Veja opções de passeio no feriado de 7 de setembro no Estado

(Museu da Imigração/Divulgação)

Quem quiser aproveitar com muita arte o feriado desta terça-feira (7) vai gostar do roteiro de atividades para todos os gostos e idades preparado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. As bibliotecas e muitos museus do Estado estarão abertos, de forma segura, e de acordo com todos os protocolos de distanciamento, disponibilização de álcool em gel e obrigatoriedade do uso de máscara.

Se a opção for ficar em casa, a pasta lançou, no último dia 1º de setembro, a Agenda Tarsila, site que reúne um farto material a respeito da Semana de Arte Moderna de 1922, seu legado, e todas as opções culturais que estão disponíveis, tanto virtual quanto presencialmente, para quem quiser conhecer mais sobre o tema. 

A  #CulturaEmCasa, plataforma de streaming e vídeo por demanda da SEC, não ficou de fora e lança, também no dia 7, o programa Esquenta Bicentenário, uma galeria virtual com imagens (pinturas e gravuras) icônicas de Dom Pedro, sua coroação e aclamação como Imperador do Brasil. Os registros fazem parte do acervo da Pinacoteca.

Museus

Museu Afro Brasil
Programação: Exposições Temporárias: EMBYRÁ [restos] – Andrey Guaianá Zignnatto; Frida Orupabo (34ª Bienal de São Paulo); Heranças de um Brasil profundo – diversos artistas. 
Data: 7 de setembro 
Horário: Abertura das 10h às 17h, com permanência até às 18h
Bilheteria: Inteira: R$15,00 | Meia-entrada: R$7,50 | Gratuito às quartas-feiras
Os ingressos podem ser adquiridos presencialmente na bilheteria ou online.
Compra online de ingressos: bit.ly/mab_ingressos 

Museu da Casa Brasileira 
Programação: 
Exposições em cartaz: A Casa e a Cidade – Coleção Crespi Prado | Remanescentes da Mata Atlântica & Acervo MCB | Vitrine – Utensílios da Cozinha Brasileira | Jean Gillon: artista-designer | Bernardo Figueiredo: designer e arquiteto brasileiro.
Data: 7 de setembro, terça-feira
Horário: das 10h às 18h
Bilheteria: Entrada gratuita 
Mais informações:https://mcb.org.br/pt/noticias/7-de-setembro-no-museu-da-casa-brasileira/

Museu da Imagem e do Som – MIS
Programação:  Exposição Registros da Inclusão  
Data: 7 de setembro
Horário:  12h às 18h
Bilheteria: Gratuito 

Museu da Imigração
Programação: exposição de longa duração “Migrar: experiências, memórias e identidades”, exposição temporária “1300° Das cinzas, uma árvore” e Projeto RAIZ
Data: 7 de setembro
Horário: 9h às 18h
Bilheteria (encerra às 17h): R$5 a R$10 (ingressos antecipados: https://bit.ly/MIIngressosOnline). 

Museu de Arte Sacra de São Paulo
Programação: 
Arte Sacra Através dos Séculos (Exposição de longa-duração).
Paulo Pasta – Luz (Exposição temporária).
Amor e Esperança: Guto Godoy (Exposição temporária na Sala MAS da Estação Tiradentes).
Data: 7 de setembro
Horário: 11h às 17h – 
Bilheteria: R$6 Inteira / R$3 Meia
http://museuartesacra.org.br/visite-o-mas/

Museu do Futebol
Programação: Na terça-feira, feriado de 7 de setembro, o Museu do Futebol terá abertura noturna! E o melhor de tudo: com entrada gratuita para todos. Venha conhecer a exposição temporária “Tempo de Reação – 100 anos do goleiro Barbosa” e visitar também a mostra de longa duração, que conta a história do futebol e do Brasil. Aproveite para conhecer a loja Futebol Super Store e tomar um café no Bubu Restaurante, localizados na Praça Charles Miller, do lado direito da entrada do museu. 
Data: 7 de setembro 
Horário: 9h a 21h (entrada até 19h30)
Bilheteria: Entrada gratuita – agende seu horário pelo site: https://museudofutebol.org.br/ingressos/ 

