Morador de rua recebe comida de graça no Bom Prato

Restaurante Bom Prato de Jandira, na grande São Paulo (Arquivo/Gov. do Estado de SP)

Os restaurantes do programa estadual Bom Prato estão oferecendo refeições gratuitas, em todo estado, até o final de julho. No entanto, para poder utilizar a gratuidade, o usuário deverá estar cadastrado, pela prefeitura onde está localizado o restaurante, como população em situação de rua não albergada e sem acesso à assistência alimentar. 

O programa Bom Prato oferece refeições a R$ 0,50 (café da manhã) e a R$ 1 (almoço ou jantar). O programa conta com 58 unidades em funcionamento, sendo 22 localizadas na capital, 11 na Grande São Paulo, 8 no litoral e 17 no interior. 

A gratuidade para as pessoas cadastradas será custeada pelo governo do estado. Ficarão a cargo das prefeituras, onde há restaurantes do programa, localizar e identificar os beneficiários, bem como fazer a entrega dos cartões de gratuidade e o monitoramento da prestação dos serviços.

A refeição oferecida tem cerca de 1.200 calorias e é composta por arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa – geralmente uma fruta da época. Já no café da manhã é oferecido leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação. 

Por Bruno Bocchini – Repórter da Agência Brasil 

*Diferentemente do informado no título da matéria, o nome do projeto é Bom Prato. A informação foi corrigida.

População de rua terá mais postos para tirar documentos

Atendimento será em unidades da Guarda Civil Metropolitana (Rovena Rosa/Agência Brasil)

A Polícia Civil de São Paulo aumenta, a partir de amanhã (12), o número de postos que emitem documentos à população de rua. O atendimento, que era realizado apenas na área central da capital paulista, ocorrerá também em unidades da Guarda Civil Metropolitana (GCM) nas zonas norte, sul, leste e oeste.

A ação tem o objetivo de auxiliar a população de rua a obter, com os documentos em mão, o benefício concedido pelo governo federal durante a pandemia. A medida, que teve início no centro da cidade na última quarta-feira (6), já realizou 516 atendimentos nos três primeiros dias.

O processo para emissão de documentos incluí coleta de dados pessoais, assinatura, impressões digitais e fotografia. Segundo a polícia, a recepção ao cidadão será feita com o uso de equipamentos de proteção individual (EPI), e os locais serão higienizados a cada atendimento realizado.

As unidades funcionarão das 10h às 17h, mediante agendamento prévio, que poderá ser realizado por meio dos telefones (11) 3396-5870, 3396-5880 e pelo aplicativo WhatsApp pelo número (11) 97492-5421.

Os novos postos de atendimento estão localizados na região norte, na Praça Heróis da FEB, s/n – Santana; na região sul, na Rua Cassiano dos Santos, 499 – Jardim Cliper; na região leste, na Estrada de Mogi das Cruzes, 1860 – Burgo Paulista; e na região oeste, na Rua Major Paladino, 180 – Vila Leopoldina.

Moradores de rua morrem após tomar bebida doada por desconhecido

Vítimas foram socorridas por moradores antes da chegada do Samu. Polícia investiga o crime. (Polícia Militar/Reprodução)


Quatro moradores de rua morreram e outros quatro foram hospitalizados depois de tomar uma bebida oferecida por um desconhecido. Eles passaram mal em Barueri, na Grande São Paulo. A informação é da Folha de S. Paulo.

Segundo a polícia, uma das vítimas disse que a bebida foi oferecida na região da cracolândia, no Centro de São Paulo. O homem compartilhou a garrafa com as outras pessoas.

A polícia registrou o caso como morte suspeita e apreendeu o líquido para perícia.

Frio: 470 mil atendimentos a pessoas em situação de rua

Por Camila Maciel

São Paulo – Pessoa em situação de rua dorme na rua São Luís, região central (Rovena Rosa/Agência Brasil)

/Após 28 dias sem chuva na capital paulista, a chegada de uma frente fria mudou completamente o tempo em São Paulo. Desde 5 de junho, os dias em São Paulo estavam secos e com baixa umidade do ar. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), na madrugada de hoje (4), o tempo fechado e chuvoso inibiu a elevação de temperaturas, oscilando em torno de 15ºC, mas a mínima deve ocorrer nesta noite, com cerca de 13ºC. As taxas de umidade estão em acima de 55%.

A previsão para os próximos dias é que as temperaturas caiam ainda mais, com mínima de 11ºC e máxima de 15ºC amanhã (5). “O ar frio polar ingressa e se potencializa com os ventos de sul/sudeste”, aponta o CGE. No sábado (6), o frio chega com mais força, mas com céu aberto, os termômetros devem registrar valores médios de 6ºC. Segundo o órgão da prefeitura, há expectativa de novo recorde de temperatura mínima em São Paulo.

Acolhimento

Com a chegada do frio, o governo municipal intensificou as ações de atendimento à população de rua. A Operação Baixas Temperaturas fez cerca de 470 mil acolhimentos entre o dia 22 de maio, quando teve início, e 4 julho. Além disso, foram feitos 6.700 atendimentos no período de plantão – noite e madrugada. A equipe plantonista pode ser acionada via Central 156. 

Baixe o aplicativo do SP AGORA

A operação, que segue até 20 de setembro, é intensificada sempre que a temperatura atinge patamar igual ou inferior a 13ºC ou sensação térmica equivalente. De acordo com a prefeitura, os orientadores socioeducativos que atuam nos Serviços Especializados de Abordagem Social fazem as abordagens em pontos estratégicos da cidade, das 8h às 22h, ofertando encaminhamentos para rede de acolhimento e outros serviços da rede socioassistencial. Essa equipe fez 53.844 abordagens desde maio, podendo uma mesma pessoa ser atendida várias vezes, e 23.267 encaminhamentos.

A Secretaria Municipal de Assistência Social tem 148 serviços e aproximadamente 22 mil vagas, sendo 18.411 de acolhimento. Conta ainda com 128 Serviços de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes, que disponibilizam 2.335 vagas. Durante a operação, foram criadas 260 vagas emergenciais para população em condição de rua e 20 para crianças e adolescentes.

http://spagora.com.br/marginal-em-atencao-e-sp-tem-20-locais-alagados/