/Reprodução)


A Polícia Civil de São Paulo, em parceria com a Delegacia de Proteção do Meio Ambiente da Polícia Civil do Paraná, prendeu 41 pessoas e desarticulou um evento de lutas clandestinas de cães em Mairiporã, região metropolitana de São Paulo, na noite de sábado (14). Ao todo, 26 lutas estavam previstas para ocorrer no local. Dezoito animais da raça pit bull, quase todos feridos em razão das rinhas, foram encontrados no local, além da carcaça de outro cão.

Dentre os detidos estavam apostadores, criadores e treinadores dos animais, além de dois médicos, sendo um veterinário. Ao menos cinco estrangeiros foram detidos também: um americano, dois peruanos e dois mexicanos. Os animais foram resgatados e mantidos sob escolta policial, aguardando transferência para um local adequado.

Participaram da ação agentes da 2ª Delegacia de Investigações sobre Infrações de Maus Tratos a Animais (DIMA), do DPPC, do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope), além dos policiais paranaenses. As equipes policiais apreenderam envelopes com anotações referentes às apostas, aparelhos celulares, troféus, camisetas do evento, planilhas das lutas, medicamentos ilegais, seringas, e outros insumos hospitalares foram apreendidos.

Os detidos foram autuados pelos crimes de maus tratos a animais, resistência e contravenção penal de aposta em jogo de azar e permaneceram à disposição da Justiça.

*Conteúdo do Governo do Estado de SP

Sarampo: 39 cidades têm vacinação para bebês; veja lista

(Tomaz Silva/Agência Brasil)

A partir desta segunda-feira (12), São Paulo vai vacinar contra sarampo bebês com idade entre 6 meses a menores de 12 meses de 39 cidades paulistas que registraram casos da doença. A medida inclui ainda a aplicação de doses em crianças nessa faixa etária que vão se deslocar para essas cidades. Nesses casos, a vacinação deve ser feita pelo menos 15 dias antes das viagens.

A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba. A aplicação da chamada “dose D” visa proteger as crianças e não será contabilizada no calendário nacional de vacinação da criança, ou seja, os pais ou responsáveis deverão levar as crianças aos postos para receber a tríplice viral aos 12 meses e também aos 15 meses para aplicação do reforço com a tetraviral, que protege também contra varicela.

Após a aplicação da “dose D”, é preciso aguardar pelo menos 30 dias para aplicação da tríplice aos 12 meses, como prevê o calendário. A relação dos municípios com indicação será atualizada semanalmente, com base na situação epidemiológica. Se necessário, novos municípios serão incluídos nesta estratégica. Os casos entre crianças menores de 12 meses de idade representam 13,6% dos 967 casos existentes no Estado hoje. 80% do total de casos se concentram na capital, com 778.
Vale ressaltar que a  campanha de vacinação contra sarampo focada em jovens de 15 a 29 anos continua em 15 municípios da Grande São Paulo. Desde 10 de junho, 1,2 milhão de pessoas nessa faixa etária foram imunizadas. A meta é vacinar 4,4 milhões até o dia 16 de agosto, data de encerramento da campanha.

Relação das cidades que requerem imunização de bebês de 6 a menores de 12 meses:
· Atibaia
· Barueri
· Caçapava
· Caieiras
· Campinas
· Capital – São Paulo
· Carapicuiba
· Diadema
· Embu
· Estrela D’Oeste
· Fernandópolis
· Francisco Morato
· Guarulhos
· Hortolândia
· Indaiatuba
· Itapetininga
· Itaquaquecetuba
· Jales
· Jundiaí
· Mairiporã
· Mauá
· Mogi das Cruzes
· Osasco
· Peruíbe
· Pindamonhangaba
· Praia Grande
· Ribeirão Pires
· Ribeirão Preto
· Rio Grande da Serra
· Santo André
· Santos
· São Bernardo do Campo
· São Caetano do Sul
· São José do Rio Preto
· São José dos Campos
· Sorocaba
· Sumaré
· Taboão da Serra
· Taubaté

*Conteúdo Secretaria Estadual da Saúde

Leia também

https://spagora.com.br/cameras-gravam-casal-de-andarilhos-colocando-fogo-em-mulher/

Crianças devem ser vacinadas contra o Sarampo antes de viajar

Por  Elaine Patricia Cruz

O Ministério da Saúde soltou nesta terça-feira (6) um comunicado alertando pais, mães e responsáveis que vão viajar com seus filhos de seis meses a menores de um ano de idade para 39 cidades dos estados de São Paulo, Pará ou Rio de Janeiro, onde há surto ativo do sarampo, para que vacinem seus filhos. A recomendação é que todas essas crianças sejam imunizadas contra a doença no período mínimo de 15 dias antes da data prevista para a viagem. Além de proteger, a medida de segurança pretende interromper a cadeia de transmissão do vírus do sarampo no país.

Segundo o Ministério, a vacina não substitui e não será considerada válida para fins do calendário nacional de vacinação da criança. Assim, além dessa dose que está sendo aplicada agora, os pais e responsáveis devem levar os filhos para tomar a vacina tríplice viral (D1) aos 12 meses de idade (1ª dose); e aos 15 meses (2ªdose) para tomar a vacina tetra viral ou a tríplice viral + varicela. A vacinação de rotina das crianças deve ser mantida independentemente do planejamento de viagens para os locais com surto ativo do sarampo ou não.

No estado de São Paulo, as cidades com registro de sarampo, segundo o Ministério da Saúde, são: São Paulo, Santos, Fernandópolis, Santo André, Guarulhos, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Mauá, Ribeirão Pires, Mairiporã, Pindamonhangaba, Sorocaba, Diadema, Indaiatuba, Osasco, Barueri, Caçapava, Caieiras, Embu, Estrela D’Oeste, Francisco Morato, Hortolândia, Itapetininga, Itaquaquecetuba, Jales, Mogi das Cruzes, Peruíbe, Praia Grande, Ribeirão Preto, São José dos Campos, Taboão da Serra e Taubaté. No estado do Rio de Janeiro: Rio de Janeiro, Paraty e Nilópolis. No Pará: Monte Alegre, Santarém, Porto do Moz e Prainha.

O Ministério da Saúde registrou, entre os dias 05 de maio e 03 de agosto deste ano, 907 casos confirmados de sarampo no Brasil, em três estados: São Paulo (901 casos), Rio de Janeiro (5) e Bahia (1).