Casa Mário de Andrade
Programação: 
Exposição de longa duração “Morada do Coração Perdido”. Curadoria: Carlos Augusto Calil
Exposição “Fantoches da meia-noite – A modernidade que sai das sombras”
Data: 7 de setembro
Horário: 10h às 18h
Bilheteria: Entrada gratuita. Agendar a visita pelo site: https://poiesis.education1.com.br/publico/agendamento/b53b3a3d6ab90ce0268229151c9bde11 

Casa Guilherme de Almeida
Programação: Exposição de longa duração “Acervo de Guilherme de Almeida e Baby de Almeida”.
Data: 7 de setembro
Horário: 10h às 18h
Bilheteria: Entrada gratuita. Agendar a visita pelo site: https://poiesis.education1.com.br/publico/agendamento/9f61408e3afb633e50cdf1b20de6f466

Bibliotecas

Biblioteca de São Paulo

Programação:

Pintando o Sete
Data: 7 de setembro 
Horário – 11h às 12h
Bilheteria: Gratuito 

Hora do Conto com a Cia. Ginga e Prosa
Data: 7 de setembro 
Horário – 14h às 14h45
Bilheteria: Gratuito 

 Biblioteca Parque Villa-Lobos

Programação: 

Hora do Conto com a Lilian Marchetti
Data: 7 de setembro 
Horário – 14h às 14h45
Bilheteria: Gratuito

Lê no Ninho
Data: 7 de setembro 
Horário – 11h às 11h45
Bilheteria: Gratuito 

Litoral e interior 

Em Santos 

Museu do Café
Programação gratuita para os 99 anos do edifício da antiga Bolsa Oficial de Café, comemorado em 07/09
9h às 18h – Gratuidade na visitação
14h – Degustação de cafés especiais
16h – Apresentação do quarteto de cordas “Martins Fontes”
Data: 7 de setembro 
Bilheteria (encerra às 17h): entrada gratuita no Museu e nas demais atividades 

Em Brodowski 

Museu Casa de Portinari 
Programação: Visitação na instituição e na Exposição a Céu Aberto Giardino Portinari
Data: 7 de setembro 
Horário: das 9h às 18h
Bilheteria: Entrada gratuita 

Em Campos do Jordão 

Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro
Programação: Visitação
Data: 7 de setembro 
Horário: 9h às 18h
Bilheteria: inteira R$10,00 e meia R$5,00 – gratuita aos domingos (política de gratuidade:  www.museufelicialeirner.org.br

Em Tupã 

Instituição: Museu Índia Vanuíre
Programação: Visitação
Data: 7 de setembro 
Horário: das 9h às 17h
Bilheteria: Entrada gratuita 

Somente programação virtual

Agenda Tarsila 
Portal que reúne conteúdos e programação sobre a Semana de Arte Moderna de 1922 e seu legado
www.agendatarsila.com.br

#CulturaEmCasa
Programação –  Esquenta Bicentenário
A partir do dia 7 de setembro
Plataforma: www.culturaemcasa.com.br ou pelo aplicativo #CulturaEmCasa disponível na Apple Store e Google Play

Memorial da Resistência 
Programação: Assista as gravações dos três encontros virtuais do ciclo “A Democracia é possível” que reuniu coletivos, artistas e agentes culturais de diversas regiões de São Paulo para debater iniciativas voltadas à redução de danos e à preservação de memórias na região central e periférica de São Paulo.
Link: http://memorialdaresistenciasp.org.br/resistencia-democracia-na-cidade/ 

Museu Catavento
Programação: HOJE É DIA DE: Independência do Brasil
Breve descrição: Apresentação de vídeo em nossas redes sociais com explicações sobre as principais causas e consequências da Independência do Brasil, incluindo como foi a viagem de Dom Pedro a São Paulo.
Data: 07 de setembro
Horário: 12h.
Divulgação: Redes sociais do museu 

Pinacoteca
Programação Tour virtual da exposição Enciclopédia Negra
Data: 7 de setembro 
Link do tour https://pinacoteca.org.br/programacao/enciclopedia-negra/ 

30 museus para visitar sem sair de casa

(Reprodução)

Os Museus fazem parte do roteiro turístico de qualquer viajante que busca conhecer a história e a cultura de um determinado povo. Com o avanço da tecnologia, ficou mais fácil e acessível visitar diferentes lugares do mundo sem sair de casa, por isso, preparamos uma lista com 30 Museus e Instituições Culturais espalhados em diferentes regiões do mundo para você acessar de forma online, segura e gratuita.

Além dos Museus elencados abaixo, você também pode conhecer o Memorial da Educação Municipal, um espaço que visa preservar a memória da educação paulistana.

Confira a história e a cultura de 13 países, incluindo o Brasil, clicando nos links abaixo em destaque:

Brasil

França

Estados Unidos

México

Inglaterra

Itália

Holanda

Grécia

Israel

Japão

Coreia do Sul

Rússia

Espanha

*Com informações da Prefeitura de São Paulo

5 museus para visitar junto com bebê e crianças pequenas

Um grande desafio para quem tem filhos, principalmente bebês ou crianças pequenas, é escolher um passeio que, além do entretenimento, também ofereça estrutura adequada, como trocadores de fraldas, acessibilidade e bancos para descanso e amamentação.

Para a administradora Roberta Magoga, levar os filhos em um passeio sempre foi um desafio. “Adoro exposições, filmes e artes, mas muitas vezes fica difícil ir com as crianças, pois nunca sei se a estrutura é adequada para eles”, conta.

Já a aposentada Ana Guimarães gosta de levar os netos para brincar e também aproveita a diversão. “Eles amam o Museu Catavento. Eu acho maravilhoso porque todos nós nos divertimos juntos”, afirma.

Para ajudar, selecionamos cinco museus que oferecem atividades especiais para famílias e também facilidades que garantem o conforto tanto dos pequenos quanto dos papais.

Confira a lista abaixo:

Museu Catavento Cultural e Educacional

(Governo do Estado de SP/Reprodução)

O Museu Catavento é um espaço educativo e interativo com diversas atrações e atividades para todas as idades. Bebês com seus pais podem participar e se divertir em espaços como a sala “Engenho”, o Borboletário e o jardim do local.

O museu tem acesso para carrinhos de bebês e também oferece bancos para descanso, trocadores para bebês nos banheiros masculinos e femininos e ambulatório para atendimento de emergências.

Museu do Futebol

(Rovena Rosa/Agência Brasil)

O Museu do Futebol possui acessibilidade em todos os espaços. Com rampas de acesso, elevadores e escadas rolantes, é possível entrar com o carrinho de bebê nas salas do Museu. O espaço também possui trocadores de fraldas nos banheiros femininos e no banheiro unissex, permitindo um passeio mais confortável e divertido com a família toda.

Pinacoteca de São Paulo

Fachada do prédio da Pinacoteca (Governo de SP/Reprodução)

A Pinacoteca de São Paulo possui o projeto PinaFamília, que é realizado sempre no segundo domingo do mês. O objetivo é estimular a visita de famílias ao museu e a apreciação artística com atividades e visitas guiadas. A Pinacoteca conta com bancos distribuídos por todo o museu, trocadores para bebês nos banheiros masculinos e femininos, acesso para carrinho de bebê e elevadores. O estacionamento é gratuito.

Museu da Casa Brasileira

Com bancos espalhados por todo o jardim, onde é possível sentar para descansar e também amamentar, o Museu da Casa Brasileira oferece acesso para carrinho de bebê e uma programação de oficinas educativas voltadas para crianças e famílias. O espaço também possui trocadores para bebês nos banheiros masculinos e femininos.

Museu da Imagem e do Som (MIS)

(Arquivo/Divulgação)

No último domingo do mês, o MIS realiza a Maratona Infantil, um dia repleto de atividades voltadas para crianças e famílias. Os visitantes podem aproveitar inúmeras atrações, como oficinas, espetáculos, contação de histórias e shows. O espaço possui trocadores para bebês nos banheiros masculinos e femininos, elevador para acesso com carrinho de bebê e bancos para descanso.

10 museus para conhecer no Estado de São Paulo

Você sabia que bens de valor histórico, cultural, arquitetônico, ambiental e também de valor afetivo para a população são tombados pelo patrimônio histórico, impedindo que venham a ser destruídos ou descaracterizados?

O tombamento trata-se de um ato administrativo realizado pelo Poder Público, com o objetivo de preservar para a população, por meio da aplicação de legislação específica. Como é o caso do Museu Café, Museu da Língua Portuguesa e Museu Catavento.

Segundo a Constituição Federal, no artigo 216, “constituem patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial tombados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira”.

Além de imóveis, o tombamento se aplica a áreas urbanas, como centros históricos ou bairros, áreas naturais e inclusive bens móveis, como coleções de arte ou objetos representativos de um acontecimento histórico. Qualquer pessoa (física e jurídica) pode pedir a abertura de estudo de tombamento de um bem.

Processo

O órgão responsável por esse processo é o CONDEPHAAT – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico. Ele é formado por representantes de diversas entidades (secretarias estaduais, entidades de classe e universidades), que se reúnem periodicamente para deliberar sobre os pedidos relativos ao patrimônio cultural do Estado de São Paulo.

O processo se inicia com a solicitação do interessado, que deverá ser bem justificada e documentada. A proposta é então encaminhada ao corpo técnico, que dará um parecer sobre o assunto. Após análise do processo por um Conselheiro Relator e pelo Conselho, é decidida a abertura ou não do processo de estudo de tombamento.

Se os pareceres forem favoráveis, abre-se o processo de estudo de tombamento, que assegura a preservação do bem até decisão final. O proprietário, nesse momento, já é notificado.

A última etapa é a efetivação do tombamento, que acontece por meio de uma resolução do Secretário da Cultura, publicada no Diário Oficial do Estado. Depois, o bem é inscrito no respectivo livro do tombo.

Os museus

Confira a lista abaixo e entenda por que eles ganharam essa classificação. Depois, prepare seu roteiro e planeje as visitas:

(Museu Casa das Rosas/Reprodução)

1 – Casa das Rosas: Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, ocupa um dos últimos casarões remanescentes da época de ouro do café na Avenida Paulista. Um refúgio onde toda a expressão poética encontra seu espaço.

2 – Memorial da Resistência (Antigo DEOPS): Vinculado à Pinacoteca do Estado, está localizado no piso térreo do edifício que abriga também a Estação Pinacoteca. Durante o período da Ditadura Militar no Brasil, o prédio abrigou o DOPS – Departamento Estadual de Ordem e Política Social por quase meio século, e era utilizado como local de reclusão de presos políticos.

3 – Museu Catavento (antigo Palácio das Indústrias): O Palácio das Indústrias, nome do prédio onde está instalado o Museu Catavento, foi construído durante 13 anos, entre 1911 e 1924, quando São Paulo tinha apenas cerca de 100 mil habitantes. O prédio em si é uma grande apologia dessa grandeza econômica e política que São Paulo representava na época.

(Arquivo/Brasil)

4 – Museu da Língua Portuguesa (Estação da Luz): A Estação da Luz, tombada pelo CONDEPHAAT, continua exercendo a função original de entroncamento ferroviário e também abriga o Museu da Língua Portuguesa e uma estação de Metrô. As instalações do MLP foram atingidas por um incêndio de grandes proporções em dezembro de 2015, ocasionando o fechamento do espaço para a visitação. As obras têm previsão de conclusão até março de 2019.

5 – Pinacoteca: O mais antigo museu de São Paulo foi criado em 1905, em um projeto idealizado por Ramos de Azevedo, e possui uma vasta coleção de obras brasileiras dos séculos 19 ao 21. A história da Pinacoteca do Estado de São Paulo se confunde com a do Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo (Laosp), criado em 1873 por Leôncio de Carvalho.

6 – Museu da Imigração (antiga Hospedaria dos Imigrantes) e seu acervo arquivístico: Sediado no edifício da antiga Hospedaria do Brás, um patrimônio público e importante ícone da história do Estado e da cidade de São Paulo, o Museu busca compreender e refletir o processo migratório brasileiro a partir da história das 2,5 milhões de pessoas, de mais de 70 nacionalidades, que passaram pelo prédio entre os anos de 1887 e 1978.

7 – Museu do Café (antiga Bolsa do Café): Instalado no edifício da antiga Bolsa Oficial de Café, onde até 1957 aconteciam as negociações do produto, o local conta a história do café no país e como ela se mistura à própria cultura brasileira, além do desenvolvimento político, econômico e cultural do país, relação que começou em meados do século XVIII e que se mantém forte até hoje.

(Museu Casa de Portinari/Reprodução)

8 – Museu Casa de Portinari: Localizado em Brodowski, a 343 km da capital, tem como principal objetivo preservar a memória e difundir a história do pintor Cândido Portinari. Foi no imóvel, inaugurado em 1970, que Portinari viveu durante toda a infância e parte da adolescência. Seus cômodos e anexos contam a história do artista e guardam suas obras, além de desenhos, estudos, objetos pessoais e profissionais, utensílios, móveis e documentos.

9 – Oficinas de Cultura Casa Mário de Andrade e Oswald de Andrade: Inaugurada em agosto de 1990, no bairro da Barra Funda, o endereço abriga a antiga casa do escritor e intelectual Mário de Andrade, um dos principais ideólogos do movimento modernista e da Semana de Arte Moderna, em 1922. É uma oficina temática, com programação voltada para áreas específicas do texto e da literatura.

10 – Acervo do Museu de Arte Sacra: Está instalado no Mosteiro da Luz, que data de pelo menos 1583, quando se tem notícia de uma ermida (pequena capela) nos Campos do Guarepe, atual Avenida Tiradentes, no coração da cidade de São Paulo. O Mosteiro da Luz é um dos mais importantes monumentos da arquitetura colonial paulista, construído em taipa de pilão, raro exemplar remanescente na cidade, e abriga a Ordem das Irmãs Concepcionistas, que vivem em clausura no andar superior.

*Conteúdo do Governo do Estado de São Paulo

Veja programação especial de museus no dia das crianças

Camila Maciel/Agência Brasil

(Rovena Rosa/Agência Brasil)

Museus paulistas abrirão hoje (12), no Dia das Crianças, com programação especial para celebrar a data. De acordo com a Secretaria de Estado da Cultura, a Campanha “É Dia de Museu” estimula as famílias a aproveitar o dia com passeios divertidos e educativos. Na capital, oito museus terão com atividades infantis, e também museus do interior e do litoral paulista, nas cidades de Tupã, Santos, Campos do Jordão e Brodowski.

O Museu da Imigração, na Mooca, inaugura às 11h a exposição temporária “Infância Refugiada”, com registros do Oriente Médio que mostram a realidade de crianças palestinas refugiadas. Os registros foram feitos pela fotógrafa Karine Garcêz. No sábado (13), às 15h, o espetáculo teatral “Menino Coragem”, da Companhia Articularte, contará histórias de crianças e famílias refugiadas. Além disso, em todos os finais de semana de outubro, às 11h, no mesmo local, haverá visitas com o tema “Crianças que Migram”.

No Museu do Futebol, que fica anexo ao Estádio do Pacaembu, o Espaço Dente de Leite preparou brincadeiras lúdicas para bebês e crianças de até 3 anos das 10h30 às 17h, nesta sexta-feira. No sábado e no domingo, a atividade está marcada para 10h30 às 15h30. O museu oferece ainda oficinas de fabricação de pipa na sexta, de 11h e às 12h30; e de dedoche (fantoche de dedo) no sábado, das 14h às 15h30. No domingo, a partir das 14h, estão programadas atividades educativas na nova mostra “Clássico é clássico e vice-versa”.

Um jogo de quebra-cabeças para tablet é a atração do Museu Catavento, no Brás. O “Desafio Puzzlar” vai levar os participantes a reconstruir réplicas de monumentos históricos e culturais em 3D, usando a plataforma de realidade aumentada. O espaço vai apresentar também o espetáculo dos palhaços Kito e Tinha. que abordará os cuidados para combater o mosquito Aedes Aegypti. Também nos dias 12 e 13, das 9h às 17h, a atividade “Escola de Gênios” apresenta experimentos de diferentes áreas do conhecimento.

O Museu de Arte Sacra, na Luz, comemora a data com a Oficina de Arqueologia, das 14h às 16h. As crianças são convidadas a participar de uma expedição em que entram em contato com o acervo e farão parte de uma escavação de um sítio arqueológico no jardim do Mosteiro da Luz. Na Casa Brasileira, no bairro Jardim Paulistano, as crianças vão observar uma oficina a criação de solo fértil por minhocas e inventar histórias sobre a passagens dessas criaturas em buracos e túneis. Tem também lançamento de livros e contação de histórias.

No Parque Ibirapuera, o Museu Afro Brasil convida o público infantil a conhecer a história do parque e as memórias, artes e histórias afro-brasileira. Na Pinacoteca, no bairro Luz, a diversão será com o JogaJunto, uma programação que disponibiliza jogos relacionados ao acervo do museu. Tem também o PinaFamília, que levará as famílias a uma viagem pelo acervo por meio de jogos e vivências educativas.

O Museu da Imagem e do Som (MIS) apresentará o Festival Azoofa de Música Infantil (Fami) que leva artistas da cena musical brasileira em um espetáculo infantil, criativo e educativo. As bandas Beatles Para Crianças, MiniJóia e Pequeno Cidadão vão animar o evento.

Em outras cidades do estado, a programação ocorre no Museu do Café, em Santos; no Museu Casa de Portinari, em Brodowski; no Museu Índia Vanuíre, em Tupã; e o Museu Felícia Leirner, em Campos do Jordão.

A programação completa pode ser conferida no site da Secretaria de Estado da Cultura.

Google Arts & Culture lança exposição sobre a Seleção de 1958

Arts

 

Com a presença do Museu do Futebol no Google Arts & Culture, uma exposição on-line sobre a história da Seleção, os usuários agora também podem conferir mais detalhes sobre a seleção brasileira de 1958.

Conhecida como a primeira a conquistar o título para o país e que contava com craques de peso como Pelé e Garrincha, todos as lembranças podem ser revistas agora no mundo virtual.

Museu do futebol no Google Arts & Culture

A cidade de Poços de Caldas, localizada no sul do Estado de Minas Gerais, foi o cenário da concentração de dez dias que reuniria pela primeira vez jogadores e comissão técnica da Seleção Brasileira.

Futebol é emoção, cultura e, acima de tudo, muita história. As pessoas podem descobrir como a delegação comandada por Paulo Machado foi escalada, quem foram os escolhidos, quais foram à Suécia, como foi a concentração e muitos outros detalhes.

Além da história, a exposição traz imagens captadas pelo fotojornalista Antonio Lucio (1930-2000), ganhador de duas edições do Prêmio Esso.

Acesse “A Seleção em Poços de Caldas” pelo computador ou no aplicativo do Google Arts & Culture disponível para os sistemas Android e IOS.

 

Fonte: Google Discovery